1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Ciência da Imaginação

Tópico em 'Cinema' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 27 Mai 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Duas palavras que parecem antagônicas estão reunidas no termo "ficção científica". A imaginação e a ciência poderiam andar juntas? Romances, contos e filmes demonstram que sim: o gênero se especializou em criar realidades paralelas, mas plausíveis, em que a ficção se baseia em ideias de fundo científico.


    Boa parte da riqueza de suas histórias está em falar de outros mundos, em geral situados no futuro, que revelam muito do "aqui e agora". Medos, angústias e desejos do presente constituem a matéria-prima dessas projeções, que possibilitam entender um pouco melhor a sociedade em que vivemos.


    cont.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Kyra

    Kyra I am Jack's smirking revenge.

    Muito boa essa análise. O que eu gosto na ficção científica é que muitas vezes ela espelha nossos medos e suas consequências em um futuro próximo. Muita gente odeia por que acham que é muito fantasioso e não real, mas acho que é o gênero que melhor traduz o presente da sociedade em que vivemos.

    Acho que nessa lista dele faltou Star Wars, Metrópolis (de 1927, alguém já viu? É ótimo!), Donnie Darko e O dia em que a Terra parou (de 51, não o remake de 2008 :blah:).
     
  3. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Eu assisti o remake de 'O Dia em que a Terra Parou' é bom, não sei se é diferente e quão diferente do original.
     
  4. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Metropolis está na lista.

    O filme (curta) de ficção que assisti recentemente e achei hilário foi Le Voyage a Travers L'Impossible. Me mijava de rir do inicio ao fim.


    De resto, estou na espera de uma gravação da trilogia Fundação do Asimov. Mas só se for com um orçamento digno da obra.
    Uma gravação de O Fim da Eternidade também poderia dar um bom suspense noir.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu penso que o que define bem ficção científica é abordar as mais diferentes realidades (geralmente a maioria futuristicas) com tecnologias diferentes ou que supomos que teremos um dia no futuro.

    E um dos períodos de maior fertilidade pra criação de grandes produções do gênero foram nos anos 60 e inicio dos anos 70 quando os primeiros computadores surgiram e com a chegada do homem a Lua, achava-se que na virada do século XX a humanidade estaria num patamar tecnologico bem diferente de hoje viajando de nave espacial e colonizando a Lua e outros planetas.

    No entanto, não mudou tanto e a graça da ficção científica é sempre dar essa possibilidade de sempre imaginarmos novos mundos e realidades.
     

Compartilhar