Anfalas

anfalas_01.jpg
Quando olhamos para o mapa da Terra Média e especificamente focamos nossos olhares para o reino de Gondor, podemos perceber como é grande sua extensão territorial.

 

 
Por ser um reino muito extenso existe uma considerável diversidade ambiental (paisagens) e cultural este último um dos pontos mais marcantes dos descendentes de Númenor. Entretanto, o objeto deste artigo é identificar algumas características físico-ambientais e populacionais de uma determinada região de Gondor, a província e/ou região administrativa de Anfalas, localizada em um dos pontos mais ocidentais de Gondor.

Os seus limites ou áreas de domínio “anfalo-gondoriano” eram:

No oeste (Ponente) com o rio Lefnui e as Drúwaith Iaur próximo ao grande mar de Belegaer que também limita Anfalas ao sul (Ostro). Ao norte (Tramontana) limitando-se com as Ered Nimrais (Montanhas Brancas), a Leste (Levante) com outra província, de Belfalas (esta que estava dentre as mais importantes politicamente durante a Terceira Era), tendo como limites o rio Morthond.

anfalas_02.jpg
Anfalas era conhecida pelos povos da Terra Média como a distante Praia Comprida devido sua posição geográfica; a maior parte de seus domínios limitava-se com o grande mar de Belegaer, por isso desse nome, Praia Comprida. Também era conhecida como Langstrand em Westron (a Língua Comum).

O seu terreno é bastante acidentado, apresentando acidentes geomorfológicos, ou seja, maciços rochosos como as Ered Nimrais, e áreas próximas as Drúwaith Iaur. Há também uma ampla área composta por colinas, ou montes verdes que são as Pinnath Gelin; suas características de acordo com os mapas apresentam colinas de topos aplainados e em outras partes, bastante escarpados. Na região costeira têm-se belas praias com amplas planícies de Leste a Oeste, e indo à direção Norte, há grandes braços da imponente cadeia de Montanhas, as Montanhas Brancas.

Sua população era bastante escassa e não havia cidades e sim vilas e povoados espalhados pelo seu território, pois estava de certo modo afastado das regiões mais centrais de Gondor. A população de Anfalas era composta basicamente por camponeses, caçadores, pastores, pescadores, e ferreiros.

História

O povo de Anfalas participou da Guerra do Anel onde uma longa fileira de homens de vários tipos, desde caçadores e pastores, e homens de pequenas aldeias marcharam para defender Minas Tirith. Tais homens estavam modestamente equipados, mas com exceção os homens da casa de Golasgil, o senhor da região. Também de Lamedon, montanheses se juntaram assim como os pescadores do Ethir, mais ou menos uma centena deles e da região de Pinnath Gelin veio Hirluin, o Belo, com 300 homens esplendidos e vestidos de verde pronto para defender Minas Tirith a qualquer custo.

Em passados mais remotos Anfalas foi atacada e invadida por corsários de Umbar, mas Telemehtar, filho de Tarondor, lembrando da morte de Minardil e sentindo-se incomodado pela arrogância e crueldade dos corsários, reuniu uma grande força e no ano de 1810 tomou Umbar. Nesta guerra sangrenta os últimos homens descendentes de Castamir morreram, e Umbar mais uma vez ficou sob administração dos reis por um bom tempo. Entretanto, com novos males que atingiram Gondor, a região de Umbar foi novamente invadida e dominada pelos homens de Harad.

Perfil topográfico de Anfalas

 
anfalas_03.jpg


Referências Bibliográfica

TOLKIEN, John Ronald Reuel Tolkien. O senhor dos anéis: o retorno do rei. São Paulo: Martins Fontes, 2002, 5 – 441.
TOLKIEN, John Ronald Reuel Tolkien. Contos Inacabados: Martins Fontes, 2002.
Sibley, Brian e Howe, John. The Maps of Tolkien’s Middle-Earth with Map: Hardcover, 2005.