Arquivo da categoria: Filmes

026-2

Diretor fala sobre o filme “Tolkien & Lewis”

AttFlm_Int_quad_TolkienandLewis_v4.inddHá alguns meses foi confirmado que o diretor britânico Simon West seria o diretor do filme Tolkien & Lewis, um projeto que está em desenvolvimento há algum tempo e pretende contar a história da amizade (e seu rompimento) entre o autor de O Senhor dos Anéis e o autor de As Crônicas de Nárnia. Agora, West fala deste drama baseado em fatos reais e ambientado em 1941, em uma Grã-Bretanha em pleno esforço de guerra contra a Alemanha nazista.

O The Wrap publicou um artigo em que o diretor de filmes como A Filha do General, Con Air, Lara Croft: Tomb Raider e Os Mercenários 2, fala sobre sua direção em Tolkien & Lewis e como decidiu contar essa “história fascinante”, em suas palavras. Confira o que ele disse: Continue lendo

1000461915BD3D_Glam

“O Hobbit: A Desolação de Smaug” – Edição de Colecionador com Miniaturas

De acordo com o fan site alemão HerrDerRinge-film, a Warner Home Video lançará uma edição especial de colecionador do segundo filme da trilogia O Hobbit. O produto terá cinco discos (DVD ou Blu-ray) e duas miniaturas de estátuas de guerreiros anões que são vistas em Erebor, a Montanha Solitária (clique na imagem abaixo para ampliá-la). Preço e data de lançamento ainda não são conhecidos, apenas sabe-se que a caixa será lançada como edição limitada, por volta de 25 mil peças.

Continue lendo

91sDKHaF0wL._SL1429_

Já assistimos “O Hobbit: A desolação de Smaug”!

Zemanta Related Posts ThumbnailQuerido povo valinoreano, é com a voz trovejante de Smaug/Benedict Cumberbatch ainda ressoando em meus ouvidos que sento para escrever mais uma das nossas tradicionais resenhas de filmes tolkienianos.

Quem já leu esses textos escritos pela Equipe Valinor por aqui sabe que a minha tendência é ser detalhista até o nível do paroxismo (hehehe) e não babar em demasia o ovo de Peter Jackson e companhia. Pra variar, vamos ter esses dois elementos nesta resenha de “O Hobbit – A Desolação de Smaug”. Preparem-se, portanto, pra SPOILERS E MAIS SPOILERS EM LETRAS GARRAFAIS nos parágrafos a seguir.

Resumindo muito resumidamente o que vou explicar com spoilers e requintes de crueldade depois, eu diria que, do ponto de vista de quem é fã dos livros como eu (e, desculpaê, mas eu aposto o meu toba no truco que as obras de arte realmente perenes e que devem ser levadas a sério são os livros, não os filmes), minha sensação geral depois de assistir a “Desolação” é de ambivalência. Continue lendo