Morre a ilustradora favorita de Tolkien: Pauline Baynes

pauline_baynes.jpg
É com pesar que recebemos a notícia do falecimento da ilustradora favorita de Tolkien: Pauline Baynes, que faria 86 anos em setembro. Pauline faleceu em Surrey, Inglaterra, onde morava, no último dia 1º de agosto.
 
 
 
Pauline é uma das mais conhecidas, e apreciadas, ilustradoras de obras de J.R.R. Tolkien, como em As Aventuras de Tom Bombadil, Smith of Wootton Major, O Hobbit e O Senhor dos Anéis, mas principalmente de C.S. Lewis, com As Crônicas de Nárnia, onde criou muitas ilustrações que são usadas também como capas dessa série.

Pauline tinha 15 anos quando O Hobbit era publicado, em
1937: uma obra e autor que viria a conhecer em breve. Desde jovem,
Pauline sempre foi atenta aos detalhes e já havia estudado na Slade
School of Fine Art quando se ofereceu para trabalhar para o Ministério
da Defesa, pintando camuflagem. Como suas habilidades eram essenciais
para o desenho de mapas, fora transferida para esse departamento
específico: característica que lhe renderia a oportunidade de desenhar
mapas de Nárnia e da Terra-média mais tarde. Em 1949 fora contratada
para ilustrar "Lavrador Giles de Ham", do professor Tolkien, no que em
uma carta para seus editores, o professor declara:


"(…) Escrevo simplesmente para dizer que estou satisfeito com elas
[as ilustrações de Pauline] além até mesmo das expectativas criadas
pelos primeiros exemplares. Elas são mais do que ilustrações, elas são
um tema colateral. Mostrei-as aos meus amigos, cujo comentário educado
foi de que elas reduziram meu texto a uma explicação sobre os desenhos"
(As Cartas de J.R.R. Tolkien, p. 131. Ed. Arte & Letra)

Baynes era a ilustradora preferida de Tolkien. Em 1968, ela foi
premiada com a conceituada medalha Kate Greenaway, em reconhecimento à
sua contribuição à ilustração para crianças. Chegou a ilustrar mais de
100 livros. Pauline faria 86 anos no dia 9 de setembro.

Fontes: Veja mais em: Wikipedia, TORN, Elfenomeno.