Belegost

Um dos dois reinos Anões construídos nas Montanhas Azuis de Beleriand durante a Segunda Era do Brilho das Estrelas, Belegost é Élfico para “Fortaleza Poderosa”. Em Khuzdul, a língua dos Anões, era chamada Gabilgathol ou Mickleburg.
 
Os Anões de Belegost foram os primeiros a entrarem em Beleriand, e estavam entre os melhores ferreiros e escultores de pedra da Terra-média. Foram, também, os primeiros Anões a forjar cotas de malha. Eles comercializavam suas incomparáveis armas de aço com os Sindar e, contratados pelo Rei dos Elfos Cinza, Thingol, eles cavaram o mais belo dos reinos, as Mil Cavernas de Menegroth. Na Guerra das Jóias, os Anões de Belegost ganharam enorme fama, pois somente eles, durante a Batalha das Incontáveis Lágrimas, conseguiam suportar as chamas lançadas pelos Dragões de fogo, por serem uma raça de ferreiros acostumada ao calor em seus reinos, usavam máscaras de aço à prova de fogo que protegiam os seus rostos. Embora o rei de Belegost, Senhor Azaghâl, tenha sido morto na batalha, ele feriu Glaurung e forçou o Pai dos Dragões e todos os seus Dragões a fugirem do campo de batalha. Por mais valentes e esforçados que fossem os Anões de Belegost, seu reino, junto com toda Beleriand, fora completamente destruído e afundou sob o Mar. Os poucos que conseguiram se salvar fugiram em direção ao leste e lá fundaram as mansões de Khazad-dûm.