Arquivo da categoria: Elenco e Equipe

Nasce o bebê de Miranda Otto!

Meses atrás anunciamos que Miranda "Éowyn" Otto [url=http://forum.valinor.com.br/viewtopic.php?t=40825]estava grávida[/url]. Poi
 

Meses atrás anunciamos que Miranda "Éowyn" Otto [url=http://forum.valinor.com.br/viewtopic.php?t=40825]estava grávida[/url]. Pois é, segundo o site [url=www.theonering.net]Theonering.net[/url] Miranda deu � luz a uma menina na última sexta-feira, dia 01/04. O maridão e também ator Peter O’Brien não pôde estar presente pois está filmando nos Estados Unidos, mas assistiu ao nascimento da filhota por meio de uma webcam.

A tristeza de Christopher Lee

O ator de 82 anos, que interpretou brilhantemente o mago Saruman na trilogia "O Senhor dos Anéis" declara [url=http://www.contactmusic.com/new/
 

O ator de 82 anos, que interpretou brilhantemente o mago Saruman na trilogia "O Senhor dos Anéis" declara [url=http://www.contactmusic.com/new/xmlfeed.nsf/mndwebpages/lee%20remains%20frustrated%20at%20rings%20theatrical%20cut]aqui[/url] como anda chateado com o que fizeram com suas cenas em "O Retorno do Rei". Cenas como a conversa dele com Gandalf pós Orthanc destruída ou de sua morte foram cortadas da versão final para os cinemas. E apenas quem tiver a Edição Especial poderá conferir estas partes. [b]Fonte:[/b] [url=http://www.tolkienianos.com/news.php?extend.1195]Notícias Tolkienianos[/url]

Brad "Gríma" Dourif faz 55 anos!

Hoje, dia 18 de Março, o ator que fez o o personagem Gríma Língua-de-cobra no filme "O Senhor dos Anéis: As Duas Torres" e
 

Hoje, dia 18 de Março, o ator que fez o o personagem Gríma Língua-de-cobra no filme "O Senhor dos Anéis: As Duas Torres" está comemorando seus 55 anos de idade. Brad Dourif nasceu em Huntington, em 1950. Parabéns pela interpretação, muito sucesso! Fonte: [url=http://www.tolkienianos.com/news.php?extend.1193]Tolkienianos News[/url].

Dá o preciosso pra nós, dá sim!

Notícia do [url=http://www.omelete.com.br]Omelete[/url]. A Wingnut Films, empresa de produção do cineasta Peter Jackson, est
 

Notícia do [url=http://www.omelete.com.br]Omelete[/url]. A Wingnut Films, empresa de produção do cineasta Peter Jackson, está processando a New Line Cinema. Segundo a Associated Press, o processo alega que a New Line não calculou corretamente os lucros de O Senhor dos Anéis: A sociedade do Anel, o primeiro filme da trilogia baseada na obra de J.R.R. Tolkien, que gerou mais de 860 milhões de dólares nas bilheterias mundiais fora lucros com DVD, direitos de exibição e merchandising. A Wingnut também alega que a New Line favoreceu suas empresas associadas nos contratos de licenciamento para o filme.

Feliz Aniversário Sean Astin!

[b][25/02] Feliz Aniversário Sean Astin![/b]

[b]Autores:[/b] Fëanor ¥, Sr. Cachopardo, Proview, Imadofus

[url=http://adorocinema.cidadein

 

[b][25/02] Feliz Aniversário Sean Astin![/b]

[b]Autores:[/b] Fëanor ¥, Sr. Cachopardo, Proview, Imadofus

[url=http://adorocinema.cidadeinternet.com.br/personalidades/atores/sean-astin/sean-astin.htm]Sean Patrick Astin[/url], conhecido como o garoto que fez [url=http://www.seanastin.com/images/gooniespicm.jpg]Mikey[/url] em “Os Goonies” ou, mais recente, como Sam na trilogia de “O Senhor dos Anéis” assopra nesta sexta-feira 34 velinhas no seu bolo de aniversário. Como não poderiamos deixar esta data passar em branco, resolvemos fazer um artigo bacana sobre os filmes do nosso “Samwise, o bravo”.

Sean nasceu em Santa Mônica, Califórnia, em 25 de Fevereiro de 1971 e tinha 9 anos quando começou a fazer filmes. Curiosamente atuou ao lado de sua mãe na produção para a TV “Please don’t hit me, mom”.

Com 13 anos, ele interpretou Michael Walsh, o Mikey, no famoso filme “[url=http://adorocinema.cidadeinternet.com.br/filmes/goonies/goonies.htm]Os Goonies[/url]” (1984), do diretor [url=http://adorocinema.cidadeinternet.com.br/personalidades/diretores/richard-donner/richard-donner.htm]Richard Donner[/url] baseado na história escrita por Steven Spielberg, onde um grupo de garotos encontram um mapa que leva-os para uma aventura fascinante.

Em 1993 ele trabalhou como Rudy, no filme de [url=http://www.reeldeals.com/pictures/rudy.jpg]mesmo nome[/url]. Rudy é um jovem determinado a tornar-se um grande jogador de futebol americano, e para realizar seu sonho precisará de muito esforço e dedicação.

No ano seguinte foi indicado ao Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação, pela direção de “Kangaroo Court”. E em 2002 recebeu uma indicação ao MTV Movie Awards de Melhor Equipe, por “[url=http://adorocinema.cidadeinternet.com.br/filmes/senhor-dos-aneis-2/senhor-dos-aneis-2.htm]O Senhor dos Anéis – As Duas Torres[/url]” (2002).

Em [url=http://adorocinema.cidadeinternet.com.br/filmes/coragem-sob-fogo/coragem-sob-fogo.htm]Coragem sob Fogo[/url] de 1996, Astin faz uma pequena ponta como Pattela, filme este que traz Denzel Washington como protagonista. Por volta de 1997 Sean teve sua primeira filha com a esposa Christine, chamada Alexandra. Sua filha hoje com 8 anos já pode ser considerada aprendiz de atriz, por ter feito junto com seu pai o papel de Elanor, a filha do Samwise, nas cenas finais de “O Retorno do Rei”.

Sean Astin escreveu recentemente o livro “There and Back Again: An Actor’s tale” ([i]Lá e de Volta Outra Vez: O Conto de um Ator[/i] – ainda sem tradução no Brasil), onde conta a sua experiência como o Sam de Senhor dos Anéis, e o que a Trilogia mudou em sua vida. Para ver a versão em inglês,
[url=http://forum.valinor.com.br/news_viewnews.php?article=39022]veja mais nesta notícia[/url].

A atuação importante de Sean na trilogia como o fiel amigo de Frodo (Elijah Wood) emocionou o público e ajudou Astin a crescer. A influência de [url=http://www.valinor.com.br/gallery/albums/userpics/10042/peter_jackson5.jpg]estar com Peter Jackson[/url] num filme longo fizeram dele um dos melhores atores em O Senhor dos Anéis. Por Sean ter atuado como um dos membros da sociedade, acabou fazendo uma [url=http://www.valinor.com.br/gallery/albums/userpics/10042/elvishtatoo_small.jpg]tatuagem em seu pé[/url] representando o número 9 em élfico.

Atualmente o ator está, segundo boatos, esperando um terceiro filho, depois de Alexandra e Elizabeth, de dois anos. Ele também está envolvido num novo projeto de filme que tem como tema o “Quarteto Fantástico”, sendo ele o provavelmente o seu produtor e diretor. Para mais informações, veja [url=http://www.omelete.com.br/cinema/news/base_para_news.asp?artigo=8093]aqui[/url].

[b]Fontes:[/b]
[i]Filmografia, Biografia e Notícias:[/i]
[url=http://www.adorocinema.com.br]Adoro Cinema[/url]
[url=http://www.imdb.com]IMDb[/url]
[url=http://forum.valinor.com.br/valinor.php?oldnews=true]Notícias Valinor[/url]
[url=http://www.omelete.com.br]Omelete[/url]

[i]Imagens:[/i]
[url=http://www.seanastin.com]Sean Astin[/url]
[url=http://www.reeldeals.com]Reel Deals[/url]

