1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

4 Minute Warning

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por imported_Wilson, 19 Jul 2009.

  1. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Por que deixamos que isso aconteça? Basta um momento, um olhar distraído, e lá se vai a cabeça, à procura de lugares mais confortáveis, lembranças revisitadas ou futuros inventados, fiapos invisíveis de pensamento, saímos da estrada, sinal para direita e tomamos o acostamento, com a chuva batendo na janela, o esforço quase inútil do limpador de vidro, suas pás tentando varrer a água que insiste em voltar, como você, aqui sentada a meu lado, rindo, ou calada, o silêncio preenchido apenas pela música, de lá de fora não ouvimos nada, selados aqui dentro, sua mão em meus cabelos, fale alguma coisa, qualquer coisa, não deixe que eu durma, quero apenas o som de sua voz, a acariciar meus ouvidos, como o vento acalenta as folhas ou o mar lava a areia, como esses pensamentos agora me tranquilizam, impedem que eu me perca demais de mim mesmo, lembram-me do calor quando faz frio, me fazem companhia quando sozinho. Pensamentos que vão embora, levam o tempo junto com eles, que nos escondem, mesmo que por um instante, dos incêndios e das inundações, que nos permite voar e fugir do que não podemos. Se não prestamos atenção, nos perdemos. Você não está realmente aqui, está? Não, não estou. É uma pena, pois já não sinto nada, na escuridão, já não tenho ouvidos para ouvir ou olhos com que enxergar, nem mesmo uma voz. Meu peito tornou-se vazio.
     

Compartilhar