1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A indefinida sina dos Ents

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Fëaléron, 20 Dez 2008.

  1. Fëaléron

    Fëaléron Bebendo com um

    Talvez os Ents tenham sido as criaturas que mais me impressionaram quando li O Senhor dos Anéis. “Almas enviadas para habitar árvores, ou então que lentamente assumiam a semelhança árvores devido ao seu amor inato por árvores” (carta 247), sua vida de pastoreio em meio a uma floresta antiga como o mundo e praticamente inexplorada me deixou com uma expectativa muito grande sobre o fim que Tolkien lhes havia destinado, mas fiquei um tanto quanto decepcionado por esse assunto não ter sido concluído com a exatidão que eu esperava. Afinal, o destino dos Homens foi o domínio da Terra-Média, o dos Altos Elfos foi retornar ao Reino Abençoado, os Hobbits continuaram no Condado e os Anões em suas minas. Mas e os Ents? Permaneceram em Fangorn? Mantiveram seus cuidados a Isengard? Buscaram pelas Entesposas? Tornaram-se arvorescos demais para ter um grande papel na Quarta Era ou simplesmente preferiram o anonimato? Qual seria o motivo deste “lapso” de Tolkien? Essa última dúvida foi respondida quando li As Cartas de J. R. R. Tolkien, especialmente as cartas 180 e 163.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /><o:p></o:p>
    <o:p></o:p>
    “(...) não tenho recordações da invenção dos Ents. Cheguei finalmente ao ponto e escrevi o capítulo ‘Barbárvore’ sem qualquer lembrança de pensamento prévio: exatamente como o é agora.” (Carta 180)<o:p></o:p>
    <o:p></o:p>
    “Não os inventei conscientemente de maneira alguma. (...) E gosto dos Ents porque não parecem ter algo a ver comigo. Suponho que algo estivesse acontecendo no ‘inconsciente’ por algum tempo, e isso esclarece meu sentimento do começo ao fim, especialmente quando empacado, que eu não estava inventando, mas relatando (imperfeitamente) e às vezes tinha de esperar até que o ‘que realmente tinha acontecido’ viesse à tona.” (Carta 163)<o:p></o:p>
    <o:p></o:p>
    Considerando então que Tolkien apenas relatou o que lhe foi apresentado sobre os Ents, é compreensível que a história deles não tenha sido concluída. Entretanto, não acredito que ele não seria capaz de definir algo além do que está nos livros. E, de fato, ele especulou – afinal, se o próprio autor assume que não criou, mas relatou sobre os Ents, o que ele apresentar além desse relato são especulações – sobre o que teria acontecido às Entesposas e a possibilidade de algumas estarem vivas.<o:p></o:p>
    <o:p></o:p>
    “Acredito que as Entesposas de fato desapareceram para sempre, sendo destruídas com seus jardins na Guerra da Última Aliança (3429-3441 da Segunda Era), quando Sauron adotou uma política de terra queimada e queimou a terra delas contra o avanço dos Aliados Anduin abaixo (vol.II p 79 refere-se a isso). Sobreviveram apenas na ‘agricultura’ transmitida aos Homens (e aos Hobbits). Algumas, é claro, podem ter fugido para o leste, ou até mesmo ter sido escravizadas (...) Se algumas sobreviveram assim, estariam realmente muito afastadas dos Ents, e qualquer reaproximação seria difícil – a não ser que a experiência de uma agricultura industrializada e militarizada as tenha tornado um pouco mais anárquicas. Espero que sim. Não sei.” (Carta 144)<o:p></o:p>
    <o:p></o:p>
    Tolkien cogita a possibilidade de algumas Entesposas terem sobrevivido, o que seria uma grande esperança para os Ents caso as encontrassem, apesar de considerar com mais veemência a destruição total delas. Mas porque essa nova chance não foi dada a eles? Porque essa nebulosidade no seu destino? Eles são testemunhas vivas dos primórdios da Terra-Média, contudo sua presença na Quarta Era talvez se tornasse um tanto quanto destoante na nova configuração do mundo, no qual a presença dos elementos dos Dias Antigos torna-se cada vez mais escassa. Talvez Tolkien tenha pensado de forma similar, talvez não. Talvez o assunto nem fosse de grande nota a ele. Acredito que aos Ents tenham restado apenas serem monumentos vivos do passado da Terra-Média. Resquícios minguantes da juventude e dos dias de glória de um mundo que dificilmente sorrirá à sua prosperidade novamente.<o:p></o:p>
    <o:p></o:p>
    “Assim termina a Idade Média e o Domínio dos Homens começa, e Aragorn, longe no trono de Gondor, esforça-se para trazer uma certa ordem e preservar alguma memória de antigamente entre a confusão de homens que Sauron despejou no Oeste. Mas Elrond partiu e todos os Altos Elfos. O que acontece com os Ents eu ainda não sei.” (Carta 91)
     
