Nimrodel

nimrodel.jpg
A dama élfica perdida de Lothlórien. Nimrodel era graciosa e linda, com longos cabelos que brilhavam como as folhas douradas de mallorn na luz do sol. Era uma elfa silvestre, ou uma elfa da floresta. Nomroedl falava somente a língua dos Elfos da Floresta até mesmo depois que o Sindarin tornou-se a língua comum em Lothlórien.
 

Nimrodel amou Amroth, o Rei de Lothlórien, mas recusou-se a casar com
ele. Amroth era um elfo sindarin, e Nimrodel não estava feliz pelo fato
de que muitos elfos sindarin e noldorin vieram a Lothlórien, pois
acreditava que os mesmos expuseram seus bosques pacíficos à guerra e à
inquietação na Terra – Média. Preferiu viver à parte deles e mantendo
os caminhos dos Elfos da floresta.

Nimrodel viveu sozinha perto do rio que mais tarde ganharia seu nome.
Sua casa era próxima da fronteira noroeste de Lothlórien. É bem
provável que tenha vivido numa gruta – ou pequena caverna – perto da
cachoeira, mas quando os orcs das vizinhas Montanhas Sombrias
ultrapassaram os limites da floresta ela teve que se refugiar em um
local mais altom nos ramos de uma árvore. Provavelmente esse hábito
adotado por Nimrodel tenha influenciado a criação das plataformas
usadas como moradias nas árvores pelos elfos de Lothlórien.

Em 1980, um balrog despertou nas Montanhas Sombrias, e no ano seguinte
os anões abandonaram seu reino em Khazad-Dûm, o qual tornou-se um lugar
do mal chamado Moria. Nimrodel, perturbadíssima, fugiu sozinha de
Lothlórien. Encontrou a borda da floresta de Fangorn mas achou as
árvores ameaçadoras e algumas delas – que talvez sejam os Huorns –
moveram-se para evitar sua entrada na floresta.

Amroth seguiu Nimrodel e encontrou-a perto de Fangorn. Ela prometeu
casar-se se ele trouxesse para ela uma terra pacata. Amroth concordou
abandonar Lothlórien e ir com Nimrodel para as Terras Imortais. Eles
partiram para o porto élfico de Edhellond na Baía de Belfalas ao sul.
Foram acompanhados pelos outros Elfos Silvestres de Lothlórien. Uma das
companhias de Nimrodel foi uma dama élfica de nome Mithrellas, que mais
tarde casou-se com o antepassado da Princesa de Dol Amroth.

Assim que alcançaram as Montanhas Brancas, Nimrodel e Amroth
separaram-se. Amroth alcançou Edhellond e esperou por Nimrodel à bordo
do navio, mas uma tempestade lançou o navio para longe da baía. Amroth
pulou para fora tentando retornar ao litoral para encontrar Nimrodel,
mas foi puxado pelas águas bravias.

Nimrodel vagueou por um tempo pelas montanhas até chegar ao rio
Gilrain, que a fez recordar do local onde viveu perto de Lothlórien.
Sentou-se próxima a uma poça, escutando a água e olhando as estrelas
refletidas na mesma, e seu coração iluminou-se. Nimrodel caiu em um
longo e profundo sono. Quando acordou, desceu as montanhas para ir a
Belfalas, mas o navio já estava longe e Amroth perdido. O que aconteceu
a Nimrodel após este episódio não é conhecido.

Diz-se que na primavera sua voz é escutada como um canto próximo as
quedas do rio Nimrodel em Lothlórien, enquanto a voz de Amroth vem
através do rio Anduin com o vento sul.


Nomes e Etimologia:

Nimrodel significa “A Senhora da Gruta Branca”, provavelmente em
referência a sua moradia perto da cachoeira. O nome é de origem
silvestre adaptado ao Sindarin. O elemento nim significa “branco” e rod
significa “caverna, gruta”.


Fonte:
The Thain’s Book