Arnor

Fundada no ano 3320 da Segunda Era do Sol por Elendil, o Númenoreano, Arnor foi o primeiro reino dos Dúnedain na Terra-média. Elendil governou em Arnor como Alto Rei dos Dúnedain, mas enviou seus filhos para o sul, para fundarem Gondor, o reino dos Dúnedain do Sul.

 

 
A primeira capital de Arnor foi Annúminas, nas praias do Lago Evendim;
em 861, Fornost se tornou sua maior cidade e capital. Foi nesse ano que
Arnor se dividiu em três reinos: Arthedain, Cardolan e Rudaur, pois os
três filhos de Eärendur, o décimo rei. No ano 1300 surgiu ao norte de
Arnor o maligno reino de Angmar. Durante quase setecentos anos o Senhor
dos Nazgûl, que era conhecido como Bruxo-rei, guerreou contra os
Dúnedain de Arnor. Em 1409, os reinos de Cardolan e Rudaur haviam sido
destruídos, mas os Dúnedain de Arthedain ainda resistiram por outros
seis séculos. Finalmente, em 1974, Arthedain foi devastada por legiões
de Orcs e hordas bárbaras do Bruxo-rei. Embora a linhagem dos reis
estivesse intacta através dos remanescentes de seu povo, o reino de
Arnor deixou de existir. E apenas ao final da Guerra do Anel, quando
Aragorn, o último Comandante, se tornou Alto Rei de todos os Dúnedain,
que Arnor foi restaurada à sua forma e esplendor.