Diário de Grí­ma

DIA 1: Acabaram-se meus dias frios e solitários, vim morar com Saruman! Acabo de passar uma camada de base nas unhas dele. Aliás, acho que já secou – lá vem ele com aqueles longos dedos convidativos…
 
DIA 45: Saruman tem exigido muito de mim, minhas costas estão arranhadas. Estranho, nem lustrar seu cajado tem me animado mais, logo eu que achava essa uma tarefa tão agradável… Sem falar que o cloro para alvejar as roupas dele estão destruindo meus dedos!

DIA 50: Acho que vou para Rohan. Fiquei sabendo que lá um velho decrépito está precisando de mordomo. Eu só espero que lá esses serviços sejam mais suaves que aqui em Isengard. Até porque eu e Saruman decidimos que será melhor se dermos um tempo… Sinto que é o melhor a se fazer. Com o tempo, a vida a dois desgasta!

DIA 51: Achei que Saruman ia implorar para eu ficar! Erro crasso! Para meu desapontamento ele mal tirou os olhos daquela bola brilhante (e cafona) para me dizer um recado para eu passar a Théoden (até parece que eu sou garoto-de-recados)… Parti sem olhar para trás. Saruman irá sentir falta do seu Griminha!

DIA 54: As estradas da Terra-Média estão indecentes! Cavalguei esses dias todos e estou dolorido. Devo dizer que Rohan é um belo lugar, ainda que feda a cavalo. O palácio não é tão dourado como eu imaginava mas pelo menos não tem muito feno espalhado.

DIA 62: Oh, meus dias de exílio em Meduseld não podiam ser mais chatos. Estamos sempre às voltas com cavalos ou com estandartes com esses bichos fétidos! Nunca pensei que sentiria falta até daqueles Uruk-Hai mal-educados. De qualquer jeito continuo falando as palavras de Saruman a Théoden aos poucos.

DIA 70: Retiro tudo que eu disse! Hoje conheci o sobrinho do rei, ele é tudo de bom, nem parece que são parentes. Estou encantado com Éomer.

DIA 73: Realmente, Éomer é tu-do. Hoje meu olhar furtivo percebeu ele cortando as unhas do pé. Quase me ofereci para ajudar, afinal, de unha eu entendo! Preferi só espiar e deixar nosso contato físico para depois…espero que não tarde a hora de nosso encontro!

DIA 81: Éomer pode ser maravilhoso, mas tem uma irmã, uma tal de Éowyn, que é uma mo-créia! Hoje aquela…aquelazinha veio pra cima de mim e falou mal da minha pele! Justo a minha cútis que eu cuido tanto!

DIA 85: Todos os dias eu e Éowyn nos estranhamos. Desconfio que ela vá fazer queixa ao seu interessante irmão…tomara que ele venha falar comigo e me faça alguma proposta indecorosa!

DIA 88: Um dos melhores por aqui!!! Éomer chegou perto de mim e, me segurando com aqueles braços másculos, me encostou na parede, me chamou de largatixa e ameaçou algumas coisas, provavelmente em defesa da irmã. Mas isso não importa, me perdi nos seus lindos olhos e lamentei esse acontecimento ter sido tão breve.

DIA 90: Pena, agora que ia me acertando com Memér o velho decrépito expulsou-o de Rohan. Minha vida virou uma chatice de novo.

DIA 94: Perseguição! Não sei se fico feliz ou triste! Pela manhã chegaram aqui 4 bofes, sendo 1 mago. Me correu um frio pela espinha quando pensei que meus dias de alvejador-de-roupa-de-mago iriam voltar. Mas ele trouxe um cajadão que merecia uma polida! Não sei o que o mago mostrou para Théoden quando abriu a capa… mas pela cara dele…

DIA 95: Gandalf tirou Saruman do corpo de Théoden. Que surpresa, não sabia que Saruman seria capaz de fazer tal coisa só para ficar perto do Griminha dele. As coisas sujaram para meu lado então resolvi voltar para Isengard.

DIA 100: Orcs em marcha para algum lugar longe, mas isso não impediu-os de dizer-me aquelas cantadas baratas. Esses orcs inconvenientes estão mais numerosos e Saruman conseguiu comprar sua tão sonhada chapinha! Assim ele poupará meus pulsos de fazer escova naquelas longas madeixas alvas toda santa manhã!

DIA 105: Presos em Orthanc. Lá fora, ents estúpidos! Sabem quanto tempo levei pra lustrar todinha a rocha de Orthanc e vocês vêem e destroem assim? Mas, veja o lado bom, Gríma! Você e Saruman com uma ilhazinha particular! Não é o cenário perfeito para uma reconciliação?

DIA 108: Ents cretinos estão a criar um jardim no pátio! Só quero ver quem vai limpar as folhas secas no outono, eu que não. A umidade do jardim esta destruindo a chapinha do Saruman, que está deprimido. Ah, logo a chapinha, que eu fiz com tanto esmero! Saudades de Éomer.