1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

10 livros que viraram samba-enredo

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Haleth, 17 Fev 2011.

  1. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Tá, não é exatamente livro, é tema literário. Mas ficar explicando isso no título tira a graça da atração:

    1 - Antônio Castro Alves, o grande poeta brasileiro foi homenageado em 1948 pela Império Serrano, que sagrou-se campeão do carnaval carioca daquele ano;

    2 – Peri e Ceci, os célebres personagens da obra de José de Alencar, o guarani, foram levados para a avenida pela Beija-Flor, no carnaval de 1963;

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    3 – Memória de um sargento de milícias, o romance de Manuel de Antônio Almeida foi para a avenida em 1966 numa composição de Paulinho da Viola, para a Portela, e levou o título de campeã daquele ano;

    4 – Monteiro Lobato, e o seu mundo encantado ganharam vida através da Mangueira em 1967, e mais uma vez um enredo com tema literário sagrou-se campeão do carnaval carioca;

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    5 – As minas do rei Salomão, um best-seller de Henry Rider Haggard, publicado originalmente em 1885 teve também a sua leitura na passarela do samba, sagrando-se campeão pelo Salgueiro em 1975, cujo carnavalesco foi o lendário Joãozinho trinta;

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    6 – Os sertões, e o mundo revoltoso tratado na obra de Euclides da Cunha, foi o samba enredo da escola Em Cima da Hora em 1976. A escola hoje está na quinta divisão do carnaval carioca;

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    7 – O país das maravilhas, do mundo de Alice ganharam vida no samba-enredo da Beija-flor em 1980, ano em que q escola dividiu o campeonato com Imperatriz e Portela;

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    8 – Chico Buarque, da mangueira, das artes, o poeta, iluminado são alguns dos adjetivos do samba-enredo da Mangueira em 1998, ano em que dividiu o campeonato com a Beija-Flor;
    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    9 – Alice, também conheceu o Brasil nas maravilhas, onde pela Beija-Flor em 1991 a personagem criada por Lewis Carrol nos apresentou o brasil, através da passarela do samba!

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    10 – Dom Quixote, o cavaleiro sonhador ganhou merecido samba-enredo em 2010 com a escola União da Ilha que nos mostrou as loucuras deste inesquecível personagem.

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
  2. aces4r

    aces4r Usuário

    Alice duas vezes. Que legal.
     
  3. G.

    G. Ai, que preguiça!

    eu vi no meu livro de literatura da escola que Macunaima(é assim que se escreve?)
    tbm virou samba-enredo: eles dão um site lá para voce ver a letra completa.
     
  4. Vinnie

    Vinnie Usuário

    A mocidade homenageou Machado e Guimarães Rosa em 2009.

    :)
     
  5. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Sim, mas eu prefiro nem lembrar. Foi um fiasco e, por pouco, minha Mocidade não caiu. A ideia era boa, mas, tipo, complexa demais para ser desenvolvida. O enredo não foi bem construído. O samba-enredo não empolgou, enfim, foi caótico.

    Saudades imensuráveis dos carnavais de ouro da Mocidade. Criador e Criatura foi uma das coisas mais espetaculares que já passou pela avenida (que eu vi, sem ser gravação e tal). VOLTE PARA A MOCIDADE, RENATO LAGE!

    Ziriguidum 2001, um carnaval nas estrelas é brilhante (com o perdão do trocadilho), mas eu não tinha nem nascido, na época. Não é a mesma coisa ver o desfile anos depois.

    Sim, Valentina é COMPLETAMENTE viciada em carnaval. :grinlove: E acompanha, religiosamente, todos os anos, o desfile das Escolas de Samba (do Rio, claro).

    Vira, virou, a Mocidade chegou.
     
  6. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Lembrei no dia de hoje, dia da literatura infantil ou algo que o valha, Imperatriz Leopoldinense homenageou Hans Christian Andersen em 2005 ;)
     
  7. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Meu sonho é ver uma publicação de Ganymedes José virar samba-enredo não importa se a escola estiver na última divisão do Carnaval de onde for!
     

Compartilhar