Diário de Haldir

Dia Um:
Patrulhando fronteiras de Lothlórien. Nenhum intruso. Estou muito chateado. Ninguém para amarrar e brincar exceto Rumel e Orophin, e francamente, eles se divertem muito mais.
 

Dia Dois:
Mensagem telepática dEla. Galadriel diz que quatro hobbits, um par de homens, um anão, e aquele mauricinho afetado do príncipe da Floresta das Trevas estão rumando para este lado. Espero que Legolas o Palhaço Saltitante traga algum clareador. Sobrancelhas estão necessitando desesperada de retoque.

Dia Três:
Fiz minha cena de "Elfo Poderoso". Tive Aragorn filho de Arathorn de joelhos implorando minha proteção. Perguntei-lhe se ele já era Rei só para vê-lo mudar para aquele adorável tom de púrpura. (Sou um elfo deliciosamente mau em fazer o Herdeiro de Isildur rastejar e lamentar como o cachorro que ele é.)

Dia Quatro:
Ela diz para deixar de bagunça com Aragorn & acessórios de couro e trazer o Portador do Anel para ela. Honestamente! Ela sabe o quão importante é não deixar qualquer um entrar no reino. Mas ela me escuta? Nããããããoooo!
Estou ficando muito aborrecido com a "Senhora" da "Floresta" quero dizer, ELA tem todo o clareador! ELA tem todos os Anéis de Poder! ELA tem o espelho bom. É sempre ELA! ELA! ELA!

Dia Cinco:
Caras Galadhon. Notícias da Sociedade. Gandalf morto. Nada de truques do chapéu pontudo novamente.
Essa é muito boa! Celeborn totalmente caidinho pelo Anão. Anão completamente cativado por Galadriel. Galadriel absolutamente gamada no Portador do Anel, que está completamente alheio a isso. HA HA!! Isto é MUITO melhor que tv a cabo.

Dia Seis:
Legolas não tem nenhum clareador. As raízes dele estão tão à mostra que provavelmente não é mentira. Leggy esperava que NÓS tivéssemos um suprimento. Situação muito desagradável. Mensagem telepática de Arwen perguntando por Gimli. Perguntei lhe se Valfenda pode dispensar algum clareador sem ônus. Arwen toda satisfeita consigo mesmo porque ela nunca tinge. Vaca.
Já que a Princesa de Gelo de Valfenda estava tão empolgada pelo Anão, disse-lhe que seu Anão estava muito ocupado soprando a corneta de Gondor para falar. A resposta de Arwen foi tão fria, que agora pode cortar diamante com os mamilos.
DEPOIS: Enquanto Ela tentava tirar os calções do Portador do Anel, eu mostrei prazeirosamente ao hobbit rechonchudo alguns "truques com cordas". Sam encantadoramente inocente e confiante. Muito flexível também. Estou começando a ver a razão de todo o espalhafato sobre os Hobbits. Não saiba que Hobbit era o meu tipo de coisa. Em tempo: Sam muito devotado ao "Mestre Frodo".
Hobbits são criaturinhas bastante adoráveis que precisam de disciplina rígida com chicote de couro e uma mão firme, muito firme.

Dia Sete:
"Acidentalmente" flagrei Celeborn e o Anão. Muito embaraçoso – especialmente para Celeborn. Disse que estava tentando fortalecer as relações entre Elfos e Anões. Suponho que alguém *poderia* ver isso dessa forma…oh como se fosse possível! Não resisti em perguntar "inocentemente" por que Celeborn estava vestindo a melhor lingerie de noite de Galadriel. HA! Eu vou chantagear -er- pedir-lhe aquela promoção há muito tempo esperada!
DEPOIS: Sam apareceu de repente, muito interessado em aprender mais nós de laço. Aluno muito hábil. Estudante muito muito ansioso. Estou muito curioso em ver se todos os hobbits têm essa disposição. Especialmente o pequeno e voraz Pippin. Pezões cabeludos tornaram-se uma completa obsessão.
AINDA MAIS TARDE: Que mico!! Confundi Pippin com o outro dos legumes grandes. Foi mal Margaridinha!

Dia Oito:
Oh legal! Presentes!
DEPOIS: *suspiro* Presentes não são para mim. Exclusivos para a Sociedade. Cintos de couro e um jogo adorável de punhais para os hobbitzinhos chegados. Uma fina e robusta corda para o adorável e maleável Sam. (Minha sugestão, é claro). Discretamente deram para Aragorn colônias e desodorantes extra-fortes, mas o bundão estúpido não se mancaria nem se acertassem o traseiro cabeludo dele.

Dia Nove:
Hobbits se foram. Celeborn todo deprimido e mal-humorado porque o Anão estava era caidinho por Ela. Todo o maldito dia lamentando-se, "Aposto que Gimli mudaria de idéia depois de 4.000 anos de MENSAGENS TELEPÁTICAS".

Dia Dez:
De volta a patrulhar bosques. A-ham. Mandei uma mensagem telepática para Celeborn perguntando pela suculenta promoção e recebi uma resposta glacial! Perguntei se Ela aprovaria suas táticas horizontais de diplomacia com o Anão. Celeborn repentinamente desejou negociar, mas só se eu vestisse uma lingerie enquanto "martelamos os detalhes".
Estou considerando isto. Francamente eu transaria com um Balrog por uma tarefa formal mais de acordo com meus interesses.
Ainda sem clareador. Racionamento durante tempo de guerra é completamente intolerável.

Dia Onze:
Descobrimos Urak-hais à distância perseguindo a Sociedade. O mais repugnante foi ver que o visual Grunge está retornando. Outras notícias: Sobrancelhas estão em fase crítica. Estão completamente ofensivas. Considerando depilação.

Dia Quinze:
ELA e Elrond procuram por voluntários que fiquem bem de couro e armadura para ajudar a defender o Abismo de Helm. Definitivamente estou pensando em ir. Estou freneticamente curioso sobre os Rohirrim e seus muitos usos para o chicote de cavalo.

Dia Dezesseis:
Celeborn me promoveu a Capitão do Contingente Élfico. Finalmente consegui meu reconhecimento a muito tempo devido!! VIVA EU!
Embora esteja um pouquinho preocupado. Minha armadura parece estranhamente leve comparada às dos outros. Nenhum capacete foi dado para proteger minha cabecinha linda. Celeborn alega que o tecido é magicamente protegido e não terá nenhuma necessidade de armadura de metal.

Dia 17, 18, 19:
Caminhando para o Abismo de Helm. Muito chateando.

Dia Vinte:
O tecido mágico está assando minhas nádegas tensas. Odeio Celeborn

Dia Vinte e um:
Passando por pilha de Orcs fumegantes. Aroma muito desagradável. Lembrei da pilha de roupas de Aragorn que ele deixou para a lavadeira. Ugh! Homenzinho rançoso. Não é surpresa que ele não seja rei.

Dia Vinte e dois:
Edoras. Vazio. Xeretei o vestiário das senhoras na esperanças de achar algum clareador, mas nenhuma sorte. Experimentei alguns vestidos. Achei loção para assaduras de bebê! OBA! Tudo produto natural, não aquele lixo repugnante da Linha Branca.

Dia Vinte e três:
Abismo de Helm. Fui abraçado apaixonadamente por Aragorn. Aragorn mau
, muito mau. Forma muito ruim para deixar marcas de sujeira! Vou dar-lhe uma surra e três dias de trabalho escravo.
Outra nota, Legolas da Floresta das Trevas muito aborrecido.
Nota mental: Mandar a Armadura de Tecido Mágico para uma boa lavanderia à seco depois da guerra.
Legolas tirando sarro das sobrancelhas. Como quem não quer nada fiz uma observação maliciosa sobre o chapéu de franjas. Pensei que Leggy fosse suicidar-se. Wheee!!

Dia Vinte e quatro:
Esse é um exército danado de grande. Espere ter bastante corda na bolsa.

Dia Vinte e cinco:
Morto por orcs. Armadura de tecido mágico de Celeborn completamente inútil. Pensando bem, a falta de capacete não fez tanta diferença. Odeio Celeborn. Me vingarei morrendo pateticamente em câmara lenta e ficando mais popular que ele. Viva eu!