1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Dama na Água (Lady in the Water, 2006)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Menta Bolseiro, 15 Set 2006.

  1. Menta Bolseiro

    Menta Bolseiro Quando bebo, fico pior do que

    E então, o que acharam do filme?? Ótimo?? Bom?? Razoável?? Ruim?? Péssimo?? Terrível??
    No geral, as críticas vêm sendo muito negativas...
    Mas, na minha opinião, o filme arrasa. =D Muuuito bom!
    M. Night Shyamalan continua a surpreender, fazendo um filme imprevisível atrás do outro... Sim, porque o filme é um dos mais simples e inocentes que ele já produziu, sem contar a mensagem a respeito da realidade em que vivemos, transmitida em "A Dama na Água". Sobre a fé do ser humano, o apoio mútuo, a inocência e a missão de cada ser humano nesse mundo. Pode parecer muito simplório, quase roteiro de filme independente podre, mas, para mim, foi o máximo. Um dos melhores já feitos por ele, como diretor. Mas, realmente, a atuação dele no filme não estava das melhores não :lol:

    Desculpem-me se o tópico foi repetido, dei uma busca e não encontrei nada :think:

    Mas e a opinião de vcs, qual é? :mrgreen:
     
  2. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Concordo com vc sobre os temas explorados, e funcionou muito bem. é mais um ótimo filme do Shyamalan, mas por questão de empatia, colocaria apenas como 4º melhor dele, na frente só de Sinais. Mais por méritos dos outros filmes que deméritos desse.
     
  3. Menta Bolseiro

    Menta Bolseiro Quando bebo, fico pior do que

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Sim, concordo com vc... Mas acho que colocaria em terceiro, estando apenas "A Vila" e "O Sexto Sentido" (este último, obviamente, em primeiro lugar), na frente dele :mrgreen:. Mas o que mais me irrita na reação do público ao ver os filmes de Shyamalan, é que alguns não conseguem captar as mensagens que ele passa ¬¬' e ainda saem do cinema dizendo que o filme é uma bosta... Sinceramente, não sei como alguém pode dizer que "A Vila" é um péssimo filme! Gente! O cara conseguiu misturar bom roteiro + fotografia + figurino + efeitos sonoros + trama surpreendente + ótimas mensagens em um só filme! Como não se pode gostar de um filme desses? Pior! Como podem dizer que O FINAL de "A Vila" é uma droga, se é um dos melhores finais já desenvolvidos????!!!!
    E, apesar de tudo, Sinais é divertido xD mas a trama começa a se perder muito, do meio para o final...
     
  4. TT1

    TT1 Dilbert

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Filme dele, pra mim só perde prA Vila. Adorei o Lady, e é bem no estilo dele mesmo.
     
  5. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Sim, a Vila é o melhor de todos. Com Corpo Fechado quase empatado.
     
  6. Menta Bolseiro

    Menta Bolseiro Quando bebo, fico pior do que

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Corpo Fechado, havia me esquecido!!
    Aliás, o Shyamalan atua nesse filme, não?? o.o
     
  7. TT1

    TT1 Dilbert

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Ele faz uma ponta em todos. No Lady ele faz o escritor do livro :obiggraz:
     
  8. Menta Bolseiro

    Menta Bolseiro Quando bebo, fico pior do que

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Sim, sim... Ih, eh! Ele faz uma ponta até em Sinais, o maluco sortudo que se salvou dos ets porque foi esperar a hora da chegada deles, perto de um lago :lol:
    Sobre o escritor, eu já sabia, tanto que comentei que ele não atuou muito bem no Lady in the Water, podia estar melhor... :think:
    Mas o Paul Giamatti, que fera, não? (escrevi o nome dele certo? xD)
    E a Bryce Dallas-Howard, nossa! Além de lindíssima (e de parecer um ser das águas mesmo), ela dá um show. Mas a sua "Ivy" em "A Vila" estava melhor.

    Aliás, me disseram que acharam ela bem andrógina, no filme o_O'
    Vocês concordam? xD
     
  9. Menta Bolseiro

    Menta Bolseiro Quando bebo, fico pior do que

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    .__. o tópico desbadalou (xD)
     
  10. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    A temática é interessante. O Giamatti é bom, mas o filme nao. Ao contrario de Corpo Fechado e Sinais - os melhores filmes dele - nao existe sequer uma tentativa de crescer a tensao durante a projeção, e acaba apelando pros sustinhos baratos com auxilio do som.

    Pegando um exemplo bem facil: em Sinais, na cena onde o Gibson vai até o milharal, ou ainda a que ele entra na casa que tem um ET, voce realmente fica tenso - apesar de saber que dificilmente alguma coisa acontecerá com o protagonista. Na cena em que o Giamatti vai encarar o scrunt, nao há nada.


    52
     
  11. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Exatamente. O filme até pode deixar algumas pessoas tenso, mas é algo meio vago, estranho. Não há um suspense realmente pálpavel de que há algo lá. Uma outra coisa que eu notei é que tudo é fácil demais. Todos acreditam na história de primeira, ninguém insistiu. Ficou muito estranho, muito fácil.

    Mas eu gostei da mítica imposta, de como as coisas se encaixavam e das atuações. No que ele tenta propor, tem uma grande qualidade e vale muito a pena.
     
  12. Glorwendel

    Glorwendel Usuário

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Onde o Shyamalan aparece em A Vila? :eek:

    Comparando a outros filmes dele esse é só morninho. Talvez porque seja OMG!SHYAMALAN!!!!11one e fiquei com espectativas demais. Mas o filme é bom, diverte (principalmente com aquele crítico de cinema - "Como alguém pode ser tão pretencioso?" XD) e dá aqueles sustinhos bons.

    O mais legal é que se consegue viver uma história fantástica no lugar mais banal possível, com o tipo de personagens que a gente procura distância quando quer algo o mínimo onírico. Os atores estão ótimos também (com excessão de certo indianozinho).

    Só aqueles macacos não mostraram bem a que vieram.
     
  13. Vëon

    Vëon Do you know what time it is?

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    No reflexo do vidro, quando um carinha abre um armario pra pegar uns remédios.
     
  14. Alanië

    Alanië Usuário

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Ele é o guarda florestal que está no escritório quando o Kevin vai pegar os remédios. Ele só aparece no reflexo da porta do armário dos remédios. Bem sutil mesmo.

    Também achei muito boa a proposta do filme em rodar em um lugar inusitado, um lugar comum, onde todos parecem normais, com exceção daquele grupo de roqueiros meio malucos...:lol:
    Mas, enfim, eu achei um filme muito bom, apesar de não ser o melhor já feito pelo Shayamalan. Se fosse para colocar uma classificação, eu colocaria assim:

    1º - Sexto Sentido
    2º - Corpo Fechado
    3º - Sinais
    4º - A Vila
    5º - A Dama na Água

    Ops....acho q ficou meio que na ordem em que foram rodados, né não?? :think:

    Eles eram os que traziam a justiça entre o Mundo Azul e o nosso mundo. Como aquele scrut (é assim mesmo?) estava indomado, então eles seriam os responsáveis por capturá-lo assim que o guardião viesse e o enfrentasse. Por isso que eles só apareceram depois que o guardião o enfrentou.
     
  15. Menta Bolseiro

    Menta Bolseiro Quando bebo, fico pior do que

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    o_O Não sabia dessa! Quando assistir o filme de novo, aproveito pra conferir! Valeu! :mrgreen:

    Essa idéia do filme, de coisas mágicas acontecendo em locais inusitados (como um complexo de apartamentos), é genial. Remete a idéia de que coisas belas e inesperadas podem acontecer em qualquer lugar, a qualquer hora. Fora as belíssimas mensagens do filme, sobre fé, esperança, confiança e amor fraternal. :mrgreen:
     
  16. Glorwendel

    Glorwendel Usuário

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Sim, os macacos deviam pegar o skrunt. Mas eles só apareceram uma vez e meio que só pra dar um sumiço naquele cachorro chato.
    Acho que o Shyamalan devia ter elaborado mais isso aí.
     
  17. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    A cena acabou sendo clichezona demais. Do tipo "tcharam! no último segundo eles aparecem para salvar o dia!" mesmo com o carinha lá já tendo dominado o cachorro. Mas dá pra se entender, afinal, eles eram só 3 em todo o mundo azul (e a terra tem a maior parte dela submersa e tals).
     
  18. Amanditas

    Amanditas Apaixonável

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    eu gostei do filme, é totalmente diferente do que eu imaginava....muito bom...
     
  19. V

    V Saloon Keeper

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Toda carreira do Shyamalan pode ser definida pela junção do fantástico com o mundano, o tipo de cinema onde você tem que abandonar o cinismo e mergulhar na fantasia, aceitando o que lhe é mostrado sem parar pra pensar na lógica das coisas. Pode-se dizer que esse é o filme mais "difícil" dele, não por ser complexo de entender (daí as aspas), mas porque é simplesmente muito fácil (tentador, até) não acreditar em toda a pletora de seres e regras que ele bombardeia em 110 minutos (um título alternativo podia ser "M. Night Shyamalan's Suspension of Disbelief").

    Ele está forçando um compromisso -- "olhe para tudo isso através dos olhos de uma criança" é a mensagem óbvia (dica 1: Giamatti tem que agir como uma criança para receber as informações que precisa), não só referindo-se ao filme em si e/ou à sua própria carreira (btw, eu vou dar um palpite louco e chutar que o filme preferido dele é "E.T."), mas aparentemente a todos os problemas do mundo (dica 2: o "Livro de Receitas"; dica 3: todas as TVs do filme mostrando cenas de guerras atuais; etc).

    É um ponto de vista válido, e eu não tenho o menor problema em acreditar em narfs e scrunts e o que seja, mas ainda acho que ele devia parar de ser egoísta e deixar alguém ajudar a escrever seus roteiros, no mínimo pra que a gente não seja obrigado a agüentar coisas como o personagem mais sério do filme declarando que gostaria de "ver as coisas como uma criança, acreditando que há mais no mundo do que toda essa miséria e tristeza" (não é exatamente isso que ele diz, mas a idéia é essa), mas principalmente para convence-lo a não colocar rixas pessoais acima da coerência narrativa.

    Eu sinto a sua dor, Sr. Night. Eu sei como pode ser frustrante ter sua amada obra de arte -- uma expressão de suas idéias e sentimentos, algo que você levou meses, quiçá anos, para finalizar -- desprezada em algumas linhas. Críticos podem ser bem cruéis. Fato. É compreensível que você se sinta compelido a responder de alguma forma, mas é discutível que a coisa certa a fazer seja dedicar grande parte de um filme para isso, expressando sua frustração da forma mais pedante e pueril possível. Desse jeito você só está dando mais munição pra eles.

    O problema aqui nem é o crítico em si (que foi até engraçado, e podia funcionar como um mero detalhe), mas o esforço hercúleo desprendido para que nós não simpatizemos com ele, chegando a ponto de sacrificar a narrativa para atingir esse objetivo. Eu vou dar mais detalhes num post-scriptum (porque a coisa envolve alguns spoilers), mas toda aquela complicação que ocorre no final do segundo ato (ou foi no começo do terceiro) foi inútil, e levou o filme a um ponto onde as coisas começaram a ficar absurdas e convenientes demais.

    Informação atrás de informação é desfraldada, e logo você (ou pelo menos eu) começa a sentir que aquilo é pura perda de tempo, tempo que poderia ser gasto com mais cenas atmosféricas como aquela onde SPOILER arrasta SPOILER até o meio do mato, ou aquela onde o Giamatti entra na piscina para procurar o SPOILER. A gente recebe meia dúzia dessas, e um monte de falação e teorização que só chama atenção para o quanto a situação é essencialmente absurda.

    Isso culmina numa cena num porão (ou algo assim) que quase fez tudo ir por água abaixo (heh) se o Giamatti não tivesse vindo ao resgate em um trecho tão emocionante que meus olhos se enchem de água (ok, eu paro) toda vez que eu lembro dele (parabéns Giamatti). A partir daí a coisa volta a engrenar e segue em frente sem olhar pra trás, porque o Shyamalan é um diretor extremamente competente; ele só precisa aprender quando é a hora de não ver as coisas como uma criança.

    Ok, Sr. Night. Assumindo que esse filme não tenha sido o último prego no caixão da sua carreira, aqui vão algumas dicas para o próximo: evite o CGI; fuja da câmera lenta como vampiros fogem da luz solar (pelo menos nesse você só usou uma vez); e já que você é tão a favor de uma sensibilidade infantil, lembre-se dos conselhos da mamãe -- quando alguém te irritar, respire fundo, conte até dez e simplesmente ignore. Obrigado.


    60


    PS: Sobre o crítico:
    O filme aparentemente o culpa pela falha de interpretação que quase bota tudo a perder (i.e. quando as funções são atribuídas às pessoas erradas); "críticos nem sempre estão certos" parece ser a mensagem, exceto que não: o crítico estava essencialmente certo, as coisas é que eram vagas e ambíguas demais. Um personagem chega a dizer "Que tipo de pessoa seria arrogante a ponto de presumir a intenção de outro ser humano?", exceto que não: o crítico não fazia a mínima idéia de que o Destino do Mundo estava em jogo ali, então não é exatamente justo culpa-lo por uma interpretação superficial. Né.

    PPS: Mais um conselho amigável (dessa vez sobre a sua obsessão em colocar a si mesmo em papéis-chave):
    Pare. Com isso. Enquanto você se mantinha em pontas não muito relevantes para a trama geral até dava pra aceitar, mas um escritor destinado a Salvar o Mundo? Jesus, no que você estava pensando? Foi algo do tipo simbólico (do mesmo jeito que a chuva pode simbolizar purificação, como você fez o favor de nos informar), ou foi o que pareceu (i.e. uma declaração pretensiosa sobre o valor da sua própria carreira)? Ou o que.

    PPPS:
    Esse texto parecia bem menor no Word.
     
  20. Glorwendel

    Glorwendel Usuário

    Re: A Dama na Água (Lady in the Water)

    Uh... Concordo com o Vezoka. :cerva:
     

Compartilhar