Arquivo da categoria: Elenco e Equipe

Andy Serkis observou seus gatos para criar Gollum

O ator britânico, Andy Serkis, disse que para criar a voz de Gollum, observou seus gatos. "Eles se lambem, engolem pêlos e estes ficam
 

O ator britânico, Andy Serkis, disse que para criar a voz de Gollum, observou seus gatos. "Eles se lambem, engolem pêlos e estes ficam presos em suas gargantas. Para livrar-se dos pêlos, formam-se bolas de pêlos que eles vomitam. Tudo isso virou ‘Gollum, Gollum’." Afirma o ator, em entrevista a jornalistas em Berlim, antes da pré-estréia da última parte da trilogia do Senhor dos Anéis. Para ler a notícia na íntegra clique [url=http://ultimosegundo.ig.com.br/useg/cultura/artigo/0,,1446531,00.html]AQUI[/url] Fonte: Ultimo Segundo

A última foto da Sociedade

Tudo que começa, um dia termina. A trilogia "O Senhor dos Anéis" também. Estamos chegando ao fim (tudo bem, ainda temos DVDs a se
 

Tudo que começa, um dia termina. A trilogia "O Senhor dos Anéis" também. Estamos chegando ao fim (tudo bem, ainda temos DVDs a serem lançados, e quem sabe até outras surpresas ano que vem). Contudo, podemos ver que os atores que participara do grande épico de Peter Jackson se tornaram bons amigos depois de tanto tempo trabalhando junto. A foto a seguir, onde vemos os membros da Sociedade do Anel (com excessão de Sean "Boromir" Bean) e Liv "Arwen" Tyler, tirada no Aeroporto Internacional de Wellington, na Nova Zelândia é prova disso. [url=http://www.cinemaemcena.com.br/cinemacena/Geral/news/aneis_retornodorei_104.jpg]Clique aqui![/url] Da esquerda para a direita vemos Dominic Monaghan (Merry), Elijah Wood (Frodo), Billy Boyd (Pippin), Orlando Bloom (Legolas), Sir Ian McKellen (Gandalf), Liv Tyler (Arwen), Viggo Mortensen (Aragorn), Sean Astin (Sam) e sua filha Alexandra Astin (Elanor). Ah sim… e um baita avião com Aragorn e Arwen estampados. Os atores viajaram ainda ontem, dia 2 de Dezembro, para Los Angeles, EUA, onde hoje (dia 3) vão � pré-estréia de RdR. Bem… então esta não é a última foto ainda… mas quase… Fonte: [url=http://www.cinemaemcena.com.br/not_cinenews_filme.asp?cod=215]Cinema em Cena[/url]

Ian McKellen e Peter Jackson em King Kong

Saiu no [url=http://www.omelete.com.br]Omelete[/url]: Sir Ian McKellen pode reunir-se novamente com o diretor Peter Jackson em King Kong, conforme rev
 

Saiu no [url=http://www.omelete.com.br]Omelete[/url]: Sir Ian McKellen pode reunir-se novamente com o diretor Peter Jackson em King Kong, conforme revelou o ator britânico durante a premiére de O Retorno do Rei.

King Kong vai começar a ser filmado em 2004, com estréia prevista para dezembro de 2005.

Para ver a matéria na íntegra, clique [url=http://www.omelete.com.br/cinema/news/base_para_news.asp?artigo=7276]aqui[/url]!

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Miranda Otto fala sobre Éowyn

O [url=http://www.lordoftherings.net/index_editorials_otto_interview_video.html]Site Oficial[/url] mais uma vez disponibiliza um novo vídeo pre
 

O [url=http://www.lordoftherings.net/index_editorials_otto_interview_video.html]Site Oficial[/url] mais uma vez disponibiliza um novo vídeo preparando a todos para o capítulo final da trilogia.
Nesse vídeo (Eowyn: White Lady of Rohan) a australiana Miranda Otto fala sobre a dura responsabilidade de interpretar Éowyn, sua força e sua paixão na Trilogia “O Senhor dos Anéis” de Peter Jackson.

P.S.: Destaque para as (poucas porém inéditas) imagens de seus treinos, da versão extendida de “As Duas Torres” e de bastidores de “O Retorno do Rei”…

Links Relacionados:
[url=http://www.lordoftherings.net/index_editorials_otto_interview_video.html]Site Oficial – Lord Of The Rings[/url]

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Gollum pode virar King Kong!

Segue notícia do site Omelete na qual um jornal canadense dá pistas do próximo projeto de Andy “Gollum” Serkis.

“Um jornal can

 

Segue notícia do site Omelete na qual um jornal canadense dá pistas do próximo projeto de Andy “Gollum” Serkis.

“Um jornal canadense trouxe uma interessante novidade sobre qual pode ser o próximo projeto de Andy Serkis, ator que interpretou o personagem digital Gollum na trilogia O Senhor dos Anéis.

Aparentemente, depois de viver a diminuta e traiçoeira criatura, Serkis pode assumir um papel de proporções descomunais… literalmente, já que a mesma tecnologia de captura de movimentos empregada pela Weta Digital para o Gollum pode ser utilizada para o gigantesco símio protagonista de King Kong! Segundo o periódico, Serkis pode emprestar seus movimentos e expressões faciais ao gorila, na refilmagem do clássico que Peter Jackson, o diretor de O Senhor dos Anéis, está desenvolvendo.

Serkis não quis comentar o assunto e, enigmático, disse apenas “shhhhhh! isso é segredo”. A Universal Pictures espera lançar o novo King Kong em 14 de dezembro de 2005.”

Peter Jackson, Weta e agora Andy. Acho que já sabemos no que vai dar…

Veja a matéria original no Omelete [url=http://www.omelete.com.br/cinema/news/base_para_news.asp?artigo=7191]aqui![/url]

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Os 4 Beatles? Não, são os 4 Hobbits!

Não, não são os 4 Beatles. São os 4 Hobbits. A nova edição da revista Premiere Magazine tem na capa Elijah W
 

Não, não são os 4 Beatles. São os 4 Hobbits. A nova edição da revista Premiere Magazine tem na capa Elijah Wood, Sean Astin, Billy Boyd e Dominic Monaghan, que interpretam como todos devem saber, Frodo, Sam, Pippin e Merry, na Trilogia cinematográfica "O Senhor dos Anéis". Até aí não temos nada interessante (pelo menos para nós, brasileiros, já que a revista não chega por aqui). Mas algumas fotos podem ser conferidas [url=http://www.theonering.net/scrapbook/group/1116/]aqui[/url] sendo uma delas (a melhor) uma lembrança da clássica foto dos 4 Beatles atravessando Abbey Road. [url=http://img-nex.theonering.net/images/scrapbook/orig/9669_orig.jpg]4 Hobbits[/url] [url=http://www.cnn.com/interactive/entertainment/0111/album.gallery/abbey.road.jpg]4 Beatles[/url] E você que não conferiu os novos vídeos do dvd estendido de ADT, veja [url=http://www.valinor.com.br/news_viewnews.php?article=24756]AQUI[/url] a notícia e seus links.

Fofoquinhas da passagem do Virgulino Mortensen no Brasil

A minha sogra viu na Hebe uma entrevista da Babi com “o home aquele do filme que vocês gostam.. aquele dos anõezinhos de pé peludo
 

A minha sogra viu na Hebe uma entrevista da Babi com “o home aquele do filme que vocês gostam.. aquele dos anõezinhos de pé peludo” e dizem que ele deu uns amassos na Babi… alguém tá sabendo de algo nesse sentido?

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Ian McKellen fala de sua última participação em SdA:RdR

Em seu [b]site pessoal[/b], Ian McKellen confirmou que sua última participação em O Retorno do Rei foi gravada na última s
 

Em seu [b]site pessoal[/b], Ian McKellen confirmou que sua última participação em O Retorno do Rei foi gravada na última semana. Dois dias antes que o filme fosse finalizado, impossibilitando outras mudanças, ele foi rapidamente chamado para regravar partes de diálogos para a edição final do longa. O ator teve que passar 20 instruções para as tropas em Minas Tirith, repetindo cada uma três vezes. Resultado: laringe arranhada e rouquidão.

Agora, McKellen está emprestando sua voz a Próspero, personagem de A Tempestade, de Shakespeare. O projeto é do Instituto Nacional Real para os Deficientes Visuais, cuja sede fica ao norte de Londres.

Veja mais detalhes do que [url=http://www.mckellen.com/cinema/lotr/wb/031112.htm]Sir Ian falou[/url] em seu [url=http://www.mckellen.com/]próprio site[/url]. E, pra terminar, uma fotito meiga de Gandalf que Sir Ian deixou para a posteridade. Fala sério, ahn? 😉

[img]http://www.valinor.com.br/gallery/albums/userpics/10001/normal_gandalf_locao.jpg[/img]

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Elijah Wood chora ao assistir final de RdR

Cá entre nós, só tendo um coração de pedra para não fazer o mesmo, não é? Vejam o que Elijah “
 

Cá entre nós, só tendo um coração de pedra para não fazer o mesmo, não é? Vejam o que Elijah “Frodo” Wood declarou depois de ter assistido a última hora de “O Retorno do Rei”. SPOILERS À FRENTE:

“Nunca chorei tanto num cinema antes. É realmente chocante. Acho que os fãs do livro sabem como vai ser emocionante, mas não acho que haja alguma coisa capaz de preparar você para o que a última hora desse filme é capaz de fazer.

É bem arrebatador. Acabou comigo, e eu estava lá dentro. Eu estava soluçando. Há alguns momentos na coroação de Aragorn – um momento entre Aragorn e os hobbits sobre o qual eu não posso falar em detalhes, mas é incrivelmente emocionante.

Há também uma cena no fim do filme em que os hobbits dizem adeus uns para os outros, e p****, isso é difícil de assistir. É tão triste porque eu realmente consigo me ver dizendo adeus para meus amigos”.

Eu provavelmente vou afogar a minha namorada em lágrimas a essa altura do campeonato…

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Entrevista com Viggo Mortensen – parte II

Eu sei, eu sei, o suspense é uma droga, mas acreditem: não deu para continuar a transcrição antes. Mas acho que valeu a pe
 

Eu sei, eu sei, o suspense é uma droga, mas acreditem: não deu para continuar a transcrição antes. Mas acho que valeu a pena esperar! Confiram agora mais um pouco de Viggo “Aragorn” Mortensen na sua conversa com a Valinor:

[b]Há uma cena linda em “As Duas Torres” na qual temos um breve vislumbre da morte de Aragorn e do destino final de sua vida ao lado de Arwen. Vamos ver mais dessa cena em “O Retorno do Rei”?[/b]

Sim. Não quero estragar a surpresa, mas o que eles fizeram foi usar de forma muito inteligente os Apêndices. O próprio Tolkien disse, eu li uma carta que ele escreveu para alguém, reconhecendo que ele não tinha explorado o relacionamento entre Aragorn e Arwen tanto quanto gostaria, e que isso significava muito para ele, e a conexão que eles tinham com dois outros personagens sobre os quais ele escreveu em sua história inventada da Terra-média, Beren e Lúthien. Eu estava consciente disso, e por isso fiz a sugestão, que acabou se tornando uma cena, de incluir essa canção que está no livro, a Balada de Lúthien.

Isso apareceu na versão estendida do primeiro filme, vocês viram? [[i]Todo mundo diz que sim[/i]]. Então, há um momento no começo, no qual é a primeira vez que se ouve o élfico, se não contarmos talvez algumas ordens no Prólogo, mas acho que não passa disso. Todos os hobbits estão dormindo, bem cansados, e ele está meio que montando guarda, nos Pântanos, e ele está fumando um cachimbo, deixando o fogo aceso.

Ele está meio que cantando para si mesmo, em élfico, e é a primeira vez que você ouve essa língua, e você a ouve desse humano. E é uma canção, e uma melodia, que novamente soa como algo muito, muito velho, meio céltico. E a função disso para mim, é algo interessante – desculpe, fugi um pouco da pergunta, mas enfim (risos) – a função disso para mim foi interessante porque, um, apresenta a língua; e dois, Frodo a ouve e entende a língua, porque ele diz “Quem é ela?”.

E isso diz algo muito importante sobre o Portador do Anel, que é o personagem central. Mostra que ele tem uma inteligência além da possuída pela maioria dos hobbits, e uma curiosidade que também vai além, assim como Bilbo não era o hobbit típico – ele quer viajar, é curioso sobre o mundo lá fora. E isso traz todas essas conexões, razão pela qual eu achei legal ter a canção.

E também, mesmo antes de você encontrar Arwen, isso mostra que os sentimentos desse cara não são só do tipo “Droga, vamos lá, pessoal, mexam-se, não dá para vocês pararem para comer ou tirar um cochilo a cada cinco minutos, vocês têm de continuar andando”. Mostra que ele não é apenas essa pessoa endurecida, mas que ele tem seus sentimentos, e que aquele é um momento poderoso.

É mais ou menos como uma canção pop em qualquer época, não importa se você está na Grécia há 2.000 anos atrás ou se está aqui hoje. Você pode cantar uma música pop para si mesmo em qualquer momento, seja sobre uma mulher chamada Maria ou um cara chamado Angelo, mas você está pensando numa menina chamada Cristina ou num cara chamado Miguel – de qualquer maneira, você está cantando e fazendo uma conexão daquilo com algo na sua vida.

Então, ele está fazendo essa conexão, e para a audiência, mesmo que ela não reconheça isso imediatamente (se você for um maluco por Tolkien certamente o fará), acabará sentindo esses paralelos com Aragorn e Arwen – foi aí que nós paramos, não foi? E isso parecia significar muito para Tolkien, porque na sua lápide diz “Beren e Lúthien” – quer dizer, significava muito mesmo, então nós tivemos o benefício de tomar emprestadas coisas não só do livro, mas também dos Apêndices, e eles fazem isso no terceiro filme de um jeito muito bonito, que também tem a ver com o futuro [[i]dos personagens[/i]].

[[i]Uma assessora da Warner entra na sala para avisar que o tempo acabou[/i]]. Desculpe se tomei tempo demais. Será que dá para eles fazerem mais uma pergunta? [[i]A assessora libera a pergunta final, feita por um colega que só tinha perguntado uma vez até então[/i]].

[b]Agora que você se tornou extremamente famoso como Aragorn, ainda pretende trabalhar de vez em quando com diretores novatos (como no primeiro filme de Sean Penn), indepedentes ou “outsiders” ou os dois filmes de Philip Ridley?[/b]

Espero que sim. Você viu esses filmes?

[b]Sim, claro, eles são muito interessantes e psicologicamente complexos.[/b]

Sim, ele é outra pessoa bastante consciente das conexões com outros contos de fadas.

[b]Ele só fez aqueles dois filmes?[/b]

Ele fez também um curta, tem uns dez minutos e é ótimo. E está para fazer outro que se passa em 1976.

[b]Você vai estar nele?[/b]

Não, acho que não, mas com sorte vamos fazer alguma outra coisa juntos. [[i]Agora o gongo soou mesmo. Viggo, sempre o gentleman, se levanta antes de nós para se despedir e ainda aceita tirar uma foto com um dos repórteres[/i]]. Obrigado, pessoal!

Nós é que agradecemos, Viggo! Eis algo que vai ficar por um bom tempo na memória dos fãs aqui no Brasil, com toda a certeza.

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português