    • Ótimo Ótimo x 4
  2. Ravanoc

    Ravanoc The ring has been lost.

    Re: A indefinida sina dos Ents.

    Seria Idade Média ou Terra Média?
    Pois o Tilion há uns tempos disse-me que Tolkien não tentou recriar a Idade Média, que sem dúvidas é diferente da Terra Média.Não sei se foi erro de digitação, se estou ficando doido ou se Tolkien misturou as duas coisas, meu caro.Se você tiver um tempo e atenção, por favor, diga-me o que prevalece.
    E quanto à sua reflexão sobre os Ents, digo que está excelente; e nos faz deparar mais uma vez o quão abrangente foram as obras Tolkienianas, o quão vastas.Sem dúvidas são formidáveis os Ents, cujo destino foi pouco desenterrado.
    Edit¹ Quanto ao penúltimo parágrafo, não saberia lhe responder. :P .Desculpe, não completei a leitura do SdA.
     
    Última edição: 21 Dez 2008
  3. Falcão Branco

    Falcão Branco Sacrifiquei um

    Acho que Tolkien nunca ligou muito para os Ents. Tanto que assuntos curiosos como as Entesposas foram praticamente ignorados, e os Ents (Junto com todas as coisas mágicas de Arda) desapareceram da Terra-Média
    da quarta Era em diante. Pelo menos foi o que eu entendi dos textos de Tolkien. Aliás, ótimo texto.
     
    Última edição: 21 Dez 2008
  4. Ulca

    Ulca Usuário

    O fato de os Ents não terem sido tão explorados se deve ao fato de não estarem tão envolvidos nos acontecimentos da época. Embora a participação deles foi extremamente importante.
    _____________________
    Em uma carta escrita em 1956 meu pai disse que: "Quase não há referências no Senhor dos Anéis a coisas que não existam de fato, no seu próprio plano (de realidade secundária ou subjacente à criação)".
    Contos Inacabados - Pág. 512, nota 7

    Acho que o passado e futuro dos Ents entram no tema dessa nota, já que, sendo escrito sob a visão dos hobbits, não é de conhecimento dos Pequenos e nem cabem no contexto central da obra.

    Quanto a Tolkien ter escrito algo sobre o que aconteceu aos Ents depois da TE, acho que pode ser justificado com o fato dele não ter escrito nada mais detalhado sobre os acontecimentos da QE (não que eu saiba). Mas acho que diminuiram (como vinha acontecendo) até desaparecerem.
     
  5. Tilion

    Tilion Administrador

    Re: A indefinida sina dos Ents.

    É "Idade Média" mesmo, já que no original está Middle Age. A referência aqui é ao fato de a Terceira Era não ter sido a mais "iluminada" das eras, em qualquer sentido. A era iniciada com a ascensão de Aragorn ao trono de Gondor meio que trouxe a luz de volta à Terra-média.

    Não é para ser feita aqui uma equivalência exata com a Idade Média do nosso mundo, no sentido de que a Terceira Era fosse uma analogia à essa época de nossa História, e sim de que foi uma era sombria (não por acaso a primeira parte da nossa Idade Média [Alta Idade Média] é chamada também em inglês de Dark Ages = Idade das Trevas).
     
  6. Fëaléron

    Fëaléron Bebendo com um

    Thantalas, já reli a carta e confirmei. Tolkien realmente usa a expressão Idade Média, mas atente que ela é usada para o mundo dele, portanto não tem a mesma conotação que nós atribuímos a ela na história da nossa civilização. Ele não fazia alusão nem tentava recriar a nossa Idade Média. A Terra-Média estava numa situação na qual, por algum elemento ou característica daquele mundo, o termo se enquadrava nessa situação, mas não significa que seja uma referência ao nosso medievo.

