1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A morte

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Dirhil, 26 Jun 2003.

  1. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    E aih? Como enfrentar a morte de uma pessoa que gostamos?


    Tipo..... eu nunca tinha encarado ela tao de cara ateh este ultimo final de semana com o falecimento de minha avó.
    Tipo.... era algo que sempre ocorria com os outros, e que apesar de saber que um dia iria ocorrer comigo, a gente sempre acaba se chocando.


    Na verdade eu até tou me surpreendendo com minha reação.....talvez um pouco de descrença de que isso realmente ocorreu.... mas sei lá..... tá tudo tão estranho ainda.

    Eu não costumava falar muito com ela, mas era uma pessoa que eu amava e que agora não tá mais comigo. Pelo menos não fisicamente, pois sempre irei carregar ela na memória e seus últimos momentos dela comigo.

    Fazia dias que eu não encontrava com ela.... até ir para Curitiba um dia e encontrar ela no supermercado. Ela tava boa..... andamos juntos abraçados o tempo todo..... ela ainda tava com muitos planos (um deles era viajar comigo para o Machu Pichu que ela sempre teve vontade de conhecer). Mas menos de uma semana depois a doença dela piorou e ela foi internada..... ficando 22 dias no hospital e vindo a falecer.

    Eu nunca fui muito fã de hospital.... por isso evitei de ir vê-la. Talvez eu me arrependa disso futuramente.... mas sei lá..... nesses 20 e tantos dias eu fui lá apenas 2 vezes...... 3 dias após ela ser internada, quando ela ainda conseguia resmungar algumas palavras e entender que eu tava ali. E 3 dias antes dela falecer, pois nesse dia ela pediu para ver todo mundo. Nesse dia eu falei que não ia...... mas estava passando por perto do hospital e acabei entrando fora do horário de visitas.... ela tava lá, calminha, dormindo....


    O pior com certeza é meu pai..... que sofreu muito a perda dela..... só que ele anda meio estúpido demais e não tá deixando muito a gente se aproximar dele..... isso tá sendo deveras complicado......

    Fora isso eu tou tentando ao máximo apagar da memória os dias que a vi no hospital e só lembrar de bons momentos que tive com ela.

    Aproveitando, quero agradecer a Lórien, a Ilyriä, a Livh e o Asfhar que foram comigo no velório e me deram apoio em todos os momentos, pois não conseguiria ter ido sozinho lá.



    Ah sim..... eu não tenho certeza se o Geral é o melhor lugar para discutir isso.... pensei no Insônia, mas tem gente que só entra de tarde..... mas se algum moderador achar que outro lugar é melhor, que mova-o :wink:
     
  2. Rafael Prado

    Rafael Prado Usuário

    O fato é que cada um tem seu jeito de lidar com esses fatos. E somente quem sofre a perda, é que pode realmente entendê-la.
     
  3. jean

    jean Shhhzup!


    Exatamente... e por mais q soe cliche, o melhor remedio pra isso eh o tempo, ele faz aquilo q hj eh angustia, virar uma saudade um tanto feliz da pessoa q vc naum tem mais por perto... ja passei por isso e sei como eh...

    sempre lembro dela... mas hj em dia, (jah se passou quase um ano...), penso nela de uma forma legal... algo como uma saudade gostosa...

    E se pararmos pra pensar, estamos mais proximos das pessoas q perdermos do q imaginamos...
     
  4. Ash Nazg

    Ash Nazg Usuário

    nem me fale em morte cara, isso eh foda na minha familia...

    Por parte de pai ja "perdi" dois tios e meu avo e minha avó, sendo que eu gostava muito desses meus dois tios, eles eram muito legais. Por parte mae "perdi" 1 tio(o melhor tio na minha opiniao) e esse eu chorei qdo ele morreu, e uma avó...

    o modo que eu enfrento a morte de entes queridos é meio q esquisito. Eu pego e fico quieto no canto pensando em outra coisa ou lendo algum livro..
     
  5. Rustu Pai

    Rustu Pai Usuário

    Graças a Deus eu nunca tive nenhuma perca muito proxima.
    Teve uma tia avó minha, mas eu quase não tinha contato.

    Mas realmente esses saõ os momentos mais dificeis
    de se enfretar na vida :|

    *Sugetão : Club da Amizade *
     
  6. Litzhel

    Litzhel Delirium

    Eu me lembro do ano passado, quando um tio meu morreu. Eu nao chorei por ele, porque nunca tive contato com ele muito grande. Mas ele morava no apartamento do lado, era estranho saber que no dia anterior ele tava ali na janela, e no dia depois nao tava mais... e sabiamos que nunca mais ia estar.

    Eu só chorei por ver as pessoas que eu amo muito sofrerem com isso, como a minha mae e a minha vó.
    Lembro também quando meu avô morreu, pai da minha mae... eu devia ter 5 anos de idade, mas lembro de eu abraçando a minha mae e dizendo "mamae nao chora".

    Meu tio presenciou a morte do meu avô, ele teve ataque do coração e ele é que tava na sala do hospital quando ele tava morrendo. Ele diz agora, que até hoje nunca esqueceu daquela cena, que sempre sintiu falta do pai dele. Mas que agora, a dor, a raiva do pai ter morrido, a angustia de saber que nunca mais ia ve-lo e te-lo ao lado, passaram... e só ficou a saudade. Exatamente a saudade.

    Por isso que eu digo que a saudade sempre fica quando alguem morre, é inevitavel, mas que como meu tio disse... a dor, a raiva, indignação, toda aquela revoltada nos primeiros dias, e meses, de uma forma ou de outra, o tempo leva...

    Mas existem os casos das pessoas muito apegadas àquela que morre. Daí então é um caso especial. A pessoa acaba perdendo o amor a vida, e a vontade de viver...
    A dor so passa porque temos uma vida ainda, e temos que trabalhar nela, construi-la e vive-la. Mas quando a vida se interrompe por causa da morte de alguem, é quase impossivel para aquela pessoa só sentir saudade... ela acaba sentindo muito mais que isso.
     
  7. Rustu Pai

    Rustu Pai Usuário

    Esse caso geralmente acontece com mães.
    Porque depois de um tempo de casadas, a
    única coisa que importa para elas são
    os filhos.
    Tanto que muitas prefere a morte do que
    ver um filho morto :|
     
  8. Sauron_Body

    Sauron_Body Usuário

    Nunca passei por essa experiência, mas concordo que deve ser difícil e ao mesmo tempo fortificante.

    Se eu pensar em quem morrerá mais cedo (se eu contar só mortes naturais) na minha família eu definitivamente choro. :|
     
  9. Litzhel

    Litzhel Delirium


    Principalmente porque, os pais vivem com a ideia de que eles morreram antes, esse é o ciclo natural. Os filhos já sabem que vao ter que perder os pais. Então quando esse ciclo natural é interrompido por alguma coisa, e o filho morre, a mae ou pai, realmente fica muito pior.
     
  10. Megara

    Megara Princesa do Figo Bichado

    Di, meu lindo... Não acho errado você só ter ido no hospital poucas vezes... Meu avô morreu no final do ano passado, foi muito triste, especialmente para a minha mãe. Eu não sabia o que fazer para consolá-la...
    Ele ficou bastante tempo no hospital... Eu fui vê-lo só duas vezes. O estado em que ele se encontrava era horrível... Não era "aquele" meu nôno (aqui também chamamos assim o avô)... Preferi não ir vê-lo por que aquela imagem não era a que eu queria guardar.
    Eu tinha decidido vê-lo mais uma vez, só que naquela noite tocou o teefone avisando que ele tinha morrido... Acho que senti o mesmo que você...
    Culpa, arrependimento... Estas coisas...

    Mas sei que não era pra ser...
    Ele não foi uma pessoa muito bodosa em sua vida, mas era meu nôno. Prefiro aquela imagem dele apertando meu nariz, andando de bengala por aí, resmungando, conversando comigo naquele "italianês" (italiano com português), onde eu tentava traduzir tudo aquilo.
    É isso que preferi e prefiro. Sei que esteja onde estiver, ele sabe e compreende.

    Teve uma época que morreram várias pessoas conhecidas minhas, principalemnte jovens... Bateu um medo, uma dor...

    Acho que eu não sei lidar muito com a morte...
    Eu juro que tento, mas ela sempre me pega de surpresa e machuca muito...

    Mas, a vida segue e o conforto chega... Mas lidar bem com ela, nanão... :cry:
     
  11. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    É complicado esse negócio de lidar com a morte de pessoas queridas... eu perdi meu pai quando tinha 10 anos. Lógico, eu tinha noção do que estava acontecendo, mas acho que não senti como sentiria se acontecesse agora...

    Eu lembro que na época, por ele ter ficado muito tempo internado no hospital, a sensação que eu tinha é que uma hora ou outra ele ia voltar para casa e ia ficar tudo ok outra vez. No final das contas, acho que por causa disso eu cresci sentindo mais do que saudades, mas muita falta dele. Referência masculina, alguém para impor limite, sei lá. Um pai.

    Só sei que por causa desse negócio da doença do meu pai eu peguei horror a hospital e acabei deixando de visitar meu vô um tempo antes de ele morrer. Bate arrependimento? Bate. Mas aí eu lembro do que era ver meu pai na cama do hospital e eu acho realmente melhor que eu tenha ficado só com meu vô cheio de saúde na memória.

    Hm, é mesmo. Perdi o medo de hospital no ano passado, quando minha sobrinha nasceu. Alegria é um ótimo remédio para essas coisas :wink:
     
  12. Secaum

    Secaum Usuário

    meu pai morreu qd eu tinha 11 anos pra mim foi muito dificil, ate pq só sobrou eu, minha mãe e meu manow, quem mais sofreu na ora foi meu irmão mais novo q era mais apegado com meu pai
    ele tinha pouco contato com ele, então sempre aprovetava os bom monetos com meu pai, pra sair, bricar etc
    no meu caso, eu pasava muito tempo com ele, e talves por issu, não era tão apegado a ele como meu irmão
    mas pra mim foi, e esta sendo pior momento desde os 19, ate agora, simto falta de algem q eu posso confiar, possa me ajudar, q possa dar boms conselhos, as vezes pegar no pé .... haaaaa :osigh: faz muita falta agora
    pra mim ele morreu sendo um heroi, o meu heroi
    tb perdi um vo e uma vó, mas tenho ainda uma bisavó, vejo-a pouco pq mora em outra cidade mas q eu adoro
     
  13. Gildor

    Gildor Usuário

    Sabe, o que eu mais fico pensando no caso de uma morte de alguém próximo é o fato de... saber que nunca mais vou escutar a voz daquela pessoa, nem conversar com ela. Pensar nisso em relação a algumas pessoas próximas é uma coisa quase aterrorizante, e sempre me faz olhar a vida de uma maneira mais feliz - afinal, essas pessoas ainda estão perto de mim, e eu tenho que aproveitar isso. :mrgreen:

    Eu era muito pequeno quando meus avôs e avós morreram... não foi tão marcante pra mim. Muito mais sério foi quando a avó da minha mulher morreu. Ela gostava muito de mim, deu a maior força pra que a gente ficasse junto... e eu me senti muito estranho das vezes em que viajei pra lá e não a via em casa. :|
     
  14. #_Slash_#

    #_Slash_# Philip Marlowe Follower

    quando vc perde uma pessoa q vc ve a importancia q ela tinha pra vc !!!

    :( :cry:
     
  15. Findëlaurëa

    Findëlaurëa Usuário

    Eu nunca perdi alguém muito próximo, o máximo foi meu cachorro... Mesmo não sendo uma pessoa, foi muito difícil, eu chorei muito, ele era maravilhoso, era parte da família, todos ficaram muito tristes, e ainda que a morte dele foi bem ruim, ele tinha epilepsia e um dia entrou em convulsão e morreu... :( É estranho isso, eu sempre lembro dele, e eu tenho muito medo do dia em que eu perder alguém mais próximo o estado em que eu ficarei...

    Fora isso, quando eu era bem mais nova, meu tio-avô morreu numa queda do telhado... Minha avó sempre fala dele, ela o amava muito, mas eu não me lembro dele, era muito pequena mesmo...

    Meu avô quase morreu de cancêr que teve na garganta( não sei bem como é isso), e ele morava na Alemanha, tivemos que ir correndo para lá, toda a família, não sabíamos se a cirurgia que ele iria fazer ia dar certo, poderiamos nunca mais vê-lo... Eu era pequena também, mas estava entendo a situação... Foi um alívio enorme para todos quando soubemos que tinha dado certo, mas retiraram as cordas vocais e ele hoje respira por um buraco na garganta e fala com bastante dificuldade... De vez em quando a gente toma uns sustos quando minha avó liga e diz que ele está no hospital, mas até hoje foram apenas sustos mesmo... ufa...

    Quando amamos muito uma pessoa, a queremos sempre do nosso lado, e de repente essa pessoa vai embora... Deve dar uma dor no coração muito grande... Mas sabemos que isso acontecerá com todos um dia, então temos que aceitar e relembrar dos bons momentos, que assim, indiretamente, essa pessoa não foi embora, mas estará sempre com do nosso lado... Pensar assim me acalma...
     
  16. Riff

    Riff Usuário

    Qndo meus avos morreram eu era pequeno e não senti mto, mas eu sei q meus pais e outras pessoas q gosto vão morrer e vou ficar tristão :(
     
  17. Link

    Link The Hero of Time

    Esse negócio de morte é ruim... Eu tô lendo os posts, lembrando do meu avó e da minha bisavó e chorando no colégio, no meio de um monte de gente... :cry: Mas deixe elas pra lá... Minha bisavó morreu com quase 90 anos... eu não falava muito com ela, mas quando ela morreu chorei como se fosse alguém bem mais próximo... meu avô morreu uns 2 anos atrás... ainda lembro... de madrugada tocou o telefone e todo mundo acordou... era a mulher do meu avô dizendo que ele tinha morrido... meus pais viajaram pra cidade dele... porém eu não quis ir porque tinha medo de ir ver ele no caixão... mas me arrependi disso... :cry:
    Depois disso sempre penso quando chegará a vez do meu outro avô e das minhas outras avós... sempre que posso vou na casa deles pra jogar baralho com eles... só sei que vou sentir muito a falta deles e vou chorar muito... :cry: :( Mas com o tempo isso passa... :wink:

    Um tempo atrás meu avô ficou um tempo no hospital... o clima lá em casa ficou ruim... mas por sorte ele pode voltar pra casa (devia ter um smiley de alívio...)... ele continuou um tempo sem querer comer, só querendo dormir, mas minha família conseguiu fazer com que ele se "animasse"...
     
  18. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Cara eu já perdi muita genet. :|

    A pior foi o meu pai com certeza, mas não é a dor imediata que machuca, o pior é a falta que ele sente no decorrer da vida. Eu perdi o meu com 9 anos e até hoje as vezes sinto que se ele estivesse por perto a minha vida seria muito mais sofrida, mais também seria muito mais fácil de fazer opções. Sempre saio de perto quando alguem começa a falar mal de pai por que se ficar, acabo dando um sabão na pessoa.

    Outra coisa que eu sempre acho ruim é genteque fuma. Eu já tinha odio ao cigarro antes, depois da morte da minha tia mais querida pela minha mãe as coisas ficaram muito dificeis. Hoje eu quase bato em quem vem fumar perto de mim, e esse eu não saio de perto pra dar sabão não. :?
     
  19. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Idem. Teve uma boa parte da minha adolescência que eu tinha que conviver com as crises de rebeldia das minhas amigas e ouvir discursos do tipo "Meu pai não vê que eu cresci? Ele não me deixa fazer nada!" e blablabla... Sempre tive vontade de dar uns esporros nelas, mas fazer o quê? É o tipo de coisa que só se sente vivendo
     
  20. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Eu até hoje tenho que lidar com isso com alguns amigos. Não nego, já dei um esporro em algumas amigas minhas. Chegavam chorando e ficavam no meu ouvido. Algumas delas até já sabiam, quando eu começava uma frase por "Olha, você escolheu a pessoa erraa pra te ouvir..." era sabão na certa.

    E eu consegui corrigir uma delas Joy. Acho que se você usar as palavras certas, tem um resultado otimo. :wink:
     

Compartilhar