1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

d20 System 4e no futuro - Playtest

Tópico em 'Play by Forum' iniciado por evincarzed, 22 Dez 2010.

  1. evincarzed

    evincarzed Usuário

    ======== Vermont =============
    A nave de transporte Hirato-Mauá 115 finalmente saiu de dobra no sistema Ross 128. A fraca luminosidade da estrela anã vermelha brilhava sobre o convés panorâmico enquanto os passageiros se preparavam para o desembarque na colônia de elísio, no planeta Ross 128-5.
    O briefing usual é anunciado nos auto-falantes da nave, informando que os passageiros deveriam proceder às comportas de atracagem para recuperarem seus pertences pessoais.

    Vermont caminhava nervoso pelo corredor de saída de seu camarote. A empresa Humanos & Recursos havia pago a passagem dele para o sistema Ross 128, mas ele ficava nervoso quando não podia sentir o peso de sua arma no coldre.
    Suas roupas civis também não o deixavam mais confortável, pois os reflexos treinados na academia da aliança terrestre eram difíceis de esquecer, mesmo tendo sido dispensado após os 5 anos de serviço obrigatório na frota.
    Com um tom de reprovação, silenciosamente xingou o piloto da nave ao ouvir a estrutura da garra de acoplagem ranger com o esforço causado por uma aproximação inadequada.

    "Eu deveria dar uma ou duas lições a esse incompetente. Acho que tenho que me considerar sortudo porque ele não nos explodiu no caminho." - pensou consigo.

    Após passar pela retirada de bagagem, Vermont imediatamente se trocou, colocando sua armadura de escamas de plastiaço e escudo de reação no antebraço esquerdo. O peso do bracelete lhe deu uma confortável sensação familiar, melhorada inda mais ao colocar sua pistola .45 no coldre do peito.
    Saiu do banheiro e se dirigiu ao ponto de encontro onde deveria encontrar o Sila, que estava encarregado de escoltar.
    Acessou o terminal de passageiros que estava mais próximo e pediu a localização do usuário que estava em seu briefing da Humanos & Recursos, identificando-o logo e partindo ao seu encontro.

    ======= Kelg =========

    Kelg carregava a maleta blindada com certo desconforto. Sabia que o comando Sila estava com problemas para garantir a segurança de sua carga na zona neutra concedida aos humanos, mas não havia jeito de trazer uma escolta militar pesada sem quebrar as rigorosas regras diplomáticas da Irmandade Galáctica.
    Alguma empresa humana havia cobrado caro pelo conteúdo da maleta, e o sigilo e segurança eram primordiais. No entanto, a inteligência Sila detectou que havia um vazamento de informação que comprometia todas as operaçõs de entrega.
    Atividade Rialora simplesmente pipocava nas regiões de entrega combinadas, nos horários combinados.
    Era sua função, assim como dos outros Sila envolvidos na operação carregando maletas como a dele, em outros sistemas estelares, de levar a maleta em segurança para o ponto de encontro nos limites do território da aliança terrestre.
    Cada envolvido havia sido convocado especificamente por sua formação acadêmica, e Kelg imaginava se o conteúdo da sua maleta tinha natureza biológica ou bio-zero.
    Precisava agora aguardar o seu guarda-costas humano, que estaria chegando no transporte 115.

    ======== Ambos =======

    Vermont e Kelg se avistam ao mesmo tempo, conforme as intruções divulgadas pelo terminal de passageiros do espaçoporto.
    Após algumas poucas palavras, eles seguem para o transporte planetário privado especialmente fretado para levá-los ao pequeno transporte interestelar que seguiria para os limites do espaço da aliança terrestre.

