1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Guardiã da Meia-Noite (Sarah Jane Stratford)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 17 Jul 2010.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    Vampiros sempre foram criaturas que despertaram um grande interesse (ou, no mínimo, curiosidade) entre nós. Representados, sobretudo, através da literatura e do cinema, a temática vampiresca retornou de forma intensa nesta década – reforçando a idéia de que nenhum mito ou lenda caem em eterno esquecimento. E foi justamente o que Sarah Jane Stratford resgatou, ao publicar seu primeiro livro “A Guardiã da Meia-Noite”, retomando a essência destes personagens da noite.

    Mestre em História Medieval, a autora uniu útil ao agradável: seu conhecimento acadêmico com sua paixão em contar histórias. O enredo possui um contexto histórico embasado – passando-se durante meses antecedentes à Segunda Guerra Mundial, o qual os vampiros do Tribunal de Londres buscam interferir. Embora a história possua certos mistérios em torno da real missão do grupo, o que acaba até confundindo de início, se prender à narrativa é fatal. A protagonista, Brigit, é uma vampira milenar que não se conforma com as atrocidades cometidas pelos nazistas e tem uma missão especial a ser cumprida: ser guardiã de duas crianças que lhe foram confiadas.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Gustavo Campello

    Gustavo Campello Usuário

    HUmmmmmmmmm....

    Interesse nenhum em ler mais alguma coisa sobre Vampiro.... o povo não cansa?
     
  3. Tilion

    Tilion Administrador

    Enquanto for moda, os que estão na onda do troço vão comprando tudo que veem pela frente, para matar a "sede" de coisas do tema. Os autores, que não são burros, vão lançando obras com algumas variantes do tema principal, colocando vampiros nas mais diversas situações e releituras. Todo mundo quer tirar uma casquinha do filão.

    Enquanto der lucro, o baile vai seguindo.
     
  4. imported_Brigit

    imported_Brigit Usuário

    Olha, confesso que penso o mesmo. E que também relutei em ler e julguei o livro pela capa: convenhamos, o título é clichê, assim como sua capa :~ (a versão original é mais elaborada..). Mas, realmente o conteúdo me surpreendeu, por se tratar de uma história que volta "às origens". É interessante (:
     

Compartilhar