• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Clube de Leitura 26º Livro: Fausto (Johann Wolfgang von Goethe)

O mundo não gira, ele capota:
É assim o mundo;
Sobe e cai, fundo,
Sem pausar, rola;
Qual vidro soa,
Que quebra à toa!
É cava a bola.
Luz muito aqui,
Mais ainda ali,
Vivo; e ele rola!
Meu filho, à fé!
Foge! pra trás!
Que morrerás!
De barro ele é,
E em pó se faz.
 
Última edição:
Li o Werther não faz tanto tempo assim e não lembro absolutamente nada. É como se não tivesse lido. Só lembro que na época a leitura não me empolgou.
 
Eu me diverti muito com o Proctofantasmista! :lol:
Desculpem; estou quase terminando o livro.
Mandei o cronograma às favas. :timido:
 
Pois é, to achando o ritmo do cronograma muito lerdo, acaba perdendo o fio da meada.
A ideia de uma leitura mais lenta era atrair mais gente de modo que o Fausto não atrapalhasse outros projetos paralelos. Mas como flopou, vou mandar o cronograma pras cucúias também.
 
Ah, eu estava ali terminando a Parte I, só.
Vou começar a II em breve e ler rápido, de qualquer modo. Mas o pessoal fica aí convidado a ler junto se quiser, e a comentar. ^^
 
Tirem as crianças da sala (e os tolkien fãs de carteirinha também), que hoje o conteúdo é adulto.


Excerto da cena Floresta e Gruta:

MEFISTÓFELES
Um prazer suprarreal, celeste!
Jazer na escuridão e orvalho no ermo agreste,
Cingir a terra e o céu num rapto abraço,
Sentir-se divindade em arrogante inchaço,
Da terra revolver com ímpeto o tutano,
Viver da criação o afã no Eu soberano,
Gozar eu não sei quê com macho peito,
No todo extravasar-se em êxtase perfeito,
Desvanecido o térreo ente,
E pôr termo à intuição potente…

(Com um gesto obsceno)

Não me perguntes de que jeito.


FAUSTO
Vergonha sobre ti!

emma stone shake GIF

-------------------

Excerto da cena Quarto de Gretchen:


“Meu peito* anela
Por seus abraços.
Pudesse eu tê-lo
Sem fim nos braços”

*Nota de Marcus Vinícius Mazzari: Na primeira versão da tragédia lê-se “ventre” ou “regaço” (Schoss) em lugar de “peito”: “Meu ventre! Deus, anseia por ele”. A alteração atenuante mostra a autocensura de Goethe em relação ao texto destinado à publicação.


Logo se vê que não apenas a Amazon é vítima da patrulha da moral e dos bons costumes. Goethe acabou trocando o fogo na piriquita da Gretchen por uma ansiedade mais genérica para tornar sua obra publicável.

-------------------

Na cena Noite vemos que tanto o nome Valentim quanto o perfil do cidadão de bem não é algo restrito aos nossos tempos. Mais um ponto que torna esse clássico tão atual.
 
Achei engraçado como ele de vez em quando pausa o texto para discutir com a audiência. Mesmo sendo o fundador do romantismo, ele passa longe de um byronismo umbigocêntrico.

Aliás, Mefistófeles = melhor pessoa, bah.

Eu confesso que esperava encontrar algo mais arrastado. Por diversas vezes ouvi aquela comparação que Fausto é para a Era Moderna o que A Divina Comédia foi para a Era Medieval. E minha experiência com Dante não foi nada prazerosa.
Já Fausto, ao menos até aqui, tem sido uma delícia de ler. Seja pela forma, seja pelo conteúdo, estou achando bastante agradável.
Pois eu também rsrs. Em janeiro eu tive a curiosidade de tentar pegar Os Lusíadas. Levei um 7x1 do Camões e fui tentar ouvir essa versão d'A Divina Comédia narrada pelo Seiya Hermes Baroli. Foi um pouco menos pior, mas seguiu sendo impeditivo. Já com o Goethe foi tranquilo, virou meu livro de ler no ônibus.

Fausto é, essencialmente, um ser que sente que jogou a maior parte de sua vida fora. Ele se ressente de ter desperdiçado a vida em estudos.
Kkkrying
 
Estou muito atrasada na leitura, toda vez que começo a ler, eu durmo, não importa o horário, eu pensei que teria raiva como aconteceu com Dante e iria finaliza-lo na força do ódio, mas Goethe me da sono, muito sono, acho que vou desistir, não consigo acompanhar.
Estava pensando em fazer um audiobook e ouvir durante o banho, mas vai que eu durmo, imagina a conta da agua no fim do mês. :lol:
 
A Noite de Valpúrgis poderia ser facilmente adaptada em um musical ao melhor estilo Disney das antigas.

------

Achei que o livro deu uma caída nesse fim. Embora tenha alguns pontos altos aqui e acolá, senti uma descontinuidade a partir da Noite de Valpúrgis, e quando volta pra Gretchen na última cena, o hiato é enorme. Sei lá, pra mim ficou estranho.
Li as notas falando que alguns estudiosos questionam a cena das bodas e outros tentam justificá-la. A mim, aquilo caiu de paraquedas. Mas mesmo antes, por mais que seja legal a Noite de Valpúrgis em si, achei tudo muito deslocado.
Até caberia isso tudo, mas que tivesse umas cenas antes da final. Sei lá. Achei que tava indo tudo ótimo, mas essa parte mais pro fim senti uma baixada.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo