1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Clube de Leitura 7º Conto: O Gato Preto (Edgar Allan Poe)

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Clara, 6 Mai 2015.

  1. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    De acordo com indicações e enquete
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , o conto escolhido para a 7ª edição do Clube de Leitura - Contos, foi O Gato Preto, de Edgar A. Poe.

    A discussão começará no próximo sábado, 09/05/2015.
    Enquanto isso, fiquem à vontade para postar dados, biografia, fatos e curiosidades sobre autor e obra, bem como onde o conto escolhido pode ser lido.
    (Lembrem-se: nada de pirataria! ;) )

    As regras e diretrizes do Clube podem ser lidas
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Spartaco

    Spartaco James West

    O conto O Gato Preto (The Black Cat) de
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    foi publicado em uma edição do Saturday Evening Post de 19 de agosto de 1843. Neste conto, o autor mexe com a sensibilidade do leitor ao apresentar uma história carregada de violência, perversidade e insanidade. Para muitos, trata-se de um estudo da psicologia da culpa.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. fcm

    fcm Visitante

    Achei o ebook para o Kindle por 1,99 na
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .
    Mas acredito que deva ter ele na faixa em inglês pra quem curte ler no original.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. -Jorge-

    -Jorge- mississippi queen

    Eita! Já era para estar lendo?! Pera!

    Vou tentar dar uma jeito até o domingo... =/
     
    • LOL LOL x 1
  5. Spartaco

    Spartaco James West

    Eu também!
     
  6. Amon_Gwareth

    Amon_Gwareth Paragon

    O Gato Preto foi a minha porta de entrada pra Poe.

    Segue link do Gutenberg para leitura gratuita do conto (incluindo formato kindle) - inglês

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  7. Spartaco

    Spartaco James West

    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Sendo "gateira" confesso que é bem difícil pra mim ler este conto sem sentir uma raiva profunda do protagonista.
    Mas, depois de superada essa parte, não tem como notar a quantidade de significados que podemos tirar dessa história terrorífica: culpa, raiva reprimida, vício, baixa auto-estima, sadismo e masoquismo, esquizofrenia...
    Tanta coisa se passa em tão poucas páginas.
    Porque será que uma história assim nos atrai, e repele ao mesmo tempo, com tanta força?
    Será que é porque desperta aqueles sentimentos e diabinhos que temos dentro de nós e que o protagonista não só deixou escapar como ainda os atiçou pra que ficassem piores, mais perversos?
    Acho que é isso que não perdoamos nele, o fato de se ter entregado livremente a essas coisas que lutamos quase que todo o tempo pra deixar bem escondida, lá no fundo do porão da alma.

    Mas ele também não se perdoou, afinal.
    No talvez mais famoso
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    da literatura, o infeliz acaba por entregar a si mesmo à forca com que havia matado o gatinho no começo da história. :mwaha:

    Esse Edgar era um fanfarrão, hein?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  9. Spartaco

    Spartaco James West

    Li ontem o conto de Poe e também senti o mesmo que a @Clara.

    Pelo que entendi, o que transformou o nosso protagonista/narrador foi o vício do álcool.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Depois que eu li esse conto, tenho uma edição de contos do Poe, eu comecei a olhar diferente pra minha chaninha. :confused:

    Ótimo conto, como todos do Poe.
     
  11. Molly Bloom

    Molly Bloom Usuário

    Acho que o Poe usa essa estratégia muito bem, pois acredito que o vício do álcool pode explicar as atitudes do homem. Entretanto, não creio que as justifique. O que quero dizer é que o vício não necessariamente torna alguém perverso; acho que ele ficou obcecado com o gato, e escolheu-o para expulsar o ódio que sentia.

    Não é somente o gato que sofre abusos, ele também dá uma machadada na cabeça da esposa.
    E o final é brilhante: o orgulho do próprio feito faz com que ele mesmo se entregue à polícia.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar