1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

5 melhores livros por Woody Allen

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Psyclowndelic3D, 6 Mai 2011.

  1. Psyclowndelic3D

    Psyclowndelic3D Usuário

    Machado de Assis no top5 de Woody Allen!
    http://bit.ly/ihzgNR
    Abaixo os outros citados e o comentário completo sobre o Machadão.

    The Catcher in the Rye by JD Salinger (1951)
    Really the Blues by Mezz Mezzrow and Bernard Wolfe (1946)
    The World of SJ Perelman (2000)

    Epitaph of a Small Winner by Machado de Assis (1880)
    I just got this in the mail one day. Some stranger in Brazil sent it and wrote, "You'll like this". Because it's a thin book, I read it. If it had been a thick book, I would have discarded it.
    I was shocked by how charming and amusing it was. I couldn't believe he lived as long ago as he did. You would've thought he wrote it yesterday. It's so modern and so amusing. It's a very, very original piece of work. It rang a bell in me, in the same way that The Catcher in the Rye did. It was about subject matter that I liked and it was treated with great wit, great originality and no sentimentality.

    Elia Kazan: A Biography by Richard Schickel (2005)
     
  2. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Memórias Póstumas é pauleira mesmo. Não imaginava que o livro tivesse tanta qualidade, aquém das professoras de redação...

    Eu só não sei se esse "no sentimentality" é totalmente correto. Vejo Brás Cubas como uma espécie de romântico revoltado... Com o mundo e suas janelas.
     
  3. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    O mais bacana é ver que traduções ruins são recíprocas. A poeticidade e a inventividade do título do livro se perde completamente na tradução, sem contar esse "winner" que não faz sentido algum. Nem de forma irônica.
     
  4. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Preciso ler esse livro! Sempre ouço falarem bem desse livro, estou curiosa.
     
  5. Calib

    Calib Visitante

    Pois é. Mas há também a tradução fiel "The Posthumous Memoirs of Bras Cubas ".
     
  6. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Sou mais a fiel, de verdade.
     

Compartilhar