1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Floresta de Fangorn

Tópico em 'RPG' iniciado por Narrador, 15 Abr 2003.

  1. Narrador

    Narrador Usuário

    OCC: Salve galera... seguinte: peço a colaboração de todos vcs para que possamos organizar esse tópico e para que possamos levar à frente a campanha... peço as pessoas que tiverem interesse nessa campanha, que postem uma mensagem no tópico Campanha Senhor dos Anéis, ou me envie uma Mensagem Privada sobre o assunto... gostaria de usar esse tópico apenas para o jogo, para o roleplaying dos jogadores, ou seja para aqueles que já estão “dentro” da aventura... qualquer mensagem fora do “roleplaying” deve ser postada no tópico Campanha Senhor dos Anéis ou através de Mensagem Privada, ok? Espero poder contar com todos vcs para que nosso jogo possa dar certo... muito obrigado!!!!
     
  2. Narrador

    Narrador Usuário

    ****************** Introdução ********************

    “Fangom is a sheltered land containing an isolated society rooted in a unique atmosphere. Time follows a different path beneath the forest’s huge, dark boughs, proceeding at a pace which is too slow for mortal comprehension. It is an eerie environment suited to the ancient and myriad Olvar that reside here under the watchful eye of their Ent guardians. Like the Old Forest of Eriador, Fangom is a remnant of a forest which once covered most of western Middle-earth, a wood nearly as old as Endor itself. Every plant, stream, stone, and plot of soil within its bounds embodies this heritage and seems to breathe with a special quality of life. Nothing in Fangom is inanimate.

    Fangom Forest stretches for about a hundred and twenty-five miles across a shelf of land that overlooks northwestern Calenard-hon (Rohan). One hundred miles in breadth at its widest point, its
    western reaches tuck into the narrow canyons of the Misty Moun-tains’ eastern face. The peaks bar travel through Fangom’s remote western border, so the forest looks toward the lowlands. Even here,
    however, the forest is sheltered by the surrounding terrain. Two rivers - the Limlaith to the north, and the Onodlo in the south –flow just inside Fangom’s borders, and the rugged, dry hills of the Wold stand vigil to the east.

    Fangom is always an apparent constant in the face of the turmoil that engulfs the surrounding regions. An enchanted place, its legends deter invaders, shrouding the wood in an unassailable aura. So, while the areas along its borders experience a constant state of flux, the Entwood remains a mysterious bastion. As people move in and out of the neighboring territories -their ways of life coming and going, their towns erected and ruined -none bother the dark, tree-covered realm. Trade routes avoid the forest, and no sign of normal settlement mars Fangom’s landscape. It is a strange, seemingly wild island amidst the civilizations of northwestern Middle-earth.

    Despite its isolation, though, Fangom is strategically placed. The easiest north-south route between the river Anduin and the Mountains of Mist skirts the Entwood’s eastern boundary, while the Isen Gap (Gap of Rohan) lies nearby. Only sixty miles to the southwest, the Isen Fords link the best roads between Eriador and the rest of Endor, lending this portal profound value. The most important major road of the civilized world crosses through the wide, grassy pass and joins mighty Gondor with the lands to the west of the Misty Mountains. So, while events in Fangom gener-ally remain outside of others’ histories, the forest witnesses many
    of the most significant wars and migrations near the southern Hithaeglir. Of course, during the War of the Ring that raged during the last days of the Third Age, events actually drew the Ents and
    Huoms that rule the wood into the great struggle. by Tar-Aldarion at Lond Daer and Tharbad.”

    ICE Ents of Fangorn – página 7
    *************************************************************

    Fähenor observa o aposento a sua volta enquanto os outros dois companheiros arrumam as bolsas e preparam-se para deixar a casa... o aposento, todo mobiliado com camas baixas, parece servir como uma espécie de enfermaria onde a bela senhora trata de seus feridos. E enquanto o fogo queima no centro do aposento, onde um braseiro é mantido aceso aquecendo o local, o elfo tenta imaginar quanto tempo ainda teria para desmascarar os planos do Inimigo, para impedir que o pior viesse a acontecer. Será possível que as tropas já tenham alcançado a floresta? E quanto ao povo de Aradhrynd... será que estão protegidos?

    É então que a voz melodiosa da dama élfica, Tolwen, tira-o de seus pensamentos trazendo-o de volta a realidade Escura a sua volta... parece que o pior ainda estaria por vir.

    “Lamento interrompê-lo Fähenor... mas parece que sua companheira acaba de chegar. Como deve ser chamada?”
     
  3. Fähenor

    Fähenor Usuário

    *********************DESCRICAO******************************

    *OCC:Antes de começarmos o jogo seria interessante saber, quem e Fahenor e o que ele representa.
    :x Fahenor possui por volta de uns 2,20 m, 80 kilos, cabelos negros longos. Possui pele pálida e olho penetrante azul claro se assemelhando muito ao seu bisavô Feanor, por essa razão Fahenor e conhecido como espírito de Feanor e espirito de fogo, é um dos mais alto ágeis e fortes de sua raça devido a sua descendência e aos longos anos dedicados ao trabalho junto à forja. A força e a habilidade para construir foram herdadas de seu pai e de seu bisavô, enquanto sua altura, a agilidade, os finos traços e a grande beleza vieram de sua mãe. Veste-se com roupas finas e de forma elegante, mantendo-se sempre limpo e bem arrumado, além de ostentar jóias caras e adornos característicos do povo dos Gwaith-i-Mírdain.Sua armadura, arma e jóias estão sempre muito bem polidas, demonstrando dessa forma grande estima por tais pertences, pois tais artefatos foram forjados com seu próprio suor.

    Em sua cabeça esta Fahenor Crown: Um elaborado helmet-like feito do mais puro Eog à coroa e adornada em Mal misturado com Mithigl (Ouro Branco Elfico) com inscrições em Quenya dizendo (A descendência de Fahenor). A coroa possui três pontas e 16 pequenos rubis vermelhos como o fogo das forjas de Amon-lind que medem 3 x 1 cm que circundam a coroa e entre estes existem oito pequeninas pedras de adamant que medem cerca de 1 x 0.5 cm. Em cada uma de suas três pontas existe uma gema de inigualável beleza e valor, na ponta da esquerda e direito se encontram duas Esmeraldas de uma coloração esverdeada como o verde da floresta de Lorien que medem 6 x 2 cm de uma beleza quase que inacreditável no centro se encontra uma gema de Adamant de uma transparência equiparada somente à transparência do mares de valinor que mede cerca de 9 x 3 cm incrivelmente bela uma beleza nunca antes vista pelos olhos de nenhum ser, que leva ate mesmo o mais duro dos Homens a lacrimejar devido a sua tamanha beleza causando uma grande alegria e esperança ate mesmo nos corações mais aflitos, gema essa que possui aparência que lembra a um diamante porem muito mais transparente e brilhoso do que qualquer outra gema jamais vista; Sendo certamente em conjunto com a gema Vardamir e a outra gema posta no anel Nenya o que mais se aproximou com as gemas feitas por Feanor as Silmarils.

    Em sua mão direita esta Fire Rings: Esse item e na verdade um conjunto de cinco anéis feitos cada um para um dedo especifico da mão direita forjado a partir do mais puro Mal (ouro elfico) e cravejado com um com uma grande opala de fogo esses anéis são conectados por uma pequena corrente de Mal.

    Em sua mão esquerda esta
    Friendship Ring ,esses anéis são exatamente iguais e são um total de 4, são feitos do mais puro ouro elfico com uma valiosíssima safira azul (1.000 gp) no centro e circundada por laen negro.

    Fahenor ring ,esse anel e mais belo de todos feitos de Galvorn negro com inscrições com Mithigl (Ouro Branco Elfico) descrevendo a linhagem de Fahenor por parte de Feanor e no centro do anel se encontra uma linda pedra de adamant lapidada no formato do símbolo de Fahenor.

    Silmarils ring, esses anéis foram forjados em homenagem ao Grade Ferreiro Feanor cada um deles e feito de mithril dourado com inscrições em eog negro em quenya contado cada um deles uma pequena parte da Historia da Silmarils desde sua criação ate a tentativa de sua recuperação a única coisa de difere uma da outra são as pedras nelas cravadas uma possui uma grande Esmeralda; a outra uma grande Aqua-marine e a outra uma grande Adamant.

    No seu braço direito esta Gwaith-Mirdain Bracelet: Feito do mais puro mithril com inscrições feitas com Mal em quenya Dizendo (Fahenor Lord Smith) o que significa que Fahenor e o maior forjador na terra media vivo, pois possui o posto mais alto dentro da ordem dos Gwaith-Mirdain.

    E no seu pescoço esta o Serpent necklace: Esse colar possui em grossa corrente de mithril com um medalhão e forjado de mithril dourado no formato de duas serpentes com seus olhos feitos em rubi.

    Fahenor veste uma Elven mithril chain mail, Armadura de cota de malha feita de mithril, o mais duro e puro entre os metais, adornada toda em ouro com inscrições em quenya contando a descendência de seu criador com uma grande safira* negra no centro da armadura na altura do peito.

    Carrega com ele um escudo com um emblema que compartilha as cores ígneas do emblema do seu bisavô porem são mais serenas, o que da ao emblema uma aparência mais equilibrada. Leva consigo a conotação de fogo que por possuir chamas onduladas que vão de dentro para fora do centro as mesmas podem ser associadas ao nome de Fahenor, pois o mesmo e conhecido entre os elfos como "Espírito de Fogo" assim como seu bisavô fora conhecido no passado. Tais chamas que possuem o formato de oito raios e oito “pontas” foram no passado o emblema utilizado por todos os Noldor seguidores de Fëanor, que eram conhecidos como Fëanoreanos. . No centro é retratada uma das três Silmarils, a maior das criações de Fëanor.Esta representação da silmarils que são as jóias mais sagradas entre todas as feitas pelos elfos, tanto nas Terras Imortais quanto na Terra-média, é cercada por vários campos coloridos, representando a arte de criar cristais, que Feanor inventou, e que os Noldor passaram a cultivar como uma refinada arte desde então.
    E uma espada muito poderosa criada por Celebrimbor a muitas eras atrás;

    Sulhelka (Ice Wind): A lamina da espada e feita de ego branco quase transparente finamente forjada e poderosamente encantada que emana uma aura gélida quase congelante e possui inscrições em quenya** feitas de mal (ouro elfico), sua guarda e feita de puro laen transparente feita de maneira a lembrar gelo e ao final do cabo esta cravejada um adamant azulado chamado Vardamir “Jewel of Varda” (500.00gp) essa jóia brilha nas cores do arco-íris e se torna mais brilhante no clarear do dia, ela não pode ser comparada as Silmarils mais essa jóia possui um brilho nunca visto antes. Sua bainha e feita de cristal totalmente translúcido porem se não pode enxergar a espada que dentre visto que pela aura gélida da espada dentro da bainha permanece sempre tudo embaçado.
    **"Descendentes de Feanor empunharam esta espada bem feita,
    Os servos da escuridão temerão minha Lamina de gelo;
    Quando eles me virem, com medo da morte ficaram;
    Então eles saberão meu nome:
    Sulhelka”

    Fähenor é sábio, audacioso, orgulhoso, corajoso e possui um comportamento agressivo, nunca se curvando diante de um inimigo. Demonstra arrogância e superioridade diante daqueles com quem convive, características herdadas de sua linhagem, além do ódio e desprezo pelas criaturas da escuridão.
     
  4. Hugo Boss

    Hugo Boss Usuário

    OOC - Lord of the Ring e Fähenor são a mesma pessoa?

    IC - Nimiol, um elfo da Montanhas Azuis, se aproxima de Fähenor e nota a sua preocupação. Como é de sua natureza, Nimiol olha para Fähenor e lhe faz uma pergunta simples, sem desperdiçar palavras:

    - O que temos para hoje Fähenor?
     
  5. Fähenor

    Fähenor Usuário

    :x Fähenor apenas sorri e diz "deixe que ela mesma se apresente"
     
  6. Adûnael

    Adûnael Usuário

    *Occ: Uma breve descrição de Adûnael, filho de Eredur II e descendente de Isildur.

