• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Clube de Leitura 25º Livro: Drácula (Bram Stoker) [2.0]

Finarfin

Usuário
Capítulos 25 a 27:
- Tão logo a narrativa volta para o leste europeu, o orientalismo vem junto de vento em popa.
- Em um momento, quando eles estão na Bulgária esperando pelo navio que traria o conde encaixotado, não lembro qual deles diz algo como "Grazadeus que esse é um país onde o suborno pode fazer qualquer coisa". Mas quando na Inglaterra, pagaram Deus e o mundo pra obter informação confidencial sobre as caixas e moradas do conde, e até para invadir propriedade, a palavra suborno não foi usada nem uma única vez.
- Outra hora, na viagem da Mina com o Van Helsing, já na Romênia, ela comenta que o povo de lá é muito, muito supersticioso (marcação do próprio texto), porque fizeram um sinal da cruz e vade retro Satanás pra ela. Isso quando todo mundo já sabia que ela estava "batizada" pelo vampirão, e tava se transformando, com marca na testa e juramento da galera pra dar fim nela. Mesmo com tudo isso, é o povo de lá que é muito, muito supersticioso ao se benzer ao vê-la, demonha em pessoa.
- No quase final apoteótico temos o trio de vampiras voluptuosas tendo um efeito melhor que viagra sobre o nosso já idoso Van Helsing, despertando sensações que ele há muito não sentia.
- Zefini

Bom, o balanço geral é que o ponto alto do livro são os vampiros. Os capítulos iniciais, nos quais o conde toma parte direta são os melhores. Depois temos indiretamente ele trazendo o inferno pro navio e a morte da Lucy. As três vampiras também tiveram destaque, no pouco que apareceram, principalmente na aparição final, junto ao Van Helsing e à Mina. O resto, apesar de necessário para a narrativa, eu achei por vezes cansativo.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
No quase final apoteótico temos o trio de vampiras voluptuosas tendo um efeito melhor que viagra sobre o nosso já idoso Van Helsing, despertando sensações que ele há muito não sentia.
:rofl::rofl::rofl:Né?

E lá está a dama macabra, mergulhada no sono vampírico, tão voluptuosa e cheia de vida que sinto um arrepio: é como se eu viesse a cometer um assassinato. [...] Não nego que fiquei fascinado diante daquela mulher — mesmo deitada naquele túmulo frio, desgastado pelo tempo e coberto pela poeira dos séculos, em meio ao odor terrível que eu já havia encontrado nos covis do conde. Sim, fiquei fascinado — eu, Van Helsing, com toda minha determinação, com todos os motivos para o ódio. Fiquei fascinado e desejei que o momento se prolongasse; e esse desejo parecia paralisar minhas faculdades e nublar meu espírito.​
O velhinho perdeu a postura. :dente:
 

Finarfin

Usuário
Tal como a morte da Lucy morta-viva pelo Arthur, não precisa forçar muito a imaginação pra essa cena toda do Van Helsing ser interpretada como um episódio de necrofilia.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Eu nunca tinha ouvido falar na Principis. Achei a capa da edição deles de Drácula bonita.

Edit.: Tem uma amostra lá na Amazon. Que fofos, os morceguinhos!

1627509570329.png
 

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
Eu não conheço e tenho os dois pés atrás. Chegaram do nada com um catálogo gigantesco, diversificado e barato demais. Minha desconfiança é de que as traduções provavelmente sejam bem tosquinhas e a revisão idem. (As capas são horrendas, por sinal.) Podem chamar de preconceito mas é baseado na experiência. :timido: Não planejo comprar nada da Principis rs.
 

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
Não se acanhem, podem comentar o final.
(Até porque começou hoje o período da última etapa rs... achava que ia ser um adiantamento no cronograma).
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Grande homem, até o fim, o Quinquinzinho!

Eu acho "a batalha final" muito anticlimática. A morte do Drácula é tão sem graça que corta o gozo*.

*Para usar a nomenclatura lacaniana. :hihihi:
 

Giuseppe

Eternamente humano
Quincey, o mais leal! Era o que estava menos envolvido com o drama todo e ainda assim, ajudou em tudo o que pôde até o fim!

Drácula é um dos meus livros favoritos, mas concordo que no final a coisa se resolve rápido demais, e não é a primeira vez que vejo essa crítica. Mas o livro é excelente, espero que o pessoal que leu pela primeira vez tenha gostado e se surpreendido com a história.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Ah, sim, o livro é bom demais da conta. Aqueles quatro primeiros capítulos continuam sendo uma das coisas mais bem escritas do mundo! E toda a trama da Lucy, depois de tanto tempo, continua a suscitar reflexões sobre a sociedade ao longo do tempo e, claro, sobre a natureza humana, de modo geral.

A morte do Drácula não é um dos melhores momentos da obra, mas, ao fim e ao cabo, o livro mostra o porquê de ser um clássico. Foi ótimo reler o livro com vocês, pessoas. Espero que possamos repetir a experiência do "Clube de Leitura Avulso".
 

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
Vocês achavam que já tinham lido todo o Drácula, até mais de uma vez?
Pois eis que o Sebo Clepsidra foi buscar lá na puta que pariu Suécia uma versão estendida do romance, cheia de mistérios acerca da autoria desses acréscimos. É quase um DLC before it was cool.
Será que presta? Não sei; mas parece o tipo de coisa que nunca mais será reimpresso... melhor garantir um exemplar :dente:

Segue link da divulgação:

Para quem não conseguir ver:
TÍTULO REVELADO!
Nossa próxima campanha, que será aberta no próximo dia 11, apresentará uma tradução da maior descoberta recente da literatura fantástica mundial: "Poderes das trevas" ("Mörkrets makter"), publicada como folhetim entre 1899 e 1900, uma enigmática versão sueca estendida de "Drácula", do irlandês Bram Stoker. Saiba mais na sequência de imagens acima!
1.jpg2.jpg3.jpg4.jpg5.jpg6.jpg7.jpg8.jpg9.jpg10.jpg
 

Giuseppe

Eternamente humano
Será que o Peter Jackson está esperando O Senhor dos Anéis entrar em domínio público pra lançar a versão estendida dele? Se a moda pega, teremos versões inéditas de vários livros antigos.
 

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
O curioso é que saiu lá na Suécia poucos anos depois do original inglês, com o Stoker vivo e tudo. Não se aproveitaram de domínio público.

Mas já criaram certa moda em torno disso, com aqueles livros tipo "Pride & Prejudice & Zombies" e semelhantes. É o original aumentado também.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo