1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

5 minutos

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Luciano R. M., 2 Mai 2010.

  1. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    O problema das pessoas é a esperança: sem ela não existe decepção.
    É por isso que você não dói: eu sei que não posso esperar nada. Tudo é vazio. Assim como eu. É por isso que eu não sou capaz de machucar: não sou capaz de oferecer esperança alguma, exceto a de que o fim está próximo.
    Mais cinco minutos e estaremos todos mortos.
    Quando eu vi seu rosto pela última vez, eu não senti coisa alguma. Nem raiva, nem remorso; nem mesmo quis vomitar. Eu sei que o tempo é curto e não quero perder meu tempo com sentimentos. Por favor, não fique brava.
    A última frase me lembra Mario de Sá Carneiro. E então: estricnina ou o trem?
    Mais cinco minutos e estaremos todos mortos.
    Mesmo assim, você veio. Eu não vi, mas poderia apostar que quando decidiu me ligar foi de modo relutante. Que ao pegar o telefone tremia, suava. Ou pelo menos sentia uma estranha sensação de frio na barriga. Como se o mundo estivesse prestes a acabar. Mas ainda assim, telefonou. Telefonou e disse que ainda tínhamos algo a resolver e que queria que eu fosse até aquele café- o mesmo em que havíamos nos encontrado tantas vezes antes, quando o fim era apenas uma profecia de um apotecário francês.
    Eu fui duro com você. Era tarde demais. Sempre foi tarde demais, afinal. Você suplicou- eu respondi de modo vago. Não afirmei, não neguei. Falei que me esperasse- eu podia ir, eu podia não ir. Se quisesse mesmo falar comigo, deveria arriscar não conseguir. Contrariando minhas expectativas, você aceitou. E foi isso que me fez vir a esse café. Isso e o fim do mundo.
    Mais cinco minutos e estaremos todos mortos.
    Cheguei cedo e pedi um uísque e o bebi rápido, de um só gole. E esperei. Você demorou. Ou talvez eu tenha demorado a me dar conta da sua presença. Estava deslumbrantemente cinzenta, apagada. Diferente do que era quando lhe conheci, agora você parecia demais comigo. Cumprimentamos-nos com os olhos, incapazes de falar, e sentamos frente a frente, em silêncio.
    'Não sei o que deu em mim. O problema das pessoas é a esperança, e eu me deixei levar pela esperança de que tudo seria eterno, de que seríamos para sempre. Eu sei que as coisas não funcionam assim. Não no seu mundo pelo menos… Tudo que você começa caminha em direção a um fim. E mesmo aquilo que não começa: você é um profeta do apocalipse, um demônio louco que se alimenta do fim do mundo.` Você disse, repentinamente. E, ao falar isso, começou a chorar, com raiva, acho.
    'Eu sei. Sempre fui assim- e tentei te avisar. Mas eu estava intoxicado por você e não conseguia demonstrá-lo no começo. Mas… Acredito que depois ficou bastante óbvio. Eu sei que não foi para isso que viemos aqui: tudo isso já foi dito e já foi feito. Eu sei o que você quer e ia ficar bem feliz com isso, mas não acho que você realmente tenha coragem.'
    Controlando as lágrimas, você segurou minhas mãos nas suas. Olhou para o relógio. Olhou ao redor, colocou sua mão direita dentro da bolsa- de couro sintético, bastante elegante- e levantou-se. Antes que eu percebesse você atirou.
    O fim do mundo é relativo, é íntimo. Mais cinco minutos e estaremos todos mortos.
     
  2. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Eu gosto demais do que tu escreve. Mesmo quando custo a atingir, como agora. Precisei ler umas quatro vezes. E pra ser sincera, ainda não tenho bem certeza do que foi esse conto, mas dentro da minha percepção, ele fez um sentido e, no momento que eu formulo alguma conclusão "minha" sobre teus escritos, fico encantada com o que tu escreveu. :timido:
     
  3. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    Gracías pelos elogios Lana! E mais do que bacana saber que desperto coisas particulares nas pessoas que me lêem. :D
     
  4. imported_Adam

    imported_Adam Usuário

    Realmente interessante.
     

Compartilhar