1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Copa 2014 A Copa da 100ª virada

Tópico em 'Esportes' iniciado por Cantona, 13 Mai 2014.

  1. Cantona

    Cantona Tudo é História

    100ª virada em copas será no Brasil. Relembre as 12 melhores
    Até 2010, 97 dos jogos da Copa tiveram viradas. Seis deles em finais.

    Dos 772 jogos realizados nas 19 copas do mundo de futebol, 97 foram viradas. Um time fica em vantagem no marcador, cede o empate e ainda perde o jogo em 12,6% do total de partidas. Mantida a média, seis ou sete jogos da Copa no Brasil terminarão com reviravoltas no marcador, e ter-se-á ultrapassado a marca de 100 viradas em mundiais.

    Divertido.

    O mundial mais virado da história foi o de 2002, na Coreia do Sul e Japão. É verdade que os torcedores brasileiros que quiseram acompanhar os jogos tiveram de varar a madrugada para assistir a muitas das partidas. Mas o sentido aqui é de virada no placar: 9 das 64 partidas tiveram essa sorte.

    De 1950 a 1966, nas partidas decisivas, a seleção que abriu o marcador terminou derrotada. Em 1970, o Brasil x Itália quebrou a escrita, que voltaria a ser repetida em 1974.

    A mais recente partida do Brasil em copas, nas quartas de final contra a Holanda, a seleção canarinho tomou uma invertida de 2 a 1 e foi eliminada.

    (...) uma seleção com as mais emocionantes:

    Brasil 1 x 2 Uruguai – final da Copa do Mundo de 1950


    O Maracanazzo dispensa detalhamentos extensos. Parte do drama do episódio decorre justamente de o Brasil ter saído na frente, em um contexto no qual poderia empatar para ficar com a taça (era um quadrangular final). Diante de 174 mil pessoas, a equipe de melhor campanha marcou com Friaça, aos 2 do segundo tempo. Cedeu o empate aos 21, com Schiaffino, e levou o segundo com Ghiggia, o carrasco da vez, aos 34. A mácula foi profunda. Mesmo o algoz deu repetidas declarações solidarizando-se com o choro dos derrotados. Levaram o caneco.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Brasil 5 x 2 Suécia – final da Copa de 1958

    De novo, na partida final, reviravolta. Na partida em que o Brasil largou seu complexo de vira-latas no futebol, foi a Suécia quem saiu na frente. Naquele 29 de junho de 1958, Vavá, Zagallo e Pelé fariam da taça do mundo nossa. A cena mais impressionante da partida é a do meia Didi, o craque da folha seca, indo até a meta defendida por Gilmar, recolhendo a bola e voltando calmamente ao centro do campo. Como dono do time, fez o que alguém precisaria ter feito. Mas, de azul, tinha uma calma que parecia avisar que tudo iria dar certo. E deu.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Brasil 3 x 1 Tchecoslováquia - final da Copa de 1962

    E em uma quarta decisão consecutiva, virada. Os tchecoslocavos saíram na frente, com gol do meia Masopust, aos 15 do primeiro tempo. Antes que pudessem terminar de comemorar, aos 17, Amarildo, o possesso substituto de Pelé, empatou. Na etapa final, Zito e Vavá completaram a festa do bicampeonato.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Inglaterra 4 x 2 Alemanha – final da Copa do Mundo de 1966

    Pela quinta copa seguida, em 1966, teve virada na final. A Alemanha Ocidental tinha melhor campanha e saiu na frente, com Haller, aos 12. Sofreu o empate seis minutos depois, com Hurst, e a virada aos 33 do segundo tempo. Weber empataria a 44 da etapa final. Na primeira prorrogação em finais, Hurst foi o autor dos outros dois. Mas a parte mais quente foi o terceiro tento, o primeiro durante a prorrogação. Em um chute do atacante inglês, a bola bateu no travessão e no gramado de Wembley, antes da linha da meta. O árbitro suíço Gottfried Vienst e o bandeirinha azerbaijano Tofiq Bahramov, porém, validaram o gol, em um dos erros mais famosos da história do futebol.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Alemanha Ocidental 3 X 2 Inglaterra – quartas de final da Copa de 1970

    O troco alemão foi também um marco. E veio logo nas quartas da copa seguinte. A representação da terra da rainha parecia não tomar conhecimento do ressentimento germânico ao abrir vantagem de dois gols, com Mullery, aos 31 do primeiro tempo, e Peters aos cinco do segundo. Mas como a vingança é um prato que se come frio, foi preciso frieza dos bravos alemães, que não se renderam. O jovem Beckembauer, então com 20 anos, diminuiu aos 32 e Seeler empatou aos 31. Na prorrogação, Müller despacharia o English Team, na revanche.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Itália 4 x 3 Alemanha – semifinal da Copa do Mundo de 1970

    Algozes nas quartas, os alemães foram as vítimas na semifinal da Copa de 1970. Mas com detalhes sórdidos. Logo a 8 minutos, a Itália saiu na frente, com Boninsegna. Sofreu o empate no último minuto de jogo, com Schnellinger, levando tudo para a prorrogação. Aos 4 do primeiro tempo extra, Müller virou. Os italianos iriam ainda buscar a revirada com o zagueiro Burgnich e com o meia Rivera, que havia entrado no lugar de Mazzola. Classificação inesquecível no estádio Azteca.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    (...)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    A lista de viradas é muito boa. Entre as mais "épicas" junto com o Maracanazzo de 50 faltou aí uma que aconteceu em 1954: Alemanha 3 x 2 na Hungria que por toda a enorme badalação que havia em cima do time de Puskas que parecia ser impossível de ser batido, sair atrás com 2 x 0 e virar, aquela ficou conhecida como o "Milagre de Berna"

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    A marca já foi rapidamente atingida

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O que virá pela frente agora são duas marcas centenárias que são o 100° jogo de duas grandes seleções. Primeiro a Alemanha e depois o Brasil.
     
  4. Da Alemanha já foi, Furia, foi contra Portugal. Do Brasil sim, será contra Camarões.
     
  5. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Pelo andar da carruagem, tivemos a centésima e teremos ainda a 200ª.....
     
  6. Pelas minhas contas, a centésima foi Costa do Marfim 2 x 1 Japão, confere?
     

Compartilhar