Arquivo da tag: As Aventuras de Tom Bombadil

Novidades sobre "As Aventuras de Tom Bombadil"

A Martins Fontes continua o processo de edição do livro "As Aventuras de Tom Bombadil", que deve ganhar versão brasileira em data ainda não-definida. E é com orgulho que anuncio: a tradução de "Leaf by Niggle" (Folha de Cisco) feita por mim na minha dissertação de mestrado vai ser incluída na edição!
 

Para quem não conhece, o meu mestrado na FFLCH-USP, defendido em setembro passado, foi uma tradução comentada de vários textos de Tolkien, entre eles "Folha de Cisco". Ela pode ser baixada de graça aqui na Valinor: clique aqui

Acontece que o texto foi oferecido à Martins Fontes, já que "As Aventuras de Tom Bombadil" deve incluir "Leaf by Niggle" e outros textos: a coletânea de poemas do título e outro conto, "Smith of Wooton Major". 

Após algumas modificações editoriais, "Folha de Cisco" foi aprovado. (A versão preliminar está na dissertação.) Foram basicamente mudanças para tornar o texto mais fluente e menos "estranho" para o público geral, uma coisa que já acontece com as edições brasileiras "O Senhor dos Anéis". O essencial, graças a Eru, não foi mexido.

E quanto ao livro em geral? No momento, a Martins Fontes informa que os poemas de "As Aventuras de Tom Bombadil" estão passando por uma nova tradução. Depois disso, é de se imaginar que o livro finalmente vá para as gráficas. Fiquem ligados!

Não posso deixar de agradecer a todo mundo que já conhece o meu trabalho, em especial aos queridos amigos da Equipe Valinor e da Colaboração Valinor, pela força. Vem mais por aí, se Eru quiser.

 

  

As Aventuras de Tom Bombadil

Todos os que se encantaram com a beleza singela das canções e poemas em O Senhor dos Anéis têm outra oportunidade de apreciar a poesia de Tolkien em As Aventuras de Tom Bombadil. O livro é uma coletânea de 16 canções que fariam parte do Livro Vermelho, o relato da Guerra do Anel escrito por Bilbo e Frodo.
 

Os poemas, pertencentes à tradição do Condado ou compostos por Bilbo, Frodo ou Sam, primam pelo bom humor e pela agilidade da rima. Algumas canções já conhecidas dos leitores graças a O Senhor dos Anéis reaparecem na coletânea, como a canção do Velho Troll (cantada por Sam), "A Vaca pulou pra Lua" (cantada por Frodo em Bri) e a canção do Olifante (também cantada por Sam).

O poema-título do livro, As Aventuras de Tom Bombadil, é um divertido passeio pela Floresta Velha e seus inconfundíveis personagens: Bombadil, Fruta DOuro, o Velho Salgueiro e as Criaturas Tumulares. Em outras canções, como "Jornada" ou "O tesouro", as lendas dos Dias Antigos são retrabalhadas pelos hobbits, enquanto o décimo-sexto poema, "O último navio", trata da partida dos elfos da Terra-média. Uma pequena introdução explicando as influências e a temática dos poemas acompanha a coletânea.