1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A INFLUÊNCIA GERMÂNICA NAS LÍNGUAS DE TOLKIEN

Tópico em 'Idiomas Tolkienianos' iniciado por Ruben Pimentel, 26 Jul 2004.

  1. Ruben Pimentel

    Ruben Pimentel Usuário

    Para quem não sabe, as runas de Tolkien foram baseadas nas runas germânicas.

    TEXTO RETIRADO DO SITE VALHÖLL

    Essa influência começa pelas próprias línguas e alfabetos inventados e desenvolvidos pelo Professor Tolkien, por exemplo, o Cirth foi baseado no Fuþark, o alfabeto rúnico germânico. Algumas das runas de Tolkien chegam a ser as mesmas, ipsis literis, outras diferem muito pouco. Como para os povos germânicos as runas de Tolkien também são dotadas de uma certa “magia” e “mistério”, exatamente o significado da palavra runa. Em Tolkien é o alfabeto da língua dos anões, que eles fazem questão de “esconder” guardando os segredos de sua língua dos outros seres, fazendo uso aberto apenas para títulos de propriedade, túmulos, etc., assim como se acreditava que as runas eram usadas pelos germânicos. Evidências modernas mostram que as runas germânicas também eram usadas para textos e narrativas mais complexas.
     
  2. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    Acho q talvez a escrita, então, alfabetos, sei lá; pq propriamente as linguagens, eu acho q ñ. Pelo q ouvi falar, o quenya foi baseado no finlandês e no latim, enquanto o sindarim foi baseado no galêsou no idioma céltico, ñ lembro bem.

    D qq forma, foi uma pesquisa bastante interessante y esclarecedora.
     
  3. Ruben Pimentel

    Ruben Pimentel Usuário

    O alfabeto rúnico de Tolkien é baseado, como disse, nas runas germânicas. Tem razão quanto as origens das línguas de Tolkien, mas elas tb tiveram contribuição nas línguas germânicas SIM. Tolkien se baseou no idioma nórdico (Old Norse), inclusive para topônimos, e nomes de personagens, o anglo-saxão (Old English), que é outra lingua germânica, tb foi muito usado por Tolkien na criação de suas linguas, e tb em topônimos e nomes de personagens.

    Abraço,

    Ruben Pimentel.
     

Compartilhar