• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

A Menina Que Brincava Com Fogo (Flickan som lekte med elden, Suécia/Dinamarca/Alemanha, 2009)

Sua nota para o filme:

  • 10

    Votos: 0 0,0%
  • 9

    Votos: 0 0,0%
  • 8

    Votos: 0 0,0%
  • 6

    Votos: 0 0,0%
  • 5

    Votos: 0 0,0%
  • 4

    Votos: 0 0,0%
  • 3

    Votos: 0 0,0%
  • 2

    Votos: 0 0,0%
  • 1

    Votos: 0 0,0%

  • Total de votantes
    1

Morfindel Werwulf Rúnarmo

Geofísico entende de terremoto
poster+2_00.webp

Sinopse: Após um ano viajando pelo mundo, Lisbeth Salander (Noomi Rapace) retorna à Suécia. Logo ela é acusada pela morte de Dag Svensson (Hans Christian Thulin) e sua namorada Mia (Jennie Silfverhjelm). Dag estava preparando uma matéria investigativa sobre tráfico humano para a revista Millennium, enquanto que Mia estava terminando um livro sobre as conexões dos agentes secretos da extinta União Soviética no restante da Europa. Lisbeth é também acusada pela morte de Nils Bjurman (Peter Andersson), seu tutor, que queria recuperar um vídeo comprometedor que está com ela. Após encontrar os corpos de Dag e Mia, Mikael Blokvist (Michael Nyqvist), o editor da Millennium, passa a investigar o caso para provar a inocência de Lisbeth.

Direção: Daniel Alfredson

Elenco: Michael Nyqvist, Noomi Rapace, Lena Endre

Trailer

IMDb

Curiosidades:

- O personagem Ronald Niederman foi oferecido a Dolph Lundgren, que o recusou.

- O boxeador Paolo Roberto aparece como personagem em A Menina que Brincava com Fogo. Ele mesmo interpreta seu alter ego na história.

- O nome V. Kulla, presente na porta do apartamento de Lisbeth Sallander, é uma referência à personagem Pippi Meialonga, criada por Astrid Lindgren, que mora na Villa Villekulla.

- Logo no início, na cena em que os editores da Millennium se reúnem no escritório, uma pilha de revistas pode ser vista numa das mesas. Nela está em destaque a EXPO, a revista anti-fascista que Stieg Larsson, autor da trilogia "Millennium", ajudou a criar.

- Precedido por Os Homens que Não Amavam as Mulheres (2009) e seguido por A Rainha do Castelo do Ar (2009)

___________________________________________

Não gostei desse tanto quanto gostei do primeiro. O primeiro tem uma história mais atraente, mais convidativa. Mas ele serve pra mostrar o início da vida da Lisbeth e é importante dentro da trilogia.
 
Última edição:

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.524,79
Termina em:
Back
Topo