    Após alguns instantes, a nave decolou e partiu em direção ao espaço, cruzando suavemente a atmosfera e acoplando no transporte orbital. Após desembarcarem, o piloto do transporte planetário os cumprimentou e foi para a cabine do piloto do transporte orbital, enquanto os dois seguiram para seus camarotes.
    As acomodações no transporte orbital são simples, mas satisfatoriamente confortáveis, com o outro piloto informando que a partida iniciaria em alguns minutos.
    Após assumir a velocidade de cruzeiro ideal para início de dobra, uma explosão ocorre em um dos motores e a nave imediatamente tem as luzes de emergência disparadas. No entanto, nenhuma mensagem do piloto ecoa no comunicador.
     
    Última edição: 23 Dez 2010
  2. Vindicador

    Vindicador Usuário

    Vermont

    Com o estrondo, Vermont imediatamente segura o assento do banco em que sentava. Pensando consigo.

    Mas que diabos.

    E se virando para o ana..... para o Sila. Vermont não estava habituado ainda a lidar com indivíduos de outra raça, salvo raras excessões.

    Se segure em algo firme!

    Mas que tipo de piloto é esse que não repassa ou notifica a tripulação das condições da nave? Será que é.......

    Levando em conta as circunstâncias estranhas daquela designação, do conteúdo desconhecido e a aura de mistério numa missão aparentemente simples, o ás pensa o pior com o que acontece na cabine de comando. Ele ativa o escudo, saca a .45 e olha para o Sila.

    Fique sempre próximo. Algo está muito errado aqui.

    E corre na direção da cabine querendo ter com o piloto, cambaleando e se apoiando no corredor conforme a nave chacoalha.
     
  3. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Vermont luta com a porta do alojamento, finalmente abrindo a pesada comporta manualmente. Aparentemente o sistema elétrico de abertura não estava mais funcionando, provavelmente comprometido junto com a rede de energia da nave.
    Uma leve sensação de enjôo rastejava pela barriga dos dois e indicava que a gravidade artificial estava comprometida e agora estava no sistema de emergência, o que gerava uma preocupante suspeita de que o suporte de vida não deveria estar plenamente funcional.
    A situação era calamitosa!
    Vermont notou que nenhum membro da tripulação do transporte orbital estava à vista, coisa realmente suspeita em caso de emergências. Normalmente, a tripulação estaria se comunicando pelo sistema de auto-falantes da nave, buscando relatórios de danos, mobilizando equipes de combate à incêndio e reparos.
    Onde estariam todos?
    O humano e o sila cautelosamente se dirigem para a cabine dos pilotos e param em frente à porta, igualmente fechada e com a fechadura eletrônica desenergizada.
     
    Última edição: 23 Dez 2010
  4. Jeff Donizetti

    Jeff Donizetti Quid est veritas?

    Depois da surpresa inicial causada pela explosão, Kelg se recupera e acompanha Vermont pelos corredores da nave, tentando imaginar o que teria causado aquele estrondo. Em frente à entrada da cabine de pilotagem, saca sua pistola e fala para o compnaheiro:

    "Humano, isto não está me cheirando bem... Mas temos que entrar nessa cabine antes que fiquemos sem ar no diacho desta nave.
     
  5. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Kelg e vermont agora tentavam abrir a porta da ponte de comando. O sistema hidráulico aparentemente estava com problemas de acionamento, pois a manivela de bombeamento hidráulico estava frouxa e sem resistência.
    A porta teria que ser aberta na marra.

    Muito bem, teste de perícia fácil, valendo 100 xp. 4 sucessos antes de 3 falhas para abrir a porta.
    Perícias relevantes: Athletics, endurance, perception, thievery.
    Sucesso: a porta se abre sem maiores problemas
    Falha: A porta se abre parcialmente e machuca os personagens no processo.
    Um jogador pode usar a ação prestar ajuda para conceder +2 ao outro.
    CD 14
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 25 Dez 2010
  6. evincarzed

    evincarzed Usuário

    =====Piloto automático para Vermont=====

    [roll0] - Athletics - sucesso
    [roll1] - endurance - falha
    [roll2] - perception - sucesso
    Vermont fixa os dedos nas frestas das portas e puxa com toda a força, forçando o sistema hidráulico a abrir os mecanismos. O soldado então coloca a perna para fixar a porta entreaberta, pois o esforço havia minado suas forças, o deixando parcialmente preso.
    Seus olhos vasculharam as partes internas do mecanismo desesperadamente enquanto a porta lentamente comprimia sua côxa, até que viu uma das manivelas de conexão hidráulica e rapidamente a virou para a posição de fechada. Com a pressão hidráulica momentâneamente interrompida, as portas pararam de forçar seu fechamento e Vermont pôde retirar a perna da porta.

    Entreaberta, a porta revelou uma cena terrível dentro da cabine do piloto.
    A luz de emergência estava piscando intermitente, banhando tudo em sua coloração avermelhada. Aqui e acolá haviam os lampejos de curto-circuitos dos painéis de controle destroçados, mas aparentemente a destruição se limitava aos consoles e painéis, espalhando cacos de silicio e plastiaço pelo chão.
    As janelas da ponte haviam sido fechadas pelas comportas de emergência, indicando que houve ruptura dos painéis transparentes de plastiaço da fuselagem.
    O piloto do transporte planetário jazia no chão, sua boca espumando uma substância de coloração amarelada, que escorria livremente de uma garrafa de "Ouro de Smaug" ainda segurada em sua mão, uma safra de vinho sila altamente valorizada. Tal bebida não era comum nos sistemas da Aliança Terrestre.
    Não havia visão clara do que havia acontecido com o piloto do transporte orbital.

    Faltam as jogadas e ações de Kelg.
    Tire suas próprias conclusões sobre a cena, jeff.
     
    Última edição: 25 Dez 2010
  7. evincarzed

    evincarzed Usuário

    ====Danbaldar====

    O soldado-comando Aila Danbaldar estava suando frio enquanto seu traje espacial vazava sua preciosa reserva de oxigênio.
    O salto de ejeção de emergência para o espaço de sua nave batedora havia sido rápido, mas não rápido o suficiente para evitar que alguns dos destroços do choque entre o torpedo de hiper-velocidade e sua nave danificassem o tanque de suporte de vida do traje.
    De onde havia vindo o disparo?
    Não havia nada em seus sensores antes do surgimento do projétil. Como o projétil parecia ser eletropropelido, seu impacto era simplesmente cinético e não seria detectado em Ross 128-5 pelos humanos.
    Quem quer que estivesse à espreita, havia tomado severas precauções para não ser detectado.
    Seria possível que o comando AI tivesse sido enganado quanto à entrega da maleta aos Sila? Se fosse o caso, então as outras unidades de vigilância estavam em risco semelhante.
    Seus equipamentos de espionagem, itens pessoais, armadura de infiltração e seu rifle de precisão haviam sido destruídos junto com sua nave, restando apenas o traje de fibra de polímeros (hide) que vestia e um rifle de assalto 7.62 mm, junto com alguns pentes de munição que estavam no kit de emergência.
    Sua única esperança era tentar usar o vazamento para propeli-lo na direção do transporte orbital e rezar para acertar o rombo nos motores que os escombros de sua nave haviam feito no transporte.
    A velocidade relativa entre eles era pequena, e Danbaldar lentamente se aproximava do buraco no casco do transporte.
    Era uma corrida contra o tempo onde cada metro que o aproximava reduzia sua reserva de ar.

    Ok, já sabemos o que foi que acertou o transporte. Foi o que sobrou da nave de Danbaldar após ter sido alvejado por uma identidade desconhecida.
    No entanto, tem alguma coisa errada ocorrendo dentro da nave, pois os danos foram em pontas opostas da nave e a ponte recebeu danos nos consoles, não em sua estrutura.
    King, faça um desafio de perícias, cd 14: 4 sucessos antes de 3 falhas.
    Acrobathics para acertar o rombo no casco.
    Endurance para aguentar o frio do espaço e a perda de oxigênio.
    Perception para encontrar as comportas de descompressão.
    Athletics ou thievery para abrir as portas e conseguir entrar em uma sala pressurizada.

    Como o king afirmou no tópico de desenvolvimento (off) que poderia ter problemas para continuar, Jeff não precisa esperar resposta para postar sua ação. Se o king não postar, eu faço por ele.
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 25 Dez 2010
  8. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Piloto automático de kelg, vermont e danbaldar.
    [roll0] - Prestar ajuda de vermont 1
    [roll1] - athletics de kelg - falha
    [roll2] - Prestar ajuda de vermont 2
    [roll3] - thievery de kelg - sucesso
    [roll4] - Prestar ajuda de vermont 3
    [roll5] - endurance de kelg - sucesso
    [roll6] - Prestar ajuda de vermont 4
    [roll7] - perception de kelg - sucesso
    Vermont usou a ação ajudar outro, uma jogada contra dc 10 de um d20 para conceder +2 para os seus testes. kelg e vermont acumularam sucessos suficientes para vencer o desafio, passando adiante em sua aventura.

    [roll8] - acrobatics de danbaldar - falha
    [roll9] - endurance de danbaldar - falha
    [roll10] - perception de danbaldar - sucesso
    [roll11] - athletics de danbaldar - sucesso.
    Danbaldar ainda não acumulou os quatro sucessos para completar seu desafio. Deverá continuar tentando antes de obter três falhas.
     
    Última edição: 26 Dez 2010
  9. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Kelg tentou ajudar Vermont colocando toda sua força nas portas, tentando abri-las ainda mais, mas o sila simplesmente não tinha a força necessária para isso (falha atlethics). Olhando para os mecanismos da porta entreaberta, Kelg percebeu (sucesso perception) que havia sistemas elétricos de retenção nas linhas hidráulicas do mecanismo da porta. Espremendo o braço o máximo que pôde (sucesso endurance) para ter acesso à delicada coletânea de circuitos elétricos da porta, o sila então utilizou seus poderes bio-zero para fritar o controle de retenção hidráulica (sucesso thievery) e vazar o fluido que forçava a porta a fechar.
    Tão logo abriram a porta, a iluminação do corredor mostrou o desastre.
    Os consoles de controle da nave estavam todos destruídos. O piloto do transporte planetário jazia deitado de costas para o chão, com a boca espumando o repulsivo líquido enquanto ainda segurava a garrafa de Ouro de Smaug.
    O piloto do transporte orbital (a julgar pelas roupas que usava) estava sentado no chão, com as costas em uma das paredes e de pernas esticadas, provavelmente desacordado ou morto. Seu rosto estava caído sobre o peito, as mãos ensanguentadas e semi-destruídas.
    A iluminação de emergência iluminava tudo fracamente em seu brilho vermelho, vez em quando interrompida pelo faiscar elétrico de um dos muitos curto-circuitos.

    O que farão?

    ==== danbaldar ====

    O Aila se contorcia em seu próprio eixo, tentando direcionar o vazamento de modo que este o impulsionasse na direção do rombo no transporte orbital, sem muito sucesso (falha acrobathics).
    Estava perdendo precioso oxigênio rápido demais, e o frio do espaço ja começava a se instalar em seus ossos, nublando os reflexos musculares e lentamente roubando sua capacidade de ficar acordado (falha endurance).
    Os olhos de Danbaldar vagavam pela superfície arruinada da nave à sua frente, desesperadamente procurando por algo que pudesse agarrar e usar para se aproximar da nave mais rápido quando viram um fino filamento de fiação óptica à deriva próximo de sua posição (sucesso perception).
    Forçando os músculos a obedecê-lo, o aila manobra o vazamento até que alcança o filamento e desesperadamente se puxa para a nave (sucesso athletics).

    1) [roll0] - Acrobathics Danbaldar - sucesso
    2) [roll1] - Endurance Danbaldar - sucesso
    Danbaldar conseguiu os quatro sucessos necessários para vencer o skill challenge, ganhando portanto o xp equivalente.
    Se tivesse alguma falha a mais, ele teria completado três e então seria penalizado, mas não necessariamente morto.
    Ágil como um felino nogariano, Danbaldar disparou como um projétil pelo cabo, arremessando-se dentro da sala dos motores (sucesso acrobathics). Lutando contra o sufocamento e o frio congelante (sucesso decisivo em endurance), o aila conseguiu alcançar a comporta de emergência e se trancar em seu ambiente pressurizado, de onde teria acesso ao interior da nave e com sorte, consertar seu traje espacial.
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 26 Dez 2010
  10. KingElessarEledwhen

    KingElessarEledwhen Elder Dragon

    Danbaldar tinha pressa em encontrar o interior da nave, e talvez obter respontas ou informações acerca do disparo que acertou sua nave. Restava segui para o Sul onde procurando algum acesso ao interior da neve. E com o rifle em mãos o Aila segue procurando a entrada...
     
  11. Jeff Donizetti

    Jeff Donizetti Quid est veritas?

    Kelg se aproxima lentamente, olhando ao seu redor, do piloto da nave para tentar prestar-lhe algum socorro. Se ele ainda estiver vivo, vai tentar curá-lo usando seu "Healing Word".
     
  12. evincarzed

    evincarzed Usuário

    ==== Kelg e Vermont ====
    Kelg percebeu uma leve movimentação no piloto da nave orbital e se aproximou para tentar curar seus ferimentos. Assim que estendeu sua mão, o sila percebeu que havia algo terrivelmente errado. Aquele homem não estava mais vivo.
    Os olhos vidrados do piloto se voltaram para Kelg e ele se ergueu para agarrá-lo.
    "Que diabos?.." - exclamou Vermont, perplexo enquanto o corpo trôpego do piloto do transporte planetário também se ergueu, ainda segurando a garrafa de Ouro de Smaug.
    " - Necropatas!" - gemeu Kelg, percebendo o perigo que estavam enfrentando.

    [roll0] - iniciatia Kelg
    [roll1] - iniciatia Vermont
    [roll2] - iniciatia pilotos contaminados
    Sugestão: Kelg, use o poder afastar morto-vivo. uma explosão de bio-zero é porreta pra detonar as bactérias necropatas.

    Caso vençam as iniciativas, os pilotos atacam:
    [roll3] - Agarrão do piloto orbital contra kelg, contra reflexo 11 - agarrou
    [roll4] - Agarrão do piloto planetário contra Vermont, contra reflexo 12 - agarrou. não pode se afastar enquanto não passar num teste resistido de athletics x fortitude ou acrobathics x reflex do necropata. os testes tem penalidade de -5.
    [roll5] - Tiro de Vermont nos cornos do piloto planetário, contra ac 13 - errou
    [roll6] - dano da .45
    Piotos: AC 13, FORT 13, REF 9, VON 10.
    Não sei se disse, mas as barras azuis são portas.

    ==== Danbaldar ====
    O comando aila vagou pelo ambiente do deck principal da sala dos motores com cautela. O som de tiros fez-se ouvir vindo de algum lugar ao oeste.
    Havia alguém com problemas.
    Ao rumar na direção dos disparos, Danbaldar vê o motivo. De pé em frente à porta, havia a carcaça animada de um humano. Um grande talho percorria suas costas, expondo o esponjoso tecido pulmonar e costelas.
    "Necropatas!" - Pensou consigo.

    [roll7] - iniciatia Danbaldar
    a iniciativa do necropata já foi rolada no spoiler acima.
    Danbaldar já está em uma área presurizada. O círculo no chão de onde ele começou é uma comporta por onde ele passou depois que atingiu a área de emergência. Ele viu as portas fechadas em azul. os círculos representam a linha e raio de visão. A mais clara é a visão perfeita, a mais sombreada é a penumbra. já está considerando a visão ampliada dos Sila e dos Aila
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 27 Dez 2010
  13. KingElessarEledwhen

    KingElessarEledwhen Elder Dragon

    Danbaldar estava com problemas, mas certamente os tripulantes da nave deveriam estar em maior apuros... ele podia jurar que hoje era seu dia de sorte... saltou de uma nave destruída para uma com problemas ainda maiores.

    O Aila jurava que tudo aquilo era suspeito, parecia que tudo fora armado, e algo dentro do comando lhe dava certeza sobre isso... porém quem estaria por trás disso tudo?

    O Aila vê o necropata e imediatamente se esconde atrás do núcleo a sua frente rezando para que não tivesse sido avistado. Os tiros que ouvira indicavam que talvez se o Aila conseguisse chegar ao local da batalha pudesse encontrar sobreviventes e principalmente respostas.

    Danbaldar então respira fundo e destrava seu rifle, ele da uma olhadela na escuridão para ver o local atual do alvo[hunters quarry]. Não era possível distinguir direito se era um homem ou um infectado na escuridão porém para sua sorte ele sabia com o que lidava pois vira claramente antes. A criatura parecia imóvel porém emitindo um som assustador que o Aila sentira sua espinha gelar.

    O comando volta a se esconder e prepara a arma nas mãos, caso errasse o alvo poderia se arrepender seriamente. Prendendo a respiração e enrijecendo os braços para amenizar o tranco da arma. Então virando-se ele parte na direção da criatura(move 2 quadrados pra esquerda) atirando com ferocidade e precisão.

    "Morra seu lixo espacial!"

    Twin Strike
     
  14. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Danbaldar efetua dois disparos contra o necropata, acertando um deles em cheio.
    Dano de 2 do tiro 1, somado ao dano extra da arma de +3 (nunca esqueça dele), mais o dano de 3 do hunters quarry = 8 pontos.
    A criatura ergue os olhos, revelando uma espécie de inteligência rudimentar e maligna.
    Ela imediatamente avança contra o comando, braços estendidos em dua direção.
    [roll0] - agarrão contra reflexo 15: Pegou. Não pode se afastar do zumbi enquanto não fizer um teste de atlethics -5 contra fortitude do necropata (13) ou acrobathics -5 contra reflexo (9). Disparos com seu fuzil em combate de perto gerarão AdO, exceto ataques com a coronha da arma, que causam 1d4+FOR, mas eu não recomendo.
    Falando em recomendar, um poder de encontro não ia mal, como o singular shot. se errar, usa o elven accuracy pra refazer a jogada. não esqueça que se usar o disparo automático (5 balas), você pode fazer um ataque com -2 para causar um dado de dano extra OU cobrir uma área de barreira 2, causando metade do dano se errar.
    O necropata coloca suas mãos imundas em Danbaldar e escancara a bocarra fétida, em uma tentativa de mordê-lo. O cheiro de morte e corrupção revira o estômago do comando enquanto ele coloca o braço na garganta da criatura, tentando manter seus dentes longe dele, lutando contra sua tremenda força.

    off*
    King, O Jeff e o Vindi vão ficar um tempo sem participar, mas nós podemos continuar.
    Inclusive, esse playtest já gerou uma revisão interessante no material, como um adendo à ambientação e uma revisão de preços.
    Vamos continuar pra ver o que mais conseguimos, ok?
    Outra coisa, tenha em mente que o twin strike no mesmo alvo causa o dano da arma no primeiro ataque e apenas 1d8 no segundo. não que faça diferença pra essa arma, mas em armas de dano mais alto, é prejuízo dar dois tiros no mesmo alvo, como você percebeu. um bônus de +4 na destreza já vale metade do dano da arma, somado ao dano extra de +3, já são +7 fixo! Twin strike é legal quando tem dois alvos, como minions.
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 29 Dez 2010
  15. KingElessarEledwhen

    KingElessarEledwhen Elder Dragon

    O Aila se encontrava numa situação desesperadora, a criatura o dava medo e era muito forte. Com o coração disparado e o desespero de ter um pedaço de seu pescoço retirado, Danbaldar impede o ataque com o braço no pescoço do monstro. Felizmente com sucesso... porém entrara em combate corporal com o monstro o que o desfavorecia muito.

