1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A imprensa brasileira é vendida?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Eönwë, 14 Jul 2004.

  1. Eönwë

    Eönwë Usuário

    Surgiu no tópico sobre o Diogo Mainardi a questão sobre se a imprensa brasileira é vendida ou tendenciosa, e pra qual lado. Muitos estavam dizendo que nenhum veículo de imprensa tem coragem de criticar o governo Lula.

    Pois bem. Me parece ser justamente o contrário. As publicações que eu mais acompanho são a Veja e o Estado de SP. E realmente é irritante a implicância deles com o governo Lula e o PT.

    Todo santo dia o caderno de Cidades do Estadão tem uma manchete com uma crítica nova contra a Marta. Tá certo que o governo dela é bem medíocre, mas eles exageram. É pancadaria nela todo dia, e pelos motivos mais fúteis e estapafúrdios possíveis. Qualquer coisa minúscula eles tentam transformar em escândalo. E, no caderno de Política, é a mesma coisa, mas em relação ao Lula. Todo dia, dá-lhe pancadaria. E os editoriais... bem.... nem leio mais, porque o conteúdo é sempre previsível: crítica ao governo. A oposição, entretanto, é sempre a salvadora da pátria.

    Já a Veja não é tão repetitiva, mas também não se canda de criticar. Vira e mexe eles publicam uma nova denúncia contra o governo, que geralmente não vai pra frentre, provavelmente por falta de fundamentação.

    Pelo jeito, outras publicações não se salvam. Sempre ouvi dizer que a Folha de SP era favorável ao Lula, mas li no tópico do Diogo Mainardi que eles também se esforçam ao máximo possível pra criticar o governo. As outras principais revistas semanais, Istoé e Época, também parecem seguir a linha da Veja.

    Então. O que vocês acham? A nossa imprensa é vendida? Será que é parcial demais? Quais são as opções de veículos de imprensa (se é que existem) mais imparciais e ponderados?
     
  2. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Uma imprensa imparcial, democrática e honesta é um sonho muito lindo mas impossível de se tornar realidade....

    A única maneira de se tentar filtar um pouco de verdade da confusão toda seria conhecer todos os lados para tirar a sua próprica conclusão, mas isso é meio difícil pq ninguém tem tempo de ler jornal o dia todo....

    Eu acho q a grande imprensa não é tão vendida assim.... Mas tem q ler tudo.... Só nas manchete vc com certeza vai pegar muita ideologia mas se vc começar a prestar atenção nas notas vc tira alguma coisa que presta....
     
  3. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Eu não diria que a imprensa seja vendida, mas "comprometida"! :mrgreen:

    Olha, eu acho que só a Folha de São Paulo é livre disso.
     
  4. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Nenhuma é livre do "comprometimento". :mrgreen:

    Então o melhor que podemos fazer com a liberdade de imprensa é nos informarmos no maior número de veículos possíveis. Vendo por diversos angulos, e vendo tudo.

    Tipo, eu não acho que o Maluf lê uns cinco jornais por dia (no café da manhã) de cabo a rabo (é que ele é FDP, mas ele tem QI alto e leitura dinâmica e fixação de conteúdo) para ler um monte de mentiras. As notícias que o alertam para tirar o dinheiro de um lugar para outro e nunca ser pego estão lá, tanto quanto as manchetes distraidoras.

    As informações importantes estão nos jornais, só que as distrações (que vendem jornal :mrgreen:) se encarregam de não prestarmos atenção ao que realmente interessa.

    A mídia mais do que todo mundo sabe que o emocional tem um apelo mais forte que o racional no ser humano. (apesar de sermos seres racionais) E usa o emocional (indignação, espanto, medo, raiva) para que a gente não perceba o que é importante.

    Usando as mesmas fontes de informação, Maluf e alguns outros podem saber mais que o cidadão comum. Não há um "jornal da elite e dos safados" para saber o que acontece no mundo e nos bastidores de tudo quanto é lugar. E sabemos que eles sempre tem as informações "antes".

    Na verdade a informação acho que está o tempo todo na nossa cara, mas ensinaram a gente a não entender, ou se interessar mais pela parte de quadrinhos. :mrgreen: (ou notícias que parecem novela mexicana)

    (eu gosto de quadrinhos. :mrgreen:)

    Ao contrário de meu amigo Maki, eu não achava que era um fenômeno isolado, já que vejo isso com crianças, adolescentes e adultos.

    Então nesse sentido, nem é necessário tanto assim a imprensa ser vendida. E ela é vendida (vide Veja valorizando lipoaspiração logo depois do que aconteceu com o rapazinho "famoso" que ficou em coma), pois é só colocar uma distração e o povo (nóis!!!) não vai ler as notícias "chatas".

    Igual a eleição, o povo por que se decepcionou não entende que está fazendo o que os sanguessugas querem. E pensando que é o que eles (o povo) quer.
     

Compartilhar