Diário de Gollum

Dia Um
 
Saí em disparada para assistir a reunião dos Pervertidos Tarados por Hobbit Anônimos nas Montanhas.
 

Dia Cinco

Mantido cativo por orcs em Barad-Dur. Tenho sido forçado a assistir "Flipper" vez após vez até contar-lhes onde o Anel está. Malditos métodos cruéis de tortura refinados durante milênios. Não ceda. Permaneça forte.

Dia Seis

Orcs trocaram o filme, agora é "Prova Final" repetidamente. Não pude resistir. Falei onde o Anel está.

Dia Oito

Escapei de Mordor. Tomei o caminho para o Condado. Estou muito desapontado pois ninguém nas últimas semanas respondeu ao anúncio pessoal colocado no Condado Semanal. "Sou desdentado, esverdeado, fedorento. Ex-hobbit de olhos azuis e de cabelos cacheados procura alguém que deve gostar de se agachar na escuridão, afagar jóias, e referir-se a si mesmo na terceira pessoa. Não fumante ".

Dia Dez

Finalmente alcancei o Portador do Anel em Valfenda, mas não consigo aproximar-me dele já que está sempre meio-submerso em uma banheira por um companheiro forte, e desenvolvi medo de água desde que fui forçado a assistir um filme de golfinho 300 vezes.

Argh! Morangos! Odeio morangos!

Dia Onze

Tentativa de me infiltrar no Conselho de Elrond disfarçado de anão de jardim fracassada. Fui guardado em um depósito pelo chato do Glorfindel, onde fiquei preso por horas enquanto Elrond experimentava todos os vestidos de Arwen na frente do espelho, enquanto murmurava algo sobre Legolas não ser afinal de contas o mais bonito. Que saudade de antigamente, quando os homens eram homens e anões eram anões, e elfos usavam calças compridas. Embora algo deva ser dito sobre o conjunto bota-e-saia do Legolas.

Dia Treze

Deixei Valfenda, seguindo Sociedade. Mandei uma carta anônima para Elrond contando-lhe que púrpura não cai bem nele. Espero ouvir os gritos de raiva por todo o caminho até a Estrada de Rohan.

Dia Quinze

Não possa acreditar que homens ainda usam a velha história "Soprar a Corneta de Gondor". Lembro quando os planos originais para ter o Xilofone de Gondor foram deixados de lado pelo Governador em favor da corneta de aparência idiota. Agora sabe-se porque. Muito ruim para o Herdeiro de Isildur que não tem nenhuma Corneta de Gondor (e hobbits não expressaram nenhum interesse na barba cerrada dele) uma vez que ele obviamente está a fim do Frodo. Sam o matará se ele tentar qualquer coisa.

Dia Trinta

Muito frio no topo de Caradhras. Todo mundo quer carregar Frodo montanha acima. Ninguém quer me levar montanha acima… Alojei-me na mochila de Legolas, mas todo aquele cheiro de perfume não foi bom para o meu estômago. Tenho andado enjoado por causa da coleção de produtos de cuidado de cabelo do elfo. Espero que ele não me note.

Dia Trinta Um

Muito escuro em Minas de Moria. Ruim para bisbilhotar. Tenho seguido os sons de Legolas que se queixa ruidosamente do estado da mochila dele e do ar úmido de Moria que é ruim para a pele dele. Gandalf colou chiclete no cabelo dele enquanto ele não estava olhando. Quase gosto de Gandalf. Sempre tem chiclete.

Dia Trinta Três

Encontrei com o Balrog em um salão subterrâneo elegantemente decorado. Balrog muito palerma. Ainda tem uma queda por Gandalf. Lhe disse que o melhor curso de ação era tentar discutir isto, explicar a Gandalf que enquanto eles forem duas pessoas extremamente diferentes, com sistemas de valor e estilos de vida que estão em oposição completa um do outro, o romance não vai dar certo. Balrog disse que isto parece conversa oca de Nova Era sem sentido. Disse ao Balrog para sair da Segunda Era, começar a viver o agora. Dia Trinta Quatro

A conversa entre o Balrog e Gandalf não foi tão boa quanto esperava e resultou na morte trágica de ambos. Talvez eu não seja tão bom consultor sentimental assim. Espreitei e observei a grande troca de abraços dos hobbits nas pedras. Ninguém nunca quer me abraçar, só porque sou disforme e coberto com limo, tão injusto. A aparência de Gimli não é tão melhor que a minha mas mesmo assim ganha uns apertinhos do Boromir.

Dia Trinta Seis

Em Lothlorien. Tentativa de atrair o Hobbit Reserva Indistinguível para longe do Portador do Anel com uma isca de cenouras foi por água abaixo quando Legolas achou as cenouras e as usou para fazer máscara facial. Aragorn contou que estava envergonhado por ser visto com ele enquanto estivesse com o rosto coberto com aquela papa de cenoura. Legolas reclamou que ele não está ficando mais jovem. Aragorn lembrou que também não estava ficando mais velho.

Dia Trinta Nove

Ninguém quer nada comigo. Não posso agüentar. Vou escorar o Portador do Anel em Mordor. Talvez depois de morder e arrancar fora o dedo com o Anel, ele não se importe em jantar comigo. Só tenho que planejar como me livrar de Sam primeiro.