Christopher Tolkien tenta parar O Hobbit nos tribunais

Christopher TolkienQuando perguntado, durante o bate-papo deste final de semana, se Christopher Tolkien (o filho de J. R. R. Tolkien) daria sua benção à versão cinematográfica de O Hobbit, Peter Jackson respondeu diplomaticamente: "Christopher Tolkien não quis se envolver com os filmes de O Senhor dos Anéis e eu acredito que seus sentimentos são os mesmo com relação a estes dois novos filmes". Bem, é mais do que uma crença. Na verdade, não apenas ele não deseja se envolver como está fazendo todo o possível para impedir que O Hobbit… de novo.

 

 
Christopher Tolkien esteve contra a transformação dos livros de seu pai em filmes desde o começo. Ele odeia a idéia deles serem transformados em filmes e tem lutado contra Peter Jackson e meia dúzia de outras pessoas que possuem trechos ou partes dos direitos de filmagem a cada passo do trajeto. Não apenas porque ele não gosta do que Jackson está fazendo, ele simplesmente odeia Hollywood. Ironicamente, ele não odeia publicar continuações caça-níqueis dos livros de seus pais, utilizando trechos de suas anotações, as quais nunca foram planejadas para serem publicadas. Engraçado como funciona.

Mas Christopher Tolkien tem, 83 anos de idade, é freqüentemente descrito como irritadiço e presumivelmente se recorda de um tempo onde os filmes em geral não existiam. Ele parece preferir desta forma porque o TimesOnline noticiou que ele tentará conseguir que um juiz interrompa a produção de O Hobbit já na próxima semana. Em disputa está o que sempre parece estar em jogo quando a franquia O Senhor dos ANéis vai ao tribunal. Ele afirma que a New Line lhe deve dinheiro. Julgando pelo histórico da New Line, ele pode muito bem estar com a razão. Julgando pelo histórico de Christopher Tolkien, esta provavelmente não é a razão pela qual está fazendo isso. Ele não se importa com dinheiro tanto quanto ele odeia filmes. Mais estranho ainda, o artigo do TimesOnline afirma que é provável que ele nunca tenha visto nenhum os filmes de O Senhor dos Anéis. Você poderia pensar que, mesmo sento totalmente contra os mesmos, ele pelo menos teria dado uma espiada na parte de trás da caixa de um dos DVDs. Ele é um Tolkien, afinal. Por mais errado que ele possa estar, seus motivos são puros… à sua própria maneira.

No final das contas o cara está apenas tentando proteger o trabalho de seu pai. Infelizmente, neste caso o trabalho não precisa de sua proteção. Da forma como as coisas estão atualmente, Peter Jackson provavelmente é mais capaz de protegê-lo do que Christopher. Podemos passar o Tolkien Estate para ele? Afinal das contas, ele é um Hobbit honorário.

Felizmente esta não é a primeira vez que a franquia O Senhor dos Anéis está passando por imbróglios legais, e até agora isso não tornou as coisas mais lentas. Não há razão para que isso vá acontecer agora. Pelo menos é isso que esperamos.

 
Fonte: CinemaBlend