• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

2001 - Uma Odisséia no Espaço (2001: A Space Odyssey, 1968)

Sua nota para o filme


  • Total voters
    20

Abroba

Usuário
Vou dar um bump pra esse tópico.

Eu já vi esse filme 4 vezes e a cada vez que eu assisto mais eu gosto e menos eu entendo. Várias são as teorias que tentam explicar oq o Kubrick quis passar. Mas eu penso, será q ele quis passar alguma mesmo? Ou será q ele só queria se exibir mostrando o quão foda ele era como diretor?

Ambiguidade é oq não falta em 2001, principalmente em se tratando daquele Monolito miseravel. Daquele ou daqueles?

Será q o Monolito faz com que os seres em volta dele se tornem mais agressivos? Mais inteligentes?

Hum....

Algo que me ocorreu: Depois daquela viagem psicodélica, quando Dave chega em Júpiter. Aquele homem que estava comendo, e depois aquele velho na cama... Não seria o próprio Dave? Se sim, oq isso quer dizer?

Aff... A única coisa q eu sei é q 2001 é um ótimo filme, não está na minha lista dos 15 melhores, mas tá nas redondezas. Como falaram no inicio do tópico, os efeitos especiais desse filme, que foi feito em 1968, é superior aos efeitos de muitos filmes contemporaneos. Isso mostra como o Kubrick era visionário, inteligente, FODA, etc.

E com certeza, HAL, é um dos maiores vilões de todos os tempos. :[ ]
 

V

Saloon Keeper
Caqui disse:
Vou dar um bump pra esse tópico.
:clap:

Eu já vi esse filme 4 vezes e a cada vez que eu assisto mais eu gosto e menos eu entendo. Várias são as teorias que tentam explicar oq o Kubrick quis passar. Mas eu penso, será q ele quis passar alguma mesmo?
Com certeza. Eu recomendo que você leia o tópico inteiro, muita coisa já foi discutida e explicada aqui.

Ou será q ele só queria se exibir mostrando o quão foda ele era como diretor?
Acho que não é bem por aí. Eu acredito que ele só quis fazer o melhor que pudesse. O pensamento devia ser mais "nossa, isso vai ficar foda" do que "nossa, como eu sou foda".

Ambiguidade é oq não falta em 2001, principalmente em se tratando daquele Monolito miseravel. Daquele ou daqueles?
Daqueles. Isso já foi discutido aqui, e faz mais sentido que seja mais de um monolito.

Será q o Monolito faz com que os seres em volta dele se tornem mais agressivos? Mais inteligentes?
Não há uma resposta exata pra isso, mas o que dá pra ter certeza é que o monolito faz os seres evoluírem.

Na primeira parte, os ancestrais do homo sapiens tocam no monolito e depois aprendem a usar ossos como armas. O Roger Ebert tem uma teoria sobre isso que é tão boa quanto qualquer outra: ele acredita que, pelo fato do monolito ser algo perfeitamente liso e poligonal, os macacões perceberam que era algo construído, e portanto passaram a entender a noção de que podiam usar ferramentas.

Pois é.

Algo que me ocorreu: Depois daquela viagem psicodélica, quando Dave chega em Júpiter. Aquele homem que estava comendo, e depois aquele velho na cama... Não seria o próprio Dave? Se sim, oq isso quer dizer?
Sim, é o Dave. Aquilo quer dizer que, naquele ambiente controlado onde os aliens colocaram o Dave, décadas passavam como momentos. As entidades deixaram o Dave chegar no fim da sua vida pra que ele atingisse o próximo estágio da evolução, mas no filme isso acontece em poucos minutos. Talvez porque o Kubrick esteja mostrando aquilo do ponto de vista dos próprios aliens, pra quem uma vida humana é certamente algo extremamente efêmero. Isso tem relação com a própria história da evolução em si: uma vida humana pode parecer um tempo muito longo para nós, mas do ponto de vista da evolução é menos que um piscar de olhos.
 

Nob

Usuário
V disse:
O Roger Ebert tem uma teoria sobre isso que é tão boa quanto qualquer outra: ele acredita que, pelo fato do monolito ser algo perfeitamente liso e poligonal, os macacões perceberam que era algo construído, e portanto passaram a entender a noção de que podiam usar ferramentas.
Não vejo muito sentido nessa teoria. Se fosse assim, outros animais passariam a usar ferramentas ao ver as construções humanas, não?

Caqui disse:
E com certeza, HAL, é um dos maiores vilões de todos os tempos. :[ ]
Não o considero um vilão. Está mais próximo de ser um herói.

Pelo menos ele tem uma vantagem, que é ser o único humano no veículo.
 

V

Saloon Keeper
Nob disse:
V disse:
O Roger Ebert tem uma teoria sobre isso que é tão boa quanto qualquer outra: ele acredita que, pelo fato do monolito ser algo perfeitamente liso e poligonal, os macacões perceberam que era algo construído, e portanto passaram a entender a noção de que podiam usar ferramentas.
Não vejo muito sentido nessa teoria. Se fosse assim, outros animais passariam a usar ferramentas ao ver as construções humanas, não?
Não, porque os outros animais não têm potencial pra isso.
 

Nob

Usuário
O que indica isso, no filme?

De qualquer forma, colocar um monolito assim do nada já parece um grande feito e quem o colocou lá certamente poderia fazer algo de maneira mais rápida e fácil do que algo arbitrário como isso.
 

Presto

Usuário
De qualquer forma, colocar um monolito assim do nada já parece um grande feito e quem o colocou lá certamente poderia fazer algo de maneira mais rápida e fácil do que algo arbitrário como isso.
O problema, talvez, não esteja no fato de quem colocou o monolito poder fazer o macaco evoluir mais rápido, e sim no próprio macaco. Algo como ser inato biologicamente para o homem evoluir gradualmente.

O filme consegue ser mais foda a cada nova discussão :clap: , ou/e agente viaja demais 8-) .
 

Nob

Usuário
Entamoeba Socrástica disse:
De qualquer forma, colocar um monolito assim do nada já parece um grande feito e quem o colocou lá certamente poderia fazer algo de maneira mais rápida e fácil do que algo arbitrário como isso.
O problema, talvez, não esteja no fato de quem colocou o monolito poder fazer o macaco evoluir mais rápido, e sim no próprio macaco. Algo como ser inato biologicamente para o homem evoluir gradualmente.
Sim, mas digamos que seja realmente o macaco o ser apto a captar a mensagem. Se o objetivo de quem colocou o monolito lá era evoluir a espécie, seria mais fácil fazer outra coisa que desse certeza.

Se bem que estou pensando melhor agora e a teoria parece realmente plausível. O monolito seria um teste, onde só o mais capacitado conseguiria entender e evoluir.

Então todos os humanos seriam um simples experimento. Me lembra Douglas Adams.
 

Abroba

Usuário
Nob disse:
Não o considero um vilão. Está mais próximo de ser um herói.
Eu realmente não acho que ele seja um herói. Eu diria que ele é um vilão com sentimentos humanos, como ganacia, orgulho e vaidade. Isso, e o fato dele ser uma maquina, faz com que seja um dos vilões mais interessantes do cinema.

V disse:
O Roger Ebert tem uma teoria sobre isso que é tão boa quanto qualquer outra: ele acredita que, pelo fato do monolito ser algo perfeitamente liso e poligonal, os macacões perceberam que era algo construído, e portanto passaram a entender a noção de que podiam usar ferramentas.
Essa é mais uma teoria muito interessante e que faz sentido. Alias, muitas teorias podem fazer sentido pra explicar o filme...

V disse:
Acho que não é bem por aí. Eu acredito que ele só quis fazer o melhor que pudesse. O pensamento devia ser mais "nossa, isso vai ficar foda" do que "nossa, como eu sou foda".
É verdade, vc está certo.
 

655321

Usuário
2001 : Um Ensaio Filosófico

O link acima é para uma análise sobre 2001 q achei muito interessante.
Muito já foi dito aqui no tópico, mas talvez não tão detalhadamente.
Eu já li isso a um tempo. Apesar de ser interessante, eu acho que não tem nada a ver.
 

655321

Usuário
O que você acha que não tem nada a ver?
Essa ligação do filme com o livro "Assim falou Zaratustra". Tem algumas observações interessantes, mas eu não acho que o filme tenha alguma relação com o livro.
 

Deriel

Administrador
Ressucitando do fundo das Catacumbas dos Tópicos Mortos.

Depois de muita demora finalmente eu li o livro 2001. Eu sinceramente não sei porque o Kubrick fez muitas coisas do jeito que fez, principalmente a parte pós-HAL, a mais fraca do filme. Achoq ue não existiam as condições técnicas necessárias na época pra fazer aquilo sem ficar ridículo.

Não há muitos mistérios no filme depois de se ler o livro. Praticamente tudo comentado nestas últimas páginas do tópico (as poucas que me dei ao trabalho de reler, admito) está errado :g:

Se quiserem, eu me disponho a destrinchar cada cena mais obscura do filme para vocês, incluindo o Monolito, HAL e o final
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.470,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo