Diário do Um Anel – Vencedor

Dia um:
Comecei a escrever minhas memórias quando fui arrancado do meu papai Sauron, gostava muito do dedo dele, eu me sentia seguro e tranqüilo. Estou indo para um lugar estranho com o homem que me arrancou dele! Faz um tempinho que um elfo pediu para esse homem me destruir, só por que eu não combinava com o vestido púrpura dele.
 

 

Dia dois:
Estamos viajando, Ai… Eu adoro viajar. Eu acho que é Isildur o nome do meu novo dono, pois foi o nome que ouvi o elfo do vestido púrpura gritar histericamente quando ele não quis me destruir! Algo como: "Esse anel fora de moda!! Não é fashion!! Joga ele no fogo!! Queima! Queima! Queima ele ISIIIIILLLDUUURRR!".

Dia um Milhão e três:
Estou dentro da água, faz muito tempo que não vejo um dedo amigo. Um peixinho dourado andou me namorando, e eu comecei a desejar que ele tivesse dedos.

Levei um susto quando me deparei com uma pessoa me tirando da água, uma mão pequenina, mas que deu gasto! Faz tanto tempo que não sabia o que era um dedo!!! Epa… eles estão brigando por minha causa! Como é chato ser poderoso…

Ainda não voltei pro papai.

Dia Um milhão e noventa:
Fui parar em uma caverna escura, com um hobbit que come peixe cru e fala comigo o tempo todo! Como se eu pudesse falar, já é estranho eu conseguir escrever….

Dia dois milhões cento e cinqüenta:

Fui parar em Valfenda com um hobbit de olhos azuis que faz caras e bocas quando me coloca no dedo, ou quando está comigo no pescoço, será que ele sente os mesmos prazeres que eu?

O nome dele é Frodo e eu acho que ele tem um caso com aquele outro hobbit com o nome de Sam, pois os dois vivem tomando banho, eles podia não tomar banho na minha presença, mas ninguém respeita o poderoso Anel.

Hunf…

Ainda não voltei pro papai.

Dia dois milhões cento e cinqüenta e dois:
Várias pessoas ficam querendo decidir o meu destino, o elfo histérico do vestido púrpura é o mais exaltado deles! Fica gritando o tempo todo para me jogarem no fogo.

Começo a sentir olhares de cobiça, estou sendo desejado novamente!! Boromir, Gimli, Aragorn…. todos eles me desejam!! Ah não, o Aragorn está olhando mesmo é pro Frodo, mas o Sam o mata se ele tentar algo.

Dia dois milhões cento e sessenta:
Aqui em Moria estava tudo nas sombras até aparecer o estraga prazeres do Balrog, já falei pro papai que é feio deixar os bichinhos do vovô soltos por ai, sem cuidados. Ele apareceu justo na hora que o Gandalf iria mostrar um truque de mágica pro Frodo, um truque com o chapéu pontudo dele.

Dia Dois milhões e oitenta:
Olha, a perua da Galadriel! Ela não muda nada, sempre querendo tudo pra ela, quer ser dona da floresta, de mim, do Legolas (esse elfo é meio estranho, fica se penteando o tempo todo e de vez em quando some com o Gimli e volta todo sorridente acho que ele é meio gay). Boromir está começando a me perturbar, toda hora ele quer me colocar no dedo ou me levar pro pai dele juntamente com o Frodo, o Sam já está ficando furioso! Frodo continua fazendo caretinha sexy quando coloca o dedinho em mim.

Ainda não voltei pro papai.

Dia Dois milhões e noventa e três:

Eu sabia que o papai não ia esquecer de mim, ele mandou seus homens… ou melhor, orcs, me pegarem, Eba! Já estava com saudades da nossa casa de praia em Harad, não agüento mais esse elfo narcisista, o anão "comedor", o guardião meia bomba, o velho tarado, o homem pedófilo e os hobbits gays sem noção.

Mas espera um pouco, esses não são os orcs do papai! Esses orcs são maiores, mais fortes, altos, morenos, musculosos…. nossa… quem será que fez essas obras de arte? To louco pra conhecer o dedo dele… mas ai me vem o Frodo e estraga tudo! Consegue fugir e continuar me levando pra ser destruído, mas pelo menos estou me acostumando com os banhos, acho que vou começar a participar também…..

FIM