• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

A Árvore da Vida (The Tree of Life, 2011)

Sua nota para o filme


  • Total voters
    11

Vëon

Do you know what time it is?


Direção: Terrence Malick (Dias de Paraíso, Além da Linha Vermelha)
Elenco: Brad Pitt, Sean Penn, Jessica Chastain, Fiona Shaw.
Sinopse: A maior parte da trama - que vai desde o Big Bang até o futuro - se passa nos anos 1950. O protagonista é Jack, o mais velho entre três irmãos de uma família texana, que está aprendendo as coisas da vida. Tree of Life começa com a morte de um dos irmãos, a família em desespero, e então mostra o crescimento de Jack (vivido por Sean Penn), deprimido, no mundo moderno, procurando respostas para as origens e o significado da vida, enquanto questiona a existência da fé.
Estréia: 25 de Maio nos EUA e 1º de Julho no Brasil.

Finalmente, cinco anos após o anuncio do filme saiu o trailer. É lindo. Em HD aqui.
 

Anexos

Hugo

Hail to the Thief
Taí o cineasta tartaruga ...

Vou aproveitar e ver O NOVO MUNDO qualquer dia desses para colocar a filmografia do homem em dia ...
 

Tisf

Delivery Boy
Eu preciso tomar vergonha na cara e ver algum dele. Comecei Além da Linha Vermelha uma vez e não terminei!

Esse trailer é uma das coisas mais maravilhosas que eu vi esse ano :grinlove:
 

Hugo

Hail to the Thief
Para ver os filmes do Mallick só não pode estar com sono, senão já era ...
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Eu não curto tanto os filmes do Malick. Ao menos os que vi.
Esse Tree of Life também não me encantou, apesar de ser muito bom.
Sempre acho muito estilo e pouco conteúdo pra 2h30 de duração.
E o Brad Pitt não tá bem. Tá parecendo o Aldo Rayne depois de aposentado.
 

Maria Pretinha

Usuário
Então, tô doida pra ver, não vou conseguir assistir esse fim-de-semana, devo ver na segunda.

Mas aí o Eduardo Escorel, que geralmente tem opiniões bem parecidas com as minhas e me identifico muito, diz isso:

A árvore da vida” – xaropada pretensiosa

Sobressaltado, o bonequinho do “Globo” acordou ontem para aplaudir de pé “A árvore da vida”, xaropada pretensiosa escrita e dirigida por Terence Malick que recebeu a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Leitores fiéis deste blog (existem alguns!) devem se lembrar da recomendação feita há tempos: diante de filmes que começam com epígrafe, o melhor a fazer é levantar e ir embora.

“A árvore da vida” começa citando a Bíblia. No livro de Jó (38:4,5,6,7) está escrito: “Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. / Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel? / Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, / Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?” Portanto, o que vem depois é dispensável.

Quem quiser insistir e continuar assistindo “A árvore da vida” será premiado com a expressão de angústia de Sean Penn (provocada, talvez, por não saber o que está fazendo no filme).

A reverência à Palma de Ouro do Festival de Cannes terá induzido Marcelo Janot a perturbar o sono do bonequinho e afirmar que “A árvore da vida” é “uma obra-prima do cinema contemporâneo”?
fonte
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Uma coisa me decepcionou muito. Que eram as cenas que lia nas resenhas do nascimento do universo e evolução das espécies, etc.
Já fizeram coisas melhores décadas atrás em termos técnicos. Tava meio datado o negócio.
 

Vëon

Do you know what time it is?
Então, tô doida pra ver, não vou conseguir assistir esse fim-de-semana, devo ver na segunda.

Mas aí o Eduardo Escorel, que geralmente tem opiniões bem parecidas com as minhas e me identifico muito, diz isso:



fonte
Xarope é essa crítica ai, pode ir sem medo que no minimo você vai achar maravilhoso.
Eu gostei bastante, também achei as cenas com o Sean Penn meio desnecessárias, mas é porque é a parte mais viagem do filme, cenas desconexas, sem linearidade. Talvez na versão estendida de 6 horas elas se encaixem melhor, mas eu duvido que seja essa a intenção. Agora a maior parte do filme, mostrando a infância do Jack, perfeito.

Uma coisa me decepcionou muito. Que eram as cenas que lia nas resenhas do nascimento do universo e evolução das espécies, etc.
Já fizeram coisas melhores décadas atrás em termos técnicos. Tava meio datado o negócio.
Ah, eu adorei essa sequencia, e é meio datado pq a maior parte ali eram efeitos visuais e não especiais, me lembrou a viagem psicodélica de 2001.
 

Maria Pretinha

Usuário
Xarope é essa crítica ai, pode ir sem medo que no minimo você vai achar maravilhoso.
Eu gostei bastante, também achei as cenas com o Sean Penn meio desnecessárias, mas é porque é a parte mais viagem do filme, cenas desconexas, sem linearidade. Talvez na versão estendida de 6 horas elas se encaixem melhor, mas eu duvido que seja essa a intenção. Agora a maior parte do filme, mostrando a infância do Jack, perfeito.
Eu nunca deixaria de assistir um filme que quero muito por conta de uma crítica! E as imagens e trechos da infância que vi até agora foi o que me deixou com mais vontade de ver o filme.

Vejo na segunda, n vi aidna porque estou em Ipatinga e o cinema aqui é do jeitinho que o Fúria gosta.
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Ah, eu adorei essa sequencia, e é meio datado pq a maior parte ali eram efeitos visuais e não especiais, me lembrou a viagem psicodélica de 2001.
Eu costumo ter problemas com filmes que me arrancam da imersão.
A parte inicial do universo e tudo mais concordo contigo. Uma licença poética (científica) maior que a de Melancolia, mas sem problemas.
Quando aparecem os dinossauros foi como um tapa na cara que me tirou do filme. Pra voltar a imersão demora um pouco.
O Brad Pitt foi outro que vez ou outra me tirava do filme. Aquela careta dele fazendo queixada é muito bizarra.
 

Maria Pretinha

Usuário
Vi e gostei muito.

Só teve uma coisa que me incomodou HORRORES: nunca vi tanto contra-plongeé em um filme só. Tudo bem, é o filho que experimenta a vida através da autoridade do pai, é o filho que olha de baixo pra cima, mas, Jesus, esse enquadramento é horrível.
 

Morfindel Werwulf Rúnarmo

Geofísico entende de terremoto
Ator de "A Árvore da Vida" é encontrado morto no rio Mississippi​

O ator Michael Showers foi encontrado morto no rio Mississippi esta manhã. Showers tinha 45 anos e seus trabalhos mais recentes foram na série "Treme", da HBO, e nos filmes "A Árvore da Vida" e "A Inquilina".

Segundo o site E! Online, seu corpo foi encontrado em Nova Orleans e tinha documentos que forneceram sua identidade à polícia.

Uma autópsia deve determinar a causa da morte, ainda desconhecida, mas o legista já afirmou que o corpo provavelmente estava na água há dois dias.

Em "Treme", série sobre a recuperação de Nova Orleans após o furacão Katrina, Shower interpretava John Guidry. Ele também participou das série "Breaking Bad" e "Vampire Diaries".


Ator Michael Showers foi encontrado morto; segundo legista, seu corpo estava na água há dois dias​

Fonte
 

Vëon

Do you know what time it is?
A pergunta é, quem diabos é esse cara no filme?
Né, deve ser um dos figurantes do "paraíso", lembro um tempo atrás a noticia "Ator de Harry Potter preso por algum motivo" ai clicava pra ver a noticia e era um completo desconhecido de papel irrelevante.
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Sempre quando colocam "ator de filme tal" dificilmente é alguém de destaque desse próprio filme.
Esses jornalistas são uns fanfarrões.

E eu juro que não lembro também que papel que ele fez.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo