Diário de Pippin – Parte 2 (ADT)

Dia Um: Ai! Ai! Ai! Ai!

Dia Dois: Ai! Ai! Ai! Ai! Merry comeu a última cenoura. Não dividiu. Bastardo!

 

Dia Três: Ai! Ai! Ai! Ai!
Perdi o brochinho de folha bonitinho. Muito chateado. Transporte não apreciou a massagem então perdi o broche por nada. Cheiro muito ruim no ar. Faz até o fedor de Orc ser refrescante. Capitão Uruk-hai se interessando por mim. Tive que cooperar ou arriscar-me a um desmembramento. Ao todo, dia muito ruim.

Dia Cinco: Estou desenvolvendo uma assadura muito dolorosa por estar roçando em costas largas, musculosas e suadas. Merry não demonstra a menor compaixão. Me pediu que ficasse de olho caso aparecesse alguma marmota. Mas que diabo está acontecendo?
Uruk-hai muito chato e tedioso. Nenhuma comida. Nenhum entretenimento. Só conversa mole de Orc e " Oh, você parece fresco!" e "É verdade que o Príncipe de Mirkwood é loiro oxigenado?" ou "Podemos ver sua tatuagem?". Incompetentes inatos.

Dia Sete: Fuga de Uruk-hai nos conduziu para uma floresta escura e assustadora. Perseguido por orc tarado pouco disposto a romper nossa relação. Por quê todo o mundo quer um compromisso sério comigo?
Orc tarado nos perseguiu por milhas até que inesperadamente foi pisado por uma enorme árvore móvel. Durante fuga, tinha escalado a tal árvore e descobri que tinha arrumado um novo namorado quando os calções escorregaram. Normalmente não faço tal coisa no primeiro encontro mas descobri que seiva alivia assaduras um pouco.
Merry aborrecido. Costumava achar minha perseverança a característica mais atraente. Perdemos o encanto, aparentemente.
Assadura realmente começa a aborrecer de novo.

Dia Oito: Barbárvore (novo namorado) nos levou para ver Gandalf que não está morto, e de fato parece bastante asseado. Então o velho fanfarrão contou uma lorota grande sobre matar o Balrog E tomar um banho, mas este Tûk aqui não engoliu essa. Passei dias com o malandro velho suado em Valfenda, e nem uma vez o vi no banheiro do primeiro andar.
Merry disse que Gandalf esconde chapéu pontudo debaixo da túnica. Tenho que admitir, estou aliviado. Pensei por um momento que ele estava muito inacreditavelmente feliz em nos ver.

Dia Nove: Gandalf foi embora. Barbárvore insaciável. Merry acha que Ent soa igual ao Gimli. Tolice. Merry é um pervertido tarado por anões, francamente.
Situação da assadura: Muito dolorosa. Descobri lascas em uma região assada muito delicada. Transaria com um Balrog agora mesmo por um par de pinças e um creme hidratante.
Tentando não reclamar já que Merry está obviamente com ciúmes da atenção que estou tendo do Ent. Tentarei me acertar com ele depois. Vou cooperando por enquanto, já que posso ser pisado.

Dia Dez: Merry delicadamente ofereceu-se para extrair as lascas problemáticas enquanto os Ents tagarelam sobre o que quer que seja que os Ents estejam tagarelando. Merry não é tão mau. Talvez não seja um bastardo afinal de contas.

Dia Onze: Ai! Ai! Ai! Ai! Ai! Ai!

Dia Doze: Merry tirando um cochilo. Murmurando no sono algo sobre meia-arrastão. Muito interessante. Não saiba que Merry era chegado nesse tipo de coisa.
Ents ainda tagarelando sem parar.
Saí para um passeio. Encontrei uma marmota muito amigável. Suave. Carinhosa, muito boa em remover lascas.
Floresta Fangorn não é tão ruim. Má reputação imerecida. Exceto talvez por ter que se ter muito cuidado para não aliviar a bexiga em uma árvore que possa ser um Ent.

Dia Treze à Dezesseis: Mas que bosta de Warg! Esses malditos Ents nunca se calam?
Lado bom: Merry arrumou uma lasca minúscula no pé e agiu como bebê chorão. Quem é agora o grande hobbit manhoso, hein?
DEPOIS: Barbárvore diz que ele é amante, não guerreiro. Nada de guerra.
Nos ofereceu uma carona até a fronteira e pedi para ir para Isengard. Orc-beijoqueiro não é meu passatempo favorito, mas não agüento mais as lascas do Ent ancião possessivo.
Situação da assadura: Alastrando.
Continuo ouvindo risadinhas de Merry. Não sei a razão. Estou de mau humor, me coçando muito e muito enjoado de tanto balançar em Barbárvore. Pela primeira vez em vida tenho uma enxaqueca.

Dia Dezessete: Isengard. Que espelunca! Estava esperando encontrar uma loja de conveniência na vizinhança. Preciso de pinças e loção hidratante desesperadamente. Sinto falta das patas mágicas da marmota.
DEPOIS: Estamos em guerra. Oba!! Barbárvore esqueceu completamente de mim! Oba!!! Está possesso com Saruman sobre algo. Realmente não consigo entender a metade do que os Ents dizem.

Dia Dezoito: SURFANDO!!!
Coceira violenta na virilha. Discretamente tentei remover eu mesmo as lascas da região. Acho que Barbárvore teve impressão de que eu estava fazendo qualquer outra coisa. Distração minha. Agora não posso usar a desculpa da enxaqueca.
Situação da guerra: Orcs golpeados na cabeça com pedregulhos. 34. Muito bom.

Dia Dezenove: Cheiro em Isengard muito ruim. Merry continua mencionando Aragorn. Como se eu ligasse se ele sente falta de um gigolô de Elfo desprezível e quase monarca. Saí para um passeio – principalmente para ficar longe de Barbárvore que quer compromisso. Surpreso? Não eu! Não vou continuar o namoro com a planta grande! Essa é a idéia de diversão de Merry, não minha!
Encontrei um camarada gorduroso vestido de veludo negro e agarrado à uma edição de moda praia da PlayEorlinga. Troquei algumas pastilhas para hálito por uma cenoura razoável. HURRAH!!
Agora tenho algo que Merry quer. Farei o desgraçado me implorar por isto.