1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A cultura da demissão no futebol brasileiro é correta?

Tópico em 'Esportes' iniciado por Elessar Hyarmen, 15 Mai 2010.

  1. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Acabei de ler uma entrevista do Adilson Batista onde faz várias observações que a meu ver são interessantes e pertinentes.

    Existe realmente no Brasil a cultura da demissão porque um técnico x não conseguiu tal titulo y ou porque perdeu três ou quatro jogos seguidos, ou porque o time foi eliminado de um torneio e como justificativa a imprensa e a torçida, muda-se o técnico (parece que é o único bode expiatório).

    Temos exemplos de técnicos na Europa que ficam no cargo por 10 ou 20 anos e durante essa longa jornada há sucessos e fracassos. No Brasil é o contrário.

    Acho que mesmo um time tendo certos fracassos e vitórias ao mesmo tempo, chega uma hora que alguns objetivos são conquistados.

    Dêem uma lida na entrevista, eu acho bem interessante e deixem suas opiniões.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Quem acompanha esse sub-forum sabe que eu sempre critico mudanças de técnicos rápidas.

    Um grande fator para a politica de troca de técnico adoidado é a questão do nosso futebol ser no modelo clubistico com votação. Os presidentes tem 3, 4 ou 5 anos pra trabalhar mas ficam mais preocupados no imediatismo para a reeleição. Trabalho de longo prazo onde o time fica no marasmo por uns 5 anos pra depois começar a engrenar é quase impossível.
    Na Espanha também é assim. O Real Madrid troca de técnico quase tanto quanto nós. O Barça só não vem fazendo isso pois estão num período vitorioso.
    Na Inglaterra onde os clubes possuem donos vitalicios (até resolverem vender), é mais fácil encontrar um desses donos que acredita num técnico e se mantém com ele.



    De qualquer maneira, eu acredito mais em trabalho de longo prazo do que em apagador de incendio.
    Mas a contratação do técnico precisa ter sido criteriosa e com convicção, e não só porque "era o unico que tava dando sopa aí".
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O Brasil ainda está anos-luz da Europa nesse quesito.

    E mesmo recentemente no caso do Mano Menezes em que conseguiu quebrar um tabú conseguindo se manter no cargo após uma eliminação na Libertadores, isso só foi possivel porque o presidente do clube o bancou.
     
  4. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Apesar de não gostar desse Sanchez, foi inteligencia em saber que a unica forma de ainda terminar o ano com um titulo é mantendo o Mano e partir pra dentro do brasileirão.
     
  5. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Não é só no Brasil, não exagerem. Manchester e Arsenal são exceções...

    -O Van Gaal quase foi demitido do bayern no começo da temporada, mesmo sendo um treinador tão gabaritado quanto é.
    -Real Madrid troca de técnico toda temporada.
    -Milan acaba de demitir o Leonardo, sendo que o que falta no Milan é time.

    Enfim, vários clubes trocam de treinador quando o time vai mal, não é só no Brasil, é no mundo todo.

    Vejam bem, não defendo isso, mas sei que não é só no Brasil que isso ocorre.
     
  6. Poucos times no Brasil tem a inteligência, a coragem e a autonomia de apostar no técnico pelo tempo necessário.

    O São Paulo é um deles. O Vasco do Eurico era assim também (afinal o Eurico tava se lixando pra pressão de torcida ou de imprensa).
    O Fluminense tá na contra mão dessa história. To falando especificamente do Fluminense não por que ele tenha uma tradição de demitir técnicos maior do que os outros times, por que não tem.
    To falando isso, por que o Muricy é um cara que leva um bom tempo pra acertar o time, e se for pra despedir o Muricy se viererm os primeiros resultados negativos, o Fluminense vai tá jogando todo um planejamento e investimento no lixo.
     
  7. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    É mais fácil demitirem um só e por isso demitem o técnico - alguém tem de ser culpado.
     
  8. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    A diferença é que, com excessão do Real, eles dão ao menos 1 temporada inteira para avaliar o trabalho do técnico. E não só 3 meses.
     
  9. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    O Chelsea fez o Felipão rodar em menos de 6 meses. E o time grego que esqueci o nome fez o Zico rodar em alguns meses.

    E isso falando dos times grandes...
     
  10. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Odeio admitir isso, mas o Neithan tem razão. :)

    Essa idiotice de demitir técnico em tão pouco tempo não é exclusividade nossa, na tão adorada Europa também ocorre.
     
  11. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Excessões não fazem a regra.
     
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Uma coisa é certa, o Felipão chegou num momento critico da carreira em que não anda mais conseguindo permanecer nem 6 meses e indo pra clubes e centros futebolísticos cada vez mais inexpressivos

    Só aqui no Brasil, por tudo o que fez, ele voltará a ter estabilidade na carreira.
     
  13. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Exato. Manchester e Arsenal são exceções.

    Então, o Felipão no Chelsea durou 5 meses. Enquanto no Brasil nunca foi demitido.

    A cultura de demissão acontece em todo o mundo. Mas não é algo realmente correto (não em todos os casos). A verdade é uma só: é muito mais fácil para a diretoria demitir UM treinador do que dar jeito em vários jogadores.
     
  14. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Manchester e Arsenal são excessões mesmo.
    Não falo de 30 anos no cargo. Falo de, ao menos, completar 1 temporada.
    E nesse caso não são excessões não.
     
  15. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Adilson Batista é outro exemplo de que a diretoria acredita no trabalho dele. E a torçida as vezes tem que compreender que não é demitindo um técnico (injustamente) que o problema do time se resolve.
    Tem jogador de futebol que quando não gosta do técnico faz corpo mole, forçando a derrota e a demissão do técnico.



    A história do futebol é clara! Muitos times que foram rebaixados trocaram de técnicos trocentas vezes.
     
  16. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Parece (por enquanto) que Adilson Batista e Mano Menezes caminham pra superar a barreira dos 3 anos.

    3 anos acho é um período minimo razoávael. Vamos ver se conseguem chegar em 5 anos que foi a última grande longevidade de um técnico num grande clube brasileiro que foi a do Telê Santana e que só não foi maior devido aos problemas de saúde dele.
     
  17. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Exatamente. Em QUALQUER lugar do mundo, quem está bem, fica, quem não está, sái.
     

Compartilhar