1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Espécie Fabuladora (Nancy Huston)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Lucas_Deschain, 16 Ago 2010.

  1. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]Sou fã de epígrafes, para mim elas funcionam como uma espécie de making of da obra literária, são indicações dos passos percorridos pelo autor na construção da trama que você está desfrutando naquele momento, serve inclusive como um guia de curiosos que porventura queiram palmilhar o tortuoso caminho do criador como quem se interessar um bocadinho sobre aquela citação a ponto de querer conferir de onde veio e quem a escreveu. Enfim, é um recurso que enriquece e de quebra é divertido.

    Nancy Huston não só tem ótimas epígrafes como também escreveu frases que dão ótimas epígrafes. A pretensão de seu livro A Espécie Fabuladora é ambiciosa: ela procura relacionar a história humana, de modo panorâmico, às fábulas, histórias, ficções, tramas, enredos, romances etc. que esses mesmos homens criaram. Porém, essa pretensão não se restringe ao campo da Literatura, e sim da criação, escrita ou não, calcada na própria tradição e herança cultural que se acumula e é enriquecida desde que o homem é homem, ou seja, desde que se tornou consciente de sua existência e de sua finitude.[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Tataran

    Tataran Usuário

    Resenha interessantíssima, Lucas. Fiquei muito curioso sobre esse livro.

    Apenas a título de esclarecimentos, a autora também aborda as diferenças nas criações ficcionais nas diferentes culturas ou épocas históricas?
     
  3. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Então Tatarana, essa é um ponto em que achei que ficou faltando um aprofundamento, como disse na resenha. Por isso que escrevi que ficaram muitos ganchos, a análise dela é panorâmica, mais abstrata mesmo. Fica aí um espaço em que se poderia investigar como essas fabulações da espécie humana ganharam diferentes importâncias ao longo do tempo. A contraposiação a uma abordagem mais materialista ia ajudar bastante nesse sentido, contudo, vale lembrar que o que estamos aqui não foi a pretensão da autora, fica mais a título de sugestão.

    De fato, esse vôo panorâmico daria ótimos rasantes no espaço e no tempo.
     

Compartilhar