    O comando usa sua agilidade para combate a força bruta do monstro e com um leve empurrão ele afasta a criatura a meio palmo de distância. O necropata parece não se importar com a coragem do homem em lutar e pula novamente para cima dele... conforme Danbaldar pensara, mas dessa vez ele estava preparado...

    Ele se esquiva para o lado e apoia o apoio da arma no peito da criatura girando de forma a usar o peso dela para afastá-la e escapar de ser pego[Atletismo].

    Atletismo: [roll0] - +8 perícia e -5 penalidade imposta pelo Evins

    OFF
    Claro q daremos continuidade, conforme for possível. Meu problema será mais dia 2 em ate 15, mas até la da pra prosseguir. E quando eu me ausentar será quando Vindi volta então o jogo tem pouca chance de parar.

    Evins, poderia explicar claramente para mim os ataque alternativos que vc sugeriu? Tipo o de áres ou com penalidade -2. Pra falar a vdd nesse tipo de opção seria ideal incluir no material eles como poderes, assim como o ataque básico se encontra no LdJ(alcance, bonus, dano, etc). Assim fica de maneira bem clara e de fácil compreensão. Pois quando se escreve somento texto(como por exemplo era a rajada de golpes do monge 3.5) as coisas parecem ficar menos claras e mais complicadas desanimando o jogador a usar as diversas opções. Espero que essa opinião ajude a melhorar o material.
     
  16. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Danbaldar tentava se libertar, mas não era possível se livrar do aperto maligno do necropata.
    O comando aponta o rifle para o inimigo, mas o combate estava intenso demais para ele arriscar desviar sua atenção, sob o risco de soltar uma das mãos e baixar a guarda para manejar o rifle.
    [roll0] - ataque mordida contra AC 17
    [roll1] - Dano mordida, doença necropata. Poderes de afastar morto-vivo lançados sobre o doente automaticamente curam o paciente. Testes de cura CD 13 para melhorar ou curar por conta própria.
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 29 Dez 2010
  17. KingElessarEledwhen

    KingElessarEledwhen Elder Dragon

    O Aila levara uma dolorosa mordida no braço, o Aila sente uma imensa vontade de gritar, porém o calor do combate e o medo de atrair mais inimigos o impediram de soltar o grito.

    Novamente ele tenta se livrar empurrando o necropata para longe com os pés.

    "Saia maldito, você me mordeu!"

    Acorbacia: [roll0]
     
  18. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Danbaldar se liberta do necropata com um safanão e uma torção no braço da criatura. A mordida ardia, mas o comando podia aguentar.
    Danbaldar então ajustou seu rifle e o perparou para disparar.
    Ok, se libertou do boca-mole. enche ele de tiro agora, mas cuidado com o AdO.
     
  19. Vindicador

    Vindicador Usuário

    Opa, voltando de viagem e retomando as rotinas.
    Isso está ficando cada vez mais interessante, adoro terror no espaço.

    Vermont

    Conforme Vermont entra na cabine entra com o Sila, ambos visualizam aquela cena bizarra. Não bastando os pilotos estarem destroçados, os painéis também estavam totalmente danificados. Vermont tenta não deixar o seu aborrecimento muito evidente uma vez que ele, como guarda-costas do Sila, deveria estar preparado para defender o baixote. Ao passar o olho na garrafa de Ouro de Smaug, Vermont sente reprovação na falta de responsabilidade dos condutores que visivelmente pretendiam se embebedar em serviço. Enquanto o Sila partia para tentar salvar um dos pilotos, o que na mente de Vermont era vã visto o estado dos cadáveres, o que inclusive estranhava o tenente. O que seria capaz de assassiná-los com tamanha barbárie e em seguida estraçalhar os painéis daquela maneira? Esfregando levemente as costas da sua esquerda, que portava a pistola, contra o queixo ele tenta computar o que se passava ali, quando de relance ele vê o que pensou ser o piloto falecido convulsionar levemente, o que para o seu terror não era algo simplesmente "pensado".

    Mas que diabos.....

    Para o seu maior horror, Vermont sente algo puxando sua perna e constata que o outro cadáver também se erguera a sua frente. Rapidamente Vermont engatilha a arma e efetua disparos contra o Necropata. Porém, o recém-necropata desviou a mira de sua arma no momento em que se levantou com o ombro. Desta maneira os tiros acertam a parede da nave, fazendo pouco mais do que danificar ainda mais a nave.

    A criatura o segura pelo braço que continha o gerador do seu escudo cinético. Rapidamente Vemont levanta o outro braço e desce uma coronhada bem dada bem na testa do desperto. Em seguida (caso suceda no teste) vê o Silas e se lembra que precisa mantê-lo em segurança, e removê-lo daquele lugar. Não poderia se distanciar muito, se não os dois necropatas poderiam ir para cima do anã.......Sila. F*-se, quem se importava agora?!?!?! E Vermont levanta uma escudada bem dada contra o necropata jogando o na pilastra logo atrás tentando abrir uma abertura para Kelg. As prioridades alí eram tirar ele e, consequentemente a mala dali.

    Corre! Saí dessa cabine agora!

    Enquanto apontava para a saída a sua direita (ao norte).

    Procedimento:
    Resolute Shield no necropata logo ao meu lado e em seguida shifto para o quadrado diagonal superior esquerdo, para onde o triângulo amarelo aponta logo acima do presunto com pernas.


    Teste Resisitido do Agarrão:[roll0] Athletics X Fortitude
    Ataque(Resolute Shield):[roll1]
    Dano:[roll2]
     
  20. evincarzed

    evincarzed Usuário

    Vindicator, sua arma causa um dano extra de 1d6+2, que você esqueceu de rolar. esse dano extra está escrito na descrição do teu equipamento. teu dano com essa arma é 2d6+6.
    [roll0] - turn undead contra will do necropata 1 - acertou
    [roll1] - turn undead contra will do necropata 2 - acertou
    [roll2] - turn undead, dano - push 6 quadrados e imobiliza.
    [roll3] - nimble strike danbaldar - acertou
    [roll4] - dano nimble strike danbaldar contra AC 13.
    Esqueci o dano extra de 1d8 e o dano extra de hunter's quarry 1d6. (7 e 3, respectivamente)
    Todos os que querem abrir uma porta, façam um teste de perception 10, para checar se o mecanismo hidráulico está funcionando. Quem passar, pode acionar a porta e passar para o quarto seguinte, fechando a porta atrás de si.

    Kelg relembra seu treinamento na academia de disciplina bio-zero, da orientação para a defesa contra a necropatia. O sila então libera uma esmagadora explosão bio-zero que impacta diretamente o encapsulamento de efeito zero das bactérias necropatas, empurrando-as e momentâneamente dissipando sua rede de controle bacteriana nos corpos dos hospedeiros.
    A explosão arremessa o piloto orbital contra os anteparos da janela, onde o corpo inerte desabou como um saco de batatas. O piloto do transporte planetário foi arremessado para fora da sala, chocando-se contra o assento do hall central.
    Kelg então corre para a porta, junto a vermont.

    Danbaldar posiciona a arma contra o necropata e com um rápido salto para trás, ajusta o modo de disparo para automático e desfere uma rajada contra o necropata, atingindo-o em cheio. Assim que atira, o Aila se vira e corre em disparada para a porta fechada ao norte, procurando o mecanismo de abertura.
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 3 Jan 2011

Compartilhar