• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

127 Hours (2010)

Sua nota para o filme


  • Total voters
    13

Hugo

Hail to the Thief
Diretor: Danny Boyle

Elenco: James Franco, Lizzy Caplan, Kate Mara, Amber Tamblyn, Clémence Poésy, Kate Burton, Darin Southam, Elizabeth Hales, Patrick Gibbs.

Sinopse:O filme conta a história real do alpinista Aron Ralston (James Franco), que, em maio de 2003, durante uma escalada no Estado de Utah, nos EUA, teve seu braço preso embaixo de uma rocha por cinco dias - daí as 127 horas do título. (Omelete)

Estréia: 05/11/10 (EUA) 18/03/11 (BRA)

Expectativa: Sou dos que não engoliram o último filme oscarizado do Boyle, mas ele ainda tem créditos comigo e este novo parece ser supimpa, o trailer me deixou bastante animado. Pena que chegará aqui só pouco antes do Oscar no ano que vem.



 

Anexos

Última edição por um moderador:

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Achei bom.
O James Franco conseguiu segurar o filme bem ao meu ver.
Teria achado Enterrado Vivo melhor se não fosse a escolha pelo Reynolds que não convence ninguem pra segurar as pontas sozinho.

A cena do braço é tensa demais.
 

Ana Lovejoy

Administrador
eu só vou ver por causa do james franco (que vem ganhando cada vez mais meu respeito, com papéis como em milk e howl). mas que o plot me parece meio bocó, parece. =S
 

Vëon

Do you know what time it is?
eu só vou ver por causa do james franco (que vem ganhando cada vez mais meu respeito, com papéis como em milk e howl). mas que o plot me parece meio bocó, parece. =S
Ficção > Fatos Reais :lol:

O filme é legal, mas tá bem abaixo de qualquer outro concorrente do oscar.
A cena do braço é tensa mesmo, quando ele precisa cortar o nervo, e faz aquele barulho e a câmera começa a tremer, agoniante.
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
eu só vou ver por causa do james franco (que vem ganhando cada vez mais meu respeito, com papéis como em milk e howl). mas que o plot me parece meio bocó, parece. =S
Exatamente por isso que disse que achei buried com mais potencial desperdiçado.
127 horas é bem vazio com excessão do plot central. Não li o livro do cara, mas deve ter sido bem próximo do que aconteceu.

E sempre tem que ter final apoteótico com musica "feel good" e cenas borradas. Podia ter fechado diferente também.
 

Vëon

Do you know what time it is?
mas milk, howl e 127 horas são todos baseados em fatos reais, não?
Não quis generalizar. Eu ia falar que vida real é chata mas ai lembrei dessa cena de Adaptação.
Robert McKee: Nothing happens in the world? Are you out of your fucking mind? People are murdered every day. There's genocide, war, corruption. Every fucking day, somewhere in the world, somebody sacrifices his life to save someone else. Every fucking day, someone, somewhere takes a conscious decision to destroy someone else. People find love, people lose it. For Christ's sake, a child watches her mother beaten to death on the steps of a church. Someone goes hungry. Somebody else betrays his best friend for a woman. If you can't find that stuff in life, then you, my friend, don't know crap about life! And why the FUCK are you wasting my two precious hours with your movie? I don't have any use for it! I don't have any bloody use for it!
Charlie Kaufman: Okay, thanks.
Vai ver é por isso que não tenho boas idéias pro meu curta :osigh:

Voltando ao filme, sempre gostei do James Franco nas comédias (Segurando as Pontas e a participação dele em[nomedia="http://www.youtube.com/watch?v=pwrf8loXceA"]YouTube - 30 Rock: James Franco loves a body pillow[/nomedia] foi o ápice da carreira :lol:) mas ele também manda bem nos dramas, tanto nesse como em Milk.
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Pois é. No final do filme, olhei pra minha noiva e falei "NEXTEL".
E no final ainda tem os créditos dizendo: "E agora ele só sai em aventura deixando um bilhete avisando onde vai".
Eu quase disse, "Isso é legal e deve ser feito mesmo, mas leva uma porra de um celular! De preferencia 2 com operadoras diferentes, talvez."
 

Tisf

Delivery Boy
Gente mas o lance do celular
A história é real, então o cara não levou. Até aí tudo bem. Mas esse é um ponto que reforça toda a busca interior que ele faz ao longo do filme, enquanto está preso. É uma pessoa que se achava o máximo, independente (quantas pessoas a gente não conhece assim), que acha que não precisa de ninguém, chego a dizer até egoísta mesmo. Pega sua mala de aventura e sai por aí.

E outra né, se o lugar era tipo o "quintal" do cara, a troco de quê ele levaria um celular com capacidade via satélite?

Enfim, eu gostei do filme, achei um ritmo bom pra história em si. E torço pro James Franco levar a primeira indicação pro Oscar da carreira dele!
 

adrieldantas

Relax and have some winey
Não faz muito sentido levar um celular... Agora se fosse eu, eu levaria. Até pq ninguém sabe o dia de amanha.
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Gente mas o lance do celular
A história é real, então o cara não levou. Até aí tudo bem. Mas esse é um ponto que reforça toda a busca interior que ele faz ao longo do filme, enquanto está preso. É uma pessoa que se achava o máximo, independente (quantas pessoas a gente não conhece assim), que acha que não precisa de ninguém, chego a dizer até egoísta mesmo. Pega sua mala de aventura e sai por aí.

E outra né, se o lugar era tipo o "quintal" do cara, a troco de quê ele levaria um celular com capacidade via satélite?

Enfim, eu gostei do filme, achei um ritmo bom pra história em si. E torço pro James Franco levar a primeira indicação pro Oscar da carreira dele!
Ele chega a dizer algo parecido com o garoto de Into the Wild, não?
Que relações humanas não são a coisa mais importante do mundo, pelo menos pra ele.
 

Tisf

Delivery Boy
Ou seja, outro que se dá mal. Gente a lição é: relações humanas são importante :lol:
 

Dirhil

Olha, Schroeder...
Achei um tédio. Não que tivesse muita coisa pra empolgar no filme. E a cena "principal" dele

...cortando o braço...

... eu não consegui ver. Um tanto quanto agoniante essa parte. Acho que a única cena do flme que me fez sentir algo além de tédio e sono.

Sim, tem uma trilha boa, uma edição interessante e o James Franco, que leva o filme nas costas (ou nos braços, no caso). Mas blahh.....
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo