1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Cor Púrpura (Alice Walker)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Lucas_Deschain, 20 Dez 2010.

  1. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]Vim a conhecer A Cor Púrpura através do filme de Steven Spielberg, que, aliás, é muito bom. Confesso que não sou um grande apreciador de leituras de livros cujas adaptações cinematográficas eu já conheço. Porém, após ter lido
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    depois do filme, estou revendo minha posição a respeito: há algo no livro que faz a leitura valer a pena mesmo que você já conheça a história.

    O romance em questão é de autoria de Alice Walker e foi trazido a público em 1982. Através de cartas escritas com a linguagem simplória e coloquial, a autora vai nos mostrando o árduo dia-a-dia de Celie, uma mulher negra cujo cruel marido ocupa-se em transformar-lhe a vida em um Inferno. As cartas são direcionadas a Deus, já que sua irmã, da qual se separou ainda criança (por interferência de seu marido, que lhe direcionava olhares lascivos), nunca lhe escreveu depois de ter ido embora.[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar