Arquivo da categoria: Humor

O que falar durante o Filme do Senhor dos Anéis o…

Fã de Harry Potter

Gandalf aparece:
– DUMBLEDORE!!!
Saruman aparece:
– Outro Dumbledore???
Nazgûl aparece:
– Dementadores andam a cavalo?
Gimli aparece:
– Encolheram o Hagrid!!!
Portão de Moria:
– Acharam a Câmara Secreta!!
Quando o troll aparece:
– Vingardium Leviosa! Leviossssaa seus trouxas!

 

 

Fã de Star Wars

Sauron surge na última aliança:
– Tan Tan Tan Tan TanTan Tan TanTan… (Marcha Imperial)
Hobbits aparecem:
– (fala baixinho) Eworks?
Nazgûl aparece:
– O Senador Palpatine anda a cavalo?
Saruman aparece:
– Conde Dooku !!!!!
Luta entre Magos:
– Sintam o poder da Força Infiéis!
Cenas de batalha com espadas:
– Zuon! Zim! Uooonnn! Tssshi! Zuooon!

Fã da Xuxa

Créditos subindo:
– Não entendi nada. Vamos ver o da Xuxa de novo?

Tarantinos The Lord of The Rings

BOOK 1
Sitting under a tree, reading a book, is Frodo Baggins. He hears a voice singing a song. Its an old mans voice. Frodo puts the book down and looks to the road. He sees Gandalf, The Grey on his chariot. A smile opens on his face.
 

FRODO: Gandalf, you son of a bitch!
Gandalf looks at Frodo and also opens a smile.
GANDALF: Come here, you little bastard!
Frodo runs to the road and jumps on the chariot, then, hugs Gandalf.
FRODO: What are you doing here, Gandalf?
GANDALF: What the fuck do you think Im doing here? Im visiting Bilbo!
FRODO: Why?
GANDALF: Its not your fucking business!
Frodo looks at Gandalfs face and notices the pipe.
FRODO: What are you smoking?
GANDALF: Weed.
FRODO: Is it the good kind?
GANDALF: What?
FRODO: Is it good?
GANDALF: Boy, this is guaranteed to jack you up!
FRODO: Our weed is good too.
GANDALF: Yeah, right! Id rather smoke a monkey than smoke that piece of shit!
FRODO: Are you selling it?
GANDALF: Are you fucking crazy? I brought this from Mirkwood! Its too strong for you anyway.
Te chariot passes by a group of kids. The kids start running after the chariot on the road.
KIDS: Gandalf, fireworks!!!! Gandalf! Gandalf!! Fireworks!! Fireworks!!!
Gandalf continues to look straight and the kids stop running. They all look sad.
GANDALF: Do you want fire works? Ill give you some freaking fireworks!
Gandalf takes a Machine Gun from his coat, aims to the sky and shoots!
TATATATTATATATATATTA!!!!
They kids all scream and run away crying.
Frodo is laughing.
FRODO: Gandalf, it was good to see ya.
Frodo jumps of the chariot.
Gandalf arrives at Bag End, Bilbo Baggins house.
He jumps of the chariot and knocks on the door.
Bilbo screams from inside the house.
BILBO: What the fuck do you want, you pieces of shit!!! I dont want anybody here.
GANDALF: Not even an old sexual partner?
Bilbo opens the door and sees Gandalf. He jumps and hugs Gandalf.
BILBO: Gandalf, come in!
{mospagebreak}
They both enter Bilbos house.
When Bilbo closes the door, Gandalf takes a Beretta and points at Bilbos head.
Bilbo looks at Gandalf, scared.
BILBO: Gandalf, what are you doing?
Gandalf takes of his mask and Bilbo sees that its not Gandalf, but Saruman!
SARUMAN: Gandalf my ass! Give me the freaking ring!
BILBO: Saruman!!!!
The REAL Gandalf kicks the door open, with a shotgun on his hand.
GANDALF: Get yout hands of him, you bitch!
SARUMAN: Frankly, my dear… I dont give a fuck.
Saruman shoots Gandalf three times in the chest with the Beretta. Gandalf shoots Saruman with the shotgun, Saruman dodges the bullets and escapes from Bilbos house.
Saruman jumps on his horse and runs away.
Gandalf falls on the floor, hurt. Blood is coming out of the bullet holes.
BILBO: Dont worry, Ill take care of you Gandalf!
Moments later, Gandalf is at Bilbos bed, and Bilbo is plucking out the bullets from the wizards body, and sewing the holes.
GANDALF: AAAAAAAAAARRRRGGGGGHHHHHH!!!!!
BILBO: Dont be such a wuss!
GANDALF: Hey, shut your pie hole, or Ill turn you into a fucking toaaaAAAAAARRRRGGGGGHHHHH!!!!!!!!
BILBO: Great! Now, theres blood all over my carpet!!!!!
GANDALF: Stop whining and finish sewing this bruises.
BILBO: Bruises?!? You look like a fucking sieve!!!!
GANDALF: OUCH!! That hurts! That hurts!
BILBO: If you could just hold still for A FUCKING SECOND!!!
GANDALF: I need my weed to relax…
BILBO: Dont worry, later Ill make you relax. Il take care of your tomatoes and your banana, if you know what I mean.
Gandalf opens a smile.

Its night and we are at Bilbos party! Lots of hobbits dancing, drinking, eating! Everyone is happy!
Sam is behind a house, in the middle of the woods, having sex with Rosie!
Frodo is sitting in a table, smoking weed.
Bilbo is telling a story for a group of kids.
BILBO: So, there was I, with a troll trying to kill me! I take my sword and stick it up the trolls ass!
The kids laugh!
Merry and Pippin are lighting up a dynamite inside a house.
MERRY: Wheres the lighter?
PIPPIN: Lighter? We are 7000 years before the lighter is even invented!
Merry sees a candle.
MERRY: Get the candle.
Pippin gets the candle and lights up the dynamite.
PIPPIN: Ok, now what?
MERRY: Run!
They get out of the house.
The house explodes!
{mospagebreak}
Everybody in the party claps and smile!
MERRY: Lets do it again!
Gandalf gets comes up and slaps Pippins face.
GANDALF: You little dirty motherfuckers!
Bilbo stands up on top of a table.
BILBO: Everybody!!! Please, look here! Speach!!
Everybody at the party looks at him, quiet.
BILBO: Well, I wanna thank all of you! Such wonderfull bunch of assholes! The Blowjobers, Assfuckers, Baggins, Tuks, Brandybucks, Pussylovers! All of you! Although I dont like half aswell as you deserve and half of you I like half as much as I would like to deserve aswell as like, but like half of you half aswel as you would like me to deserve all of you!
Everybody look at each other. Nobody understood what Bilbo just said.
BILBO: The truth is… Well, I hate all of you! Goodbye, motherfuckers, you can stick the whole Bag End up your asses!
Bilbo puts on the ring and becomes invisible. Everybody is shocked!

We are now inside Bilbos house. The door opens slowly and then closes. We suddenly see Bilbo appearing out of nowhere. He took the ring of his finger. Bilbo hears a voice.
GANDALF: Come here, in the bedroom.
Bilbo enters the bedroom and sees Gandalf in his bed.
GANDALF: I was waiting for you!
BILBO: Not now, Gandy. Not now.
GANDALF: Whats the problem?
BILBO: I got to get the fuck out here before anyone sees me!
GANDALF: Not even a blow…
BILBO: No!
GANDALF: Alright, do what you want! But are you sure you are going to take the ring? You saw what Saruman did! He might find you, kill your motherfucking ass and take the ring. What is this ring, anyway?
BILBO: I dont know.
GANDALF: Are you sure?
BILBO: Yes I am, Gandalf. Ill leave it to Frodo anyway.
GANDALF: The ring?
BILBO: No, my ass!!!! Of course its the ring.!
GANDALF: You know Frodo is still in his adolescence. He might use the ring for masturbation, since he cant get any sex in the Shire.
BILBO: Dont worry about Frodo, the goats take care of his sexual desire.
GANDALF: Ok. Do what you want!
BILBO: Goodbye, Gandalf!
GANDALF: Goodbye, you little bastard!
Bilbo starts walking to the door.
GANDALF: Bilbo, arent you forgetting something?
BILBO: What?
Gandalf gets a dildo from under Bilbos bed.
BILBO: Oh, yeah! I almost forgot!
GANDALF: Remember, Bilbo. Safe sex!
BILBO: Alright, Ill leave the ring on the table.
GANDALF: Alright, get the hell out of here already! Your starting to piss me of!!!!!
{mospagebreak}
Bilbo runs out of his house and closes the door.
GANDALF: I wonder if Ill ever see that little ass again…
Gandalf walks out the door and jumps on his horse. He sees Frodo coming.
FRODO: Gandalf, where the hell are you going?
GANDLF: Im going, but Ill be back, soon. Ah, and Bilbo left you a little present on the table.
Frodo runs inside the house, looks at the table and sees the ring.
FRODO: Yesssssss!!!!!!!!!!
Frodo puts on the ring and becomes invisible. Hes in the Shadow world now, but he can see almost perfectly everything.
He gets out of the house and runs down the road to Sams house.
He enters Sams garden and looks inside the house to see Sam and Rosie having sex.
FRODO: I should have gotten popcorn!!!
Rosie starts spanking Sam in the ass. Sam is screaming. Fr
odo lowers his pants and starts to masturbate.
FRODO: Oh, boy! Spank him! Spank him!
While Frodo is masturbating, the ring slips off his finger and he doesnt notice. He continues to masturbate, but now visible.
Sam and Rosie look at him, surprised. Frodo sees that Sam and Rosie are looking at him!
Frodo pulls his pants up, gets the ring and runs away.

WEEKS LATER
Frodo is at his house, sitting in the couch drinking beer with Pippin. Hes telling Pip a story.
FRODO: So the guy gives me three kilos of we…
PIPPIN: Kilos? What the fuck are talking about? What are you, Miami Vice?
FRODO: We deal in kilos.
PIPPIN: Thats fucking stupid.
FRODO: I know. Then, I get the weed and the guy tells me that hes going to his house to get a briefcase. He goes there, comes back with a fucking huge 38, points at my forehead and says: "You made a deal with the wrong fucking person!".
PIPPIN: Hahahahahahhaha!!

FRODO: And the guy had a german accent, so I say to him: "Hey, Nazi, put the fucking gun down cause there are two snipers aiming at your head. If you dont wanna die, you better put the gun down.".
PIPPIN: The guy bought that?
FRODO: Yeah!
PIPPIN: Haahhaahahahhaha! Man, thats stupid!
The door opens and Gandalf enters Frodos house.
FRODO: Gandalf!
GANDALF: Peregrin, get the hell out of here, I have to talk to Frodo.
PIPPIN: All right!
Pippin leaves the house and Gandalf sits down on the couch. He looks worried.
{mospagebreak}
GANDALF: You still have the ring, dont you?
FRODO: Yes, its on my drawer.
Gandalf runs to Frodos bedroom.
Frodo lights up and starts smoking pipe weed.
Gandalf comes back with the ring on his hand. He throws the ring in the fire, than gets the ring and puts it on the table.
GANDALF: Frodo, come here.
Frodo goes to the table and sits down, still smoking the pipe weed.
GANDALF: This is it! Look at the ring! The inscriptions! Frodo I have to tell you something.
FRODO: Ok.
Frodo is very high already.
GANDALF: One ring to rule them all, One ring to find them, One ring to bring them all and in the darkness, bind them.
FRODO: Your a poet and you dont know it! Hahahahahahahahahahaahhaha!!!
GANDALF: Stop smoking that weed.
FRODO: Ok.
GANDALF: This is Saurons fucking ring. It was made a long time ago. This ring was being used by Sauron, The Motherfucker, in the Battle of the Last Alliance, when Isildur took it. But the son of a bitch had a weak heart, like all humans. Instead of destroying this ring, ending Saurons power, he took it with him. Isildur died and the ring was lost for 2500 years in a river. The ring was found by Smeagol. That little sucker also was corrupted by the ring. He took it to a cave and there he started rotting for 500 fucking years. Then, Bilbo found it. Now, its in your hands. The ring must be destroyed.
FRODO: What?
GANDALF: Sauron is seeking it. Seeking it with all his tought. Hes going to find the ring. Thats why Saruman wants it!
FRODO: Hum?
GANDALF: Hurry! You have to leave to Bree, now. I cant go with you, I have to talk to someone.
FRODO: Hum?
GANDALF: Wait, i can here someone.
Gandalf turns and sees Saruman spying on the window.
GANDALF: Son of a bitch!!!!!
Gandalf takes his Uzi and shoots at Saruman.
TATATATATATATATATATATTA
GANDALF: Frodo, get down!
FRODO: Hum?
TATATATTATATATATATATATA
Saruman gets his rifle and starts shooting!
POW!POW!POW!POW!POW!
Suddenly, Saruman notices that there is someone behind him.
Its SAM! Sam hits Saruman with the shovel that hes carrying!
Saruman looses his weapon and runs away.
FRODO: Sam?
Gandalf pulls Sam inside the house.
GANDALF: Arent you the little bastard!
SAM: Well, I do my best!
GANDALF: I think I might have a job for you…
SAM: Sorry, Gandalf. Im not gay.
GANDALF: No! Not that type of job!
{mospagebreak}
THE NEXT DAY
Its morning. Frodo and Sam are walking and walking and walking through plains and valleys and grass and woods.
SAM: So, what are we doing?
FRODO: I dont know. Something about a ring, a… a race car… a bee…
SAM: A bee? Dont you mean Bree?
FRODO: Yes, we must get to Bree.
SAM: Why?
FRODO: How the fuck should I now?
SAM: Well, because youre the fucking Ring Bearer!
FRODO: Lets go to Bree. Ok?
SAM: Ok.
FRODO: And Sam, Im sorry I spyed on you. That thing, you know? You and Rosie…
SAM: No problem.
FRODO: Is she good in bed?
SAM: Rosie? Naaaaa… Average. I had better sex. Boy, I would like to screw an elf. I mean, they have super speed for something, right? Man, an elf in bed has got to be a dream!
FRODO: Well… You will never meet an elf, so forget it.
SAM: Wait.
FRODO: What?
SAM: This is the most far I have been from home.
They stop walking.
FRODO: Look! A car on the background!
SAM: Where?
Sam looks behind and Frodo pulls him.
SAM: Hey!
FRODO: Lets go! We dont have time for this.
SAM: Well, I saved your life, Im coming with you with a ring that has the power to destroy Middle-Earth. You should give me a fucking break!
Frodo and Sam are walking on a huge plain, nothing around them. Suddenly, Merry and Pippin appear out of nowhere.
SAM: Merry? Pippin?
MERRY: What?
FRODO: What the hell are you doing here?
MERRY: We dont know. We had to go with you on this trip with you. It was Tolkiens original plan. But some cheeseball called Peter Jackson didnt want the original way we would meet, as seen in Tolkiens book. So, the fucker comes up with his own way of us to meet. But Folco Gamgee didnt like that way, so the bastard wrote it this way. It was fucking destiny.
FRODO: Ok. Were going to Bree.
PIPPIN: Ok. Lets go!
So, there they were. The four hobbits. Walking their way into a wild trip, where courage and honor are very important.
PIPPIN: Im hungry.
MERRY: No food.
PIPPIN: Im really hungry!
MERRY: Well, you can suck my balls if you want to.
FRODO: We aint stopping until we get to Bree.
{mospagebreak}
Gandalf travells through many roads with his horse in high speed. He, then, arrives at the Northern Hills, in a small vilage. He stops his horse in front of a dark, dirty bar, full of travellers like himself. As he enters the bar, everybody looks at him.
Gandalf is looking for someone. And he finds the person, Radagast, The Brown. Hes a tall, black man with a small afro hair.
Gandalf sits down on Radagasts table.
GANDALF: Radagast!
RADAGAST: Gandalf, my man! Let me buy you a beer, you son of a whore!
GANDALF: Theres no time!
RADAGAST: You look worried. Whats on your mind? What is it?
GANDALF: What is it? Ill tell you what is it. Its the One fucking ring!
RADAGAST: The One ring?
GANDALF: Yep.
RADAGAST: The word on the street is that the One ring is on a hobbits hand. A Baggins.
GANDALF: Well, the word on the street is absolutely right. His name is Frodo Baggins.
RADAGAST: Frodo Baggins. He has it?
GANDALF: Yes.
RADAGAST: So, if the ring has been found…
GANDALF: Yes again.
RADAGAST: Sauron, The Motherfucker.
GANDALF: Hes searching for it. Hes seeking it with all his tought.
RADAGAST: Oh no.
GANDALF: Oh yeah!
Radagast takes a deep breath.
RADAGAST: Where is this Frodo?
The four hobbits are walking at the Old Forest.
PIPPIN: Im hungry.
MERRY: Fuck you.
Back to the bar.
RADAGAST: He is alone?
GANDALF: Hes with his friend. Sam.
RADAGAST: Shit. Are you out of your freaking mind?
GANDALF: Dont worry. Those tiny fuckers can take care of themselves. Now, the word on Middle-Earth is that the Nine left Minas Morgul.
RADAGAST: The Nazgul? Oh boy, theyre in trouble! Some deep shit. And Saruman, The One of Many Faces, might be looking for it too.
GANDALF: He is. But Im much more worr
ied about Saurons forces.
RADAGAST: I understand.
GANDALF: Radagast, I need your help.
RADAGAST: Gandalf, you know you can count on me. I aint called Radagast, The Brown because I smell like shit.
GANDALF: So why are you called like that?
RADAGAST: I dont know, but thats not the freaking point! So, what can I do to help you?
{mospagebreak}
THREE DAYS LATER
The four hobbits are on the road to Bree. They are walking in a line, singing.

HOBBITS:
[i]We are hobbits and we are happy,
If you dont like us, you can kiss your own ass.
We are hobbits and we speak the truth.
If you have a problem, you can lick your own ass.

Oooh! I deeeaaiiideeeaaaiiiiieeeyyeee!
Oooh! I deeeaaiiideeeaaaiiiiieeeyyeee!

We are hobbits and we are really small,
If you got some problem, you can fuck your own ass.
We are hobbits and we are smart.
If youre in some trouble, you can torn your own ass.

If youre in some trouble, you can torn your own ass.
You can torn your freaking ass!
Hey! [i]

FRODO:
Crawling in my skin,
This ring, it will not heal.
Fear is how it falls,
Confusing what is real.
ooooooooooooooooooh!

MERRY:
Body movin, body movin,
A One ring and the rings so soothing
Body movin, body movin,
We be getting down and you know were crush groovin.

PIPPIN:
Three MCs and one DJ
We be getting rings with no delay
Mix Master Mike what you got to say.

SAM:
Oh, where? Oh, where can my babe be?
The lord took her away from me.
Shes to heaven so I got to be good…
{mospagebreak}
FRODO: Wait! Everybody, get of the road! Theres something coming!
The four hobbits hide behind a large tree on the side of the road. They hear a horse coming. A big, heavy horse. They are all scared out of their minds.
A Nazgul mounted on his horse aproaches the tree. He smells something.
Pippin farts. The Nazgul hears the sound.
Sam, on a desperate move, takes the One ring of Frodos pocket and puts it on his finger. The four hobbits see him desapear. Sam is on the Shadow World now, he can perfectly see the Nazguls real form.
Sam runs to the road, picks up a branch and sticks it up the horses ass!
The horse goes wild and starts running down the road with the Nazgul trying to stop it.
Sam takes the ring of and becomes visible.
FRODO: Lets go! To Bree! Only one hour away!
The four hobbits run to Bree as the darkness falls on their road.

Gandalf and Radagast are traveling down an empty road in a huge plain, with their horses riding really fast. Suddenly, a tree jumps in the middle of the road.
Gandalf and Radagast stop their horses.
GANDALF: What the fuck is going on?
RADAGAST: What hell? That aint my bitch!
The tree actually is an ent. A female ent. Fimbrethil.
FIMBRETHIL: Hell, I aint your bitch, nigger. And you aint eating my pussy!
RADAGAST: Hell no!
FIMBRETHIL: Mithrandir! What the hell are you doing here, whitey bastard?
GANDALF: Fimbrethil, we have to pass. Its a matter of life or death.
FIMBRETHIL: I would have let you pass, if it wasnt for the Brownie there?
RADAGAST: Did that bitch just call me Brownie? Im gonna brown your ass, bitch. Gonna get medieval on your wooden ass!
FIMBRETHIL: Hell no!
RADAGAST: I aint called Radagast, The Brown because I smell like shit.
FIMBRETHIL: Its because you look like shit!
RADAGAST: Well, you aint Cameron Diaz yourself, you know?
FIMBRETHIL: I might not be Cameron freaking Diaz, but you aint Samuel L Jackson!
RADAGAST: But you would still let me eat your pussy, bitch!
FIMBRETHIL: Your pissing me of, nigger.
RADAGAST: Well, you know what? You aint a piece of cake yourself.
Radagast pulls a machine gun from his coat and shoots Fimbrethil. The ent falls on the ground, dead.
RADAGAST: As I said before, you aint my bitch!
{mospagebreak}
The four hobbits are running down the road. Its a rainy night. They finally see a gate. Its Bree.
The four hobbits approach the gate and knock on it.
An old man opens the door.
OLD MAN: What is it? Four young hobbits?
FRODO: We must get in. We are here to stay at the Prancing Poney!
OLD MAN: Ok, if you must…
The four hobbits enter the village of Bree, they are running down a empty street, until they see a big sign.
SAM: There its the Prancing Poney.
They enter the house. Its a big place, lots of people, sitting at the bar or at one of the tables.
The four friends sit on one of the tables.
FRODO: Thank Eru, we are here and we are safe.
SAM: Gandalf should be here.
MERRY: Could somebody explain to me what the hell is going on?
PIPPIN: Why did Sam disapear when he put that Ring… Jewel… Thing…
MERRY: And what about those Dark Riders?
PIPPIN: Yeah! Those were some big fucking bastards!
FRODO: Fuck yeah! I dont know who were those, but this in my pocket is the One ring.
PIPPIN: The One ring?
MERRY: The One ring?
FRODO: Thats what I said. The One ring. And you, Sam, never put this ring again. You heard what Gandalf said. This ring can atract the forces of evil.
SAM: Yes, Mister Frodo.
Frodo is looking at someone sitting at another table. Its a tall man, dressed in a coat, sitting at the end of the room, looking at the four hobbits.
Frodo calls a waiter.
WAITER: What? What is your name.
FRODO: My name… Bo…
WAITER: Bo?
FRODO: Boo…
WAITER: Boo?
FRODO: Bs. Boobs.
WAITER: Yes, mister Boobs. What do you want?
FRODO: Who is that?
Frodo points at the man.
WAITER: How the fuck should I know?
FRODO: You have no idea?
WAITER: I dont know. Maybe its Aragorn.
FRODO: Aragorn…
Sam is looking at the other end of the room, where another hobbit, also dressed in a coat, watches them.
SAM: Frodo, it appears we brought some company from the Shire.
Frodo looks at the hobbit sitting on the end of the room. They cant see his face.
MERRY: Im not liking this place.
WAITER: Do you want to order?
FRODO: We want to know if Gandalf is here.
WAITER: Gandalf? That old fag? He hasnt been here for 6 months.
The four hobbits are shocked.
FRODO: Dont worry. Hell come.
PIPPIN: Waiter, bring us another round of beer.
{mospagebreak}
3 HOURS LATER
The four drunken hobbits are all over the bar. They are still drinking, burping, vomiting.
Merry and Pippin are dancing at one side of the bar. Frodo gets up on a table.
FRODO: Everybody. I think I might sing a song.
EVERYBODY: Yes! Sing! Let the Hobbit sing! Yes! A Song! Sing!
FRODO: Its called "Im a hobbit who fucks goats"
EVERYBODY: Yeah!

FRODO:
There was a little hobbit
That lived in the Shire.
Who the fuck he was?
It was my friend McGuiver.

That little bastard
Used to fuck my goats.
I payed a little visit
And fucked his nose.

But McGuiver
Was real strong and faster,
He got into my house alone,
And fuck my little bastards.

I looked up my goats
Real tiny ass.
I saw a large hole,
That was Guivers dick, I guess.

Since its large enough,
Maybe it would fit.
I stuck my large penis,
Up the goats fucking ass.

Im a hobbit who fucks goats,
Yeepey Kay Yay I Yo!
Im a hobbit who fucks goats,
Yeepey Kay Yay I Yo!

EVERYBODY: Yeeeeeee!

Im hobbit who fucks goats
Yeepey Kay Yay I Yo!
{mospagebreak}
Frodo is ready to jump of the table when he trips on a hand that was on the table and falls.
The ring falls of his pocket. Frodo falls on the ground and tries to catch the ring.
The ring enters his finger.
He disapears. Everybody is shocked!
Frodo is in the Shadow World. He sees it. THE GREAT EYE. Its coming right at him.
THE GRE
AT EYE: Give me the ring, little hobbit. You wont resist because I am The Great Eye. I am Sauron, The Motherfucker. I am The Motherfucker!
Frodo takes the ring of his finger. Hes back to the Normal World.
Aragorn pulls him to a small room.
Frodo is still a little dizzy. He sees the Aragorns face.
FRODO: What is your name.
MAN: You can call me Aragorn or…
FRODO: Or?
Strider takes of his mask, to reveal that he is Saruman.
SARUMAN: Or Saruman!
FRODO: Saruman!!!!!
Frodo is in shock.
Someone else enters the room. This time its the real Aragorn.
The real Aragorn has two 45s pistols in his hand. They are pointed to Sarumans head.
ARAGORN: Hell, I know you are fucking wizard, Saruman, The One of Many Faces, but you know what? I dont fucking care. I have two 45s here and thats all I fucking need!
Saruman turns to Aragorn.
SARUMAN: I am Saruman, head of my order, I am the most powerfull wizard alive.
ARAGORN: I still dont care.
Saruman punches both Aragorns hands and the guns drop on the floor.
They start fighting. They are both experts in Kung-Fu.
They fight very fast. Punches, Kicks. They dodge, defend.
POW! PA! BANG! BOW!
Saruman quicky punches 10 times Aragorns face and kicks Aragorns leg. While Aragorn is falling, the wizard kicks him on the stomach and Aragorn flies against the wall.
Aragorn gets up and Saruman starts kicking him fast. Aragorn doges all of the kicks, holds the wizard leg. Saruman kicks Aragorns face with the other leg.
Aragorn falls on the ground, bleeding. He rolls to the side and gets his two 45s.
Saruman sees it and jumps out of the bedrooms window before Aragorn can shoot him.
He gets up and puts his weapons back on the holder.
He looks at Frodo and the other hobbits that arrived, they are all surprised.
ARAGORN: My name is Aragorn, Son of Arathorn, Grandson of Arador, Heir of Isildur.
FRODO: Ok.
ARAGORN: Im a friend of Gandalf and Im here to help.
FRODO: Ok.
ARAGORN: Cmon. We have to get out of here. The Nazgûl are coming.
PIPPIN: The what?
ARAGORN: The Nine Dark Riders.
PIPPIN: There are Nine of those things? Holy shit!
ARAGORN: Cmon! Glorfindel is waiting down there.
{mospagebreak}
HOURS LATER
Aragorn and Glorfindel are riding their horses. Each one carries two hobbits.
Aragorn carries Frodo and Merry and Glorfindel carries Sam and Pippin.
Aragorn and start talking while riding their horses really fast.
ARAGORN: How long until we get to Rivendell?
GLORFINDEL: At this speed? 2 days!
ARAGORN: We have to go faster, non-stop!
GLORFINDEL: I know.
SAM: Oh, my god! You are an elf?
GLORFINDEL: Yes, little hobbit.
SAM: Wow!
The two horses continued to ride at a very high speed trough the hills, plains and valleys of Middle Earth, on the road to Rivendell.

2 DAYS LATER
Gandalf and Radagast are also travelling on Rivendells direction, but on another road. They are very near the Ford that has to be crossed to get to Rivendell.
When they arrive at the Ford, they stop their horses.
GANDALF: Here, well wait here to Aragorn.
RADAGAST: I have a bad feeling about this. And you know what happens when a nigger has a bad feeling. Specially this nigger here!
GANDALF: There are two great warriors protecting the hobbits and the ring. I dont think we have to worry about anything.
RADAGAST: Yeah, right. Hahahahhahah! Man, you really dont know much about the Nine, do you?
Aragorn and Glorfindel are almost at the Ford when the Nine Riders start following them.
GLORFINDEL: Fuck!
Glorfindel takes a shotgun out of coat. He loads it and shoot. The Nine Riders are riding really fast and dodging the bullets.
Glorfindel keeps reloading and shooting.
SHICK, SHICK! POW!
SHICK, SHICK! POW!
SHICK, SHICK! POW!
Aragorn takes one of the 45s out of his coat and also starts shooting.
POW! POW! POW! POW!
The hobbits are screaming.
HOBBITS: Aaaaaaaaaaah! Aaaaaaaah! Were going to die!
The Nine Riders suddenly take rifles out of their coat at the same moment.
They aim and shoot with only one hand.
POOOOW! POOOOW! POOOOW! POOOOW!
One of the bullets hit Frodo in the shoulder.
FRODO: Aaaaaaaaaah! You are dying now, you sick piece of cockstain!
Frodo puts the gun on Aragorns coat and takes out the other 45 pistol.
Frodo shoots it 15 times on the Dark Rider, that falls dead on his horse, but continues riding.
{mospagebreak}
Gandalf and Radagast are at the other side of the river, waiting for the company. He sees them aproaching.
RADAGAST: See, the Nazgul are coming.
GANDALF: There is only one thing to do.
RADAGAST: I know.
The two wizards lower their heads and start speaking in elvish. They are casting a flood.
Aragorn and Glorfindels horses are riding at high speed, they pass by the river.
When the Nine come, a flood is created by the two wizards.
The flood comes in the form of a Bus.
It hits the Nine, they all fall in the water and are taken by the rivers stream.
RADAGAST: Hell yeah! No Liv Tylers here!

BOOK 2
Frodo wakes up in a confortable bed, on a beautiful room. Its a sunny morning on Rivendell.
He sees that his shoulder is cured and the bullet was removed.
Theres someone sitting on a chair on the side of the bed. Its Gandalf.
FRODO: Gandalf!
GANDALF: Oh, you woke up! How are you feeling?
FRODO: My shoulder, its much better.
GANDALF: I know.
FRODO: Where the fuck is this place?
GANDALF: Rivendell.
FRODO: Fuck no!
GANDALF: Fuck yeah! Elronds whore house.
Elrond enters the room with a smile on his face, looking at the hobbit.
ELROND: Hello, Mr. Anderson.
FRODO: Ahn?
ELROND: I mean, Mr. Frodo.
Sam blasts into the room, screaming for Frodo.
SAM: Mr. Frodo! Mr. Frodo! They got elves here! Elven whores! Woo Hoo!
Pippin and Merry enter the room holding machine guns and rocket launchers.
PIPPIN: Hey, Frodo! You have to check this out! These puppies can blast a fucking cow in half!
FRODO: You got guns here, Mr. Elrond?
ELROND: A shit load of them. Cmon, Ill show you the place.
Frodo and Elrond are walking down a big hallway, Frodo looks at the huge hacks full of guns.
ELROND: We make them here. Its the biggest gun factory in Middle Earth.
FRODO: Who made the first gun?
ELROND: Oh, it was Glormir. A mysterious man who, 3000 years ago, brought the first gun to Middle Earth. We dont know how he got here or who made his gun.
FRODO: He died?
ELROND: Yes. During the Battle of The Last Alliance. I remember it like it was yesterday…
{mospagebreak}
FLASHBACK
We are now in Dagorlad as an army on elves and men fight Saurons forces in a battle field. The two armies run into each other with their swords, bows, axes.
Elrond is killing like a fucking mad man. Hes chopping heads, arms, opening their stomachs with his sword.
Elendil is fighting two trolls by himself. He dodges the trolls hammer and cut their legs.
Glormir, using his machine gun, takes out 30 orcs with the ray of bullets.
The Alliance is winning when Sauron arrives at the battle field. Hes twice the size of the men. He has a broadsword on his hand. Hes ready to kick some ass. A platton of elves attack Sauron. He hits them with hes incredibly big sword and they fly away.
Elendil sees the ring on his finger. The One Ring. Glormir takes out his shotgun and faces Sauron. Elendil joins him with Anduril on his hand. This is going to be the greatest battle ever fought.
Sauron strikes Elendil, who dodges, the sword hits the ground opening a large hole. The earth shakes. Glormir fires his shot gun.
SHICK, SHICK! POW!
SHICK, SHICK! POW!
SHICK, SHICK! POW!
The bullets hit Saurons armor, but they are not strong enough to break through. Sauron sweeps his sword across the battle field. Both Glormir
and Elendil jump on the ground. Elendil gets up and starts to fight Sauron one-on-one. The swords hit each other with great energy. The hole army can feel it.
CLING!
CLING!
CLING!
CLING!
They are hitting and strinking, faster and faster.
Sauron cuts Anduril in half. Then, cuts Elendil chest. Blood is all over the place. Elendil falls dead on the ground.
Sauron feels a sword entering his back and cutting through his body. Its Isildur.]Glormir loads his shotgun, SHICK, SHICK!
SAURON: Im am Sauron, The Motherfucker. I am invincible!
GLORMIR: No, youre not, Motherfucker!
Glormir puts the shotgun inside Saurons mouth. He shoots it.
POW!!!
Saurons head explode, followed by his body.
KABOOOOM!
The entire army falls on the ground. Glormir dies with the force of the explosion. Isildur falls on the ground, the Ring falls near him.
END FLASHBACK:
{mospagebreak}
FRODO: WOW!
ELROND: Yep.
Its night in Rivendell. Inside the whore house, they are having dinner. The table is full, Frodo and his hobbit friends, Gandalf, Radagast, Aragorn, Glorfindel, Elrond, Bilbo and Elronds daughter, Arwen.
Everybody is singing, talking, eating, laughing.
BILBO: Orwel, can you pass me that banana.
Gandalf looks at Bilbo and smiles.
Sam keeps staring at Arwen. Hes stunned by her beauty.
Suddenly, the whole table looks at the person whos entering the house at the moment. The door opens and a small figure walks in. Its wearing a dark coat that cover his face. He passes by the table, and walks into a big hallway, walking out of the tables sight. He enters a room and closes the door.
Frodo turns to Gandalf.
FRODO: Who is he?
GANDALF: Im sorry, Frodo. Even I cant answer that question, only Elrond knows the answer. But trust me, hes important to this whole situation. Elrond is keeping him secret, I dont know why. It will be revealed tomorrow, on the Council.
Sam is walking through Rivendells gardens looking at the clear night. He sees a beautiful figure standing on a bridge near a waterfall. It is Arwen.
Sam walks up to her on the bridge. She looks at him and smiles.
ARWEN: You are Sam, right?
SAM: How do you know my name?
ARWEN: Oh, you are brave young hobbits. Every elf in this land should know your names. I never seen such courage.
SAM: Aragorn helped us.
ARWEN: Are you liking Rivendell?
SAM: Yes, I certainly do.
ARWEN: It is really a beautiful place, specially on a night like this. Look at the stars.
Arwen squats near him and sits on the floor. He also does that.
ARWEN: I was named before a star, you know. That one(she points to the star).
Sam doesnt look at the star, he cant take his eyes of her face.
ARWEN: What?
SAM: I dont need to look at the sky to see the stars. There are two in your eyes.
Arwen smiles.
They sit there looking at each other as a beautiful music is played by the elves.
Sam and Arwen sit closer to each other and they kiss. There is someone watching their kiss. Its Aragorn, hidden behind a tree.
Its morning. The Council of Elrond has just started. Everybody is sitting on a huge table. Legolas, Gimli and Boromir.
{mospagebreak}
Elrond turns to the guests and introduces the three.
ELROND: These are three great fellows that I asked to come.
LEGOLAS: I am Legolas. The fastest archer on Middle Earth.
BOROMIR: I am Boromir, son of Denethor and of Gondor.
GIMLI: I am Gimli. Im the toughest freaking dwarf youll ever see. If you see a tiny fucking dwarf crawling up your fucking ass and sticking an axe up your crap hole while getting his dick sucked by elven whores, THATS ME! AAAAAAAAAARGH!
The three sit at the table.
ELROND: We do still have a special guest. Come in!
The small figure walks in the room. He jumps up on the table, takes his coat of and reveals himself. The whole room is surprised by the figure.
ARAGORN: Oh my Eru!
SAM: Oh Lord!
RADAGAST: Hell no!
BOROMIR: Shit!
MERRY: Lick me!
THE SMALL FIGURE: My name is Willow.
EVERYBODY: Aaaaaaawwwww!!!
WILLOW: I am the son of George Lucas and ILM. Im here on a special mission, invited by Elrond, to destroy Saruman.
ELROND: I think he can do it.
GANDALF: Oh, but I completely disagree. Are you, Master Elrond, telling me that this project of a dwarf is going to kill Saruman, The One of Many Faces?
WILLOW: Hello, Gandalf. Nice to see you again. You still have doubts about my power, dont you?
GANDALF: Power? Just because you have a magic wand, you think you can take anyone in Middle Earth? You worm crap!
Gandalf was full of rage.
GANDALF: TRY ME, GREAT WIZARD WILLOW! TRY MY MOTHER FUCKING POWER!
ELROND: Enough!
The whole council sits quiet.
ELROND: You will take separate paths. Willow, you will walk to Isengard. And you Gandalf, you will take care of the ring.
BOROMIR: The what?
ELROND: Frodo.
Frodo gets up and puts the ring on the table.
ELROND: Its the One Ring.
BOROMIR: Woooooooooooow!
ARAGORN: The whole fucking world is in our hands. This is a job that will take great responsibility from all of us. Its the ultimate power machine, a power so great that could wipe any fucking sign of life from this land. If we do care for Middle Earth, so the ring has got to be destroyed in Mordor, in the fires of Mouth Doom. We cannot give up by any means. This is the last stand against the powers of Sauron, The Motherfucker. And I will take it there. I dont know whos coming with, but if I have to go there alone, I will do it. In case you all forgot, I am a bad motherfucker!
BOROMIR(to Aragorn): And who the fuck are you?
LEGOLAS: He is Aragorn. Isildurs heir.
BOROMIR: This motherfucker right here?
LEGOLAS: Yep.
{mospagebreak}
ELROND: We need someone to take it there. To take it Mordor.
GIMLI: Theres no way in hell an elf is touching this ring!
LEGOLAS: I can take it there, with your permision Elrond. Im capable of doing it.
GIMLI(to Legolas): Hell, I like you! You can come over to my house an fuck my sister!
BOROMIR(to Gimli): Oh, you little fagot, you make me wanna vomit.
GIMLI(to Boromir): Maybe because my dick is so far up your butthole that is poking your stomach!
BOROMIR(to Gimli): Bullshit, it looks to me on your best party, you end out of the crack on your mamas ass and ended up as brown stain under my foot!
LEGOLAS(to Gimli): Were you born a fat, slimy, scumbag you piece of shit or did you have to work on it?
Willow farts.
WILLOW: Yo quiero Taco Bell.
GANDALF(to Willow): What an ignorant little motherfucker!
Elrond stands up.
ELROND(to everybody): You unorganized pragnastic gob of teleplastic shit!
RADAGAST: Hell, Im just standing still here wondering how white bitches like you cant curse.
BOROMIR: Usually Im a good curser, but my throat hurts.
RADAGAST(to Boromir): Bullshit! I bet you could suck a golf ball through a garden hose.
ELROND(to Radagast): Shut up, Radagast.
RADAGAST(to Elrond): Well, considering your status I would say: Lick my balls!
FRODO: I will take the Ring.
Everybody looks at Frodo. The room is now silent.
ELROND: Are you sure about this?
FRODO: Yep.
ARAGORN: I will go with you, Frodo. You have my sword.
LEGOLAS: And my bow.
GIMLI: And my axe.
BILBO: And my dildo, if you need one.
BOROMIR: Well, since you are all going. You can count on me, Frodo.
Sam, who was hidden behind a chair, jumps out and comes up to Frodo.
SAM: Hell, this son of a bitch aint going nowhere without me.
Merry and Pippin also jump out of their hidding place and come up to Frodo.
MERRY: Hell, we are going to.
PIPPIN: I dont think you need anything more than a lot of strenght in Mordor. Look at my muscles. Im tough! Woo hoo!
ELROND: Eight companions. You will be guided by Gandalf and Radagast. The ten of you will destroy the ring. You are the Fellowship of the ri
ng.
RADAGAST: More like the Brotherhood of the Ring.
BOROMIR: Im not your brother.
RADAGAST: Well, you certainly doesnt look like a brother.
{mospagebreak}
A little later, on one of the gardens of Rivendell, Sam and Arwen kiss. They are totally in love with each other. Someone appears from behind a tree. Its Aragorn.
Sam and Arwen stop kissing and look at him.
ARAGORN: Well, well well… Look who it is… Hi, bitch.
ARWEN: Im sorry, Aragorn. Ive been meaning to tell you.
ARAGORN: What? That youre banging him? I knew that.
ARWEN: Im sorry, but my love for you exists no longer. Sam is my love.
SAM: Its her choice.
Aragorn turns and walks away.
Frodo is on his room on Elronds house. He and his uncle Bilbo. Bilbo pulls out a sword and hands it to Frodo.
BILBO: Its Sting. A very powerfull blade, made by the elves. Many heads were chopped by this sword, believe me.
FRODO: Its very light.
BILBO: Yep.
Bilbo notices the Ring in Frodos neck, hanging on a chain.
BILBO: Is that my Ring?
FRODO: Uh.. uh.. yes…
BILBO: Can I hold it?
FRODO: No.
Frodo steps away from Bilbo. He can see that his uncle cant take his eyes of the ring. Bilbos eyes change, they look evil.
BILBO: Just once. Please. I just want to hold it.
FRODO: No, its safe here.
Bilbo is desperate.
BILBO: Its my ring. My ring. My precious.
FRODO: Step away, Bilbo.
BILBO: Step away?
Bilbo pulls out a 45 pistol and points it to Frodos head.
BILBO: Give me the ring. Now.
FRODO: Put the gun down, Bilbo. Please, dont do this.
BILBO: I am the true ring bearer. Give it to me.
FRODO: Bilbo the ring has to be destroyed. For gods sake, put that fucking gun down!
BILBO: NOBODY IS GOING TO DESTROY ANYTHING!
FRODO: Bilbo, look at yourself. What the fuck is going on?
BILBO: I found it. Since the begining. I took away from that damned creature Gollum. I took care of it all these years. It came to me! IT CAME TO ME, FRODO! ITS MINE! MY RING! GIVE ME THE FUCKING RING!
FRODO: No, I wont give you anything, you son of a bitch!
BILBO: AAAAAAAAAAAH!
Bilbo shoots Frodo 9 times in the chest.
BILBO: Die! Die! Die!
Frodos chest is full of holes and his clothes are wet, stained in blood.
Frodo closes his eyes and dies.
Bilbo realizes what he had just done.
BILBO: No. No. No. No. No. No. No. No. No.
Gandalf arrives at the room and sees Frodos body.
{mospagebreak}
GANDALF: What the hell is going on!?
BILBO: What is going on, Gandalf? The ring is going on. The ring. The ring. I killed him for the Ring.
Bilbo puts the gun on his mouth shoots himself. He falls dead on the ground, with a large hole on his head.
Elrond and Gandalf are in a big, dark room, alone. They are discussing the Fellowships destiny.
ELROND: We cannot let them die.
GANDALF: They are already freaking dead!
ELROND: Not Frodo. Not yet. His courage was the thing that helped him bring the ring here to Rivendell. We owe this to the little fucker. Bilbo shot himself in the head, we have no chance in saving him. But Frodo has a chance.
GANDALF: What?
ELROND: Bombadil. You know who he is. He can ressurect Frodo.
GANDALF: I shall guide him to the Old Forest.
ELROND: Alright. The Fellowship stills exist. But its eight companions now. Pippin will take the ring.
SAM: SEVEN! If its to save Frodo, Ill go with him.
ELROND: This is the second time this happens! What the hell is going on? Cant you hobbits read? This is a top secret meeting.
SAM: Oh, I think your mistaking me for somebody who GIVES A DAMN!
So it happens. 12 guests leave Rivendell. Gandalf and Sam take Frodos body to Tom Bombadil in the Old Forest. Aragorn, Legolas, Gimli, Boromir, Merry, Pippin, guided by Radagast go to Mordor. Pippin now is the ring bearer chosen by Elrond. Willow walks to Isengard alone to destroy Saruman. And one hobbit watches them leaving Rivendell. Hes covered by a cape, watching everything from a hill near the place.

THE NEXT DAY
Gandalf rides his horse, holding Frodos body covered by a cape. Sam rides a poney. They are going down the road really fast.
GANDALF: Are you holding on, Sam?
Sam, almost falling from his poney, answers.
SAM: Ye… Ye… Ye… Es… Es…!
GANDALF: Good, cause well go even faster now.
SAM: Fu… Fu… Fu… Ck… Ck…!

FAR AWAY
The Fellowship walks slowly towards the gate of Moria.
RADAGAST: Are you white boys tired?
ARAGORN: We should rest now.
RADAGAST: It has been only a day since we left Rivendell, you bunch of lazzy ass whiteys!
LEGOLAS: I am an elf and I can walk any distance without needing a rest.
RADAGAST: Who the fuck asked you that?
GIMLI: Yeah! Who asked you that, Legolas?
LEGOLAS: Ill be silent now, because Radagast asked.
{mospagebreak}
RADAGAST: You dont have to be silent, just talk about something interesting. The only body part I want you to keep silent is your ass.
LEGOLAS: I can tell a joke.
RADAGAST: Yes, tell us a joke.
LEGOLAS: Why did a dwarf cross the street?
GIMLI: Grrrr!
LEGOLAS: Because there was gold on the other side! Ha Ha Ha Ha Ha!
The whole Fellowship looks at Legolas. No one laughs.
BOROMIR: That wasnt funny.
MERRY: Well, I can sing a song.
BOROMIR: You sing songs, little one?
MERRY: Yes, me and Pippin are great singers.
PIPPIN: Im not going to sing now. Im too sad. This ring, its so heavy.
BOROMIR: I bet it is. But sing a song, Merry.
MERRY: Its called "Gay hobbits"

In the mighty Shire,
There lived a hobbit who cutted grass.
He was a little wierd,
He liked a dick up his…

ARAGORN: Shut up! No cursing, please.
The Fellowship continued walking through valleys and hills, crossing rivers, climbing rocks and mountains.

THREE DAYS LATER
Gandalf and Sam arrive at Tom Bombadils house. It was built on the foot of a hill, beautiful and simple. But nor Gandalf or Sam could enjoy that place, while Frodo was dead.
Gandalf and Sam jump out of their rides.
SAM: Are you sure he can do it?
GANDALF: Oh, I hope so.
They knock on the door.
GANDALF: Tom!
Tom blasts out of the door and starts dancing and singing in his garden.

TOM:
A doll, schmoll!
I like the sun and I like the wall!

Woopsie – daysies!
Woopsie – daysies!

A car, schmar!
Peter Jackson needs new glasses!

Yeepie – Kay – Yay!
Yeepie – Kay – Yay!

Oh, my lord! Frodo is dead.
I think Ill ressurect him and eat some bread!

Old MacDonald had a farm!
Yee – I – Yay – I – Ow!
{mospagebreak}
Tom enters the house and so does Gandalf and Sam. Inside, they put Frodos body on a table and wait for Tom to do something.

TOM:
Hey, Frodo, what are you doing?
Wheres the tomato I ordered for a nooner?

When I slip my finger and scream: Meeeeow!
You will wake up and eat some cow.

Gandalf and Sam were sitting on Toms chair in awe. They couldnt take their eyes of Tom, what a magical being!

TOM:

HEY FRODO, MEEEEEOW!
WAKE UP NOW AND LICK
MY SALT!

Frodo opens his eyes.
Gandalf and Sam search for the bullet holes on Frodos chest and there are none.
Sam hugs Frodo.
SAM: Thank God you are ok, Frodo!
TOM: Well, thank me! Hey, Hey, Hey!
FRODO: Whats going on?
GANDALF: Rest for a while and I will tell you what happened, Frodo.

5 DAYS LATER
The Fellowship arrives at the gates of Moria.
Its night and the river near them is calm and silent, as is the Fellowship.
The huge gate appears to have been drawed on the rocks of the huge mountains. The Fellowship is tired and hungry, they have hardly stopped for eating or sleeping.
RADAGAST: Theres something written there.
GIMLI: Its the 3 riddles of
the green parot.
BOROMIR: The what?
GIMLI: Its the three riddles that need to be solved so we can get inside.
LEGOLAS: Dwarves…
RADAGAST: Do you know how to solve it?
GIMLI: No. But the first riddle says: "Who am I if the hall is full of birds?".
ARAGORN: What does that mean?
GIMLI: I dont know. Arent you Isildurs heir?
ARAGORN: Yes, what the fuck does that mean?
GIMLI: Arent you suppose to be the smart ass?
BOROMIR: Wait, lets try to solve this thing. Who am I if the hall is full of birds?
RADAGAST: A bitch.
The gate unlocks. The doors open to reveal another gate.
{mospagebreak}
GIMLI: You solved the first puzzle!
RADAGAST: How the fuck did I do that?
ARAGORN: I dont know, but keep it up.
GIMLI: This one says: "Two fathers and two sons went fishing. Each one got a fish. How many fish did they bring home?".
MERRY: I think I know the answer. Well, if there are two fathers, its the grandfather and the father. The two sons are the father whos son of the grandfather and the fathers son. So, the answer is…
RADAGAST: Slurp my butt.
The second gate unlocks. Theres still one more gate…
GIMLI: Just one more.
PIPPIN: What does it read?
GIMLI: "Where am I if Im not here and the tomatoes are fresh?"
RADAGAST: I have no idea.
Frodo and Sam are on the road to hobbition, with Gandalf guiding them.
GANDALF: …so, thats what happened.
FRODO: Pippin is taking the ring?
GANDALF: Yes.
Gandalf stops his horse.
SAM: What?
GANDALF: I have to go there and help them. You two will have to go back to Bag End by yourselves. Goodbye!
Gandalf turns his horse around and rides back to Rivendell.
FRODO: Are we really going to go back to Bag End?
SAM: And miss all the fun? No fucking way!
FRODO: Thats what I was thinking. Lets go.
SAM: Yes, well pass by The Green Way, then we cross Noisywater river and go through the Valley of the dark river.
The two hobbits, walked and walked, and walked. They stopped at night, slept for a few hours and went on through hills, valleys, plains.
But somebody is watching them. The same hobbit that was watching the Fellowship leave Rivendell. Who is he?
The Fellowship is still at the gates of Moria. They still cant solve the last puzzle.
ARAGORN: Where am I if Im not here and the tomatoes are fresh?
MERRY: Its pretty tough.
GIMLI: Aaaaah! Who cares!
Gimli pulls out a rocket launcher and shoots the door. An explosion opens a large hole on the gate.
LEGOLAS: That was certainly easier.
The Fellowship walks into the gates and into The Mines of Moria.
Its dark, wet, tall and rough. They walk through the mountain for a long time, stopping for eating and sleeping. They stop at the begining of a long hallway for resting.
The whole Fellowship is sitting and eating their food.
Radagast aproaches Pippin, whos sitting alone, far from the rest of the Fellowship. Radagast sits with him.
{mospagebreak}
RADAGAST: So, how are you feeling?
PIPPIN: Fine.
RADAGAST: Really?
PIPPIN: Yes. Radagast, I saw something.
RADAGAST: What?
PIPPIN: A monster-like creature.
RADAGAST: Gollum. The motherfucker has been following us for 3 days.
PIPPIN: Gollum?
RADAGAST: Yes. Dont worry. Hes harmless.
PIPPIN: I dont know.
RADAGAST: Pippin let me tell you a story. Just a little moral lesson. When I was living in the north, in Brooklynion, I had a friend that was a dealer. Nigger was dealing coke all over the fucking place. Some good shit. But I always told him: "Never deal coke with strangers". But the nigger didnt listen to me. Some people from the south came up to him and asked him to make a huge sale. Some big fucking deal. Son of a bitch was all happy about it, told me he was going to stop dealing after this last order. Guess what happened? The south people put a bullet up the niggers ass and stole the merchandise. Get it?
PIPPIN: Whats the moral lesson?
RADAGAST: Never deal coke with strangers.
PIPPIN: I dont deal coke.
RADAGAST: Who cares, nigger! I was just trying to tell you a goddamn story.

FAR AWAY
Willow walks to Isengard.
Willow burps.
WILLOW(to himself): Yo quiero Taco Bell.

FAR AWAY
Frodo and Sam are near Lothlorien.
They suddenly hear footsteps behind them. They look and see the hobbit. He takes out his coat and reveals himself.
FRODO: Who are you?
THE HOBBIT: I am………………………………..Folco Gamgee.
Frodo and Sam look at him, silent.
SAM: Your from the Shire, your one of my cousins.
FOLCO: Yes.
FRODO: What are you doing here, following us?
FOLCO: Yes, you got a problem with that?
SAM: Yes, we do! What do you want here?
FOLCO: I am here to help. Trust me. But my pacience is running tin and I dont think you can make it to Mordor by yourselves.
FRODO: Yes, we can!
FOLCO: I will help you take the ring.
SAM: We dont need any help. Go back to the Shire.
FOLCO: What? Did you just told me to go back to the Shire? SHUT THE FUCK UP, YOU LITTLE SON OF A BITCH! IF ANYONE OF YOU SPEAK A FREAKING WORD ABOUT ME HELPING YOU, IM GONNA BLOW YOUR FREAKING HEADS OFF!
Frodo and Sam just look at Folco.
FOLCO: Now, come! I will take you to a place where you can rest.
Frodo and Sam follow Folco as he walks to Lothlorien.
{mospagebreak}
IN MORIA…
The Fellowship enters the room with Balins tomb. Gimli cries as he looks at the body of the Lord of Moria.
BOROMIR: We cant stay here much longer.
GIMLI(crying): I cant believe hes dead.
Merry looks at a large crack on the ground.
MERRY: I wonder how deep that crack is…
Merry takes a Dwarf skull and throws it down there. It makes a huge noise.
RADAGAST: What the FUCK ARE YOU DOING?
Radagast takes out a 45 pistol and shoots Merry in the head. Merrys body falls on the crack.
PIPPIN: Oh my God! Are you out of your damn mind?
RADAGAST: He was asking for it!
An army of orcs blast through the door.
The Fellowship take out their swords.
LEGOLAS: Lets kick some ass!
THE FELLOWSHIP: AAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!
Aragorn and Boromir take out their shotguns and blast the 5 first orcs.
Legolas takes out his bow and shoot 9 arrows in less than 2 seconds. He hits a bunch of orcs.
The orcs, armed with Machine guns start shooting at the Fellowship.
They hide behind rocks and pillars.
Gimli pulls out his rocket launcher and shoots at the entrance. The explosion blast lots of orcs in half.
Pippin hides behind Radagast.
A troll enters the room.
TROLL: Aaaaaaaaaaaaaaargh!!!!
The troll hits Aragorn with his hammer, then, he hits Boromir in the head, who flies against the wall.
Radagast gets his staff and sticks it up the trolls ass!
TROLL: AAAAAAAAAAAAAAARGH!!!
The troll tries to hit Radagast a few times, who dodges the strikes.
LEGOLAS: Your mine, you big, fat, freakfest.
Legolas shoots 34 arrows into the trolls chest in less than 3 seconds.
TROLL: AAAAAAAAAAARGH!!!
Boromir tries to atack it from the back.
The troll farts and the Radagasts staff comes flying out of the trolls but and hits Boromir in the stomach.
Boromir and the troll both fall dead.
RADAGAST: Run! Everybody run!
Radagast, Aragorn, Pippin, Legolas and Gimli run through the long hallways of Moria, followed by armies of orcs.
They arrive at The Bridge of Khazad-dum.
Radagast looks behind him and sees it! The rest of the Fellowship also look at it. They all open their mouths in awe!
RADAGAST: THIS IS IT!!!!!!
GIMLI: OH MY LORD!!!! WE ARE ALL GOING TO DIE!!!!
LEGOLAS: AI AI, ITS A BALROG!!!
{mospagebreak}
The huge demon of fire and shadow stands up ans opens his mouth. Fire comes out of it.
Legolas, Gimli, Aragorn and Pippin walk through the bridge and get to the other side.
ARAGORN: Co
me, Radagast!
RADAGAST: I am the LORD OF THE BLACK FLAMES!!! GO BACK TO THE SHADOWS!!!
The Balrog takes out his huge, flame sword!
RADAGAST: GO BACK TO THE SHADOWS!!!!
The balrog strikes Radagast with his sword. Radagast dodges it. It hits the bridge!
Fear and excitment are on the Fellowships mind!
The balrog takes his whip.
RADAGAST: I WILL DIE! BUT I WILL TAKE YOU OUT FIRST!!!!
The balrog steps closer to the Bridge.
RADAGAST: YOOOOOOOOOOOOOU AINT GONNA PAAAAAAAAAAAAAAASS!!!!!
The Balrog prepares to strike Radagast for the last time with its sword.
But something stops it! ITS MERRY!!!
Merry is on top of the balrogs head. Hes stabbing the balrog with his sword repeatedly.
Radagast hits his staff on the ground and an explosion happens. The bridge cracks.
The Balrog falls into darkness with Merry.
MERRY: Goodbye, my friend Pippin!
We never hear Merrys voice again…
Pippin starts crying. Radagast, Aragorn, Gimli, Legolas and the ring bearer Pippin run out of Moria.
As they get out of Moria, they stop and sit down. Everyone cries.
Aragorn holds Pippin. Pippin screams for his friend Merry.
PIPPIN: No. Hes not dead!!!! Please no!!!
Gimli is also crying and Legolas comes and hugs him.
ARAGORN: We lost two great friends today. Well never forget them. Boromir, the brave warrior from Minas Tirith. Merry, the brave hobbit from the Shire. Theyll stay in our memories and in our hearts.

FAR AWAY
Folco, Frodo and Sam are walking on a long, dark road. They have passed by Lothlorien and now are walking besides the Anduin.
SAM: How did you find out about the ring?
FOLCO: I spyed on Frodo and Gandalf.
SAM: Why did you came?
FOLCO: Its none of your fucking business.
FRODO: Yes, it is.
FOLCO: Ok. You want to know the truth?
FRODO: Yes.
Folco transforms into SAURON!
{mospagebreak}
FRODO: Oh my Lord!
SAURON, is back with his black armor, as tall as a troll. Suddenly, the sky is grey and cloudy. Its getting dark. The power of Sauron is too great.
SAURON: Give me the ring! I know you gave a fake ring to Pippin! The real ring is in your pocket.
FRODO: NOOOOOOOO! HOW DID YOU FIND OUT?????
SAURON: I am Sauron, The Motherfucker! GIVE ME THE RING!!!!!
SAM: Dont give it to him!!!! NOOOOOO!!!!
Sauron takes out his sword and kills Sam, choping his head off!
SAURON: Hell, bitch, Im gonna ask only one more freaking time!
Frodo takes his mask off, to reveal that hes actually Saruman.
SAURON: You?
SARUMAN: Yes!
SAURON: Your not Frodo?
SARUMAN: No!
SAURON: This is not the One Ring?
SARUMAN: NO!
SAURON: So, wheres Frodo?
Frodo is near the place. Hes eating cake for breakfast and waiting for Sam. He eats a piece of cake and some chocolat stays on his hand.
He sucks the dirty fingers. He looks at his hand and notices that he sucked the ring and eat it with the chocolat.
FRODO: NOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!
The ring explodes inside Frodos chest.

THE EXPLOSION IS SO STRONG WIPES OUT THE ENTIRE MIDDLE-EARTH

FAR AWAY
Willow sees the fire of the explosion coming in his direction.
WILLOW: Yo quiero Taco Bell.

FAR AWAY
Gandalf sees the fire of the explosion coming in his direction.
GANDALF: I knew this was going to happen. Shit.

FAR AWAY
The Fellowship sees the fire of the explosion coming on their direction.
ARAGORN: Fuck, I cant die now, I still havent had sex with Arwen!
GIMLI: I was born with only one ball.
LEGOLAS: I was born with no balls.
RADAGAST: Im not black, I just paint my face to look like Samuel L. Jackson.
PIPPIN: Im addicted to cocaine.
{mospagebreak}
FAR AWAY
Elrond sees the fire of the explosion coming on his direction.
ELROND: I wish I wasnt chosen for the Matrix sequel. I hate martial arts.
ARWEN: Im a man. I had a sex change operation.

FAR AWAY
Fimbrethil sees the explosion coming on her direction.
FIMBRETHIL: I wish I hadnt died so early on the story.

FAR AWAY
Deriel sees the fire of the explosion coming on his direction.
DERIEL: I wish I was born a baby elephant.

FAR AWAY
Tolkien sees the fire of the explosion coming on his direction.
TOLKIEN: I wish Folco stops doing this stupid adaptation.

The explosion hits the entire Middle-Earth. No one survives. Not even Bombadil.

THE END

Coisas para gritar numa sessão de SDA (se você quiser ser expulso ou apanhar!)

(pode conter spoilers para o filme)

"Tá vendo aquele cara? Pois é. O nome dele é BOROMIR e ele MORRE no final!!!"
"Goonies" toda vez que o Sam aparecer na tela.
"Aquele num é o cara do MATRIX?" quando o Elrond aparecer na tela.
"Eles tão fumando MACONHA!".
"Essa é a parte que o GANDALF MORRE! NÃO. To brincando! Ele volta no próximo!"
"HAHAAHAHAHAH!!!!" quando o Gandalf tiver caindo.
"BEIJA!BEIJA!BEIJA!" quando Boromir estiver morrendo, abraçado a Aragorn.
"Aragorn, filho de Arathorn? Que q é isso, a Bíblia?"
"Cadê a pornografia?" quando o filme acabar.

 

Se O Senhor dos Anéis fosse filmado pelo Monty Python

Para melhor visualização, imagine:

John Cleese como Gandalf
Eric Idle como Saruman
Graham Chapman como Elrond
Michael Palin interpretando TODOS os hobbits
Terry Jones como Galadriel Terry Gilliam como Gollum…

 

 

Gandalf perceberá que hobbits sabem "como não serem vistos".

Eles não irão visitar o Tom Bombadil, porque esse está ocupado praticando silly walks.

Ao invés de peixes, Gollum desejará SSSPAM, SSSPAM, SSSPAM, SSSPAM, SSSPAM ….

Sai Mallorns e entram larches! The Larch! Number One: The Larch!

De repente aparece o John Cleese, sentado a uma mesa em plena planície Rohirrim, dizendo: "And now for something completely different."

Tentando entrar em Bree.

"Qual é o seu nome?" "Meriadoc Brandybuck do Shire"

"Qual é a sua missão?" "Encontrar e destruier o Um Anel!"

"Qual a sua cor favorita?" "Azul – não! Vermelho! Aaaaaauuuuuggggghhhhhhh!"

Enquanto isso: Theoden convida Gandalf a escolher qualquer cavalo que ele desejar. Aí, Gandalf começa a perguntar sobre uma gama enorme de tipos de cavalo e a cada exemplo, Theoden diz que infelizmente estão em falta. Então no final:

Gandalf: "Você por a caso tem ALGUM cavalo?"

Theoden:"Oh sim, senhor! Os melhores cavalos da Terra Média!"

Gandalf: "Verdade isso?"

Theoden: "Verdade? Não, senhor."

Gandalf: "Certo! Infelizmente, temo que terei de atirar em você."

No caminho para Valfenda, Aragorn explica Sauron: "He´s not the Dark Lord – he´s just a very naughty boy!"

Liv Tyler carrega o Frodo e Pippin tenta explicar ao hobbits o que ela é: "…. Entããoo… se Arwen tiver o mesmo peso do que o pato, ela é??? – Uma elf! Uma Elf!"

Em Rivendell, Elrond declara: "And the company of the walkers shall be ten . . ." Glorfindel: "Nine, sir!"

Uuuhh…. Mória: "A Balrog! Run away, run away!" Um Balrog aparece e derruba Gandalf no abismo com um arenque flamejante. Logo depois, uma voz ainda pode ser ouvida vindo do buraco: "I´m not dead yet!"

A Irmandade do Anel escapa de Moria porque o animador sofre um ataque cardíaco e não pode terminar de desenhar o Balrog.

Quando Aragorn acha Boromir depois de Merry e Pippin serem capturados: :

"Brave Boromir, Your death shall not have been in vain!"

Boromir: "I´m not quite dead, sir."

Aragorn: "Well, you shall not have been mortally wounded in vain."

Boromir: "I think I could pull through, sir. In fact, I think I´m all right to come with you."

Aragorn: "No, no, brave Boromir. Stay here. I must accomplish this in my own particular…"

Boromir: "Idiom?"

PARTE II

Os cavaleiros de Rohirrim na verdade possuem pajens batendo coquinhos atrás.

Faramir just wants to sing! "I´m a lumberjack…"

Quando Gandalf aparece em Fangorn: Aragorn: "Achavamos que estava morto!" Gandalf: "Eu… melhorei."

Nesse momento, Radagast é visto ao fundo tentando amarrar côcos em andorinhas e depois jogando-as pra cima.

A batalha em Helm´s Deep é ganha, graças a piada mais engraçada do mundo recitada na língua orc e um pé gigante esmagando os orcs!

Se vc não entende a maior parte das referencias, é melhor dar uma passada na locadora mais próxima

Faramir: Guia do Usuário e Manual de Instruções

*** PARABÉNS! ***
Você agora é a feliz proprietária de um FARAMIR! Para obter o melhor desempenho do seu Homem de Gondor, por favor siga os procedimentos detalhados neste manual.

Seu FARAMIR deve chegar completamente montado e na posição vertical. Por favor cheque se você tem todos os seus acessórios (veja lista parcial abaixo) e que você recebeu a edição do FARAMIR que encomendou, pois há duas:

(a) FARAMIR Tipo I (copyright Tolkien, 1954)

(b) FARAMIR Tipo II (copyright Jackson/Wenham, 2002)

 
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Nome: Faramir
Tipo: Humano (sexo masculino, Gondoriano de extração Numenoreana)
Fabricantes: Denethor e Finduilas, (Stewards‘R’Us Ltd.), Minas Tirith
Data de Fabricação: Ano 2983 da Terceira Era
Altura: 1,88 m
Peso: 83 kg
Comprimento: Dados não disponíveis mas garantidamente satisfatórios
Cor:
FARAMIR I – cabelos negros com olhos de cor cinza.
FARAMIR II – cabelos louros com olhos azuis.
(*Nota: caso você deseje mudar a cor dos olhos do seu FARAMIR, lentes de contato da WETA LTD. estão disponíveis)

ACESSÓRIOS
Seu FARAMIR deve ser enviado a você completamente vestido numa embalagem protetora. Embora originalmente enviado em seu uniforme de Guardião de Ithilien, ele vem com uma grande gama de acessórios, incluindo espada, capa de viagem, arco e Corneta (para maiores informações a respeito deste último equipamento por favor cheque a seção de perguntas freqüentes).

Seu FARAMIR chegará até você em sua condição de fábrica, sujo pelas viagens. É recomendável que você remova imediatamente suas roupas e coloque-o num banho quente de banheira com espuma. Isso manterá suas partes móveis na condição original e totalmente funcionais. Como seu FARAMIR é um soldado e não desfruta freqüentemente de banhos de banheira você pode ser obrigada a mergulhar com ele para assegurar que todas as suas partes estão ensaboadas adequadamente.
***ATENÇÃO*** Proprietárias de FARAMIR casadas/comprometidas devem se assegurar de que seus companheiros estão ocupados em outras atividades como jardinagem/manutenção do carro/caça a crododilos etc. antes de realizar esse procedimento. A companhia não se responsabiliza por custos de divórcio, pagamento de pensões, ou contas de hospital devidos à execução descuidada desse procedimento na companhia de companheiros ciumentos.

OPERAÇÃO
Seu FARAMIR foi projetado para permitir o uso amigável e eficiente. Seus controles são ativados por voz. Por favor dê suas instruções em inglês ou sindarin. Você também pode optar por ensinar ao seu FARAMIR comandos em diferentes línguas. Você descobrirá que seu FARAMIR é habilidoso com muitos idiomas e seu desempenho deverá se provar satisfatório.
Além do valor estético de seu FARAMIR como um ótimo exemplar da austera masculinidade gondoriana, ele pode ser utilizado em diversas atividades de casa e jardim:
{mospagebreak}
Tutor – seu FARAMIR foi um "Aprendiz de Mago" e portanto possui um vasto cabedal de conhecimentos em assuntos vegetais, animais, minerais, filosóficos e marciais.
Agente de viagens – o conhecimento do seu FARAMIR em mapas e rotas se provará valioso no planejamento de suas férias.

Contador de histórias – seu FARAMIR vem pré-programado com milhares poemas e contos variados em seus bancos de memória. Ele proverá uma atmosfera adequada para o jantar, a hora de dormir, e qualquer outra ocasião. Cuidado: se ligado na posição CORTEJAR BELA DAMA, seu FARAMIR vai jorrar toda sorte de prosa romântica elevada. Se você prevê que isso será um aborrecimento, recomendamos desabilitar essa função, pois seu FARAMIR é conhecido por mudar espontaneamente.
Diretor de Atividades Físicas – seu FARAMIR, por ser um soldado, está acostumado a surtos de atividade física intensa. Coloque esta aparentemente ilimitada energia em bom uso e impeça que seu FARAMIR fique ocioso fornecendo-lhe toda sorte de atividades físicas. Essas atividades podem ir de jardinagem leve ao teste intensivo das molas da cama, e manterá seu FARAMIR feliz e em forma.

COMPATIBILIDADE COM OUTROS MODELOS
Você descobrirá que seu FARAMIR é compatível com a maioria dos outros homens, magos e elfos. No entanto deve-se tomar cuidado ao usar um FARAMIR II em conjunto com hobbits a não ser que se tenha um SAM por perto para oferecer avisos de precaução.
O uso de um FARAMIR em conjunto com uma ÉOWYN também não é recomendável, a menos que você aprecie dividir e ouvir intermináveis declamações de poesia.

LIMPEZA
As proprietária que já possuem um modelo BOROMIR devem estar sob a falsa impressão de que é impossível manter um Homem em um estado decente de limpeza, a não ser por banhos de neve. No entanto, seu FARAMIR pode ser mantido em condições higiênicas se você seguir este tratamento diariamente:
* Pentear o cabelo.
* Aparar barba e bigode.
* Limpar as unhas.**
* Trocar túnica/camisa/calças/capa.***
* Dar uma chuveirada na unidade FARAMIR completa.
Para completar o procedimento de limpeza, seque seu FARAMIR esfregando-o vigorosamente com uma toalha grande. Não use secadora. Não o pendure no varal, a menos que você queira ouvir fofocas dos vizinhos.
**Você pode desejar adquirir um LEGOLAS tipo II para fazer isso, já que ele é adepto de todos os tratamentos de limpeza e seu toque leve não deixará feridas. A não ser que você queira dividir, no entanto, certifique-se de que a função "Gay" está desabilitada em ambas as unidades antes de continuar.
***Foi levado à nossa atenção que é mais fácil manter o FARAMIR limpo sem esses adornos. Embora seja verdade, você pode desejar mantê-lo em casa nessas condições, a não ser que queira que seus vizinhos comentem.

REPROGRAMAÇÃO

O FARAMIR tipo II pode ser atualizado com um programa "Edição Estendida" de novembro de 2003. Por favor, consulte sua videolocadora [ou importadora] local para detalhes. Isso irá melhorar a compatibilidade do seu FARAMIR com outros modelos, especialmente Hobbits.
{mospagebreak}

PRECAUÇÕES
Não exponha seu FARAMIR ao fogo, campos magnéticos fortes, eletricidade, umidade excessiva ou unidades ÉOWYN, a menos que você esteja disposta a compartilhar.

Perguntas Freqüentes (FAQ)

P: Eu pensei que só o BOROMIR fosse equipado com uma Corneta de Gondor. Por que o FARAMIR tem uma?
R: FARAMIR é o segundo na linha de sucessão à Regência e portanto deve t
ambém estar de posse de uma Corneta adequada.

P: Meu FARAMIR tem pesadelos recorrentes, normalmente envolvendo poesia elaborada. Isso é normal?
R: Oh, é da natureza do seu FARAMIR sonhar em rima. Ele também é extremamente solidário aos pensamentos de outras pessoas e freqüentemente assustará você dizendo-lhe o que você sonhou na noite anterior. Isso pode ser embaraçoso ou informativo, dependendo das circunstâncias. Atualmente não há remédio para isso, mas um barrilzinho de cerveja pode amenizar os sintomas.

P: Eu já tenho um BOROMIR. Para que eu preciso de um FARAMIR?
R: Devido a certas peculiaridades do seu BOROMIR, ele não é garantido e pode terminar num estado perfurado, especialmente se tiver contato com um LURTZ. Embora seja possível continuar usando seu BOROMIR para propósitos estéticos nessa condição perfurada – foi de fato percebido que ele então se torna "ainda mais belo que em vida" – ele estará tristemente inadequado para outros usos. Por isso, você pode desejar adquirir também um FARAMIR para propósitos suplementares, uma vez que ele está garantido por 120 anos completos.

P: Meu FARAMIR deu para seqüestrar os gnomos de jardim do vizinho e escondê-los no porão. Quando eu pergunto por que, tudo que ele diz é que eles tinham uma aparência desagradável. O que está havendo?
R: Seu FARAMIR percebe os gnomos como intrusos em seu reino e está tomando medidas apropriadas para um Guardião de Ithilien. Contanto que ele não abuse fisicamente dos gnomos, isso não é motivo para maiores preocupações. Se o problema crescer é recomendado que você ative imediatamente o Discurso Motivacional SAM 1.1. Isso provocará mudança imediata no coração do seu FARAMIR.

P: Posso levar meu FARAMIR ao zoológico?
R: Tecnicamente, você pode levar seu FARAMIR ao zoológico (dever são outros quinhentos). No entanto, evite de todas as maneiras o cercado dos elefantes, já que a visão de bestas enormes com presas invariavelmente acionará a seqüência de reação FLECHA-ARCO-FOGO!, que poderá ser fatal para o elefante (e para o seu FARAMIR se os guardas o apanharem).

SOLUCIONADOR DE PROBLEMAS

Problema: Seu FARAMIR está excepcionalmente temperamental. Ele senta à mesa estalando os nós dos dedos e repetindo "Gondor não tem Rei, Gondor não precisa de Rei". Você comprou uma ÉOWYN mas ele não reage a ela.
Solução: Você recebeu por engano um BOROMIR. Isso não é incomum uma vez que a semelhança física entre os dois é impressionante. Infelizmente a política da companhia não permite troca em nenhum caso. Pelo lado positivo, você recebeu um BOROMIR por engano. Pare de reclamar!!
{mospagebreak}
Problema: Você está tentando acionar o programa de Atividades Alternativas do seu FARAMIR mas não consegue. Ele não reage aos seus avanços, ao invés disso diz que não a tomaria nem que a encontrasse na estrada.
Resposta: Você muito provavelmente recebeu um FARAMIR tipo I. Sua habilidade de resistir a tentações é bem documentada e inabalável. Embora não seja possível enviar a você um FARAMIR substituto, sugerimos que você baixe a atualização de Peter Jackson para seu FARAMIR. Isso atualizará sua programação para o software tipo II e o tornará muito mais suscetível à tentação, especialmente se você andar por aí usando jóias de ouro.

Problema: Seu FARAMIR senta no jardim repetindo a frase "Flores são belas, e as damas são mais", e fazendo correntes de flores.
Solução: Seu FARAMIR foi exposto a uma Éowyn. Não há remédio para isso atualmente. A única solução é adquirir um ARAGORN e colocá-lo ao lado de Éowyn no jantar. Com alguma sorte ela vai se apaixonar e deixar você e seu FARAMIR em paz.

Problema: Seu FARAMIR fica filosófico ao dar recados telefônicos, preferindo dizê-los da seguinte forma: "Imagino quem ele era, e quem era sua família, e qual era seu interesse neste reino".
Solução: Essa é uma peculiaridade inerente ao modelo FARAMIR. Acostume-se. Tente encarar isso como uma daquelas deliciosas excentricidades que o fazem interessante. Se o seu FARAMIR ficar muito prolixo você pode se oferecer para polir sua Corneta, isso pode distraí-lo a ponto de fazê-lo perder a capacidade para frases com mais de três palavras. Se isso não surtir efeito compre uma secretária eletrônica e reserve seu FARAMIR para outras tarefas mais apropriadas.

Problema: Seu FARAMIR parece ter tomado aversão a roupas e anda pela casa só com as roupas de baixo.
Solução: E isso é problema? Se você realmente acha isso indesejável, confira a etiqueta dele. É possível que você tenha recebido um JOSH do filme australiano "Better Than Sex". Se isso é insatisfatório você pode leiloá-lo no eBay e tirar um bom lucro.

Problema: Seu FARAMIR se trancou no galpão do jardim e não quer sair.
Solução: Seu FARAMIR provavelmente foi exposto a um DENETHOR. Isso não é recomendável pela companhia pois pode causar grave angústia ao seu FARAMIR. O único remédio para essa exposição é abrir um barril de cerveja e trazer um BOROMIR para dividi-lo (caso deseje você também pode participar da diversão). Isso aliviará a dor da exposição e esperançosamente devolverá seu FARAMIR ao seu normal.

NOTA FINAL
Sua unidade FARAMIR tem garantia de 120 anos em condições normais de uso. Os proprietários já acostumados às garantias de 6.342.000 meses das unidades élficas podem achar a garantia do FARAMIR decepcionante; console-se sabendo que os custos de manutenção das unidades FARAMIR são muito mais em conta, uma vez que não exigem consultoria pessoal de estilo nem os melhores produtos de higiene.

Pedofilia na Terra-Média

 
Autor: Alexandre "Knolex" Esposito 
 
Antes de mais nada, queria manisfestar aqui que esse texto foi escrito antes da morte de John Tolkien, filho do Professor que é citado abaixo. Em nenhum momento as piadas abaixo devem ser levadas a sério ou interpretadas de maneira ofensiva.

Não duvido que muitos de vocês tenham estranhado o título desse texto, já que aparentemente ele não tem nada a ver com uma coluna dedicada às obras de Tolkien e à Comunidade Tolkieniana. Pois bem. Frisemos na minha primeira frase a palavra "aparentemente". Não há dúvidas, pelo menos para os que, como eu, possuem a mente suja (ou seja, 90% da população mundial), que a obra de Tolkien é infestada de insinuações pedofílicas. A prova cabal disso é que o próprio filho dele, John, que é padre (!!!), sofre um processo onde foi acusado de pedofilia. Safadinho ele, não? Mas ele só foi uma pobre vítima dessa literatura tendenciosa que tem como objetivo formar uma horda de amantes de criancinhas.

 
Vamos aos fatos: Gandalf. O maior exemplo de sabedoria e poder nos livros de Tolkien. Mas na verdade, um velho safado, que adorava fumar unzinho (ninguém me engana dizendo que a erva do Condado era tabaco… se Tolkien fosse vivo, ao invés de Blind Guardian a banda que homenagearia ele seria o Planet Hemp) e depois viver cercado de baixinhos. Afinal, por qual outro motivo ele ia ser tão "amigo" dos hobbits? Viram? Gandalf não passava de um tarado.. o cajado numa mão e um hobbit na outra… sempre dizendo ao Frodo o que fazer com o anel dele.
Num foco mais centrado temos Bilbo, que apesar de se encaixar no papel de vítima perante Gandalf, também aprontou das suas. Bilbo é o típico "tiozão". Aquele sujeito da família que é o que bebe mais… mais brincalhão.. e obviamente, o que possui mais podres… tanto que, quando o sobrinhozinho (ou primo, tanto faz) novinho, delicadinho e fresquinho ficou órfão, quem foi o parente que prontamente se ofereceu, todo bonzinho e simpático, pra ficar com a guarda do jovem e desprotegido Frodo? Bilbo, é claro! Agora imaginem os anos… Frodo crescendo… aprendendo… se tornando experiente… tudo ao lado de Bilbo, famoso por gostar de colocar o dedo no Anel. Não preciso discursar sobre as preferências de Frodo (que PJ ressaltou nos filmes) pra provar que ali havia mais do que os hobbits sabiam.
Isso pra não falar na Arwen. Elfa de quase 3000 anos, taradona, se oferecendo pra Aragorn, um ninfetinho de oitenta e poucos anos… querendo abrir mão da "imortalidade" dela. Imortalidade… sei… esse tipo de imortalidade é conhecido em alguns lugares como "flor", "rosa", ou até mesmo "pureza"… tudo desculpa esfarrapada. Arwen poderia ter dado a "imortalidade" dela muito antes. Pelo menos é dito que ela tinha a beleza de Lúthien. Não creio que com tamanha beleza ela fosse ficar encalhada tanto tempo. A não ser que o conceito de beleza de Tolkien fosse muito deturpado, o que por sinal eu não duvido, já que ele chamava sua esposa carinhosamente de Lúthien… se pra ele aquilo era Lúthien, tenho pena do Beren. E isso me faz lembrar de algo. Provavelmente Lúthien era outra pedófila… essas elfas safadas… tudo herança genética daquela anciã chamada Melian… uma Maia que começou essa baderna toda quando atacou aquele rapaz… ainda um moleque, que era Thingol… mas ela pelo menos foi mais esperta que a Arwen. Ela se tornou rainha, teve filha e o escambau, mas não precisou dar a "imortalidade". Primeira pedófila, e primeira mulher exploradora. Infelizmente, a primeira de milhões.
Depois de tantas provas, como culpar John por ser pedófilo? Ele apenas assimilou as lições subliminares que seu pai deu nas suas obras. Obras que também amamos.
Portanto, não duvide se em alguns anos você que está lendo isso começar a ter fixação por criancinhas. Você é apenas mais uma pessoa que quer ter a sabedoria e experiências do bom velhinho barbudo e maconheiro (essa definição serve tanto pra Tolkien quanto pra Gandalf). Ou simplesmente é algum doente pedófilo e que levou esse texto a sério, e que quando exercer suas perversões vai usar o coitado do Tolkien como desculpa. No fim, seja qual for a opção, você é nerd.

PS: Como não sei que tipo de gente está lendo isso, todo cuidado é pouco, e é sempre bom lembrar: Pedofilia é doença e é crime! Esse é um texto satírico e não deve ser levado a sério.

O Cohabit

NOTA DO AUTOR:

O seguinte texto, intitulado “O Cohabit”, foi concebido com o único intuito de ser uma paródia do livro “O Hobbit” (escrito por J.R.R. Tolkien) e para divertir os fãs da obra e qualquer um que venha a ler. Em nenhum momento o texto é para insultar, ofender ou difamar os pagodeiros ou pessoas que morem em cohab’s, que pelo contrário, merecem todo o nosso respeito. O nome cohabit foi usado pra fazer um trocadilho com a palavra hobbit e de maneira alguma os personagens foram descritos com a intenção de ofender os moradores.
Eu não moro em São Paulo e muito menos conheço as ruas, então se um lugar ficar a km de distância do outro não reparem.

 

PREFÁCIO

A respeito dos cohabits

Os cohabits são um povo alegre e festivo. Eles possuem uma estatura média se comparados às outras raças, podem chegar a medir em média um metro e setenta e vivem por volta de quarenta anos. Suas vestimentas são simples a não ser pelo gosto extravagante por acessórios, não importando se usam em excesso ou mesmo se as peças combinam. Eles gostam de usar brincos, grandes colares, anéis, pulseiras, óculos escuros, mesmo que durante a noite. O ouro e a prata são os seus ornamentos favoritos. Os cabelos são encaracolados e a grande maioria gosta de raspar a cabeça, mas existem aqueles que usam cabelos compridos parecidos com samambaias ou então fazem pequenas trancinhas. Seus maiores prazeres são a música e o futebol, mas eles também se interessam por outras atividades como dança, televisão e é claro cerveja. Litros e litros de cerveja eram consumidos por dia, de preferência assistindo a um bom programa pela televisão. O futebol era a atividade mais praticada na cohab, a terra dos cohabits. E aos domingos quando não estavam jogando, eles pegavam trens e viajam horas e horas para assistir os jogos do seu time favorito, o Corinthians, que na língua élfica era chamado de “timinho da marginal sem número e sem passaporte”.
A música era a segunda grande paixão dos cohabits. Apesar das músicas serem repetitivas e as letras sem nenhum significado ou profundidade, os cohabits se acham grandes compositores em todos os sentidos, e isso transcende o aspecto musical já que eles também criavam danças igualmente ruins para acompanhar suas músicas.
Ao anoitecer eles saem do trabalho e se reúnem nos bares da região, em especial no Bar do Bira, que é o mais alegre e movimentado da região. Dentro dos bares eles bebem, riem, cantam e dançam suas músicas, levando suas vidas de forma alegre e organizada.
A espécime dos cohabits pode ser dividida em três categorias basicamente: os peladeiros; os pançadechopp e por fim os braçocurtos. Os peladeiros são aqueles que descendem da mais antiga família de cohabits, que tem por ancestrais os primogênitos da espécie. Por serem os mais antigos, eles possuem porte atlético, são mais fortes e ágeis podendo viver mais, geralmente até os sessenta e cinco anos, e por isso são os únicos cohabits que conseguem a grande proeza de sair da cohab e virar jogador de futebol. Atualmente a raça dos peladeiros, que outrora foi a mais numerosa, está sumindo lentamente e já faz quatro anos desde que o último cohabit conseguiu ingressar em um clube. Os pançadechopp são os cohabits que preferem uma caneca de cerveja a um jogo de futebol, a não ser que seja pela televisão. Eles são exatamente o contrário dos peladeiros, possuem uma barriga avantajada que na maioria das vezes chega a cair sobre o corpo, os pés largos para facilitar o equilíbrio e o caminhar, além de serem os mais alegres e festivos dos cohabits. Não dispensam uma festa desde que ela contenha comida e claro muita cerveja. Por causa de sua compulsão pela comida e pela bebida, eles são os cohabits que vivem menos chegando raramente aos trinta e cinco anos de vida. Os pançadechopp surgiram anos depois que os ancestrais deixaram de ser nômades e fixaram moradia na cohab, e coincide também que a primeira família pançadechopp foi a de Levedura Pançadechopp, um dos cohabits mais notáveis da historia, sendo ele o descobridor da primeira receita de cerveja e das técnicas de plantação que tornam os pançadechopp os cohabits mais talentosos para a agricultura. Os braçocurtos são o resultado do cruzamento entre peladeiros e os pançadechopp. Eles não são nem fortes nem fracos, não são gordos nem magros. Eles são os menores chegando a medir um metro e sessenta, são do tipo mirrados e possuem braços e pernas curtas. Por não terem o porte físico para serem atletas, ou para trabalharem nos campos, os braçoscurtos se tornaram em sua maioria os artistas mais talentosos da cohab. Eles são exímios tocadores de pandeiro, cavaquinho, cuíca e outros instrumentos que possam tocar com seus pequenos braços, sendo os autores das músicas e aclamados por todos. Os braçoscurtos que não se tornam músicos de respeito, geralmente acabam trabalhando como office-boys ou entregadores, já que devido às suas pernas curtas eles conseguem caminhar durante muito tempo sem se cansarem, chegando a serem mais resistentes ao cansaço do que os peladeiros.

I – Uma visita inesperada

Em um apartamento no terceiro andar vivia um cohabit. Não era um apartamento espaçoso ou luxuoso, mas era o tipo de moradia que agradava a um cohabit. Os movéis comprados à prestação na base do quer pagar quanto quer pagar quando, preenchiam o quarto, sala e cozinha com sutileza, tornando o apartamento um lugar agradável de se estar. A cozinha, o lugar preferido dos cohabits, estava com a geladeira cheia como de costume, latas e latas de cerveja estavam empilhadas pelos cantos junto com grandes caixas de cestas básicas, como se houvesse uma guerra e a necessidade de estocar alimentos. Mas não havia nenhuma guerra, esse era apenas o modo de vida de um cohabit. O domingo avançava lentamente, já eram quase quatro horas, a hora do futebol, hora sagrada para qualquer cohabit que se preze e ele se preparou como de costume, uma caixa de cerveja, um prato com alguns sanduíches de mortadela, sentou-se no sofá com os pés esticados sobre uma pequena almofada e começou a assistir o jogo.
O jogo era decisivo, o Corinthians lutava contra o rebaixamento e esse era o último jogo do campeonato, o jogo que poderia decretar a queda para a segundona e justamente contra o seu maior rival, o Palmeiras. O cohabit estava nervoso, não parava no sofá, já havia bebido quatro latas e ainda não tinha conseguido se acalmar, afinal com vinte minutos de jogo o seu time perdia por um a zero e quase levara o segundo gol, definitivamente a situação não estava boa para o Corinthians. Quando a partida chegava aos trinta minutos, ele escuta a campainha tocar.
– Ó céus, quem poderia ser a essa hora? Disse o cohabit.
Mas ele recusou-se a levantar e continuou a assistir o jogo quando a campainha soou mais uma vez, e dessa vez tocou continuadamente fazendo o cohabit levantar mesmo contra a sua vontade, e abrir a porta. Abrindo a porta, encontra um senhor alto de ca
belos compridos e brancos, segurando um cajado e uma boina, com uma barba comprida e cheia, e ele estranhou pois a barba era branca com três listras verticais pretas, parecendo teclas de piano, mas antes que pudesse rir ou dizer qualquer coisa o homem falou:
– Boa tarde, estou à procura do sr. Bobo Pagodeiro.
Por um momento o cohabit hesitou, afinal nunca tinha visto tal pessoa, e franzindo a testa disse:
– Eu sou Bobo Pagodeiro e o sr. quem é ?
– Finalmente minha busca acabou. Disse o homem.- São tantos prédios, tantos blocos que acabam confundido a cabeça de qualquer um. Meu nome é Cachaçalf, o mago da barba alvinegra e estou feliz por encontrá-lo senhor Pagodeiro.
Bobo não prestava atenção às palavras de Cachaçalf, estava totalmente concentrado no jogo e a única coisa que conseguiu dizer foi:
– Muito obrigado mas eu não estou interessado, agora se você me der licença eu tenho que voltar aos meus …
Mas Bobo não teve sequer tempo para terminar sua frase. Com a voz soando igual a um trovão, Cachaçalf disse:
– Bobo Pagodeiro! Neto de Tonto Pagodeiro, filho de Mané Pagodeiro, isso é jeito de receber um velho amigo da família? Tenho certeza de que não foi assim que meu estimado amigo Tonto Pagodeiro lhe ensinou. Agora seja um bom anfitrião, me convide para entrar e me sirva um rabo de galo.

Ao ver como o velho havia se transformado, Bobo rapidamente pegou o cajado e a boina e pendurou-os sobre um tripé que havia ao lado da porta e puxou uma cadeira para ele.
– O que o senhor deseja de mim? Disse Bobo. Eu tenho uma certeza quase absoluta de que nunca o vi antes, eu digo isso porque minha memória anda falhando ultimamente, mas mesmo assim eu acho que não nos conhecemos.
– Por enquanto traga apenas o rabo de galo. Disse Cachaçalf. – Tudo ao seu tempo sr. Pagodeiro.
Enquanto caminhava em direção à cozinha, Bobo aproveitou para espiar a televisão e com um aperto no coração viu que sua angústia estava longe do fim, o Corinthians perdia agora por dois a zero, e só tinha o segundo tempo para tentar virar o placar, um velho desconhecido estava sentado em sua sala, e para terminar a maré de má sorte, a última garrafa de conhaque que havia no armário, não tinha sequer uma gota para contar história.
– Sr. Cachaçalf. Disse Bobo com a voz trêmula.- Sinto muito mas estou sem conhaque, o sr. aceitaria somente uma branquinha?
Os olhos do mago se incendiaram ao ouvir tal palavra.
– Sim, sim sr. Bobo, uma branquinha está de bom tamanho.
Bobo mal teve tempo de buscar a garrafa e de servir o mago quando novamente ouve o som da campainha.
Atenda sr. Pagodeiro. Disse Cachaçalf tomando todo o líquido do copo.- Devem ser os convidados que estamos esperando.
– Convidados? Disse Bobo a si mesmo. – Mas eu não estou esperando nenhum convidado.
Ao abrir a porta Bobo deu de cara com quatro sambundões, a raça dos sambistas que ocupavam todas as terras ao sul do rio Tietê. E impressionado, pois nunca tinha visto um, apenas havia ouvido canções e histórias sobre eles no Bar do Bira, ficou olhando para eles enquanto entravam.
– Entrem, entrem todos vocês sete. Disse o mago
– Sete ? Disse Bobo.- Mas são apenas quatro Cachaçalf.
– Quatro ? Tem certeza? Disse o mago enquanto esfregava os olhos e se apoiava na parede.
Os sambundões entraram e se acomodaram rapidamente na sala e começaram a se apresentar.
– Boa tarde sr. Pagodeiro. Meu nome é Vouvou.
Bobo fez um aceno com a cabeça enquanto Vouvou se sentou e o outro levantou.
– Meu nome é Cumpadím. Disse o sambundão enquanto fazia uma grande reverência.
Bobo olhava para Cachaçalf enquanto ele sorvia as últimas gotas da garrafa e tentava enfiar a língua por dentro do gargalo, como que na tentativa de lamber o seu interior.
– Prazer em conhecê-lo sr. Pagodeiro meu nome é Tantã.
E por fim o líder do sambundões se apresentou.
– Sr. Bobo Pagodeiro. Disse ele. – Meu nome é Bambby e eu sou o líder dos sambundões. Viemos até aqui por insistência de Cachaçalf que nos disse que o sr. pode ser de grande valia para os nossos planos.
Bobo percebeu que os três sambundões vestiam-se da mesma maneira, a única diferença era a cor da camisa. Cada um usava uma calça branca com sapato prateado e um lenço amarrado ao pescoço da mesma cor da camisa. Vouvou usava uma camisa vermelha, enquanto Cumpadím usava uma verde e Tantã usava uma camisa amarela. Apenas Bambby o líder, trajava camiseta branca regata, calça branca e andava descalço.

O que Bobo estranhava e não entendia é que eles ficavam parados, Bambby na frente e ou outros três atrás lado a lado, na esquerda estava Vouvou, no meio Cumpadím e na direita Tantã. Eles ficavam com os punhos fechados na altura do peito, os polegares esticados para cima com um sorriso de orelha a orelha mostrando todos os dentes e rebolando vagarosamente, isso intrigava e ao mesmo tempo assustava o cohabit que no momento só pensava em uma coisa, onde está Cachaçalf?

II – Muitas Explicações

O barulho da descarga e de um pequeno vaso caindo ao chão e quebrando em vários pedaços dizia que Cachaçalf estava no banheiro. O mago vinha pelo corredor apoiado em seu cajado e tropeçando em toda e qualquer coisa que estivesse em seu caminho, até que Bobo veio ao seu encontro e levou-o até o sofá.
– Você realmente deveria mandar alguém acabar com esses ratos. Disse o mago. – Eles fazem muito barulho, além de terem quebrado aquele pequeno vaso rosa do banheiro.
O vaso rosa, herança de sua bisavó, no momento era a menor das suas preocupações juntamente com o jogo que terminara quatro a zero para o Palmeiras, determinando assim o rebaixamento do Corinthians para a segunda divisão. No momento só havia uma pergunta a ser feita.
– Cachaçalf. Disse Bobo.- Você pode me explicar quem são eles, o que eles estão fazendo na minha casa e o que querem de mim?
– Bobo Pagodeiro meu amigo. Disse o mago enquanto tentava fazer a sala parar de girar.- Seu avô Tonto Pagodeiro foi um grande cohabit. Ele foi um dos maiores tocadores de cavaquinho que já caminhou por essas terras. E eu garanti ao senhor Bambby, líder dos sambundões, que você igual ao seu avô é um ótimo músico.
– Isso mesmo Bobo. – Disse Bambby.- Nós temos uma apresentação marcada no sambódromo e precisamos de alguém para tocar cavaquinho. Você sabe como funciona uma banda não é mesmo? Um fica na frente cantando, outros três ficam atrás sorrindo com o polegar esticando e rebolando, e um tem que fingir que toca alguma coisa.
– Mas logo eu ? Um músico ? Disse Bobo.
Bobo sabia que era um péssimo músico, ele não tinha talento para nenhum instrumento, tanto que seu sustento vinha dos trabalhos que fazia como office-boy e uma apresentação estava fora de cogitação.
– Bom, como está tudo resolvido. Disse Cachaçalf. Partiremos pela manhã.- Agora vamos até o Bar do Bira.
– Mas Cachaçalf! Disse Bobo com a voz apertada.- Eu não sou músico, não quero ser.- Eu estou feliz com a minha v
ida aqui e não quero fazer nenhuma apresentação.
– Calma sr. Pagodeiro. Disse Tantã.- O sr. não precisa saber tocar nada.- Nenhum de nós sabe, apenas fingimos enquanto o playback toca, aliás o nosso playback foi uma obra prima de nosso povo, o refrão só repete dezenove vezes.
– Isso mesmo. Concordou Vouvou.
– Não precisa ter medo. Disse Cumpadím.
– O sr. será recompensado. Disse Bambby. – cinco por cento do cachê será seu sr. Pagodeiro, além das despesas de viagem logicamente.

Quando Bobo ia falar Cachaçalf o interrompeu.
– Você é um braçocurto Bobo. Disse o mago com ternura na voz.- Vocês são os melhores músicos que já caminharam por essas terras. Não deixe o medo impedir você de cumprir o seu destino. Uma sorte maior o aguarda longe dos muros da cohab meu pequeno, apenas tenha coragem para encará-lo.
Ao ouvir as palavras ditas pelo mago, Bobo fechou os olhos e sentiu o coração bater devagar, respirou fundo e pela primeira vez pensou com clareza.
– Você está certo Cachaçalf. Disse Bobo.- Eu sou um braçocurto, eu vou tocar, meu destino não é ficar aqui até o fim dos meus dias.
Nisso o cohabit abre os olhos e procura Cachaçalf, mas o mago não esta na sala.
– Onde está ele? Disse Bobo.- Onde está o Cachaçalf?
– Ele foi até o Bar do Bira. Disse Tantã.- É para nós partirmos amanhã com a primeira luz do sol.
– Então partiremos. Disse Bobo.- Partiremos e amanhã terá inicio a nossa aventura.

III – O Bar do Bira

Bira era um cohabit da família dos pançadechopp. Tinha a cara redonda com poucos cabelos e um grande bigode preto que se enrolava conforme descia pelo seu rosto. Sua barriga era grande e quase não cabia atrás do balcão, o avental que usava estava sempre caindo e ele tinha grande dificuldade para amarrá-lo. O Bar naquele momento estava vazio, a não pela presença daquele velho de barba alvinegra que parecia estar falando sozinho. Bira foi até lá ver como ele estava e escuta o velho resmungando.
– Tudo bem amigo? Disse Bira.
– Quem é você? Disse o mago. – Porque me incomoda?
– Meu nome é Bira, eu escutei você falando e pensei que poderia estar precisando de alguma coisa.- Qual o seu nome?
– Meu nome é Cachaçalf.- O grande mago de barba alvinegra.
– Um mago? Disse Bira com um sorriso cínico. – Essa é boa, eu ainda não tinha ouvido essa.
– Você duvida do meu poder? Disse Cachaçalf apertando as sobrancelhas.
– Claro que não grande mago. Disse Bira desafiando o mago.- Mas você sabe fazer algum truque?
– Algum truque? Disse o mago em meio a gargalhadas.- Sim, eu sei fazer alguns truques.
– Então faça algum que eu quero ver. Disse Bira
– Muito bem. Está vendo esse copo? Disse Cachaçalf.
– Sim estou. Disse Bira.
– Encha ele até a borda com o seu melhor whisky. Disse o mago.
– Está bem. Disse Bira indo desconfiado até o balcão e voltando com uma garrafa de Blue Label de doze anos.
– O copo está cheio. Disse Bira. – O que você vai fazer ?
– Vou fazer todo o líquido desaparecer. Disse o mago olhando fixamente para o copo.

Bira começou a prestar atenção ao mago que fazia grandes movimentos com as mãos e falava palavras em um outro idioma que ele não entendia, talvez fosse um idioma dos magos, ou mesmo um idioma élfico. Nesse momento os olhos do mago começaram a brilhar e o cohabit ficou impressionado, pensando no que tinha provocado.
– Conte até três. Disse o mago com a voz inflexível.
Bira começou a falar com a voz trêmula, e antes que pudesse chegar ao dois, Cachaçalf em um movimento rápido, pegou o copo com a mão direita e virou todo o conteúdo em um gole só, lambendo os lábios e limpando a boca na manga de seu manto enquanto soluçava.
Bira em um acesso de raiva começa a gritar e gesticular com o mago, que parecia nem prestar atenção nas palavras do cohabit. Cachaçalf calmamente se levanta da mesa e com todo o cuidado pega o cajado que está ao lado e caminha em direção à porta. Ao colocar o pé para fora do Bar, Cachaçalf encontra os quatro sambundões e o cohabit com mochilas nas costas e prontos para a viagem.
– Está um belo dia para viajar não é senhores? Disse o mago enquanto os olhos irritados tentavam se acostumar à luz do dia.
– Sim Cachaçalf. Disse Bambby.- É uma longa caminhada até a estação dos trens.- O sr consegue andar?
– É claro que sim. Disse Cachaçalf escorado em seu cajado.- Nunca subestime um mago certo sr. Pagodeiro?
– Acho que sim. Disse Bobo.
E assim os seis partiram rumo ao portão sul da cohab até chegarem as ruas e a grande avenida que os levaria até a estação.

IV – Dentro da Tempestade

A comitiva seguia vagarosamente. Cachaçalf ia devagar, vez ou outra tropeçando em pedras pelo caminho ou mesmo em suas próprias pernas, sendo constantemente amparado pelo Vouvou e pelo Tantã. Os dois caminhavam ao seu lado e a qualquer sinal de queda eles rapidamente seguravam o mago.
Tirando um tropeço ou outro de Cachaçalf a caminhada transcorria tranqüilamente, apesar de conhecer tudo ao redor Bobo olhava com atenção, como se fosse a primeira vez que estivesse passando por ali.
Com o amanhecer, e com o tempo que não estava tão frio como costumava ser nessa época do ano, Bobo se sentiu leve e alegre por estar saindo de sua terra natal e começou a cantar uma musica que tinha aprendido há muito tempo atrás e era mais ou menos assim que ele a cantava.

Toda vez que eu chego em casa
A barata da vizinha ta na minha cama
Toda vez que eu chego em casa
A barata da vizinha ta na minha cama

A música foi interrompida pelos sons do vômito do Cachaçalf que não resistiu e colocou tudo pra fora. Bobo tentou não olhar e fingia que nada acontecia, mas o cheirinho de azedo que tomou conta do lugar logo o fez lembrar o que estava acontecendo.
Eles aproveitaram essa parada forçada para descansar já que estavam andando há duas horas seguidas, Cachaçalf parecia se recuperar rapidamente, a palidez estava cedendo e logo seu rosto estava corado de vermelho.

Após quase uma hora parados o mago levantou, seu rosto estava sóbrio, austero, imponente e com a voz firme ordenou:
– Rápido. -Levantem todos, devemos seguir sem descanso até o fim.
Todos se levantaram rapidamente e seguiram pelo caminho. A rua seguia reta por uns duzentos metros e ao final fazia uma pequena curva pra esquerda alongando-se por mais cinqüenta metros e depois descia e subia, até onde a vista alcançava.
Na frente iam Vouvou e Cumpadím, seguidos por Bobo e Tantã e por fim Bambby e Cachaçalf. A paisagens que até alguns momentos atrás era verde com árvores e plantas, dava lugar agora a galpões abandonados e a depósitos de pneus. O tempo que parecia claro e firme, começa a se fechar trazendo nuvens carregadas.
– Uma tempestade está se formando. Disse Bambby.
– Nem tudo é o que parece. Respondeu Cachaçalf.
– Sim, mas se come&
ccedil;ar a chover vai ser impossível atravessar as ruas do vale. – O risco de enchentes vai ser grande. Disse Bambby.
– Eu sei. Disse o mago.- Por isso devemos nos apressar para atravessar o vale antes da chuva.
Eles continuavam a caminhar com o passo firme, estavam marchando há três horas sem fazer nenhuma parada e os primeiros sinais de cansaço começavam a aparecer.
– Vamos fazer uma parada. Disse Cumpadím. – Não estou agüentando mais, minha mochila está pesada.
– Eu também não agüento. Emendou Tantã.
Bobo não reclamava. Apesar de sua vida sedentária, ele estava acostumado a fazer algumas caminhadas e até agora não sentia nenhuma dificuldade.
– Não podemos parar. Disse o mago.- A tempestade se aproxima, não podemos perder tempo.
Como se o pedido do mago fosse atendido, a chuva começou a cair forte e de forma violenta. Junto com a água vinham pedras de gelo que machucavam e feriam quem ficasse em seu caminho.
– O que faremos agora Cachaçalf? Perguntou Bambby.- Estamos sem nenhum abrigo e no meio de uma tempestade.
– Vamos para a galeria. Disse Bobo.- Ela não fica muito longe daqui. – Lá nós podemos nos proteger da chuva e cruzar até a estação.- Ela é uma espécie de atalho, não sei como não me lembrei dela antes.
A galeria, pensou Cachaçalf. Só a menção desse nome já lhe causava pavor, ele pensou em fazer todo esse caminho para desviar de lá e o destino lhe prega essa peça. Mas nessa situação era o único caminho a ser tomado.
– Para a galeria, rápido. Ordenou o mago.
A galeria já fora em outros tempos um lugar tranqüilo, com lojas e restaurantes, um lugar freqüentado por todo os tipo de pessoas, mas que com o passar dos anos, o Senhor do Metal começou a dominar e influenciar a pessoas, que adotaram aquela construção como um templo de adoração ao senhor do metal. Galeria do Rock, ele se lembra muito bem, esse foi o nome que os seguidores de Eddie, o Senhor do Metal, deram a aquele prédio. Mas talvez ele pudesse contar com a sorte, talvez pudesse cruzar os quatro andares e sair em segurança do outro lado, na frente da estação. Teria que ser uma passagem rápida e silenciosa, já que uma galeria repleta de seguidores no Senhor do Metal não era o lugar mais seguro para os cohabits e muito menos para os sambundões.
Após uma corrida de dez minutos, cruzando as quatro ruas que os separavam da galeria, eles chegam até os portões e contemplam o grande prédio negro, de aparência terrível e sinistra.

V – A Galeria

Ao verem os portões da galeria, sentiram um aperto e o medo invadiu seus corações. Eles estavam apavorados e os sambundões mais do que todos, já que eles eram inimigos declarados dos metaleiros. Bambby ficou apavorado só de ouvir os hinos que eram entoados dentro do prédio, e num ataque de nervos começou a chorar desesperadamente.
– Nós não vamos conseguir, nós não vamos conseguir. Dizia Bambby entre soluços.
– Calma rapaz. Tentava tranqüilizar Cachaçalf.- O desespero aqui não vai ajudar em nada, temos que permanecer frios e calculistas, é o único jeito de passarmos.
Falando isso ele pegou um pequeno cantil de couro que carregava consigo e ofereceu ao Bambby e aos demais.
– O que é isso? Perguntou Bambby.- Alguma poção mágica para dar coragem aos desesperados?
– Não. Disse o mago tomando um grande gole do cantil.- Isso é tequila. O que eu não daria por um punhado de sal e algumas fatias de limão pensou Cachaçalf.
– Vamos depressa. Ordenou Cachaçalf- Não se deixem impressionar por nada lá dentro. Nem pelas músicas, nem pelas lojas, por nada.
Talvez para demonstrar coragem, Bobo o menor de todos, foi o primeiro a subir as escadarias, seguido pelos sambundões e por último Cachaçalf.
O começo da travessia foi difícil, a galeria aparentava estar vazia, um silêncio assustador ocupava os salões, as visões das lojas eram aterradoras, pôsteres de bandas que ele nunca ouviram falar, bandeiras de caveiras, monstros e máquinas. Bambby e os outros sambundões estavam apavorados, eles nunca estiveram tão perto assim do Senhor do Metal, e agora que estavam perto, mais do que nunca desejavam estar longe.
Com passos rápidos e silenciosos, eles alcançam o fim do primeiro andar mas Cachaçalf estava apreensivo, pois estava tudo muito tranqüilo e quieto, mas foi só chegar ao segundo andar que seus temores se concretizaram, um som que começou baixo e foi aumentando gradativamente foi tomando conta do prédio. Guitarras distorcidas, bumbos velozes, baixos frenéticos, explodiam através dos amplificadores, os sambundões se apavoraram e o desespero tomou conta de seus corações, em uma reação automática eles se jogaram no chão com as mãos nos ouvidos, tentado impedir que o som entrasse em suas cabeças. Cachaçalf tentou ajudá-los mas foi em vão, no mesmo momento portas se abriram e centenas de metaleiros com camisetas pretas e cantando músicas invadiram o prédio. Tinha todo o tipo delas, camisetas do Iron Maiden, Metallica, Helloween, Judas Priest, Nightwish, Blind Guardian entre muitas outras. Os metaleiros rapidamente pegaram os sambundões e levaram pra dentro da galeria, Cachaçalf bateu o seu cajado no chão e pronunciando algumas palavras mágicas desapareceu em meio à multidão negra e enquanto isso Bobo Pagodeiro não pensou em mais nada, apenas atirou-se escada abaixo desejando nunca ter aceitado fazer essa apresentação e pensando no que aconteceria aos pobres sambundões.

IV – Sozinho no Escuro

Após rolar os vinte e seis degraus que separavam os dois andares, Bobo saiu correndo sem olhar para trás. Ele seguiu por um corredor estreito que estava de frente para escada e que terminava em uma porta. Com medo de ser perseguido pelos metaleiros, Bobo abriu a porta e desceu as escadas sem sequer ver para onde ia, quando chegou ao fundo percebeu que estava em um lugar abandonado, uma espécie de porão. A luz que chegava lá embaixo era pouca, e o cohabit apenas enxergava alguns vultos na penumbra. Andando sem direção e com passos curtos, Bobo tropeçou em um objeto que estava no chão, sem saber o que é, ele o guarda na mochila e segue em frente tentando achar uma saída. Após seguir pelo porão onde parecia estar andando em círculos, o cohabit acha uma pequena janela e através dela consegue enxergar a estação do outro lado da rua, mas a maré de azar continua ao seu lado pois a janela estava trancada e por mais força que fizesse, não conseguia mover um centímetro dela.
Desolado e sem forças, Bobo senta no chão e começa a pensar em tudo o que aconteceu, quando escuta uma voz que começa fraca e vai se tornando mais forte aos poucos. E Bobo percebe então que a voz está se aproximando e entra em desespero. O cohabit começa a procurar na mochila alguma coisa que possa usar para se defender e então sente um objeto redondo e grande dentro da mochila e percebe que esse é o objeto que ele pegou no chão, e vendo contra a fraca luz ele vê que é um pandeir
o.
Distraído por um momento com o pandeiro na mão, Bobo não percebe que uma pequena criatura se aproxima sorrateiramente pelas sombras do porão, a criatura avança lentamente e com um salto fica à frente de Bobo que paralizado de medo não conseguiu dizer uma palavra. Vendo que a pequena criatura não o ameaçava no momento, Bobo olhou-a atentamente enquanto se acalmava. A visão da criatura não era uma coisa muito bonita, ela era pequena, do tamanho de um cohabit, tinha a cabeça grande coberta por uma pequena camada de cabelos loiros, tingidos obviamente, a boca possuía alguns poucos dentes, sendo os dois da frente eram tortos, andava com roupas apertadas e um grande colar dourado.
– Quem é você? Disse Bobo.
– Eu? Você quer saber quem sou eu? Disse a criatura.
– Sim, eu estou preso e gostaria de sair daqui. Disse Bobo
– Talvez você saia talvez não. Disse a criatura sorrindo.
– Meu nome é Bobo Pagodeiro. Disse o cohabit. Eu moro em uma terra não muito longe daqui chamada cohab e você?
– Meu nome é Bellum, eu vivo nesse porão há muito tempo. Disse a criatura.
Antes que Bobo pudesse dizer alguma coisa Bellum percebeu o pandeiro estava na sua mão e de forma agressiva tentou pegá-lo.
– Esse pandeiro é meu. Disse Bellum.- Você não deve ficar com ele.
– Eu o achei no chão, ele é meu e eu vou ficar com ele. Disse Bobo segurando-o firme.
– Muito bem. Disse Bellum impressionado com a valentia do cohabit. – Eu te proponho um jogo, se você ganhar eu deixo você sair daqui com o pandeiro, mas se você perder você será meu prisioneiro para sempre.
Como Bobo não tinha outra opção, ele resolveu aceitar pois poderia ser a única chance de fugir.

– Qual será o jogo? Disse o cohabit.
– Será truco. Disse Bellum com os olhos brilhando.
– Muito bem, eu aceito. Disse Bobo.
Bobo ficou aliviado, pois ele era um excelente jogador. Muitas e muitas noites ele ficava jogando com os amigos no Bar do Bira, e parecia que ele tinha uma chance de ganhar e fugir.
Eles se sentaram em uma mesa improvisada, um engradado de cerveja e dois blocos de concreto servindo de bancos. Bellum começou ganhando a primeira rodada e logo abriu três a zero, Bobo aceitou seu truco e perdeu. A segunda e a terceira rodada Bobo perdeu e o placar já estava sete a zero para Bellum. Bobo ganhou as duas rodadas seguintes por um ponto apenas, o placar estava sete a dois e Bellum olhava com desprezo para o cohabit.
Bobo estava desesperado, apesar de esboçar uma pequena reação, o jogo parecia perdido, estava dez a seis para Bellum que ficava mais confiante a cada rodada. Bobo pegou o baralho e começou a distribuir as cartas, Bellum deixou as cartas dele virada na mesa, nem se deu o trabalho de olha-las.
– Truco. Disse Bellum rindo.
Bobo estava com cartas boas mas estava com medo de Bellum.
– Truco. Disse Bellum. – Vai aceitar ou correr de novo como um covarde.
Bobo ficou vermelho de raiva nessa hora, ele não agüentava mais ver aquela cara estranha na sua frente e ainda por cima zombando dele.
– Seis. Disse Bobo estufando o peito.
Bellum olhou surpreso, pois não esperava essa reação mas como estava confiante no seu jogo e no desespero do cohabit, ele aceitou. Bellum jogou copas rindo e gargalhando enquanto observava Bobo perdido em seus pensamentos. Mas calmamente, Bobo mostrou sua última carta e Bellum veio ao desespero quando viu que era um zap e que Bobo havia ganhado a partida.
– Muito bem. Disse Bellum. – Você ganhou e eu vou cumprir minha parte.
– Certo. Disse Bobo aliviado.
Os dois caminharam em direção a janela, Bellum tirou uma pequena trava e abriu-a totalmente, mas ficou entre a saída e o cohabit.
– Você só sai daqui morto. Disse Bellum com raiva nos olhos.
Bobo sai correndo desesperado com Bellum em seu encalço, ele estava com o pandeiro na mão e quando ficou acuado entre duas paredes, ele começou a tocá-lo. Conforme tocava o pandeiro, ele percebeu que Bellum começou a agir de um modo estranho, ele começou a fazer danças estranhas e a agir como se tivesse feito uma lavagem cerebral, não dizendo coisa com coisa e agitando os braços com os punhos fechados e os polegares apontados para cima.
Bobo percebeu que o pandeiro estava de alguma forma agindo sobre Bellum e aumentou o ritmo das batidas. Bellum começou a dançar freneticamente, até que caiu no chão exausto. Bobo aproveitou a deixa e fugiu pela pequena janela, deixando a horrenda criatura para trás.

VII – A Câmara de Tortura

Bambby, Vouvou, Tantã e Cumpadím foram levados até um pequeno quarto no terceiro andar da galeria. Dentro do quarto suas mochilas foram levadas, e eles foram acorrentados e submetidos há horas inteiras de heavy metal sem intervalos. Tantã era o que estava mais esperançoso e tentava animar seus companheiros.

– Ânimo pessoal. Gritava Tantã. – Nós devemos ser fortes, a qualquer momento Bobo e Cachaçalf virão nos resgatar.
Vouvou tentou esboçar uma reação balançando a cabeça, e foi só isso que conseguiu fazer. Cumpadím olhou para os companheiros pensando em algum modo de escapar quando olhou o estado de Bambby.
– Bambby ! Gritou Cumpadím. – Bambby responda.
Não adiantava, Bambby não respondia, ele já tinha desmaiado a algumas horas, dos quatro ele era o mais fraco e não suportaria aquilo por muito tempo. Alguma coisa tinha que ser feita logo.
O som continuava direto e sem intervalo. Os metaleiros já tinham tocado dois discos inteiros do Iron Maiden, um do Blind Guardian e um do Helloween. Quando os sambundões pensavam que tudo estaria terminado, subitamente o som foi cortado e o silêncio preencheu a sala. Por alguns momentos eles pensavam que Cachaçalf tinha chego para salvá-los mas isso durou apenas alguns poucos minutos. Os poucos minutos que demorou para começar os primeiro acordes de Territory e então os sambundões experimentaram um outro tipo de tortura, mais intensa e mais forte. Até Tantã que estava mais esperançoso ameaçou entregar os pontos.
– Não. Sepultura eu não agüento. Lamentou Tantã. – Isso é muito mais que um sambundão pode suportar.
Bambby e Vouvou desmaiaram, Tantã estava quase, Cumpadím ainda conseguia manter a cabeça erguida mas não ficaria assim por muito tempo. Ele só pensava em uma coisa, onde está Cachaçalf?

VIII – Encontros na Noite

Após um breve momento de descanso, Bobo decidiu que de alguma forma ele teria que ajudar seus amigos.A noite caia e sem saber o que fazer, ele decidiu seguir para os portões da Galeria e ao passar por um boteco ele ouviu uma voz que lhe parecia familiar.
– O que? Dizia a voz.- Sua mãe caiu na área? Então é pênalti.
E o boteco explodia em gargalhadas. E foi então que Bobo parado na chuva, viu que lá estava Cachaçalf o mago conversando, bebendo com mais algumas pessoas.
– Cachaçalf, Cachaçalf. Gritava Bobo.
– Oh Sr. Pagodeiro. Disse Cachaçalf. – Que bom encontrá-lo por aqui, junte-se a nós e tome uma bebida.
– Não há tempo Cachaçalf. Disse Bobo. – Precisamos salvar os sambundões.
– Quem ? Disse o mago.
– Os sambundões. Gritou o cohabit.
– Bambby, Vouvou, Cumpadím e Tantã, eles estão presos, podem estar mortos.
– Oh sim. Disse o mago tomando outra dose de absinto e limpando a boca na manga de seu manto enquanto soluçava. – Os sambistas do sul, vamos salvá-los é claro.
Ao tentar se levantar, Cachaçalf se inclina para frente e cai em cima de uma mesa, rola sobre ela, cai e bate a testa no chão desmaiando.
– E agora. Gritou o cohabit. O que eu faço?
Sem pensar muito, Bobo tira o pandeiro da mochila e começa a tocá-lo. Após alguns minutos tocando, o pandeiro não agia, talvez ele ainda não saiba usá-lo, ou talvez seu poder seja fraco para agir sobre um mago como Cachaçalf. O tempo estava passando, cada minuto poderia ser decisivo para os sambundões e o pequeno cohabit não sabia o que fazer.

Nesse momento de desespero, com os sambundões presos, Cachaçalf continuava desmaiado no chão, ele começou a lembrar da vida na cohab, das noites no Bar do Bira, das tardes de futebol e subitamente como um relâmpago veio na sua cabeça um ditado do velho Bira.
– Só se cura uma ressaca com outra. Falou Bobo para si mesmo. – É isso.
Bobo pegou tudo que tinha no bar e misturou em um super drink, colocou pinga, martini, conhaque, absinto e cerveja. Misturou tudo e colocou na boca do mago.
Cachaçalf que estava totalmente imóvel, começou a ter espasmos, mexia as pernas e os braços desordenadamente mas mexia. Isso era um bom sinal, a qualquer momento ele poderia levantar. A questão era em quanto tempo seria.
Menos de quinze minutos após o super drink ser ingerido, Cachaçalf começou a levantar com um sorriso no rosto e cara de quem tinha acabado de acordar, ele só conseguia pronunciar uma palavra: É nóis! É nóis! Dizia o mago repetidamente enquanto tropeçava nas cadeiras ao seu redor.
A sorte parecia mudar a favor de Bobo Pagodeiro.
– Vamos Cachaçalf. Disse Bobo.- Mas antes você tem que prometer que não vai beber mais.
– Claro. Disse o mago enquanto arrumava a boina na cabeça. – Eu prometo que não vou beber nem mais, nem menos. Agora vamos.
A chuva continuava a cair sem tréguas, castigando a cidade e como outra obra do destino, acaba energia em grande parte da cidade, inclusive na galeria.
– Vamos Cachaçalf, é agora. Disse o cohabit.
Com uma terrível dor de cabeça, sem saber o que estava fazendo e com o mundo girando ao seu redor, Cachaçalf e o Bobo invadiram a galeria atrás de seus companheiros.
– Vocês dois! Gritava o mago.- Andem mais devagar.
A galeria agora em pouco ameaçava os dois, seus corredores sem a energia para os amplificadores não o intimidavam e assim seguiram direto para o terceiro andar direto para a sala onde estavam os sambundões.
Lá dentro encontraram todos quase refeitos, com exceção do Bambby que continuava desmaiado. Com um poderoso encanto Cachaçalf quebrou todas as correntes, eles pegaram as mochilas e assim começaram a fuga, mas o Senhor do Metal possui muitos artifícios, e um deles era o gerador que foi acionado momentos depois de Cachaçalf ter quebrado as correntes.
Bambby mal parava em pé, e estava sendo carregado pelo Cumpadím que era o mais forte deles. Eles correram através do corredor em direção ao último andar e à porta de saída. Metaleiros dos dois lados atiravam cd’s e um atingiu Vouvou com um cd do Black Sabbath, ferindo-o gravemente no braço.
Faltando poucos metros para a saída,o metaleiros fecharam a porta deixando os seis completamente cercados. Exaustos e cansados, os sambundões já haviam perdido as esperanças de fugir, quando como que por um milagre, ou uma demonstração de piedade ou misericórdia, os metaleiros abriram o cerco e deixaram a saída livre. Eles apertaram o passo e conseguiram chegar na estação onde embarcaram em um trem que estava partindo. Dentro do trem todos respiravam aliviados e enquanto viajavam para o sambódromo Bambby e Vouvou tiveram seus ferimentos curados, enquanto Tantã não conseguia entender o que tinha acontecido com os metaleiros e porque a fuga deles fora facilitada.

IX – O Sambódromo

De longe já dava para avistar o sambódromo, a cada momento ele estava mais perto, e junto com ele o sonho dos sambundões.
O trem parou na estação em frente à entrada, e os seis puderam admirar toda a magnitude e beleza das runas que ornamentavam os portões.

– Bem meus amigos. Disse o mago. – A minha parte termina aqui, creio que agora vocês deverão continuar sozinhos.
– Mas Cachaçalf. Disse Bobo. – Porque você vai nos abandonar agora?
– Meu caro Sr. Pagodeiro. Disse o mago com um sorriso que há muito não se via em sua cara. – Agora é a hora de vocês aparecerem e brilharem, não há mais nada que um velho como eu possa fazer por aqui.
– Em nome de todos os sambundões eu te agradeço Cachaçalf. Disse Bambby fazendo uma grande reverência.
– Adeus amigos, e se cuidem. Disse o mago. E você senhor Pagodeiro, até muito em breve.
– Adeus. Disse Bobo sem saber o que aquilo significava.
E assim o grande mago Cachaçalf barba alvinegra se despediu dos amigos, rumando para o norte perto do setor de bebidas.
– Mas agora vamos. Disse Bambby. – Essa é a hora pela qual esperamos durante toda a nossa vida.
E finalmente chegara a hora da grande apresentação. Os sambundões estavam posicionados no palco, Bobo segurava com orgulho o cavaquinho que fora de seu avô Tonto Pagodeiro, a multidão de sambundões que lotava completamente o sambódromo gritava enlouquecida. Bambby segurava o microfone com confiança e ensaiava os últimos passos da coreografia com outros.
– Não esqueçam hein. Disse Bambby. – É polegar pra cima, mostrando todos os dentes e rebolando devagarzinho.
– Pega a fita Vouvou. Disse Tantã. – Pega o nosso playback e põe pra tocar.
– Certo. Disse Vouvou.
No momento que Vouvou coloca a fita e aperta play um fato surpreende a todos. Em vez do som dos cavaquinhos, pandeiros e cuícas característico dos sambundões, existe apenas o som de guitarras pesadas, bateria, baixo e vocais guturais, como se o próprio Senhor do Metal estivesse cantando. A multidão revoltada, começa a vaiar e a atacar os que estão no palco achando que eles são metaleiros. Os que estão no palco ficam desesperados e sem entender nada tentam fugir da fúria da multidão, mas o esforço é em vão. Os milhares de sambundões que estavam na platéia invadem o palco e ocorre um massacre. Bambby que estava na frente, foi pisoteado pela multidão, e ficou com o crânio esmagado. Vouvou foi enforcado pelo fio do próprio microfone. Cumpadím acabou com o pescoço quebrado e enquanto Tantã era linchado, ele se lembrou das mochilas e da fita que foi trocada durante o tempo que ficaram prisioneiros, lembrou também da fuga facilitada pelos metaleiros e só agora entendeu o porque.

Como Bobo escapou do massacre ele mesmo não sabe dizer. A única coisa de que se lembra é que quando acordou na lata de lixo, ele estava com o pandeiro nas mãos. Agora como ele usou e se usou, é uma coisa que ele vai pensar durante todo o caminho de volta para casa.
Do outro la
do do sambódromo estava Cachaçalf, com uma lata de cerveja na mão observando a multidão ao longe sem entender nada, pensando apenas que os quatro sambundões junto com o pequeno cohabit estavam sendo o sucesso do festival. Ele ergue a latinha faz um brinde em homenagem a eles e toma um grande gole.
– Isso é que é festa. Diz ele limpando a boca na manga de seu manto enquanto soluça.

* * * FIM * * *

O Cú do Legolas

Gimli: Ei nobre amigo o que fazes aí de cócoras?
Legolas: Estou preparando meu cú para a batalha.
Gimli: O quê?! Não o entendo…
 
Legolas: Oras, eu estou preparando meu cú para usar contra os orcs de Sauron.
***Gimli faz expressão de confuso***
Legolas: Isso aqui! ***mostrando seu cú*** Isso, o meu povo chama de cú.
Gimli: Argh, é isso?! Vire isso para lá!
Legolas: Repare no trabalho delicado de runas que adornam o meu cú. Pedi para que o mais habilidoso mestre nas artes o entalhace. É lindo!
Gimli: Argh! Já disse para que tire isso da minha frente.
Legolas: Vocês, anões, não sabem apreciar um belo cú.
Gimli: Você pode me dizer como pretende usar isso no meio de uma batalha campal? Quando legiões de orcs nos cercarem?
Legolas: O segredo é não se deixar ser surpreendido. Nunca deixe o inimigo chegar pela sua retaguarda. E manter sempre uma distância, até que se possa preparar o cú. Felizmente, sou rápido e atinjo-os antes que se aproximem. Sendo um golpe por inimigo.
Gimli: É isso que me intriga. Como é, exatamente, sua técnica?
Legolas: Eu preparo o cú. Faço pontaria. E o estico com todas as minhas forças. Espero até que eu possa ver o branco de seus olhos. E solto.
Gimli: Nós, anões, somos a favor da lâmina afiada mesmo. Um machado ou uma espada resolvem o problema com mais precisão.
Legolas: É. Mas há ocasiões em que apenas o cú é capaz de derrotar o inimigo. Eu mesmo fui testemunha de um feito. Assisti um dragão ser derrotado pelo poder de um cú.
Gimli: Sério? E com o tempo o cú não perde a sua elasticidade?
Legolas: Claro que não! Os cús do meu povo são de altíssima qualidade e não estragam jamais!
Gimli: Hmm… Me mostra seu cú de novo, como se segura essa coisa? Dê-me uma aula. Pode ser útil algum dia…

A D E N DO
Cú é uma palavra em Quenya, alto élfico, que significa arco em
português.

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

O Silmarillion em 1000 palavras

AINULINDALË

ILÚVATAR: Aham.
AINUR: Uau! A existência!
ILÚVATAR: *sopra o diapasão* LÁ!
AINUR: LÁ LÁ LÁ!
ILÚVATAR: LÁ LÁ!
AINUR: LÁ LÁ LÁ!
MELKOR: Isso é chato. BUM BUM BA DUM!
AINUR: Um…lá?
ILÚVATAR: Aham. LÁ.
MELKOR: Boop bop-a-doo-bop!
ILÚVATAR: LÁ, porra!
MELKOR: Bwam bardle ningle boom.
AINUR: …
ILÚVATAR: Certo, você tá fora da banda.
MELKOR: Nhé… eu tava de saída mesmo.
AINUR:…
ILÚVATAR: O que vocês estão esperando?
AINUR: Ah, mundo recém criado. Foi mal. Jam legal, chefão!
ILÚVATAR: Obrigadú!

 

VALAQUENTA:

MANWË: Eu mando aqui!
VARDA: Eu sou a esposa do Manwë. E a rainha das estrelas!
NÁMO: Eu faço a morte e o destino. Eles me chamam de Mandos.
VAIRE: Eu sou a esposa do Námo. Eu invento as coisas.
IRMO: Eu tenho jardins. Eles me chamam Lórien.
YAVANNA: Eu faço as coisas crescerem.
NIENNA: Eu estou triste.
ULMO: Eu vivo no oceano.
AULË: Eu sou o marido da Yavanna. Eu tenho um martelão! Eu fiz os anões.
NESSA: Eu danço.
OROMË: Eu caço!
VANA: Eu sou a esposa do Oromë. Eu faço as coisas vivas felizes.
TULKAS: Eu sou fortão. Eu sou o marido da Nessa. Eu cheguei por último.
MELKOR: Eu sou mauzão. Mauzão. Mau pra cara-
TULKAS: Grar.
MELKOR: Hum. Certo. Me escondendo…

QUENTA SILMARILLION:

VALAR: Ei! Ilmaren! Festa na ilha, pessoal!
MELKOR: Nhé. *constrói fortaleza e dá um bico nas lâmpadas*
VALAR: ARGH! * fogem para o oeste*
MELKOR: Huhauahuahuahuaha
VALAR: Oh, ÁRVORES BRILHANTES! Yavanna fez árvores brilhantes!
YAVANNA: Huhum. Não são bonitas?
MELKOR: Quer brilhinho.
VALAR: Não.
MELKOR: Por que não?
VALAR: Porque você é bobo.
ELFOS: Ei, estrelas! Brilhinho!
MELKOR: Hum, ei, vocês aí que nasceram.
ELFOS: ARGH!
UNGOLIANT: Quer brilhinho.
MELKOR: Vamos lá pegar o brilhinho.
FËANOR: Eu fiz mais brilhinho!
VALAR: Legal, porque o Melkor roubou o nosso. Podemos ficar com o seu?
FËANOR: Não! MEUS BRILHINHOS! MEUS!
Valar: Ah, !&*()[email protected]&)!(&.
MELKOR: Peguei os brilhinhos!
UNGOLIANT: Brilhinhos não suficientes. Quer mais brilhinho!
MELKOR: Esses você não pode ter.
UNGOLIANT: Grar.
MELKOR: Eeek! *foge*
FËANOR E FILHOS: Nós vamos pegar nossos brilhinhos de volta. E VOCÊS NÃO VÃO FICAR COM ELES, Valar!
MELKOR/MORGOTH: Não, não vão. *ataque da fagulha repentina*
BEREN: Oooo! Elfinha bonita!
THINGOL: Você só pode ficar com ela se… ME TROUXER UM BRILHINHO!
BEREN: Vale a pena.
LÚTHIEN: La la la
MORGOTHl: Ooo baby… *zzz*
BEREN: Peguei o seu brilhinho!
MORGOTH: Maldito! Eu as roubei honestamente!
CARCHAROTH: Grar.
BEREN: Ai!
THINGOL: Pegou o brilhinho?
BEREN: Está na minha mão.
THINGOL: E?
BEREN: Minha mão não está aqui.
THINGOL: Saco, eu queria tanto aquele brilhinho.
CACHAROTH: GRAR!
BEREN: *morre*
LÚTHIEN: *morre* La la la.
MANDOS: Hum…tá bom.
LÚTIEN: *retorna à vida*
BEREN: *retorna à vida*
LÚTHIEN: Beren! Veja! O brilhinho!
FILHOS DE FËANOR: *resmungo*
LÚTHIEN: *morre de novo*
BEREN: *morre de novo*
DIOR: Veja! É o brilhinho da mamãe!
FILHOS DE FËANOR: QUEREMOS BRILHINHO!
DIOR: *morre*
ELWING: Eek! *pega o brilhinho e corre*
FILHOS DE FËANOR: !*&(!)&)*!.
ËARENDIL: Ei, brilhinho bonito. Ei! Valar!
VALAR: Bem, FINALMENTE! *stomp stomp stomp*
ËARENDIL: Uau, órbita planetária!
MORGOTH: Eek!
MAGLOR E MAEDHROS: Você quer dizer NOSSOS brilhinhos!
VALAR: Oh, *!&(!&).
MAGLOR E MAEDHROS: Ow! Brilhinhos queimam!
MAEDHROS: Ótimo. Isso é um saco. *pula no abismo*
MAGLOR: Hum… não estou muito ansioso de encontrar papai novamente… *arremessa brilhinho no mar* Falou! *desaparece*
VALAR: Bom…..hum…..certo.

AKALLABETH:

VALAR: Valeu pela ajuda contra o Morgoth, Edain! Ganharam uma ilha! Elros é o chefe!
EDAIN: Legal!
VALAR: Não venham nos procurar.
EDAIN: Tá bom.
ELFOS DE TOL ERESSËA: Fiquem com nossas coisas!
NÚMENOREANOS: Legal! Oh, ei, Terra média!
GIL-GALAD: Gente! Legal ver vocês.
NÚMENOREANOS: Huhum, nós também. O que conta de novo?
GIL-GALAD: Só a guerra contra o Sauron.
HOMENS DA TERRA MÉDIA: Oh, grandes e maravilhosos e sábios amigos do rei dos mares!
NÚMENOREANOS: Aqui, peguem umas coisas e um pouco de sabedoria.
HOMENS DA TERRA MÉDIA: <3 <3 <3
NÚMENOREANOS: Viver é legal. Por que temos que morrer?
ELFOS: Vocês são humanos?
NÚMENOREANOS: Os Valar conseguem consertar isso?
VALAR: Não.
NÚMENOREANOS: Que saco. Vão embora.
ELFOS: Tá bom.
PARENTES DE ELENDIL: Ei! Aqui! Nós ainda gostamos de vocês!
HOMENS DA TERRA MÉDIA: Putz, estamos sozinhos…
NÚMENOREANOS: Que seja, nos dê suas riquezas e crianças.
HOMENS DA TERRA MÉDIA: Hum, tá certo.
PARENTES DE ELENDIL: Isso não vai acabar bem, né?
ELFOS: Não.
TAR-PALANTIR: Nós sentimos muito?
GIMILKHAD: *Eu* não.
AR-PHARAZÔN: Valeu pelo trono, cara.
TAR-MÍRIEL: Ei!
AR-PHARAZÔN: Cale-se, mulher! Sauron, você é um saco! Você é meu prisioneiro!
SAURON: Tá bom.
AR-PHARAZÔN: Me torne imortal.
SAURON: Sacrifícios humanos são legais. Também queima aquela árvore branca feia.
AR-PHARAZÔN: Um….
ISILDUR: Ei! Árvore branca! Peguei uma frutinha sua!
SAURON: * faz barulho que nem uma galhinha*
AR-PHARAZÔN: Tá bom. Queima árvore! Fogo bonito!
ELENDIL: Isildur, Anárion, peguem os barcos.
AR-PHARAZÔN: Eu tenho um exército enorme! Vamos conquistar Valinor!
VALAR: Não, não vão. *CRASHBANGBOOM*
AR-PHARAZÔN E COMPANHIA: Eeek!
ELENDIL, ISILDUR E ANÁRION: Wheeeeeeeeee!
NÚMENOREANOS: Aaargh!
NÚMENOR: SPLASH!
SAURON: Huahuahuahauha! Hum… cadê o meu corpo?
ILÚVATAR: Cheguei a comentar que o mundo está redondo agora?
NÚMENOREANOS NO EXÍLIO: Hum…. saco.

DOS ANÉIS DE PODER E DA TERCEIRA ERA:

ELFOS: O que será que está acontecendo do outro lado do oceano. Mas esse negócio de artesanato é legal!
ANÕES: Sim, é.
ANNATAR: Oi, elfos! Querem aprender umas coisas legais?
ELFOS: Queremos!
SAURON: Eles caíram.
SETE ANÕES: Obrigado pelos anéis! …ooooh, OURO! MAIS OURO! PRECISAMOS DE MAIS OURO!
NOVE HOMENS: Anéis legais.. ei, quanto tempo faz que mamãe morreu? Seiscentos anos?
CELEBRIMBOR: Ok. Que tal fazermos mais três e era is
so?
SAURON: E se eu fizer mais um e controlar TODOS?
ELFOS: ARGH!
SAURON: Huhauahuahuahuahua!
ÚLTIMA ALIANÇA ENTRE ELFOS E HOMENS: Cai fora.
SAURON: Me obriga.
ISILDOR: Paf!
SAURON: Ai!
ELROND: Ei, você pegou o anel dele. Vamos destruí-lo.
ISILDUR: Não.
ELROND: Que saco.
ISILDUR: Nem me diga. *morre*
GONDORIANOS: *mudam o calendário*
CÍRDAN: Oi, magos! Você aí de cinza, pega!
SAURON: Ok, já esperei tempo suficiente. Tô me mudando pra Dol Guldur.
SARUMAN: Não é ele. E o anel se perdeu no mar.
ANEL: Não, não me perdi.
OS SÁBIOS: ARGH!
OS FRACOS: Anel malvado! Vulcão pra você!
ANEL: *derrete*
SAURON: ARGH!
MORDOR: BOOM!
GONDORIANOS: *mudam o calendário*
ELROND, GALADRIEL: Viagem!
GANDALF: Ei, Círdan! Ainda estou com o seu anel!
CÍRDAN: Legal. Vamos para Valinor!

Paródia de As Duas Torres

CARADHRAS
GANDALF: Não é estranho como nós caímos por aproximadamente três milhas, e ainda terminamos em cima de uma montanha?
BALROG: Quem se importa. Está terrivelmente frio para cima aqui. Eu me rendo.
GANDALF: Legal. Eu acho que vou comprar algo branco. Acho que branco será a cor da moda este ano…
 

EMYN MUIL
SAM e FRODO estão sentados juntos em uma pedra. SAM se espreguiça, e colocar seu braço ao redor dos ombros de FRODO.
SAM: Então, senhor. Finalmente é só você e eu.
FRODO: "Finalmente"? O que você quer dizer?
SAM: Oh, uh …nada…
FRODO: Bem, você está errado. Nós temos companhia.
GOLLUM voa das pedras e se lança sobre FRODO.
SAM: Ei! Espere sua vez!
SAM e FRODO amarram GOLLUM.
GOLLUM: Não! Não coloquem Smeagol em cordas, hobbitsess cacheados safados.
FRODO: Nós só queremos que você nos leve a Mordor, seu nojentinho.
GOLLUM: Mordor? Os hobbitsess estão passando por uma fase dark, talvez? Muito interesssante, querer ir para Mordor, sim sim. Smeagol pode oferecer delineador preto aos hobbitzinhos góticos?
SAM: Você pare de falar com o Sr.–hmm. (para FRODO) Você sabe, você não ficaria nada mal de delineador.

RIDDERMARK
EOMER: Oi! Certo, interrompa-me se você já tiver ouvido isso. Um elfo, um homem, e um anão caminham em Riddermark…
LEGOLAS: Ooh! E o elfo atira flechas no mané montado em um cavalo. É, eu ouvi isto! Essa é uma das minhas partes favoritas.
ARAGORN: Abaixe, Legolas. Eh, você amigos viram um par de camaradas baixinhos, desta altura assim…?
EOMER: Não. Oh! A menos que eles estivessem naquela pilha de corpos que nós queimamos.
ARAGORN: Obrigado; isso é …muito útil…
EOMER: É; foi mal. Aqui, pegue alguns cavalos.

FLORESTA FANGORN
MERRY: Yay! Nós escapamos do Uruk-hai!
PIPPIN: Uh, Merry? Aquela árvore está te encarando.
BARBÁRVORE: Hoom! Anõezinhos de jardim cabeludos!
BARBÁRVORE apanha MERRY e PIPPIN e os leva dali.
FLORESTA FANGORN (dia seguinte)
GANDALF: Ei, garotos. Sentiram minha falta?
ARAGORN: Gandalf! Você está vivo!
LEGOLAS: Eu quase tive uma expressão facial de alegria por isso!

EDORAS
(Um monte de manobras políticas acontecem aqui. Vejamos se eu posso resumir em dez linhas ou menos.)
THEODEN: Eu tenho sujeira em todo o meu rosto e não posso falar por mim mesmo.
GRIMA: É desse jeito que eu gosto.
GANDALF: Veja que beleza a minha túnica nova! Recupere sua aparência jovem e seu juízo!
THEODEN: Hurra! Eu sou eu novamente! Mas, droga, meu filho está morto.
GRIMA: Hmm. É melhor eu correr.
ARAGORN: Bom trabalho, tio. Agora junte seu povo e dê no pé para o Abismo de Helm.
EOWYN: A-lô, bonitão!
ARAGORN: Oi. Você sabe manejar coisas pontiagudas muito bem.
EOWYN: Sim. Meu único medo é morrer virgem. Caiu a ficha?
ARAGORN: Certo! Bem, vamos cair fora daqui.

NA ROTA PARA O ABISMO DE HELM
LEGOLAS: Wargs!
LEGOLAS e outros guerreiros começam a atirar flechas e saltam sobre os cavalos.
GIMLI: O que foi aquele ruído terrível?
LEGOLAS: Eu acho que era …wargs morrendo.
ARAGORN: Na verdade, era um contingente fãs de Legolas, gritando em delírio pelos seus truques de montaria.
GIMLI: Ugh, isso dá enjôo. Opa! Aragorn, se liga! Precipício!
ARAGORN cai no precipício.
LEGOLAS: Não! Isto é insuportável! Eu quase tive OUTRA expressão facial!

ITHILIEN
SAM: Gollum é tão asqueroso.
FRODO: É, bem, você é uma anta.
SAM: O que? Ele É asqueroso.
FRODO: Que seja, Sam. Quer um pouco de queijo com sua choradeira?
SAM: Por que você está pegando no meu pé?
FRODO: Eu estou de saco cheio de escutar você. É sempre reclamação, reclamação, reclamação. Eu não lhe PEDI que viesse, você sabe.
SAM: Mas que diabo?
FRODO: Cala a boca. Vá se f***. Se manda.
SAM: O que aconteceu a nossa mágica, Sr. Frodo? Nós costumávamos ficar acordados até o amanhecer, rindo, conversando, compartilhando…
FRODO: Oh, me poupe.
FRODO sai fora.
VALFENDA
ARAGORN se vê em RIVENDELL com ARWEN que está deitada sobre ele.
ARAGORN: Hmm. Isto deve ser um sonho.
ARWEN: Por que você diz isso?
ARAGORN: Porque você não deveria estar NESTE livro.
ARWEN: Não seja mau. Vou contar para o Papai.
ARAGORN: Que seja. Deixa eu acordar, sim? Já que não é realmente você que está lambendo meu rosto, eu tenho uma suspeita terrível de que seja um cavalo. Ou talvez Gimli.

ABISMO DE HELM
ARAGORN chega e esbarra em LEGOLAS.
LEGOLAS: Oh, céus. Sua aparência está TERRÍVEL. Você não vai usar ISTO na batalha de hoje à noite, vai? E seu CABELO! O que nós FAREMOS com você?
ARAGORN: É bom te ver também.

VALFENDA
GALADRIEL: Alô? Elrond é você?
ELROND: Sim, fala.
GALADRIEL: Oi Elrond; é Galadriel.
ELROND: Ei, garota. Onde você está?
GALADRIEL: Em Lothlórien; em que outro lugar eu estaria? Escute, eu realmente queria falar com você sobre Frodo.
ELROND: É, eu tenho pensado muito sobre ele ultimamente.
GALADRIEL: Ele e Aragorn têm tanta coisa para fazer.
ELROND: Eu sei! E Aragorn está sendo tão otário, eu não estou certo de que quero que ele se case com minha filha…
GALADRIEL: Você viu o cabelo dele naquela semana? Oi, Sr. Cabelo Engordurado.
ELROND: E ele, tipo assim, só tem aquela camisa? Humanos são tão brutos. Agüenta aí; Eu estou recebendo outra chamada telepática.
GANDALF: Alô? Alô? Elrond?
GALADRIEL: Gandalf? É você?
ELROND: Gandalf! Ei camarada!
GANDALF: Você me colocou em uma chamada telepática tripla? Eu odeio isso.
ELROND: É, desculpe. Eu estava falando com Galadriel. Ei, você não morreu ou algo assim?
GANDALF: Não, seu idiota. Agora deixe de fofocar e escute. Tem uma guerra a ponto de começar no Abismo de Helm.
GALADRIEL: É, e?
GANDALF: E eles precisam de sua ajuda, sua besta quadrada.
GALADRIEL: (suspiro exagerado) Bom, que seja. Eu enviarei Haldir ou algo assim. Ele é dispensável.
ABISMO DE HELM
LEGOLAS: Isto vai ser muito desagradável. Centenas das pessoas morrerão.
ARAGORN: Obrigado, Capitão Óbvio.
LEGOLAS: Você só está com inveja porque eu sou bonito.
ARAGORN: Você só está com inveja porque eu vou ser rei.
LEGOLAS: Você pode morder meu rabo.
ARAGORN: Ei, sopra aqui, ó.
(Dez minutos depois)
LEGOLAS: Eu não quis dizer aquilo.
ARAGORN: Está certo. Nem eu.
LEGOLAS: Beijo e maquiagem?
ARAGORN: O que acha d´eu te abraçar de um modo muito especial?

FLORESTA FANGORN
PIPPIN:
Então nós AINDA estamos montando nos ombros deste homem-árvore…
MERRY: A-ham. Eu tenho farpas em lugares que nem mesmo você vai querer imaginar.

ITHILIEN
SAM tempera o guisado de coelho enquanto GOLLUM observa.
GOLLUM: Hobbit gordo e essstúpido! Usando sálvia no guisado dessse jeito!
SAM: Qual é o seu problema? Sálvia realça o sabor.
GOLLUM: Smeagol usaria mistura agradável de alecrim e lavanda, ssssim, precioso.
FRODO: Ei, rapazes? Tem algo lá fora na floresta.
SAM: Alecrim? Hm, talvez. Mas você sabe o que seria bom com isto, é um molho bechamel básico com um pouco de endro.
GOLLUM: Hobbit fajuto; qualquer um fazzz bechamel. Vichyssoise muito mais gostoso e mais difícil; sim…
FRODO: Alô? Rapazes? Sério, alguém está vindo.
SAM: Agora, se você só achasse alguns ovos para nós, eu poderia fazer crepes, embrulhar a carne, e jogar o caldo sobre eles com um pouco de molho picante de blackcurrant…
FRODO: Ei, rapazes, olhem! É a Ana Maria Braga!
GOLLUM: Onde?
SAM: Onde?
FRODO: Agora que eu tenho sua atenção, eu posso mostrar o Olifante que está prestes a pisar em nós?
FARAMIR: Olhe! Pequenos homens estranhos! Vamos levá-los para casa.
FARAMIR venda SAM e FRODO e os arrasta dali.
ABISMO DE HELM
GUARDA ROHIRRIM: Tio, têm um pessoal bem afeminado no portão. Eles têm arcos.
ARAGORN: São Elfos. Deixe-os entrar.
GUARDA ROHIRRIM: Oh! Elfos! Uau, eu não esperava por isso.
PESSOAS QUE LERAM O LIVRO: Nem nós…
GIMLI: Arr! Eu sou engraçado porque eu sou pequeno.
LEGOLAS: Eu sou engraçado porque eu faço piada de quão pequeno você é!

HENNETH ANNUN
FARAMIR: Então, quem são vocês, exatamente?
FRODO: Eu sou Frodo. Este é Sam.
FARAMIR: Seu… consultor de imagem?
SAM: O jardineiro dele.
FARAMIR: Ohh, como naquelas histórias de filmes pornôs, né?
SAM: Exatamente.
FRODO: Cert…Quê??

ABISMO DE HELM
ARAGORN: Este cerco vai durar para sempre. Estas pobres pessoas…
LEGOLAS: Nós lutaremos até a morte. Nós não fracassaremos com você.
ARAGORN: Oh, não vocês rapazes–eu quis dizer a audiência.
GIMLI: Aragorn! Me pega!
ARAGORN: Hum, esta é realmente a hora?
GIMLI: Sim! Me pega!
ARAGORN: Olhe, eu não penso em você desse modo…
GIMLI: Não, seu doente, me pega e me lance sobre os Orcs!

FLORESTA FANGORN
BARBÁRVORE: Nós optamos, hoom, não fazer porcaria nenhuma.
PIPPIN: Eu não esperava por isso.
PESSOAS QUE LERAM O LIVRO: Nem nós…
MERRY: Vocês nem ao menos se IMPORTAM? Este também é seu planeta!
PIPPIN: Você fica muito atraente quando grita com as árvores, Merry.
MERRY: Fico? Obrigado.
BARBÁRVORE: Hoom, não. Levo vocês para casa.
PIPPIN: (para MERRY) Espera! Eu sei. Eu piscarei meus olhinhos para ele.
MERRY: Bom plano. Eu sei que *Eu* certamente não consigo resistir quando você faz isso. (pisca para PIPPIN)
PIPPIN: (para BARBÁRVORE) Sr. Barba, senhor, você poderia nos levar sul, por favoooor?
BARBÁRVORE: Ooom… .Droga, hoom… como posso dizer não para esses olhos.
OSGILIATH
FRODO coloca delineador preto, escala ao topo de uma construção em ruínas, e segura o Anel. SAM se lança sobre ele e eles rolam juntos degraus abaixo.
FRODO: Ai! Ei! Isso é demais-dessa vez eu vou cortar sua garganta.
SAM: Mas Sr. Frodo …Eu estava salvando o mundo… você ia dar o Anel para aquele Nazgul…
FRODO: Não, não ia. Eu estava fazendo uma experiência de raio.
SAM: Bem, isso é bem estúpido também, não é.
FRODO: Hmm. Eu suponho que sim. Desculpe, amigão.
FRODO deixa cair a espada. SAM se levanta e começa um discurso.
SAM: Há coisas boas no mundo. E é isso que nós estamos protegendo. E lá em cima, é o vez deles, mas aqui embaixo, é a NOSSA vez…

ISENGARD
BARBÁRVORE acha um campo de tocos de árvores próximo aos domínios de SARUMAN.
BARBÁRVORE: Mas que maldito… ENTS! ATAQUEM!
MERRY: Uma vez mais, os cílios manhosos de Pippin salvam o mundo.
PIPPIN: AH, você está falando por falar.
SAM (Voz em Off): …E eu tenho um sonho que minhas dezoito crianças vão um dia viver em um Condado onde eles não serão julgados pela cor de seus dentes mas pelo conteúdo de seus caracteres…

ABISMO DE HELM
GANDALF e EOMER e alguns milhares de ROHIRRIM vêm montanha abaixo à toda e despacham o resto do exército ORC. EOWYN e ARAGORN e LEGOLAS e GIMLI e THEODEN todos vibram.
ARAGORN: Gandalf, finalmente!
GANDALF: Sim, meu garoto, eu voltei.
ARAGORN: Levou muito tempo fora seu danado.
SAM (V.O.): O mundo quase não notará nem se lembrará do que nós dissemos aqui, mas nunca poderá esquecer o que fizemos aqui. Nunca tantos deveram tanto a tão pouco…
FRODO (V.O.): Hum …Sam…
ARAGORN: Você sabe o que teria sido realmente legal, então…
EOWYN: O que?
ARAGORN: Um exército de árvores carnívoras para destruir os Orcs que estão fugindo.
AUDIÊNCIA: É, isso teria sido legal.

ISENGARD
BARBÁRVORE: Ei. Nós estamos ocupados aqui inundando Isengard. Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo.

OSGILIATH
SAM: …deixe-me declarar minha firme convicção de que a única coisa que nós temos que temer é o medo em si – sem nome, sem razão, o terror injustificado o qual paralisa os esforços necessários –
FRODO: SAM!!
SAM: O que?
FRODO: Eles estão nos deixando ir. Venha.
SAM: Oh. Oh, bom.

NA ROTA PARA MORDOR
SAM: Eles vão contar histórias sobre você. Frodo o Inacreditavelmente Fofo.
FRODO: Normalmente eu lhe diria que deixasse de dar em cima de mim, mas você salvou minha vida tantas vezes, que eu acho que me conformarei em ser inconfortavelmente lisonjeado.
SAM: Legal. Oh, e à propósito?
FRODO: Sim?
SAM: Esse visual torturado realmente cai muito bem em você. Muito atraente.
FRODO: Ai, obrigado. Você merece um abraço especial por isso.
SAM: Você aprendeu aquele movimento do Aragorn?
FRODO: É. Você gosta disso?…
GOLLUM: (resmungo, resmungo) …Matar… (resmungo) …Morte aos hobbitses… (resmungo resmungo) …dar eles de alimento para ELA… (resmungo, resmungo) … dor, sofrimento… (resmungo) …fazer eles gritar… (resmungo) …matar hobbitses… (resmungo) …ela destruirá hobbitses…
PESSOAS QUE NÃO LERAM O LIVRO: (alto) "ELA"? Ele disse "ela", e "para ela"? Quem é "ELA"?
PESSOAS QUE LERAM O LIVRO: CALEM A BOCA!