1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

50 anos de LED

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Fúria da cidade, 8 Nov 2012.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Cinquenta anos atrás, o cientista da GE Nick Holonyak, na época com 33 anos de idade, inventava o primeiro diodo emissor de luz visível (LED, em inglês). Por emitir uma luz perceptível ao olho humano, diferente dos lasers infravermelhos, seus colegas da GE na época classificaram o dispositivo criado por Holonyak de “mágico”.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , Holonyak, atualmente com 83 anos, conta como trabalhou no Centro de Pesquisas Global da GE em Nova York. Relata também sua surpresa e satisfação em conseguir produzir, em 9 de outubro de 1962, a primeira luz com a tecnologia LED visível ao olho humano.

    “Minha mãe era órfã. Meu pai, um mineiro de carvão. Eles não tinham educação, mas ambos sabiam que a escola era muito importante. Ele me deu uma faca de bolso e disse: ‘Olhe, faça você mesmo’. Tinha cerca de cinco ou seis anos e aprendi que, se precisasse de alguma coisa, poderia fazer com as minhas próprias mãos”, lembra o cientista.

    Hoje, os LEDs estão cada vez mais presentes na vida das pessoas. A tecnologia é amplamente utilizada para iluminar indicadores em dispositivos eletrônicos, botões de elevador, placas de saída, celulares e displays de smartphones, TVs, PCs, tablets, sinalizações comerciais, telas de vídeo em instalações esportivas, equipamentos cirúrgicos microscópicos e cruzamentos ferroviários. Mais recentemente, a tecnologia LED chegou às ruas, estacionamentos, semáforos, estradas e parques, contribuindo para a redução no consumo de energia das cidades.

    Os LEDs usam até 75% menos energia do que as lâmpadas incandescentes; duram até 25 vezes mais do que as fontes de luz incandescentes e de halogêneo; e até três vezes mais do que a maioria das lâmpadas fluorescentes compactas. “Não há ambiguidade sobre o fato de que essa invenção tem uma vida útil muito além do que estamos vendo,” prevê Holonyak.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ----------------------------------------------------------------------------------------------

    Nem parece que a invenção do Led já tem todo esse tempo de vida, pois só ficamos mais acostumados a vê-lo em larga escala mais recentemente.

    Mas todo inicio de uma nova tecnologia até chegar a produção em escala comercial leva tempo. Muitos dos leds que vemos hoje até já foram concebidos há anos, mas o alto custo de fabricação durante muito tempo impediram a viabilização comercial. Felizmente hoje são realidade.

    É a tecnologia que cada vez mais veio pra ficar.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Eriadan

    Eriadan Bears. Beets. Battlestar Galactica. Usuário Premium

    Parabéns, Led!
     
    • LOL LOL x 3
  3. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    A questão é que o LED de energias mais baixas já foi inventado há muito tempo, mas os LEDs mais pro azul já tem menos tempo de vida pra então poder formar as 3 cores padrão.

    A fabricação é muito mais complexa que a de uma lâmpada incandescente. Ainda bem que hoje em dia já existem centros de excelência que baixaram o custo por peça produzida.
     
  4. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Roberta curte um coroa, mas tá bem cuidado! :cerva:

    ___________

    Fora a piada ruim, não fazia ideia que já tinha 50 anos. De qualquer forma, interessante o texto.
     
    • LOL LOL x 1

Compartilhar