1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Mosca (The Fly, 1986)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Fúria da cidade, 22 Dez 2016.

?

Nota para o filme

  1. 10

  2. 9

  3. 8

  4. 7

  5. 6

  6. 5

  7. 4

  8. 3

  9. 2

  10. 1

O resultado é visível apenas após você votar.
  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Duração: 1h 36min
    Direção:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Elenco:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Gêneros
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Nacionalidades
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sinopse:
    A Mosca (The Fly) é um filme de terror e ficção científica dos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá de 1986, com direção de David Cronenberg. Estrelando Jeff Goldblum, Geena Davis e John Getz, o filme é uma refilmagem do seu homônimo de 1958. A Mosca estreou em 15 de agosto de 1986, teve um orçamento de 15 milhões de dólares , arrecadando 60,6 milhões em bilheterias ao redor do mundo. Uma sequência, The Fly II, foi lançada em 1989. A história do filme é relativamente similiar a da obra literária A Metamorfose de Franz Kafka.

    O enredo do filme desenvolve-se em torno do físico Seth Brundle (Jeff Goldblum), que está a desenvolver uma máquina de teletransporte. Após fazer alguns testes com objetos e com um macaco, Seth, acompanhado de Veronica Quaife (Geena Davis), uma jornalista investigativa, sente-se encorajado a testar sua máquina em si próprio. Ao entrar na cabine de teletransporte, ele acaba se fundindo geneticamente a uma mosca-doméstica, tendo diversas modificações fisiológicas aproximando-o da aparência de um inseto.

    Trailer:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Comentando:

    Não podia deixar o ano acabar sem passar em branco nesse clássico do David Cronenberg que completou 30 anos e que pude vê-lo na telona no ano do lançamento.

    Os anos 80 foi uma década que o Cronemberg estava numa fase muito boa para emplacar produções de terror e suspense. Ter feito a refilmagem de "A mosca da cabeça branca" de 1958 com uma leitura diferente e mais ampla que ao invés de apenas repetir o roteiro simples do anterior, com o teletransporte mal sucedido que resultasse em dois seres mistos com parte humana e de inseto. Neste o Cronenberg foi bem mais ousado do que o original e explorou uma fusão molecular entre os dois, com direito a uma lenta etapa de metamorfose, mostrando o lado nada higiênico de alimentação de um ser humano que ia desenvolvendo hábitos de inseto. Nojento? Sim, mas bem ousado e esta ousadia rendeu uma justa boa bilheteria e alguns prêmios.

    Por ter sido rodado numa época que a computação gráfica era pouco desenvolvida, é um filme que chama bem atenção pela grande mão-de-obra que teve em maquiagem que foi algo bem marcante.

    E logicamente não dá pra terminar sem falar da grande atuação de Jeff Goldblum que ao longo da carreira obteve vários bons destaques, mas geralmente sempre como ator coadjuvante, mas neste filme se saiu muito bem como o grande protagonista, além também de projetar bem a Geena Davis .

    É um dos poucos filmes que posso dizer que gostei mais da refilmagem do que o original. Pena que a sua sequência deixou a desejar, mas vale ser visto (pra quem não tiver nojo é claro :lol:)
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O filme é um clássico, fato, mas eu acho que esperava mais do filme. Mas é bom, gostei. Depois pretendo assistir o original.
     
  3. Reverendo

    Reverendo Usuário

    Eu ainda prefiro a troca de cabeças do original.
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Em relação ao original, confesso que a ideia da troca de cabeças e um braço no filme de 1958 é muito mais simples do que a fusão genético-molecular que é algo bem mais complexo de entender, mas por outro lado criava ao longo do filme inteiro uma expectativa de como seria esse processo de metamorfose no "Brundle-Mosca". Já o original tinha uma expectativa bem mais previsível.

    Por isso elogio o Cronemberg por ter sido ousado em fazer esse tipo de abordagem numa época em que efeitos de computação gráfica ainda não eram tão avançados e os maquiadores nesse filme tiveram uma grande máo-de-obra e trabalharam muito.
     
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar