Todos os posts de Fábio Bettega

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Avatares

Estou oficialmente liberando Avatares esclusivos para TODOS independente do número de Posts .

Regras:
1) o Avatar deve ser ORIGINAL, ou seja,

 

Estou oficialmente liberando Avatares esclusivos para TODOS independente do número de Posts .

Regras:
1) o Avatar deve ser ORIGINAL, ou seja, não pode constar da lista de Avatares públicos do Fórum (nada de escolher um Avatar que já está no Fórum e pedir para que ele seja de exclusividade sua)

2) deve ser obrigatoriamente Tolkien-based, 64×64 pixels e por volta de 3 kB (até 5 kB é aceitável)

3) eu NÃO faço Avatares pra ninguém (já sou uper ocupado ). Se quer um Avatar exclusivo, tem que dar um jeito de fazer ou pedir pra outra pessoa fazer 🙂

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Novo Servidor do Fórum

O Fórum estava em novo servidor ([url]http://www.lothlorien.com.br/forum[/url]) e ficará aqui pelo menos uma semana independente, mesmo
 

O Fórum estava em novo servidor ([url]http://www.lothlorien.com.br/forum[/url]) e ficará aqui pelo menos uma semana independente, mesmo que esteja muito lento.

[url=”http://www.premioibest.com.br/topten/topten.asp?IDSite=6445&IDCategoria=40&Selo=1″][/url]

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Newsletter VALINOR

A VALINOR coloca à disposição dos visitantes mais um serviço: Newsletter VALINOR. É um serviço semanal de envio de
 

A VALINOR coloca à disposição dos visitantes mais um serviço: Newsletter VALINOR. É um serviço semanal de envio de resumo de notícias, atualizações da VALINOR, novidades e promoções.

Tenha certeza que não vai perder nenhuma novidade, increva-se na Newsletter VALINOR.

[url]http://www.valinor.com.br/newsletter[/url]

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Julho: Um Mês Agridoce

 
Saudações!

Estarei tentando começar uma cultura de editoriais aqui na Valinor, sem muito prazo especificado entre cada um, para tentar levar e explicitar para os fãs e visitantes um panorama geral de como vai e que está acontecendo com a Valinor e o "fandom" (que eu prefiro chamar de "Comunidade Tolkieniana Brasileira" – acho mais pomposo).

Julho foi um mês bom em seu começo e tétrico em seu final por vários motivos.

O começo foi bastante bom e marcou um ano de Valinor no ar! Tanto a homepage Valinor como o Fórum Valinor foram colocados no ar numa sexta-feira, dia 6 de julho de 2001, após quase 4 meses de intensas conversas discussões, encrencas, decisões sobre layouts, etc, etc, etc entre a Calaquendi e o Pelennor.Nesse um ano muita coisa aconteceu (eu diria que até demais para comentar apenas em um parágrafo) muito erros e muitos acertos, mas acho que entre erros e acertos conseguimos ficar no positivo. Nunca é demais lembrar que nós da Valinor somos apenas um grupo de fãs "mais ou menos" organizados que tenta utilizar um pouco do pouco tempo livre que temos para produzir, traduzir, gerar e coletar informações para todos os fãs (inclusive nós mesmos). A tarefa não rende um centavo (de forma nenhuma) a ninguém… até mesmo os poucos brindes que porventura a Valinor recebe aqui e ali são todos sorteados na página, fórum, lista ou nos encontros. Mas também sei que algumas vezes ficamos aquém do que alguns esperam de nós… afinal, nem sempre podemos nos dedicar muito, sempre tem um chefe olhando, um cliente chamando, um professor cutucando Também o fórum é motivo de orgulho para toda a Equipe. COm muito esforço e cooperação, ele está firme forte e crescendo, ainda mais agora, que conseguimos unificar o antigo fórum (contendo mensagens entre julho/2001 e março/2002) com o novo fórum (de abril/2002 em diante).

O final de julho foi bastante complicado, tivemos problemas sérios de hardware tanto com a Valinor como com o fórum (em semanas distintas e consecutivas). Primeiro foi o fórum, na terceira semana de julho, que ficou cerca de uma semana fora… mas no final deu tudo certo, pois conseguimos recuperar todos os dados e agora estamos firmes e fortes em novos e reconfigurados servidores (Valeu, Réurraidi!). A Valinor foi mais problemática, pois não houve possibilidade de recuperação de dados e perdemos quase uma semana de informações que estavam nos Banco de Dados e quase um mês das informações que não estavam. Foram cerca de dez dias de bateção de cabeça pra conseguirmos colocá-la de volta no ar com um mínimo de funcionalidade. Mas estamos aí, firmes e fortes novamente, tentando seguir o caminho.

Esses problemas com a Valinor e com o Fórum praticamente nos impediram de trazer novidades por uns quinze dias, forçando-nos a trabalhar em recuperações e backups praticamente em período integral, o que atrasou várias das promoções, concursos e avaliações que a Valinor estava promovendo, inclusive os sorteios do Nazgul/Aragorn e a escolha do(s) novo(s) webdesigner(s) para a Valinor. Bom, aos pocuos estamos deixando tudo em ordem, e tudo vai ser colocado nos trilhos.

Como nem tudo são más notícias, esse meado de agosto nos reservou boas novidades, com novas parcerias com a "Encyclopedia de Arda" e o "Gwaith-i-Phthdain" para troca de material, o que nos propicia fornecer mais e mais material em português para todos os fãs. Um primeiro sinal disso já pode ser visto na seção filme, onde encontram-se as primeira análises dos diálogos do filme em Quenya/Sindarin.

Bom, na Comunidade Tolkieniana como um todo, tivemos boas e más notícias. A Warner nos propiciou um bom momento junto a outro terrível. Lançou o DVD do SdA:SdA ao mesmo tempo que o mundo todo, e de uma qualidade impressionante, com legendas de qualidade e extras legendados (uma raridade em se tratando de DVDs da Warner!) mas também nos confirmou que (por enquanto) o DVD especial, com 30 min de cenas inéditas, não deve sair por aqui (pelo menos durante este ano). A outra boa notícia foi o retorno da minha, da sua, da nossa "Universo Fantástico de J.R.R. Tolkien" às bancas. O motivo do atraso entre os números 6 e 7 serão explicados na própria homepage deles, como fui informado pelo editor.

As previsões para os próximos meses não poderiam ser melhores (com excessão do DVD, claro). Teremos o "Grande Encontro" nos dias 21/22 de setembro no Rio de Janeiro (previsão de presença de algumas centenas de fãs) e o aumento da presença de Tolkien na mídia, agora que o lançamendo do SdA:ADT se aproxima. E saiba que sempre pode contar conosco da Valinor pra o que der e vier! Enquanto Morgoth não voltar do Vazio ou cair algum tipo de meteoro na Terra, estaremos aqui, firmes e fortes tentando sempre trazer o máximo possível de informações e conteúdo para todos nós, fãs de Tolkien!

P.S. Qualquer dúvida, comentário ou correção a este editorial pode e deve ser enviado à Equipe Valinor, no [email protected]

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

25 Hobbits

Vocês devem ter reparado que na página inicial da Valinor existe um banner pro 25 Hobbits. Pois bem, peço a todos que votem, podem
 

Vocês devem ter reparado que na página inicial da Valinor existe um banner pro 25 Hobbits. Pois bem, peço a todos que votem, podem votar bastante mesmo. Vamos mostrar que os brasileiros existem e são muito ativos do mundo de Tolkien. Vamos colocar a Valinor no TOP 10 do 25 Hobbits!

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

VALINOR – O pq de não termos Downloads (ainda)

Saudações,

Vocês devem ter reparado que a Valinor não tem downloads. Pois bem, acho que é justo explicar o pq di

 

Saudações,

Vocês devem ter reparado que a Valinor não tem downloads. Pois bem, acho que é justo explicar o pq disso.

Quando formamos a Valinor, tivemos uma escolha complicada a ser feita [deixa eu explicar o que é limitação de transferência: o servidor da Valinor possui um limite de 2 GB de transferência por mês, ou seja, 2GB de coisas podem sair do servidor da Valinor. Se você baixa um vídeo de 10 MB, esse valor soma-se ao total transferido da Valinor. Se 200 pessoas baixarem esse video, já estoura o limite de 2 GB]:
1. Provedor rápido, mas com menor limite de transferência
2. Provedor lento, mas sem limitação de tranferencia

Pois bem, optamos pela primeira opção. Uma página num provedor mais rápido.

Eu tenho muita coisa de download pra colocar, masestou restrito por causa disso… devo ter uns 2 GB ou coisa assim, mas não posso colocar por causa do limite de transferência. Acima desse valor, pagamos uma taxa de R$ 0,15 por MB transferido, o que causaria um grande aumento dos gastos. Como a Valinor não tem receita e é mantida de forma idealista por meia dúzia de abnegados, fica dificil colocar ainda mais dinheiro na mesma.

Portanto, se alguém quiser patrocinar a melhor e maior página de Tolkien no Brasil (ou ouber de algum provedor que queira), com mais de 25 mil usuários únicos por mês e público cativo, é só entrar em contato comigo.

Manter uma página séria é complicado, galera, em termos de grana…

🙂

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

O que aconteceria se Frodo mantivesse o Um Anel?

Por incrível que pareça, Tolkien manteve uma correspondência bastante
ativa com os fãs depois do lançamento de O Senhor dos Anéis,
esclarecendo os temas e personagens de seu universo ficcional. E sem
dúvida um dos exemplos mais fascinantes disso é uma longa carta escrita
em 1963 para Eileen Elgar, na qual Tolkien fala sobre o possível
“fracasso” de Frodo em resistir ao Anel e, além disso, tenta imaginar o
que aconteceria se o hobbit realmente tivesse vencido Gollum e tentado
manter o Anel para si.
 
 
 
“É um problema interessante: como Sauron teria agido ou Frodo teria resistido”, diz Tolkien. “Sauron
imediatamente enviou os Espectros do Anel. Eles estavam, naturalmente,
perfeitamente instruídos, e não se deixavam enganar quanto ao real
senhor do Anel. […] Mas a situação agora era diferente da que
ocorrera no Topo dos Ventos. Frodo havia crescido desde então. Será que
os Espectros estariam imunes ao poder do Anel se Frodo o reivindicasse
como instrumento de comando e dominação?

Não totalmente. Não acho que eles poderiam tê-lo atacado com
violência […]; teriam obedecido ou fingido obedecer a quaisquer
comandos menores dele que ṇo interferissem com sua misṣo Рimposta a
eles por Sauron, que através dos Anéis [que ele tinha consigo] exercia
o controle primário de suas vontades. […] Frodo havia se tornado uma
pessoa considerável, mas de um tipo especial: em crescimento espiritual
ao invés de em aumento de força física ou mental; sua vontade era muito
maior do que fôra, mas até aquele momento havia sido exercida para
resistir ao uso do Anel […]. Ele precisava de tempo, muito tempo,
antes que pudesse controlar o Anel […].


A situação de Frodo em relação aos Oito [nota de rodapé: O Rei Bruxo
havia sido reduzido à impotência] era semelhante à de um homem pequeno
e corajoso equipado com uma arma devastadora, enfrentado por oito
guerreiros selvagens de grande força e agilidade, armados com lâminas
envenenadas. A fraqueza do homem é que ele ainda não sabia como usar
sua arma, e era por temperamento e treinamento avesso à violência; a
fraqueza dos guerreiros era que essa arma era algo que os enchia de
medo por ser um objeto de terror em seu culto religioso, e que fazia
com que eles tratassem quem o usasse com servilismo. Acho que eles
teriam mostrado “servilismo”. Teriam saudado Frodo como “Senhor”. Com
belas palavras o teriam induzido a deixar as Sammath Naur – por
exemplo, “para ver seu novo reino e contemplar de longe com sua nova
visão a morada de poder que ele agora deveria reivindicar e adequar a
seus próprios propósitos”
.

Assim que ele saísse, um deles provavelmente destruiria a câmara,
mas Frodo já estaria imerso demais em grandes planos de domínio
reformado para dar atenção a isso. Mas se ele ainda conservasse alguma
sanidade e entendesse parcialmente o significado daquilo, de maneira
que se recussasse a ir com eles até Barad-dûr, eles simplesmente
esperariam. Até que Sauron em pessoa viesse. Em qualquer caso, um
confronto entre Frodo e Sauron logo teria lugar se o Anel ainda
estivesse intacto. O resultado seria inevitável. Frodo seria
completamente derrotado; desfeito em poeira, ou preservado em tormento
como um escravo gaguejante. Sauron não teria temido o Anel! Era dele, e
sujeito à sua vontade”
.

Tolkien prossegue, considerando as possibilidades de vitória se outros
personagens confrontassem pessoalmente Sauron com seu próprio Anel. “Dos “mortais”, nenhum – nem mesmo Aragorn”. Entre os elfos, nem mesmo Elrond e Galadriel seriam capazes de tal feito, pelo menos não num confronto direto: “Eles
teriam construído um império com generais poderosos e completamente
subservientes e exércitos e máquinas de guerra, até que pudessem
desafiar Sauron e destruí-lo pela força”
.

Entre todas essas possibilidades, quem poderia então tentar realmente
enfrentar Sauron cara a cara? Acertou quem apostou em Gandalf. “Apenas
Gandalf poderia dominá-lo – sendo um emissário dos Poderes e uma
criatura da mesma ordem, um espírito imortal tomando forma visível.
[…] Seria um equilíbrio delicado. De um lado, Sauron e a verdadeira
fidelidade do Anel a ele; do outro força superior, porque Sauron não
estava realmente em posse [do Anel], e talvez também porque ele estava
enfraquecido por longa corrupção e gasto de sua força para dominar
inferiores. Se Gandalf provasse ser o vencedor, o resultado seria para
Sauron idêntico à da destruição do Anel. […] Mas o Anel e todas as
suas obras durariam. Seria ele o mestre no fim”
.

Tolkien conclui afirmando que nem Mithrandir [como o próprio mago bem sabia] ficaria imune à corrupção do Um Anel. “Gandalf
como Senhor do Anel seria muito pior que Sauron. Ele continuaria
“justo”, mas levando em conta apenas suas próprias idéias. Ele
continuaria a governar e ordenar as coisas para o “bem”, e o benefício
de seus próprios súditos de acordo com sua sabedoria”
.

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português