Batalha do Acampamento

Batalha que resultou na derrota final dos Carroceiros. A Batalha do Acampamento aconteceu em Ithilien na noite de 13 de julho de 1944, entre os Carroceiros e o Exército Sul de Gondor liderado por Eärnil.

 

Os Carroceiros eram um grupo de Homens do Leste vindos do Rhûn, conhecidos por usarem bigas e carruagens em batalha. Eles estavam aliados a Sauron. Os Carroceiros atacaram Gondor pela primeira vez em 1851 e continuaram a causar problemas no decorrer do próximo século.

Em 1944, os Carroceiros planejaram um ataque em duas frentes com seus aliados, os Homens de Khand e Harad. Os Haradrim se prepararam para invadir Ithiliem pelo sul, enquanto os Carroceiros e os Homens de Khand estavam prontos para atacar pelo nordeste.

As forças de Gondor foram divididas em Exército do Norte e Exército do Sul. O Exército do Sul foi liderado por Eärnil e tinha sua base em Pelargir. Quando notícias de que os Haradrim se aproximavam chegaram até Pelargir em 9 de julho, Eärnil já tinha tomado uma posição a mais ou menos 40 milhas (64,3 km) ao norte do Poros em Ithilien. As Travessias do Poros foram intencionalmente deixadas sem guarda para que os Haradrim marchassem direto para a armadilha deles.

O Exército do Norte foi liderado pelo Rei Ondoher. Ele foi acompanhado por seu filho e herdeiro Artamir. Seu filho mais novo Faramir deveria ter ficado para trás como Regente, mas se disfarçou e juntou-se aos Éothéod, aliados de Gondor. Ondoher esperava encontrar os Carroceiros em Dagorlad, mas o Exército do Norte foi pego de surpresa quando se aproximava do Portão Negro por forças inimigas que esperavam nas sombras das Montanhas de Cinza. O Exército do Norte foi derrotado e Ondoher e seus dois filhos foram mortos.

Os Carroceiros acreditaram que tinham acabado com todo o exército de Gondor. Eles acamparam em Ithilien na noite de 13 de julho e fizeram um banquete para celebrarem antes de continuarem a conquista de Gondor.

Mas então Eärnil e o Exército do Sul chegaram. Eles tinham derrotado os Haradrim no sul de Ithilien e se apressaram para o norte, reunindo os sobreviventes do Exército do Norte enquanto vinham. Eles pegaram os Carroceiros desprevenidos no seu acampamento e colocaram fogo em suas carruagens. Os Carroceiros foram expulsos de Ithilien, e muitos deles fugiram para o Pântano dos Mortos e pereceram.

Depois disso Eärnil tornou-se Rei de Gondor na ausência de um herdeiro direto ao trono. Embora os Homens do Leste continuassem a ser uma ameaça para Gondor nos anos que se seguiram, os Carroceiros nunca retornaram.

Fonte: 

O Thian’s Book
Apêndice A do O Senhor dos Anéis: "Gondor e os Herdeiros de Anárion," pág. 331-39
Apêndice B do O Senhor dos Anéis: "O Conto dos Anos," pág. 371-87
Contos Inacabados: "Cirion e Eorl"