Todos os post de guga

James McAvoy diz não estar envolvido em O Hobbit

james.jpgAlgum tempo atrás, surgiram boatos que James McAvoy poderia ter chances de interpretar Bilbo Bolseiro no filme O Hobbit.

 

Em Londres, o site Collider perguntou ao ator se era verdade.
 
"Não é verdade. É tudo rumor de Internet, nada mais", disse McAvoy.

Será verdade? Ou McAvoy está omitindo o seu verdadeiro envolvimento em O Hobbit?

Vamos aguardar a posição de Del Toro, quanto a isso.

A Ponte de Khazad-dí»m

bridge_of_khazad-dum2.jpgPonte entre a Primeiro e a Segundo salão de Khazad-
dûm. A Ponte de Khazad-dûm atravessava um abismo de profundidade. Do lado Oeste da Ponte, era o segundo salão. Na parte oriental tinha uma passagem e uma ampla escadaria. As escadas levavam a uma grande passagem para o Primeiro Salão, além do Portão-Leste.
 
 

A ponte era de 50-pés, longa, feita de pedra curva sem suporte. Era tão
estreita, que as pessoas tinham que caminhar em fila indiana, como uma
medida preventiva contra invasores.

Em 15 de janeiro de 3019, a Sociedade chegou à Ponte de Khazad-dûm,
estavam sendo seguidos por Orcs e um Balrog. Gandalf parou sobre a
Ponte para enfrentar o Balrog, a fim de permitir que os outros
escapassem. Ele quebrou a ponte com o seu cajado e o Balrog caiu no
abismo, mas o Balrog capturou Gandalf com o seu chicote e ambos cairam
em queda livre, em conjunto, nas profundezas da terra.

 
bridge_of_khazaddum.jpgImagens relacionadas:

   

 

 

 

 

 

 

 

_                          

Click to view full size image

        

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

-

khazaddummap.gif

 

 

 

 

 

 

 

_

bridge.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja vídeos relacionados a Khazad-dûm.

 

 

 
 

 

Bilbo Bolseiro = James McAvoy

james.jpgEntão vazou informação? Sim, uma notícia não-oficial do jornal britânico Daily Express apontou que o principal candidato de Guillermo del Toro e Peter Jackson para o papel de Bilbo Bolseiro, é o ator James McAvoy.
 
 

"Um certo número de nomes vêm sendo discutidos, incluindo Daniel
Radcliffe e Jack Black, mas James (
McAvoy), é o único dentro dos padrões que desejamos".


Mais informações em breve.

Tradução do chat com Guillermo del Toro e Peter Jackson – parte 2

confernciachat.jpgSegunda parte da tradução do chat com Guillermo del Toro e Peter Jackson.

Veja a  Tradução do Chat com Guillermo del Toro e Peter Jackson – parte 1

 

 

 

 

____________________________________________________________________________

Pergunta: Olá. Foi intencional lançar o filme dO Hobbit no 10 º aniversário do A Sociedade do Anel?

Peter Jackson: Caro Razor – Não.  É a primeira vez que realmente pensei sobre isso… Isso é legal. Vou querer o crédito da idéia deste dia em diante.

Pergunta: Peter: Durante a produção da trilogia, havia dias em que tiveram várias equipes trabalhando simultaneamente na filmagem, com pessoas diferentes dirigindo. Você gostaria de encabeçar uma equipe e dirigir a filmagem de uma cena por um dia?

Peter Jackson: A maioria dos diretores prefere dirigir tudo por si próprio. Eu pensei que eu poderia no Senhor dos Anéis, mas rapidamente cheguei à conclusão de que a nossa escala apertada impediu isso. Em vez de 15 meses de filmagens, teríamos que filmar durante 3 anos!
Guillermo sempre filma o seu próprio material, assim faremos o possível para construir uma agenda que lhe permita fazer isso. Vai depender muito de como o roteiro se desenvolva.
Eu filmaria com felicidade alguma coisa da segunda unidade, sempre que o Guillermo me pedir. Mas vamos ver o que acontece.

Pergunta
: Você já está indo para a Nova Zelândia, Sr. Del Toro?

Guillermo del Toro: Sim, eu de fato já estive lá – secretamente – shh – e vou estar lá pouco depois Hellboy II estrear e vou estar ganhando com freqüência milhas aéreas nos próximos meses.