    E obrigado pelos elogios ^^
     
  7. Se eu não me engano, um pouco disso é respondido no SdA pelo Bárbarvore, quando ele fala que muitos dos Ents já são como as árvores realmente, e nem se movem mais, algo assim.
    Foi esse o destino que sempre acreditei para os Ents, acabarem sendo mais árvores do que Ents.
    Agora as Entesposas são realmente um mistério...:roll:
     
  8. Fuinithil Draug

    Fuinithil Draug Astrônomo amador

    Também acredito nesse destino dos ents.

    Bom, talvez as Entesposas tenham se tornado escravas de Melkor na Primeira ou Segunda Era.
    O que acham dessa teoria?
     
  9. Falcão Branco

    Falcão Branco Sacrifiquei um

    Improvável, não se faz menção a isso em nenhum lugar. Acredito que o que tinha de Entesposas na Terra-Media, Sauron queimou. Triste não?
     
  10. Finwë Fëfalas

    Finwë Fëfalas Nas Echoriath...

    Se nem ao menos Tolkien sabia o que teria sido o fim dos Ents na Terra Média nós podemos apenas supor o que lhes poderia ter acontecido.

    Talvez no seu fim, quando eles morressem virassem árvores em sua floresta antiga como todas as outras, ou talvez então coube a Yavanna uma última súplica de piedade com Ilúvatar para acolher os espíritos ou até mesmo os Ents em alguma de suas florestas em Aman ou nos palácios de Mandos.

    Pois da clemência de Yavanna para com Manwë que Ilúvatar concebeu os Ents para com as florestas da Terra Média, frutos de Yavanna, como que se fossem os guardas para controlar e preservar o equilíbrio das florestas nas Terras de Cá para que não fossem exterminadas em um processo muito rápido.

    Penso eu que os Ents nunca iriam morrer, como os Elfos, porém vulneráveis ao fogo e a doenças como mortes em combates. Só que o que teria acontecido com eles? Os Homens que tinham no sangue o reino de Gondor nunca iriam fazer algum mal para com os Ents. A não ser que outros homens de outra linhagem corrupta tivessem acabado com as suas florestas, ou então ainda o que se restou do mal que Melkor e Sauron puseram na Terra Média.

    Será que os Ents não tinham vontade própria para deixarem de existir? Ou então como citei a cima a piedade de Eru para com as criações concebidas por Yavanna.

    Fica na intriga até o fim esses relatos ditos não terminados por Tolkien na obscuridão.
     
  11. Cappadocius

    Cappadocius Usuário

    Tolkien não define precisamente o que acontece com ele, mas é como a Prímula disse o trecho em que Treebeard diz que muito ents estão deixando de ser ents e se tornando árvores mostrá o mais provável futuro dos Ents. Um fim triste, talvez não para os próprios ents que agora se tornavam aquilo que mais amavam, mas eles eram seres espetaculares...
     
  12. lukazjau

    lukazjau Usuário

    Não sei como termina a história dos Ents, mas podemos pensar na possibilidade de ainda existir alguma Entesposa, talvez escondida em algum lugar remoto, nas profundezas de alguma floresta, só esperando que a paz volte a toda Terra-Média, esperando a hora de completar seu destino e não permitir que a raça dos Ents se acabe.

    Ou até mesmo Yavanna, que amava tanto as florestas que havia criado, criasse uma última vez uma ou algumas Entesposas para que os Ents pudessem continuar a cuidar das florestas.

    Mas a continuação da história não está sobre o poder de ninguém e o destino dos Ents, dos homens e de qualquer criatura é tão incerto quanto a idade dos Valar!!
     
  13. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    Bom tópico, Fëaléron!
    Assim como vc, eu tbém não me "conformo" com o destino obscuro dos Ents... Obscuro no sentido de destino mesmo, como vc bem especificou... Alguns dizem que eles partiram para o Oeste, mas eu não sei, não...
    Gosto da magia do "final em aberto", onde cada um de nós pode pensar num final para determinado personagem, ou no caso aki descrito, da raça dos Ents.
    Depois de Tom Bombadil (o mistério mór das obras de Tolkien), os Ents são os que mais despertam suposições e hipóteses em nosso imaginário...
     