Quando Cate vira Kate

Desde que formou-se em arte dramática, em 1992, Cate Blanchett já foi, entre outras coisas, a Rainha da Inglaterra (“Elizabeth”), uma m&
 

Desde que formou-se em arte dramática, em 1992, Cate Blanchett já foi, entre outras coisas, a Rainha da Inglaterra (“Elizabeth”), uma médium do Sul dos EUA (“O Dom da Premonição”), uma rainha élfica (“O Senhor dos Anéis”) e uma escocesa, membro da resistência norte-americana (“Charlotte Gray”). Sua nova estréia, entretanto, é do papel que mais deve ter exigido habilidade e ambição, tanto é que lhe rendeu a indicação de Melhor Atriz Coadjuvante e é a favorita.

Em “O Aviador”, que conta a história do excêntrico bilionário Howard Hughes, Cate interpreta Katharine Hepburn, estrela considerada a mais marcante nas telas desde Greta Garbo e cuja beleza atlética, ao lado dos modos aristocráticos e do sotaque da região de New England, nos EUA, transformaram a definição de Hollywood de feminilidade.

A performance de Cate vem atraindo os olhares dos críticos da mesma forma, ou até mais, quando ela recebeu a indicação ao Oscar de melhor atriz em “Elizabeth”. Isso vem gerando uma reação de amor e ódio como a que aconteceu quando Nicole Kidman fez Virginia Woolf em “As Horas”.

A atriz compreende a reação do público e diz que “As pessoas têm um sentimento de posse em relação aos atores que adoram. Quando alguém os interpreta, elas têm suas opiniões. Mas o que eu posso fazer: não aceitar o papel?”

Como parte da preparação, Cate viu quase todos os filmes de Katharine; leu a biografia dela, de A. Scott Berg; teve aulas de golfe e tênis e também tomou banhos frios (hábito peculiar de Hepburn) e viu vários documentários de TV.

No entanto, foi, em uma rara entrevista da atriz, em 1973 que Blanchett viu a luz e refletiu: “Ela estava mais velha, com a voz gasta e sua personalidade tinha virado uma espécie de fantasia, mas era fascinante ver seu comportamento, como ela estava constrangida” e ainda finalizou “é psicologia amadora, mas é uma maneira de se entrar na cabeça daquela jovem.”

A beleza dos gestos tornou-se característica definitiva de Blanchett desde as primeiras cenas à festa na lendária boate ‘Cocoanut Grove’, em Los Angeles, quando Hepburn deixa Hughes tonto de amor.

O diretor do filme, Martin Scorsese (que concorre ao Oscar de Melhor Diretor) declarou que a “Cate é uma força da natureza naquelas cenas. Foi por isso que Hughes se apaixonou.”

A pergunta é se o público terá a mesma sensação, mas para Cate Blanchett o objetivo de “um ator é fazer o dever de casa e mais tarde, precisa esquece-lo. Afinal, o importante é fazer o público acreditar que você é quem diz ser.”

[b]Fonte:[/b] Adaptado do Jornal ‘O Sul’, Caderno de Cinema, 13 de Fevereiro.

Cate Blanchett vence BAFTA

Cate Blanchett recebeu mais um prêmio pelo seu papel em “O Aviador”. A nossa famosa Galadriel de “O Senhor dos Anéis” foi a vencedora do
 

Cate Blanchett recebeu mais um prêmio pelo seu papel em “O Aviador”. A nossa famosa Galadriel de “O Senhor dos Anéis” foi a vencedora do “The Orange British Academy Film Awards”, a premiação da BAFTA (British Academy of Film and Television Arts). Cate levou pra casa o troféu de [b]Melhor Atriz Coadjuvante[/b]. “O Aviador” também recebeu os prêmios de Melhor Filme, Maquiagem & Cabelo, e Design de Produção.

“Diários de Motocicleta”, do diretor brasileiro Walter Salles também foi premiado como “Melhor filme de língua não inglesa” e “Melhor Trilha Sonora” (onde concorria com ninguém menos que Howard Shore, compositor das premiadas trilhas sonoras de “O Senhor dos Anéis”, que compôs a trilha de “O Aviador”).

[size=2]Fonte: [url=http://www.bafta.org/film/announce.htm]BAFTA[/url][/size]