Peter Jackson: Oi Greg – O F2 está se referindo ao Filme 2.

Pergunta: Guillermo del Toro é um diretor bem sucedo. Estava pensando se ele iria trazer ou não mais prostéticos, animatrônicos e efeitos físicos para o filme, como ele fez como ele fez com filmes como Hellboy e o Labirinto do Fauno (que a propósito são grandes filmes). Ou será que a WETA Digital ainda tem o trabalho deles editado com efeitos visuais?

Guillermo del Toro: Eu pretendo misturar CGI e efeitos físicos de tal forma que seu olho não distinga entre os dois, fazendo sua mente ficar ocupada, mas nunca deixando as fraquezas de cada ferramenta tomar conta. Sim, eu aprendi, por tentativa e erro, que ambas as ferramentas precisam ser misturados e quanto elas devem ser misturadas para se ter sucesso na criação de ambientes e de seres vivos. WETA é a principal, mas iremos ampliar a equipe de criaturas e melhorar a equipe de prostéticos. Imagine uma criatura física com um sistema músculo / facial controlado por rádio, mas com CGI substituindo parcialmente a cabeça ou a boca, etc, e você vai começar a entender a idéia.

Guillermo del Toro: E agora, para a questão …

gdt_400.jpgPergunta: Então, como foi a primeira vez  em que vocês dois se encontraram?

Peter Jackson: Oi Vampierta – A primeira vez que eu me lembro de ter encontrado o Guillermo foi na casa de Bob Shay durante uma festa d’O Senhor  dos Anéis. Obviamente, naquela época não tínhamos noção do que o futuro nos guardava!

Guillermo del Toro: Nós acabamos com uma bandeja de camarões juntos e concordamos que a New Line deveria continuar contratando barbudos com sotaques engraçados…

Pergunta: Olá, obrigado por dar esta oportunidade. Minha pergunta: Será que Alan Lee e John Howe vão estar dentro novamente? Eu realmente admiro o trabalho deles. Boa sorte nesse projeto e divirtam-se.

Guillermo del Toro: Como eu disse, eu tive um maravilhoso almoço com John e Alan em Londres há alguns dias e todos ficamos muito animados enquanto discutíamos as minhas idéias sobre Smaug, a Floresta das Trevas, etc. Eles definitivamente estão de volta!

Peter Jackson: É impossível imaginar sem eles!

Pergunta: Qual será o título para o segundo filme?

Guillermo del Toro
: Cedo demais, mas não "H2 Electric Boogaloo", que foi descartada.

Peter Jackson: Oi Trots – o segundo filme não tem ainda um título e, provavelmente, não irá até escrevermos o roteiro. Como você vê, nos temos o incrivelmente entediante nome “Filme 2”, mas eu lhe asseguro que isso não vai durar muito. Basta esperar.

Pergunta: Peter, talvez você possa esclarecer qual será o seu papel na produção desses filmes: O que faz exatamente um produtor executivo faz? Irá seguir esse modelo ou irá "forjar o seu próprio caminho?" Qual será a diferença entre o seu papel e o de Guillermo? Você planeja em escrever o roteiro novamente com Fran e Phillippa?

Peter Jackson
: A verdade é que "Produtores Executivos" fazem uma gama de coisas em filmes que vão desde muitas coisas a não fazer nada! Eu me vejo me tornando um com a equipe de produções. Meu objetivo é ajudar Guillermo a fazer o filme o melhor que ele puder. Eu amo escrever e eu estou ansioso para isso. Guillermo vai escrever junto com Fran, Philippa e eu. Como diretor eu nunca poderia dirigir algo que eu não tenha ajudado a escrever, e não estamos esperando que Guillermo faça isso também. Se o diretor é parte da escrita, isso significa que ele estava lá quando as discussões aconteceram, decisões sobre a história foram feitas… Ele sabe o porquê as coisas são do jeito que são, e o que elas tem que alcançar. Tudo está no roteiro por uma razão, e somente sendo parte da equipe que o escreveu (ou você mesmo tendo escrito), você entenderá a intenção de cada batida.
Vejo meu papel como fazendo parte da equipe de roteiristas, o que irá criar o projeto e, em seguida, ajudando Guillermo a construir o filme. Gostaria que o Guillermo fizesse os seus filmes, e quero ter certeza de que iremos acabar com uma séride de 5 filmes tão bons quanto podem ser.

Pergunta: Quais são as idéias para os wargs? Os wargs em hobbit são curiosamente diferente dos wargs "hienas" no filme O Senhor dos Anéis …

Guillermo del Toro: Com certeza: Eles vão ser diferentes das hienas do filme da Trilogia. Serão fiéis às criaturas do livro e vão ser redesenhadas de acordo.

 (gostaria de agradecer ao Demon Wizard pela revisão da tradução do chat)

 

Tradução do chat com Guillermo del Toro e Peter Jackson – parte 1

confernciachat.jpgAlgumas semanas atrás publicamos uma notícia, em que a Valinor havia aberto um canal, onde os fãs poderiam fazer suas perguntas a Guillermo del Toro e Peter Jackson, nós ficamos responsáveis em  encaminhar estas a eles, pois bem, ontem foi o Chat ao vivo com Guillermo e Peter.


Os representantes da Valinor, no chat (eu e Skywalker), fizemos as perguntas enviadas a nós, infelizmente, nem todas puderam ser respondidas por eles, mas garantimos várias informações importantíssimas. A Valinor irá publicar o chat que ocorreu no dia 24/05, em partes.

_________________________________________________________________________________________________

 

 
Parte 1
 
Pergunta: Vocês farão menos tomadas em locações desta vez, já que sua equipe se tornou tão proficiente?
 
PJ: A Terra média é locação, com pouquíssimas construções na verdade. É um campo natural e é lá onde boa parte das filmagens irão acontecer.
 
GDT: Locações e sets construídos terão preferência. Eu amo sets de verdade e eu acho que eles são uma parte muito importante para a narrativa e para o escopo de um filme…
 
Pergunta: Outras locações fora da Nova Zelândia estão sendo consideradas para o filme?
 
PJ: É improvável que precisaremos de locações fora da Nova Zelândia que sempre foi a Terra média perfeita. Ainda não encontramos nada que Tolkien tenha descrito que não tenhamos conseguido encontrar neste fantástico país e eu espero que com O Hobbit não seja diferente.
 
GDT: Nenhuma está sendo considerada no momento.
 
Pergunta: A escalação de Ian Holm para o papel de Bilbo Bolseiro é uma opção?
 
GDT: O fato de Ian Holm é tão memorável significa que PJ, Fran e PB fizeram o seu trabalho bem feito. Nós iremos utilizá-lo de alguma forma com certeza, mas a profundidade do papel será melhor definida depois que o roteiro estiver pronto.
 
Pergunta: Howard Shore voltará para fazer a trilha sonora?
 
GDT: Sim, com certeza. Shore é a VOZ desses filmes e ele será definitivamente convidado para voltar. Peter e Fran conversaram com ele algumas vezes e eu troquei alguns e-mails com ele sobre o assunto. Ele voltará.
 
Pergunta: Vocês pretendem utilizar alguma locação na Itália?
 
PJ: É improvável que filmemos algo do Hobbit na Itália, mas eu adoraria ir para a Itália nas férias, você devia me dizer os melhores locais para visitar.
 
GDT: Na verdade não. Mas eu amo a Itália…
 
Pergunta: Eu gostaria de parabenizá-los pela escolha de Guillermo Del Toro como o diretor para O Hobbit. Minha pergunta é para Guillermo, o que podemos esperar da sua visão e abordagem para este filme e eu acredito que veremos vários elementos escuros nele, mas até onde você irá em termos de horror e violência?
 
GDT: Eu espero que a Floresta das Trevas possa ser bastante assustadora mas não gráfica, eu espero que as Adivinhas no Escuro tenha um elemento de medo e de suspense e que tenha uma atmosfera profunda, mas eu irei permitir que o concurso ingênuo e empolgante aconteça. E Smaug será puro medo e assombro quando ele soltar a sua raiva, então será bastante intenso, mas não nojento.
 
Pergunta: A trilogia do anel será lançada em blu-ray próxima do lançamento do Hobbit? Ou antes?
 
PJ: Estamos trabalhando em uma versão do SDA com a Warner no momento, mas não temos certeza de quando será lançada. Com certeza não será neste ano.
 
Pergunta: Quais as chances de Ron Perlman dublar Smaug?
 
gdt_400.jpg
GDT: Neste momento reduzimos as opções para a dublagem de Smaug para umas poucas e eu tenho uma escolha bastante específica, Ron tem uma boa chance, mas eu tenho outros planos para ele… veremos…
 
Pergunta: As tocas de hobbits usadas em SDA serão reaproveitadas em O Hobbit?
 
PJ: Sim. Esperamos que com a permissão do proprietário das terras possamos reconstruir a Vila dos Hobbits maior e ainda melhor do que para o SDA e no mesmo local.
 
Pergunta: Qual é o papel planejado para o Gandalf neste filme? Ele vai e vem por conta própria e desaparece em diversos trechos do livro. Vocês irão se manter fiéis a isto ou darão a ele um papel mais ativo? Como vocês pretendem integrar o personagem em uma linha narrativa eficiente e cinemática?
 
GDT: Eu acredito que Gandalf deve ser usado daquela forma – indo e vindo, entrando e saindo da narrativa. No mínimo isto cria o ambiente perfeito para aqueles “furos” serem preenchidos no segundo filme…
 
PJ: Esses “furos” são ótimos! Tem muita coisa acontecendo, que acaba distraindo ele. Eu estou feliz por trazer Gandalf o cinzento para mais dois filmes. Ian e eu gostávamos bem mais dele. Nós ficamos um tanto tristes quando Gandalf o branco assumiu.
 
Pergunta: Vocês filmarão O Hobbit em 3D?
 
GDT: É cedo demais para dizer, mas não foram feitos planos neste sentido até o momento…
 
Pergunta: Sr. Del Toro, você já começou a fazer um caderno de rascunhos para este filme?
 
GDT: Eu já comecei e já compartilhei algumas das idéias com Alan Lee e John Howe durante um almoço bastante animado em Londres.
 
Pergunta: Ian McKellen retornará como Gandalf?
 
GDT: Absolutamente!!
 
PJ: Oi, Robbie, absolutamente.
 
Pergunta: Eu me diverti com as suas participações em SDA. Teremos mais no Hobbit? E qual personagem você gostaria de interpretar?
 
PJ: Eu ainda não pensei nisso. Eu costumo fazer pontas apenas em filmes que dirijo. Eu não sei se isso se estende aos filmes que eu produzo. Eu acho que descobriremos. Eu amo hobbits! Eu sou um hobbit, em muitos aspectos, assim como meus pais. Tolkien escreveu sobre o tipo de gente que ele conheceu na Inglaterra pré-guerra, e em algum momento no decorrer, ele deve ter esbarrado em meus parentes!
 
GDT: Diferente de Peter, eu sou um anão (sou uma criatura grosseira) – mas eu costumo evitar participações…
Pergunta: Quando vocês pretendem começar a filmar?
 
PJ: Neste momento nosso plano é escrever pelo resto do ano e começar os primeiros desenhos conceituais. 2009 será dedicado à pré-produção para os dois filmes e 2010 será o ano que filmaremos ambos os filmes de ponta a ponta. A pós-produção será feita em um filme por vez, e O Hobbit será lançado em 2011 e o segundo filme em 2012. Estes são todos os detalhes que temos no momento.
 
Pergunta: O que Guillermo tem que fez com que você sentisse que ele era a pessoa certa para continuar a saga da Terra média? Vocês estão no mesmo compasso no que diz respeito à visão, direção e estilo desses filmes? Se vocês discordarem, quem vence?
 
PJ: Falarei mais sobre isso em outra pergunta, mas assistindo seus filmes, percebi que ele tem um respeito pela fantasia. Ele a compreende e não é intimidado por ela. Guillermo também compreende personagens, e o poder de qualquer filme é quase sempre ligado ao quão próximo é o personagem de nós mesmos dentro da história. O trabalho dele demonstra grande cuidado e amor pelos personagens principais que ele cria. Ele também tem suprema confiança com design e efeitos visuais. Muitos diretores têm medo de efeitos visuais – o que não é um crime, mas é duro se você está fazendo um desses filmes!
Se discordarmos, o director deve vencer, porque você nunca deve forçar um diretor a filmar algo que ele não acredita. Mas nós somos bastante razoáveis e controlamos bem nosso ego e eu acredito que, se discordarmos, ambos teremos a habilidade de expressar nossas diferenças e, entre nós, trabalharmos para o que é melhor para o filme.
 
Pergunta: Qual será a censura do filme?
 
PJ: A mesma da trilogia, PG-13 em ambos os filmes.
 
GDT: Um PG-13 intenso…
 
Pergunta: O Hobbit terá uma edição estendida como SDA?
 
PJ: Pergunta interessante. A verdade é que não planejamos versões estendidas de início. Elas são o resultado de cenas que foram deixadas para trás no corte para o cinema. Num mundo ideal o roteiro é filmado de ponta a ponta e, portanto, não teriam cenas que acabariam no chão da sala de edição e, com isso, não teríamos versões estendidas. Mas quando se escreve 3 épicos como o SDA, não havia como manter o processo de forma tão integral, então a edição estendida foi um resultado daquilo que vimos ou pensamos durante o processo de escrever e filmar a saga com as cenas que não usamos no corte final dos filmes. Se existirá uma versão estendida do Hobbit, tudo dependerá inteiramente da edição final para o cinema e o que teremos de sobra.
 
GDT: Isso é REALMENTE muito cedo para responder… mas como eu sou um maníaco por DVDs (agora um maníaco por blu-ray!), eu acho que se você tem material alternativo suficiente, você pode torná-lo acessível em DVD (ou BR)… não é no início que definimos isso.
 
Pergunta: Vocês utilizarão a mesma equipe de produção? Efeitos especiais, diretores de arte, diretores, compositores, etc…
 
GDT: Muitos deles retornarão. Eu irei complementar os departamentos de efeitos especiais, os departamentos de design (com nomes muito interessantes), mas a equipe irá utilizar a maior parte dos elementos originais que for possível.
 
Pergunta: Veremos Legolas na Floresta das Trevas?
 
GDT: Nós achamos que é uma idéia bastante interessante, mas os roteiros ainda estão sendo escritos, então, desculpe, cedo demais para responder.
 
Pergunta: No livro do Hobbit nós temos trolls e águias falantes e Smaug também fala. Entretanto, na trilogia do SDA, os trolls apenas grunhem, fellbeasts gritam e águias, que deveriam falar, ficam quietas. O quanto estes animais mudará no Hobbit?
 
GDT: Eu acho que deverá ser feito exatamente como no livro – o animal falante deve existir, especialmente para o grande personagem que é o Smaug. É bem mais confuso ter um filme linear e, de repente, um dragão falante.
 
Pergunta: Vocês já começaram a escalar os atores para os 13 anões?
 
GDT: Não, nenhuma escalação foi feita ainda. Quero dizer, algumas pessoas já demonstraram interesse.
 
PJ: Oi, Yetzi – nenhuma escalação foi feita e nem será até que o roteiro esteja pronto. Nós conversamos com um ou outro ator do SDA e, mesmo que a escalação será feita especialmente a partir do roteiro, é impossível escalar 13 anões sem saber das suas personalidades e características. Nós antecipamos que não iremos começar o processo de escalação a sério até a metade do próximo ano.
 
Pergunta: Oi. Vocês pretendem fazer o filme seguindo o livro (O Hobbit, no caso) e fazer uma história infantil bem leve ou vocês pretendem manter o tratamento mais “dark”, mantendo o clima do SDA, especialmente os últimos filmes? Minha preferência pessoal seria para o segundo caso – não consigo imaginar como os elfos de Valfenda regrediriam da nobreza de SDA para aquela versão que faz “Tra-la-la-la..” do Hobbit. Obrigado.
 
GDT: Nós ainda vamos decidir sobre o “Tra-la-la” mais tarde, mas o livro, eu acredito, é um eco da “perda da inocência” que a Inglaterra experimentou após a 1ª Guerra Mundial, é uma passagem da inocência para um estado mais “dark” e sombrio. A progressão temática/visual deve refletir no estilo de filmar palheta de cores, texturas, etc.
 
PJ: Como eu falei antes, eu pessoalmente acho que O Hobbit pode e deve ter um tom diferente. O “tom” dessas histórias não deve ser definido pela pressão que os personagens sofriam em SDA. O mundo é um lugar diferente em O Hobbit. A sombra não é tão escura. Entretanto, o que deve permanecer o mesmo é a realidade da Terra média e a integridade com que, como diretores, colocaremos no filme.
 

Pergunta: Os dois filmes serão filmados ao mesmo tempo?

GTD
: A idéia é filmá-los simultaneamente, com uma pequena pausa para respirar e para reconstruir certos cenários e ter tempo para reavaliar… Mas a programação esperada é de um ano.

PJ
: Sim, eles serão filmados simultaneamente e a filmagem será conduzida pelos atores que estão a trabalhar conosco num determinado momento e pelas locações em que estivermos. Por exemplo, se estivermos filmando cenas de Hobbiton para O Hobbit, poderíamos também filmar cenas de Hobbiton para o Filme 2. Portanto, durante o nosso ano de filmagem, realizaremos os dois filmes ao mesmo tempo, fora de seqüência.


 

A grande descoberta dos Orcs e um novo perigo para Eí¤ – Capí­tulo 2

 Segundo capítulo da saga:
A grande descoberta dos Orcs e um novo perigo para Eä
. Pode ser conferido o primeiro caítulo aqui.

Divirtam-se!

_____________________________________________________________________________________

 

 

No outro dia, após ter acontecido à segunda reunião entre os orcs, eles começaram a construir o barco. Estavam divididos em pequenos grupos para que a viajem ficasse organizada e ninguém se esquecesse de nada.

Os grupos eram: o da alimentação, administrado por Hendmay, a esposa de Boventur; o segundo grupo era governado por Elakadil, responsável pela organização do barco a ser construído; e o último, organizado por Clamentur e Boventur, era responsável por fabricar as armas que levariam para a viagem, pela captura de Razbadum e pelo caminho a ser percorrido até a Cidade dos Corsários.

O grupo mais rápido e mais ágil era o de Elakadil, pois queriam terminar logo, para capturar Razbadum e descobrir o que havia no livro escrito por Melkor. Este grupo era o mais numeroso, pois exigia muito trabalho físico, porém ainda havia a grande dificuldade por ter poucas pessoas para ajudar na construção do barco, o que teria que ser muito bem feito, porque a viagem era longa pelo Mar Belfalas. Elakadil, percebendo a necessidade de um número maior de pessoas, levou o problema até Boventur, chegou abrindo os portões do palácio e disse:
- Meu caro rei, não sabemos o que fazer, temos muito trabalho pela frente e existem poucas pessoas nos ajudando, ou melhor, não há pessoas suficientes para a construção. Demoraremos muito tempo se continuarmos nesse processo.
Então, cara preocupado, Boventur disse:
- Ora, mais uma problema!? Essa viagem está quebrando a minha cabeça. Concordo com você, temos que tomar alguma providência para que não demore muito. Como os meus pensamentos andam bem rápidos, eu já tenho uma idéia!
Elakadil ansioso perguntou:
- Então me conte logo.
E Boventur respondeu:
- Daqui a alguns minutos, todos da nossa montanha terão que ajudar na construção das armas a serem levadas para a nossa viagem e teremos que terminar isso antes do dia se pôr. Mulheres e crianças terão que ajudar também. Vá até lá fora e anuncie a todos o que eu te falei imediatamente!

Sem questionar, Elakandil saiu do palácio sem falar nada e foi possível ouvi-lo anunciando a todos das Montanhas de Ferro de dentro do palácio.
Alguns minutos depois, Boventur saiu de seu Palácio e foi logo organizando o que tinha que ser feito por cada e disse:
- Ouçam, todos! O tempo que nós temos para sair daqui das Montanhas de Ferro é curto, teremos que ser breves na construção deste barco. Mas hoje, antes do pôr-do-sol, teremos que fazer algo juntos, incluindo mulheres e crianças, construíremos as armas para serão levadas na viajam, em nossa defesa. Faremos e levaremos espadas, escudos, arcos e flechas. Creio que o nosso treinamento desde o começo das nossas vidas aqui dentro das Montanhas não foi em vão, entretanto, tratem de usar o que aprenderam. Temos algumas espadas, escudos, arcos e flechas, mas acho que não é o suficiente, teremos que produzir o triplo do que já temos. O que mais temos aqui é ferro, ou seja, não teremos nenhum problema quanto à construção das armas. Vocês já sabem como fazer as espadas, escudos e arcos e flechas. Portanto, começaremos agora!

Começou-se a construção das armas, não aconteceu nenhuma confusão para Boventur, com exceção de que muitos não queriam ajudar. Mas o rei foi bem ágil: deixou bem claro para aqueles que não quisessem trabalhar que seriam punidos e advertidos. Depois desse aviso, todos começaram a trabalhar e ajudar.

No fim do dia, todos estavam muito cansados, mas o trabalho foi terminado, como o previsto. Foi dada pelo rei uma noite de descanso para todos, ninguém nesta noite precisaria trabalhar.

No dia seguinte, após uma longa noite de sono, os orcs já estavam animados, pois começaria a construção do barco. Boventur não precisou anunciar para ninguém começar; eles, ao amanhecer, já estavam fazendo as coisas necessárias. Os orcs precisavam muito de madeira, havia muito pouco lá nas Montanhas de Ferro, mas o suficiente para construir o barco.

Como o barco que eles estavam planejando em fazer era à vela, as mulheres se responsabilizaram em fazer o pano da vela.

No dia todo todos trabalharam muito, foi algo surpreendente para Boventur, pois se nada acontecesse, no dia seguinte, talvez daria até para acabar, pois todos estavam colaborando.

E assim foi, no terceiro dia do começo da construção, o barco acabara de ser terminado.

Hendmay preparava a comida dos orcs para a viagem, inventou algo parecido com as Lembas dos Elfos, os Lopos, muito saboroso para eles.

Todos os dias os orcs trabalhavam para que nada desse errado na viagem tanto de ida tanto de volta.

Após dois dias de descanso para os pobres orcs, foi anunciado a todos que a partida seria no dia seguinte.

À noite, o rei Boventur ficou sozinho em seu palácio, pois pediu para que ninguém entrasse até que ele falasse.

Os orcs não eram muitos de cantar, mas agora eram perceptíveis atos diferentes, o que agora não caracterizava mais um orcs como eram antigamente, os grandes tolos. Então, Boventur em seu pequeno palácio começou a cantar.

Há muito tempo
Há muito tempo
Meus ancestrais perderam
Morreram pelo poder dos que hoje estão em glória
Mas hoje eu digo
Que poder não haverá mais poder naqueles Valar
E digo mais, eles serão mortos
Como os meus ancestrais foram
Mortos como aqueles que apenas queriam servir a seu pai
E hoje eu digo, vingarei a morte de meu pai.

 

Então algo surpreendente começou a acontecer, Boventur começou a cantar em outro idioma, essa mesma canção.

 

Gûl gazat-búrz
Gûl gazat-búrz
Ghâsh gazat-pushdug
YyknLô mkî dzmêsaft bâlopû Jjü
Pâkd Mâjf zabaluin
Jafûg gâgfi inkî moklido jababkba Valar
Galkan zinavalddâ Jiûû
Ênaifjik homoluind macaliendl
Kalanbildilpo malavide zinnboluin kô nalan
Manahd Juisndf jfilidom kialod

 

Este idioma era desconhecido por todos. Foi estranho, mas ninguém soube da cantata.

No dia seguinte, todos os orcs já estavam prontos para começar a viagem na praia do mar Belfalas. Começaram as despedidas, dos que partiriam e dos que ficariam, mas algo assustador aconteceu antes que as despedidas se iniciassem: trombetas estavam sendo soadas, tambores estavam sendo tocados, uma luz vermelha estava vindo do Leste, pisadas fortes sobre a terra, os orcs estavam desesperados e Boventur estava preocupado e dizendo:
-Alinhem! Alinhem!
Todos os orcs estavam prontos para o que viesse. Surge uma voz suave e firme, dizendo:
-Pensavam que vocês iriam sem mim? Sem mim vocês não são nada, tolos, irei ajudar você, mas claro que quero algo em troca, pensava que eu iria te ajudar à toa? Vocês estão enganados.
Boventur com sua braveza e coragem falou:
-Quem é você? Mostre o seu rosto, o que são estas trombetas? Esses passos pesados? E esse ar malicioso? Diga logo! Não estamos com tempo, se você não se revelar, terá o que merece: a morte!
E houve um silêncio.

A voz disse:

- Querem saber mesmo?