O Diário de um Elfo

Estou sentado, sentado só, em uma mansão gigantesca e tão repleta de pessoas que não consigo avistar o seu fim. Estou esperando a minha vez, a vez de retornar, retornar para a vida e deixar este enfado que me consome a tanto tempo. Uma espera que não sabemos quando termina mas sentimos quando está aproxima.
 
Estou nos domínios de Námo, Mandos, Senhor dos "mortos", estou nos templos de Mandos, lugar onde não se vê o tempo passar mas o tédio da mesmice sempre chega.

Sinto que está próximo da minha vez, sinto finalmente que Manwe virou seus belos olhos claros em minha direção e que agora me acompanha nesse dolorido descanso, logo retornarei e junto também irão muitos, não enxergo como está lá fora, mas suponho que está chegando o momento em que saberemos quem será o vencedor e o vencido nesta guerra que já dura tortuosas Eras, pois logo o Senhor do Escuro regressará, sua maldade não pode alcançar estas terras, mas ela pode ser sentida, em seu semblante o flame de ódio que queima tudo por onde passa e com ele virão seus demônios de terror e virão também os seus orcs asquerosos os mais cruéis de seus comandados, falo do retorno de Sauron que a tempos atrás tornousse uma sombra de seu mestre, está chegando, chegando a hora onde muitas sinas terão seu desfecho, não sei se meu destino está ligado a esses acontecimentos, mas logo saberei. Talvez retorne agora para esta ou talvez para a mais histórica das batalhas, o que me espera não sei, mas enfrentarei até que acabe.

Glorfindel