  14. ccgimli

    ccgimli Homo homini lupinus

    Eu não me conformo com o destino dos ents. Acho que Tolkien não se importou muito com iiso , nem com o paradeiro das enteseposas.
     
  15. Tilion

    Tilion Administrador

    Tolkien também não quis explicar tudo de seu legendário.

    Além do destino de Ents e Entesposas, ele também não explicou o destino de Maglor, de Amandil, de Amroth, de Eärnur, etc. Todas as informações finais sobre esses personagens e vários outros são propositalmente nebulosas e vagas.

    Deixar pontas soltas como essa é um recurso narrativo, que serve para que o próprio leitor preencha as lacunas com sua imaginação. Explicar tudo até os detalhes minúsculos, dizendo que fim levou cada ser de Arda seria "mastigar" demais tudo para o leitor.
     
  16. Thalion

    Thalion Mas que puxa!

    Junte a isso que o Tilion disse a criação dos orcs, o destino de Tuor, Tom Bombadil, etc, etc, etc.

    Mas enfim, o mais interessante nisso tudo é como Tolkien fala do mundo dele. Ele fala como se tudo aquilo existisse e pedisse pra ser escrito, de modo que ele era apenas um simples interlocutor e que certas coisas simplesmente não foram a ele reveladas.

    Agora, quanto ao destino dos ents? Bem... É uma ótima pergunta... Uma possibilidade que me veio à mente agora é que os (poucos) que restaram depois da tomada de Isengard partiram em busca das Entesposas e se cansaram e acabaram por "deitar-se para dormir" e virar arvorescos. Mas isso é só uma hipótese...
     
  17. Cappadocius

    Cappadocius Usuário

    Eu tenho a impressão que no final do Retorno do Rei alguém sugere isso ao Barbárvore e ele responde que não, que ele ia ficar cuidando da floresta dele mas se os hobbits ouvissem falar das entesposas (afinal ele tinha esperança de que elas existissem no Condado) para eles avisarem ele. Mas não tenho certeza...se alguém confirmar ai ta tudo bem :mrgreen:
     
  18. DaniloStinghen

    DaniloStinghen Senhor do Destino

    O Barbárvore de fato diz isso sim. Ele achava que as Entesposas iriam adorar a terra dos hobbits, por isso peidu para eles o avisarem se ouvissem notícias delas
     
  19. Parthadan

    Parthadan Pirata Autista Bebado e não um

    Fëaléron, ótimo tópico.

    sobre o destino dos ents, acredito que muitos tenham sim, se tornado arvorescos em pouco tempo. O que se entende da obra de Tolkien é que o mal sempre existirá, sempre de uma forma diferente, sempre em um lugar diferente. E o mal odeia o que é belo. odeia paz, odeia tranquilidade e alegria. e podemos todos concordar que os ents (pelos menos nos dias de glória de Arda) transmitiam tudo isso. então talvez eles se tornassem um alvo para o "mal".
    então algumas árvores seriam destruídas, e talvez algumas se "voltassem ao mal", pois Barbárvore mesmo diz que algumas delas são selvagens, e muito raivosas (o mesmo que aconteceu em "As Crônicas de Nárnia" de C.S.Lewis), e seriam destruídas, pois outra mensagem das obras de Tolkien é que o bem vence, desde que existam pessoas boas dispostas a lutar e os outros ents se entristeceriam, e também se tornariam arvorescos aos poucos.
    Mas(usando um pouco da teoria do Finwë), talvez Yavanna implorasse a piedade de Ilúvatar, e ele permitiria que os ents vivessem em Valinor.


    [esquisito. uhaskuhsakuh]
     
  20. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Bem, eu sempre vi os Ents como os espíritos que Yavanna chamaria de longe para poder habitar as florestas e protegê-las dos filhos de Eru, conforme é dito na conversa dela com Manwë. Após a morte eu penso que eles devam retornar ao lugar de onde vieram seja lá aonde seja isso. No Silma diz que os espíritos apenas vinham de longe. E tem também a música que os Ents cantam que um dia poderiam se encontrar com as Entesposas em uma era remota aonde tudo mais estivesse gasto e sem esperança. Como Eru não coloca sentimentos nos corações de suas criaturas sem propósitos é possível que haja um futuro para eles mas fica difícil dizer com certeza.
     

Compartilhar