Sindarin, a terceira lí­ngua artificial mais falada

A revista Superinteressante deste mês de Setembro traz uma pequena matéria falando sobre os idiomas artificiais mais falados no mundo. E adivinhe? O Sindarin, criado por Tolkien está na lista, em terceiro lugar. 
 

O primeiro lugar das línguas artificiais mais faladas é do Esperanto, que conta com 200 mil falantes e foi criado em 1887 por L.L. Zamenhof com o objetivo de ser um "idioma universal" e promover a paz entre as nações. O segundo lugar fica com o Klingon, criado sob encomenda por Mark Okrand em 1982 para a série Jornada nas Estrelas e que possui 20 mil falantes. 

E em terceiro lugar temos o nosso conhecido Sindarin, que tem 10 mil falantes ao redor do globo. E eu sempre achei que o Quenya fosse mais falado. Acho que esses números – que estão mais para estimativas – são meio furados, mas tudo bem, o importante é ver um dos idiomas de Tolkien bem colocado na lista. 

Comentários

  1. Achei bastante interessante, apesar deu estar começando a estudar esperando eu também tenho um idioma artificial que não tem nenhum artigo dele na internet sobre as regras, isso e tal… entretanto, esse idioma se chama Mercundooeyskin e existem cerca 5 mil falantes, a metade dos falantes são nativos e a maioria deles localizam-se no Brazil, Espanha e um pequeno grupo de estudantes de Mercundooeyskin no Japão.

  2. A estimativa do esperanto tá mais que furada, até onde eu sei o esperanto é falado por algo como 170 MILHÕES de pessoas como segunda língua e meio de intercomunicação além de milhares de publições incluindo Tolkien e muitos outros…