1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

20 Jogos Eternos

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Cantona, 12 Out 2012.

  1. Cantona

    Cantona Tudo é História

    O futebol nunca foi visto com bons olhos pelos acadêmicos. Considerado "alienante" - ainda que o termo tenha diversas significações -, nossa maior manifestação cultural enfrentou resistência entre antropólogos, sociólogos e historiadores. As letras sobre o jogo - e apenas sobre o jogo - caíram no colo dos jornalistas, dos cronistas esportivos. Poucos iam além das quatro linhas e buscavam, no fenômeno, o Brasil.

    Hoje, e esta é uma observação isenta de pesquisas, feita na base da percepção, visto as produções que chegam as livrarias, bem como dissertações e teses defendidas nas Universidades, o futebol vem conquistando a atenção merecida. Mesmo os jornalistas já inserem o jogador ou a partida em um plano que ultrapassa as arquibancadas.

    Com isso, a Editora Maquinária, aproveitando também o sucesso alcançado com "Os dez mais", lança "20 Jogos Eternos".

    Longe de serem estudos profundos, a leitura agradável contribui para identificarmos, através das biografias de atletas e campeonatos, como o futebol se inseriu, transformou e foi transformado pelos contextos históricos.

    A fórmula é a mesma de "Os dez mais": um jornalista, torcedor, elege os dez maiores jogadores da história do seu clube do coração e tece uma rápida biografia sobre eles. Agora, como o título sugere, pinça-se os 20 jogos que, apesar do apito final, não acabaram. O primeiro time a ter suas pelejas nas páginas, é o São Paulo Futebol Clube.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Eu nem gosto muito de futebol, mas um "intelectual" que já escreveu sobre é o Eduardo Galeano, é só aqui no Brasil que acontece isso, esse pseudo-elitismo em relação ao futebol?
     
  3. Cantona

    Cantona Tudo é História

    "Futebol ao sol e à sombra", do Eduardo Galeano é muito bom.

    Em relação aos outros países, não sei dizer. Aqui, pelo jeito, o futebol pulou o muro das universidades. Antropólogos, sociólogos e historiadores produzem muito tendo o tema como análise.

    Li um dissertação de mestrado, sobre a Copa de 70, de um historiador chamado Marcos Guterman. Ele até escreveu um livro, posteriormente, abrangendo um período maior "O futebol explica o Brasil". Na dissertação, trabalhava com a ideia de que as comemorações que se seguiam as vitórias do Brasil, principalmente no 4 x 1 contra a Itália, tomavam a ruas, melhor, REtomavam as ruas, censuradas pelos militares. Tudo muito bem documentado, sem achismos. Uma das diversas novas interpretações que tentam mostrar que o futebol não é "alienante" - sempre, com a ressalva, dos múltiplos significados empregados ao termo.

    Não se pode pensar o Brasil sem se pensar o futebol.

    É muito mais que um jogo.
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Foi muito boa a seleção e no caso do SPFC, poucos clubes tem o privilégio de ter no seu Top 20 jogos memoráveis um grande número deles sendo jogos internacionais. :)
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar