Maerton – Capí­tulo 4 – O despertar

Quando acordaram, os Maerton se sentiam como se tivessem dormido por
uma noite. Eles estavam presos dentro da “pedra da espada”. Foi aí que
o filho único de Lómin, agora com tanto status como Gil, foi arrebentar
a pedra, para poderem sair. Aconteceu, pois, que ele, com um chute, mal
rachou a pedra. Foi aí, que os Maerton perceberam: estavam bem mais
fracos que antes! Todos se enfureceram com os Valar, que os havia
reunido ali. 
 
 
Porém, o herdeiro do senhor dos guerreiros, pegou em uma
mão Ravena, e na outra Manestríndil. Então ele atacou a rocha com tudo,
e, sete horas depois, conseguiu sair. Mas ele se cansou, e com isso os
Maerton perceberam: estavam bem mais fatigantes do que antes. Foi então
que o ódio aos Valar se inflamou realmente: Seregorr não estava na
rocha!

Eles, então, viram de repente, um ser na sua frente, mais
fraco que eles, mas falava uma língua diferente. Aos poucos os Maerton
foram aprendendo aquela língua, o Sindarin. Mas nenhum Maerton Ousava
ir até Beleriand, pois, daqueles lados, eles acreditavam vir os Valar.
A tribo rumava sempre para o leste, mais um deles tinha um desejo
enorme de rumar para o oeste, e para Beleriand. Este era Sereg, o mago.
 
(Capítulos Um, Dois e Três desta fanfic)