Diário de Frodo – 2ª Parte (ADT)

Dia Um:
Perdido em Mordor com Sam. Pouca comida, com exceção de Lembas. Dieta alta em carboidratos indo diretamente para as coxas. Calções muito apertados. Pequeno Frodo ficando assado. Moral sofrendo. Tenho pesadelos com Gandalf. Queria nunca ter sabido que ele usa meia arrastão. Muita informação, se é que você me entende.
 

Dia Quatro:
Ainda perdido. Tempo úmido fazendo a roupa de baixo agarrar nas coxas gordas. Preocupado se desenvolverei uma erupção cutânea séria. Queria não ter dado os calções maiores para Galadriel. Oh bem…tarde demais. Só temos Lembas para comer, mas Sam ainda carregando 80 quilos em frigideiras.
Sam um pouco obtuso, francamente.

Dia Seis:
Catinga horrível em Mordor. A princípio pensei que Aragorn estivesse na vizinhança, então percebi que era Gollum. Sam transtornado. Tentei explicar que "o canto de sereia" do Anel faz Sméagol ficar louco de luxúria e desejo pelo Precioso. Sam alegou entender tudo muito bem. Inexplicavelmente começou a tagarelar sobre ferramentas de jardinagem. Algo sobre fazer alguém de enxada, mas não pude seguir a linha de pensamento totalmente. Mané estúpido.
Queria ter trazido Gimli agora. Imagino se Gimli sente falta de mim afinal?

Dia Sete:
Gollum tentou pegar o Um Anel durante a noite. A procura no escuro desesperada de Sméagol inflamou a erupção cutânea da parte interna da minha coxa. Fiquei muito aborrecido. Ameacei Gollum com Ferroada.
Sam amarrou Sméagol e obviamente aprecia torturar o prisioneiro quase pelado. Não saiba que Sam era chegado nesse tipo de coisa.

Dia Nove:
Gollum nos conduzindo ao Portão Negro em troca de sabão aromático para refrescar tanga. Usei a Espuma de Banho de Morango que Sam pegou em Valfenda para fechar o acordo. Sam todo amuado pelo meu interesse em Sméagol. Não é nenhuma perversão, só quero descobrir se exposição prolongada ao Um Anel causa calvície masculina.

Dia Onze:
No Pântanos Mortos. Cheiro muito ruim. Algo como se estivesse a favor do vento enquanto Aragorn carrega lixo. Sam acha Gollum muito astucioso. Acho que Sam tem inveja porque Gollum continua magro com a dieta de peixe. Situação da assadura: Incomodando. Tenho que tomar banho logo.

Dia Doze:
Tentei tomar banho no pântano mas pessoas mortas muito brutas ficavam me incomodando. Quase me afoguei. Sam, a besta inútil, não ajudou em nada. Ao invés disso fui salvo por Gollum. Sméagol não é tão ruim. Tenho que tentar levar um lero com ele quando Sam estiver dormindo.
Situação da assadura: Na mesma.

Dia Oito:
Tive um papo agradável com Sméagol sob a luz do luar. Sméagol muito muito ansioso em agradar. Gosto muito quando ele me chama de Mestre. Sam tão contrariado que está ficando roxo. Talvez devesse ter escutado Pippin. Tenha que conversar com Gamgi sobre estar íntimo e possessivo demais.

Dia Nove:
Bombardeado pelo Nazgul Rei Bruxo. Honestamente! Foi só dar uma ficada lá em Amon Sûl e agora o Espectro nº1 vem todo possessivo. Tenho evitado-o como posso. Não atenderei seus chamados. Ele não entende uma indireta?

Dia Dez:
Sméagol trouxe dois coelhos fofinhos para mim. Mortos, mas fofinhos. Sam muito incomodado, mas fiquei alegre que ele ainda tenha as panelas. Sméagol muito transtornado sobre diferentes filosofias da arte culinária. Matará Sam se ele fritar alguma coisa.

Dia Onze:
Vi exército do Sul indo em direção a Mordor. Sam hipnotizado pelos Olifantes. Principalmente pelos apêndices gigantes dos Olifantes. Não parava de falar nisso. Sam bastante estranho.
Nota mental: Ver se ele não quer rachar comigo o pacote completo do Canal Erótico Hobbit..
DEPOIS: Seqüestrados, amarrados e vendados por homens mascarados vestidos de couro. Sam provavelmente está gostando disso. Pedirei a Sam para fazer qualquer ato inominável em troca de loção para assadura. Sméagol se foi. Obviamente não gosta desse tipo de coisa.

Dia Doze:
Estou sendo mantido cativo numa caverna úmida. Sam todo nervosinho. Eu mesmo tive que fazer atos inomináveis. Transaria com um Balrog agora mesmo por um pouco de hidratante e um fim de semana sujo em Osgiliath.
Outras notícias: Descobri que Boromir morreu. Nem Sam nem Faramir muito chateados com isso.
Situação da assadura: Descascando. Coça mais na hora de dormir. Sam ficou excitado e insinuou que eu estava polindo a Ferroada. Disse-lhe que eu estava afagando o Um Anel e saí para fazer xixi.
Espero poder dar um mergulho no lago. Preciso de um banho apropriado e alívio para a coceira. Tentarei passar a conversa no Faramir quando Sam estiver dormindo.

Dia Treze:
Quase consegui nadar agarradinho e pelado com Faramir ontem à noite mas Sam tentou enfiar a caçarola de ferro no "cofrinho" do Faramir.
A besta gorda está determinada a me ver morrer virgem! Quero ter um relacionamento sério antes de sofrer uma morte horrível na Montanha da Perdição. Estou muito aborrecido. Gamgi contratado para dar cabo das ervas daninhas, não para afugentar militares nus de mentes-abertas.

Dia Quarta:
Sméagol atraído pelo bando de Faramir. Sei que Sméagol não é chegado em sado-masoquismo ou sexo em grupo, mas talvez ele mude de idéia.

Dia Quinze:
Oh droga! Faramir descobriu tudo sobre o Um Anel. Agora o quer como aliança de compromisso. Está disposto a ter um casamento aberto mas Sam não concorda. Sam convencido de que continuaria fazendo todo o serviço doméstico – na cozinha e no jardim – mas não teria nem um pouquinho de romance. Provavelmente está certo. Se ele ao menos perdesse um pouco de peso, poderia ganhar algo mais.

Dia Dezesseis:
Osgiliath. Dia muito ruim. Confrontei o Nazgul persistente. Tentou me impressionar com sua nova montaria – Dragão preto novinho em folha. Tentei lhe falar que nosso caso tinha acabado. O Rei Bruxo ficou todo ressentido. Queria o Anel de volta. Até parece!!
Sam se intrometeu antes que pudesse resolver o impasse, então tentou me agarrar num canto. Ameacei enfiar Ferroada no nariz dele. Honestamente!
Pippin muito certo sobre Sam. Uma vez de volta ao Condado começarei a usar temporários de agências.

Dia Dezessete:
Faramir nos levou para a praia e enviou postal para Aragorn. Muita consideração de Faramir em fazer com que Aragorn saiba que estamos bem.
Consegui dar umas rapidinhas com o robusto Capitão Gondoriano enquanto Sam estava fora pegando sorvete. Faramir muito doce. Muito muito ansioso em agradar. Tenho que tentar arrumar para ele um daqueles globos com neve numa loja de souvenirs da Montanha da Perdição.

Dia Dezoito:
De volta ao caminho para Mordor. Sméagol à distância. Provavelmente ainda chateado comigo por ter tentando um ménage à trois com ele e Faramir. Todos os Portadores do Anel se tornam tão irritados?
Sam está sendo um tremendo baba-ovo. Constantemente oferecendo-se para ajudar a apl
icar a loção. Pode ser. Está difícil achar boa ajuda nestes dias.