    Dunedain, 1,85m, 85kg, cabelos negros, olhos cinzentos. Roupa verde escuro com aparência de bastante uso, capa elfica esverdeada, possui o broche da ordem dos guardiões dos ermos do Norte. Possui uma espada forjada em laem negro por Eol, o elfo negro ainda no tempo em que Morgoth habitava a terra média. Espada esta presentiada por Círdan dos Portos Cinzentos, em forma de agradecimento por favores prestados ao povo de Lindon.
    É um homem de grande vigor, aguentando as longas viagens pelos mais remotos lugares da Terra Média honrando o juramento de guardião. Possui grande coragem, já demonstrado em diversas situações de perigo. Tem grande sabedoria, sabendo o momento em que sua ajuda é necessária e quando proferir seus pensamentos.
    No momento, encontra-se na floresta de Fangorn com seus amigos Fahenor e Azrael na casa da bela dama da floresta, Tolwen. Por vir está a elfa Alariel separada do grupo num instante de necessidade.
     
  7. Narrador

    Narrador Usuário

    Tolwen vira-se no momento em que uma elfa de cabelos dourados como o Sol e olhos penetrantes adentra o aposento.

    Vestindo-se com roupas leves de um tom acinzentado, além de uma cota de malha que parece cobrir-lhe quase todo o corpo, a mesma aproxima-se correspondendo ao sorriso demonstrado pelo elfo Noldo.

    "Desculpem se me atrasei, mas esperava que estivessem caçando nossos inimigos..." - a elfa vira-se então, sorrindo para a dama Tolwen."Eu sou Alariel, filha de Fëniwe com Meliwel e representante da Casa de Elrond. E em nome do povo de Imladris agradeço-lhe pela hospitalidade oferecida à todos." - Alariel vira-se novamente, dessa vez focando os olhos penetrantes no Guardião dos Ermos do Norte. "Quanto tempo mais acha que será necessário, antes de partirmos velho amigo? O tempo corre contra nós..."
     
  8. Adûnael

    Adûnael Usuário

    Adûnael dirige a Alariel um sorriso e fala:
    - Só esperávamos por você e agora que se encontra aqui, é tempo de partir. Mas antes preciso mandar uma mensagem para o rei dos salões de Mirkwood, avisando da partida da tropa dos Uruks. Temos muito caminho a percorrer até o local de onde os Uruks partiram e também com sua força, minha cara, podemos dar conta do que iremos encontrar pela frente.
     
  9. Narrador

    Narrador Usuário

    A dama em vestes brancas, Tolwen, parece pasma com as palavras da elfa que à pouco adentrara o aposento... sua feição branda e tranquila parece alterar-se perante as palavras ditas por Alariel.

    "Disse ser filha de... Fëniwe? - Tolwen dirige-se a Alariel.

    "Sim eu disse... e isso lhe incomoda?" - a elfa responde-lhe em um tom bastante seco, voltando sua atenção novamente para a dama em vestes brancas.

    "Bem... digamos que eu tenha conhecido seu pai, Alariel de Imladris, há muitas Primaveras já passadas. E fico ainda mais surpresa em conhecê-la agora..."
     
  10. Adûnael

    Adûnael Usuário

    Adûnael fala a Tolwen:
    - O passado de Alariel a persegue, e muito descobriu sobre este fardo em nossa aventura nas ruínas de Eregion, mais precisamente, na casa de Anathar. Acho que não preciso dizer mais nada... e será de grande ajuda seu conhecimento sobre o assunto, mas num momento mais oportuno. Como conversamos anteriormente, iremos retornar após averiguar o covil dos Uruks. Pois agora, precisamos partir o mais rápido possível.
     
  11. Fähenor

    Fähenor Usuário

    :x
    Fähenor que ate entao se encontrava calmo reage exaltado a tal afirmacao e diz deixando trasparecer toda a sua majestade:

    -Alariel isso nao sao modos de se falar com lady Tolwen eu nao irei permitir...

    Fähenor se vira e diz:

    -Sim Adûnael sua consideração e valida porem acho que Alariel já esperou tempo demais para saber quem verdadeiramente foi seu pai e acho que se lady Tolwen tem essa resposta ela deveria ser dada a Alariel agora...no momento meu caro vamos nos preocupar em como iremos mandar uma mensagem ao o rei Thranduil para avisarmos sobre o ataque dos Uruks ...Vamos Adûnael vamos a floresta pensarmos e deixemos as duas belas donzelas conversarem a sos, pois elas tem muito que conversar.
     
  12. Adûnael

    Adûnael Usuário

    Adûnael diz a Fahenor:
    - Quando se trata do passado de Alariel, caro amigo, o tempo não será referência, mas o momento. É um assunto que mexe muito com ela e o que pode ser dito por Tolwen poderá lhe afetar de alguma forma. Acho que seria mais prudente essa conversa ser na volta, a ajuda dela será necessária no covil dos serviçais das sombras.
    Antes de terminar de falar, Adûnael, vira-se para Alariel dizendo:
    - Essa é minha opinião Alariel, e agora cabe a você refletir o que será melhor.
     
  13. Eu ...

    Nome : Aragorn Elessar
    Idade : 87 anos
    Raça : Homem ( Homem de Númenor )
    Classe : Ranger/Guerreiro
    Tendência : Leal e bom
    Descrição : OLhem pro avatar
    Magias : Passos sem pegada , retardar envenenamento e curar ferimentos leves ...
    Itens e Armas : Espada Longa mágica - nome Anduril ( Narsil ) -
    Arco Longo , Lança longa , Cota de malha , Adaga , Manto élfico , Aljava e flechas , bainha pra Anduril .
    Perícias : Furtividade , Cura , Cavalgar , Ouvir , nadar , sobrevivencia e procurar ...
    Cavalo : Marrom
    Inimigos prediletos : Orks e Espectros do Anel ..

    Bom , minha ficha , e vou começar ...

    [on]
    Quando de repente um homem alto de capuz e capa entra no aposento ... Em sua mão está uma espada , uma espada com sangue negro ... E ELE DIZ :

    - Sou Aragorn , filho de Arathorn e venho em paz ... O covil dos Uruks ... Eu passei por lá ... É .. Perigoso demais ... Matei muitos , mas tive que fugir , pois eram em maior número ... Quero ajudar-vos em sua busca , se vcs permitirem ... Apesar desses ferimentos , ainda posso andar ...

    Então o homem tira o capuz e todos veem , um homem com olhos azuis de gelo e cabelos negros como a noite .

    - Então bravos aventureiros , posso ir com vcs ??? Quero mais do que tudo banir a sombra da terra média ... Qual é sua resposta ???
     
  14. Fähenor

    Fähenor Usuário

    Fähenor diz a Adûnael:
    -Concordo quando diz que Alariel sera importante no covil dos orcs mais acho que enquanto nos vamos enviar a mesagem ao rei ela tera tempo suficiente para esclarecer todas as suas duvidas com lady Tolwen...Bem como vc memso disse agora so cabe a Alariel decidir o que vai fazer!

    Fähenor se vira para Alariel e diz:
    -Entao o que decide?
     
  15. EI VAI ME IGNORAR ???
    Eu não sei jogar direito pelo computador , mas deixe-me jogar ... :osigh: :osigh: :osigh:
     
  16. Narrador

    Narrador Usuário

    Alariel afasta-se perante a majestade do elfo noldo... e por um momento ela percebe estar não perante o elfo que lhe acompanhara em algumas de suas recentes jornadas através da Terra-Média, mas sim diante do herdeiro de Fëanor e príncipe de Amon Lind, Fähenor, à quem sabia dever respeito naquele momento...

    “Acalme-se Fähenor... tenho certeza que a intenção de Alariel não foi de me faltar com o respeito” – a dama Tolwen sorri, aproximando-se de Alariel. “Acho que temos muito o que conversar, eu e Alariel, e acho também que não devem adiar por mais tempo sua partida. O povo de Arhadrynd clama por auxílio...

    *************************************************************************
    A viagem através da floresta havia sido cansativa para os três companheiros. Viajavam em ritmo de trote uma vez que sua intenção era alcançar o território do inimigo o quanto antes. O clima abafado da floresta havia tornado as seis horas de viagem ainda mais cansativas, além de que o terreno o qual percorriam não ajudava para que se locomovessem com rapidez.

    A Floresta de Fangorn era única no mundo: não pelo fato de conter árvores “ativas”, os Ents e os chamados Huorns os quais eram considerador criaturas muito especiais e raras, mas pelo fato da floresta ter sido “moldada” por si só ao longo de milhares de anos. Era uma espécie de “jardim gigante”. Em outras florestas como a de Mirkwood, o crescimento da vegetação havia sido influenciado diretamente pela presença de certas espécies ao longo dos anos. Em Fangorn, esse processo havia sido influenciado exclusivamente pela presença dos Ents. Portanto a mesma guardava ainda hoje a maior variedade de árvores dentre todas as florestas da Terra-Média.

    Os três companheiros encontravam-se ás bordas da floresta, ainda ofegantes enquanto em suas mentes fixava-se a idéia de estarem mais próximos do que nunca de seu inimigo. E pela primeira vez em sua longa existência na Terra-Média, Fähenor o herdeiro de Fëanor desejou não ter recebido a dádiva de seu povo que permitia-lhe enxergar à longas distâncias... Pois à cerca de um quilômetro de seu acampamento encontrava-se a visão mais entristecedora que um elfo poderia imaginar.

    Localizada na primeira linha de Colinas das Montanhas Sombrias, na face direita de uma destas colinas altas e diante de um vale que provavelmente seria belo se não pela presença dos orcs, encontrava-se a entrada principal para as chamadas “Caverns of Pain”. Esta entrada era flanqueada por estátuas de ferro em ambos os lados, erguidas de forma a lembrar as Duas Árvores de Valinor nas condições deixadas quando Morgoth perfurou-as e Ungoliant sugou-as em essência por inteiro. Tais estátuas pareciam ter sido ainda mais castigadas pelos orcs, de maneira que pudessem causar desgosto e angústia em qualquer elfo, Ent ou Numenoreano conhecedor das lendas sobre Valinor e que enxergasse tal cena. Elas pareciam funcionar ainda como uma espécie de portão para o complexo de cavernas, girando de forma que as lanças “espetadas” em cada uma das árvores “se entrelaçassem” selando a entrada. Haviam plataformas postas no topo de cada uma das árvores, onde os orcs mantinham sentinelas e ainda uma espécie de posto de vigília posicionado no topo da colina alta, de onde a visão do vale ao redor mostrava-se privilegiada.

    “Parece que temos uma tempestade se aproximando” – Adûnael reporta aproximando-se do elfo noldo. “Talvez seja útil para nos aproximarmos da entrada, sem sermos localizados pelos sentinelas. Temos ainda os mantos élficos, para ajudarem na camuflagem... abençoada seja a Senhora da Floresta Dourada.” – o guardião sorri perante os companheiros. “Ora... as chances de nos aproximarmos com vida não são tão ruins assim...”

    ************************************************************************************
    O combate nos portões havia sido pior, o guardião pensava enquanto o arco longo era posto de volta junto as suas costas. Havia quatro uruk-hai caídos à frente, três mortos em combate, e um último que havia sido poupado por Fähenor no intuito de fornecer-lhes informações úteis sobre a busca nas cavernas.

    “O que pretende fazer com ele Fähenor? Acha que pode nos revelar algo importante sobre os líderes?” – o guardião aproxima-se dos companheiros.
     
  17. Fähenor

    Fähenor Usuário

    -Sim, Adûnal ele ira nos dizer tudo o que queremos saber ,so iremos esperar ele acordar.
     
  18. Narrador

    Narrador Usuário

    O aposento, uma grande caverna, possui apenas uma grande mesa de madeira ao centro onde os uruk-hai encontravam-se à postos. O lugar parece servir como uma espécie de controle de tráfego, ou seja tudo o que entra e sai do complexo de cavernas.
    Existem quatro passagens nesse aposento. Todas elas formam grandes "bocas" conduzindo à outras partes do complexo, uma passagem à frente e mais uma em cada um dos lados do aposento... o lugar parece estar bem sujo, além de ser muito mal iluminado.
     
  19. Adûnael

    Adûnael Usuário

    Adûnael diz para Fahenor:
    - Vou dar uma olhada pelas passagens e ficar de olho. Temos de ficar alertas enquanto o Uruk não desperta!
     
  20. Fähenor

    Fähenor Usuário

    :x Fähenor se vira para o uruk e o levanta, com os bracos ate que o mesmo fique na altura de seu rosto e diz em tom de voz ameacador: Onde esta Bugrug,quantos partiram,quantos ficaram,quem esta comandando este forte, a quantos dias partiram fale tudo, ou a ira de Fähenor o mais poderoso de todos os elfos ira cair sobre voce.
     

Compartilhar